quarta-feira, 29 de abril de 2015

Derrota em Minas:Atlético joga mal,e perde para o Tupi:


Mais uma vez o furacão deixou a desejar,após uma partida partida fraca do time rubro negro o furacão foi derrotado pelo Tupi por 1a0 e terá que fazer a partida de volta na arena da baixada no próximo dia 6 precisando vencer por dois gols de diferença para avançar a próxima fase sem precisar das cobranças de pênaltis,porém antes de encarar o time mineiro novamente o rubro negro se despede do estadual contra o Nacional na arena no próximo sábado apenas para cumprir tabela.

O JOGO:

As duas equipes entraram em campo com algo em comum. Ambas passam por um processo de reconstrução. Pelo lado do Furacão, a grande atração era o atacante Walter que, mesmo muita acima do peso aceitável, iniciou entre os titulares. Sua primeira jogada aconteceu logo aos dois minutos, um cruzamento que a defesa mineira afastou sem maiores problemas. Aos sete minutos, pegando sobra da defesa, Bady soltou uma bomba para grande defesa de Glaysson.
Apesar da vontade demonstrada nos minutos iniciais, o Rubro-negro seguia com problemas para armar as jogadas, deixando o time da casa equilibrar as ações. Aos nove minutos, Marcio Goiano aproveitou cruzamento de Osmar para pegar de primeira, pela linha de fundo. Na reposta, Marcos Guilherme foi acionado em velocidade, mas Glaysson deixou a meta para ficar com a bola.
O Atlético levou perigo para valer apenas aos 22 minutos, com Dellatorre, que testou firme para defesa de Glaysson, em cima da linha. O troco veio aos 29 minutos, em cruzamento de Felipe Augusto que desviou na defesa e quase enganou Weverton, que foi no cantinho para espalmar e ceder escanteio. Aos 35 minutos, Milton Mendes tirou Bady para entrada de Ytalo por opção técnica.
Para o segundo tempo, as equipes retornaram sem novas modificações. Aos três minutos, Walter lançou Marcos Guilherme, que correu muito, mas chegou atrasado, facilitando a recuperação do goleiro Glaysson. A partida era tecnicamente fraca, com os times mostrando vontade, mas com dificuldade para executar os lances. Aos 11 minutos, Dellatorre pegou de primeira e obrigou Glayson a operar um milagre, na melhor chance do jogo até então.
A estreia de Walter terminou aos 19 minutos, com a entrada de Crysan em seu lugar. Os jogadores do Tupi pareciam fisicamente esgotados e se seguravam do jeito que dava. Porém, aos 26 minutos, após cobrança de escanteio, Bruno Ré cabeceou, Eduardo salvou e, no rebote, Vinícius Kiss empurrou para o fundo das redes para abrir o placar.
Com alguns refletores apagados, o jogo foi paralisado pela arbitragem aos 31 minutos. Após uma pausa de mais de 25 minutos, a bola voltou a rolar. Na primeira jogada, abola sobrou para Marcos Guilherme arrematar e parar no goleiro Glaysson. O Furacão tentava na vontade, mas não conseguia encontrar seu gol. Aos 42 minutos, Ytalo teve a melhor chance da partida, em uma cabeçada fulminante que Glaysson foi buscar de forma espetacular para garantir a vitória.
As duas equipes voltam a se encontrar na próxima quarta-feira, dia 6 de maio, na Arena da Baixada, em Curitiba. O Tupi tem a vantagem do empate para seguir adiante. Quem passar de fase vai encarar o vencedor do confronto entre Ceará e América-MG.
Ficha Técnica:
TUPI–MG 1 X 0 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Mário Helênio, Juiz de Fora (MG) 
Data: 28 de abril de 2015, terça-feira
Horário: 21h50 (de Brasília) 
Árbitro: Vinicius Goncalves Dias Araujo (SP) 
Assistentes: Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo - SP (Asp.Fifa-SP) e Anderson José de Moraes Coelho (SP)
Cartões amarelosVinícius Kiss (Tupi); Natanael, Deivid (Atlético-PR)
GOL
TUPI: Vinícius Kiss, aos 26 minutos do segundo tempo
TUPI:Glaysson; Osmar, Maílson (Paulão), Fabrício Soares e Bruno Ré; Genalvo,Vinícius Kiss, Rafael Jataí e Marco Goiano (Ygor); Felipe Augusto e Daniel Morais (Bruno Arrabal) 
Técnico: Leston Jr.
ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Gustavo, Léo Pereira e Natanael; Deivid, Paulinho Dias, Bady (Ytalo)e Marcos Guilherme; Dellatorre (Felipe) e Walter (Crysan) 
Técnico: Milton Mendes
Veja como foi a derrota do Atlético para o Tupi.

terça-feira, 28 de abril de 2015

Duelo em Minas:Em busca da classificação,Atlético enfrenta o Tupi.


Na noite dessa terça feira,o furacão volta a campo para a disputa da Copa do Brasil a bola rola a partir das 21:50 no estádio Mário Heleno em Juiz de fora contra o Tupi,após espantar o fantasma da degola no estadual o time rubro negro busca uma firmação na competição nacional sobre o comando de Milton Mendes que optou por manter a base do time que enfrentou o Prudentópolis no fim de semana,e além disso deverá promover algumas novidades na formação do time.

O TIME:

Para a partida,o técnico Milton Mendes deverá promover a estréia do atacante Walter,que teve seu contrato divulgado no BID da CBF outro que fica a disposição mas no banco de reservas,é o também recém contratado Ytalo que também for regularizado e fica a disposição no restante do time a equipe deve ser mantida com Dellatorre no ataque e Paulinho Dias no meio campo.


O Tupi:

O adversário do furacão,o Tupi de Juiz de Fora comandado pelo técnico Leston Junior já está definido para a partida,dentro dos destaques da equipe estão os meias Rafael Jatai e Vinicius Kiss que são responsáveis pela criação da equipe sendo assim a provável formação do Tupi é:Glaysson; Osmar, Mailson, Fabrício Soares, Bruno Ré; Genalvo, Rafael Jataí, Vinícius Kiss e Marco Goiano (Carlos Renato); Felipe Augusto e Daniel Morais.

Ficha Técnica:

Tupi-MG x Atlético-PR
Local:Estádio Mario Heleno,Juiz de Fora.
Horário:21:50
Data:28/04/2015
Competição:Copa do Brasil 2015.
Arbitro:Vinicius Gonçalves Dias Araujo.
Assistentes:Tatiane Sacilotti Dos Santos Camargo e Anderson José de Moraes Coelho.

Tupi-MG:Glaysson; Osmar, Mailson, Fabrício Soares, Bruno Ré; Genalvo, Rafael Jataí, Vinícius Kiss e Marco Goiano (Carlos Renato); Felipe Augusto e Daniel Morais.Téc:Leston Junior.

Atlético-PR:Weverton; Eduardo, Gustavo, Lula (Léo Pereira) e Natanael; Deivid, Jadson (Paulinho Dias), Bady, Felipe e Marcos Guilherme (Ytalo ou Crysan); Walter (Dellatorre).

domingo, 26 de abril de 2015

Goleada:Atlético goleia o Prudentópolis e se livra da degola.


O Atlético goleou o Prudentópolis por 4a1 no estádio Newton Agibert,e espantou qualquer risco de rebaixamento no estadual 2015,com gols de Dellatorre,Marcos Guilherme e dois do garoto Crysan o furacão passou pelo time do interior em um jogo tecnicamente muito fraco.Agora o rubro se concentra para a Copa do Brasil,quando entra em campo na próxima terça feira em Juiz de Fora contra o Tupi.

O JOGO:

A partida começou de maneira nervosa no estádio Newton Agibert. Ao passo que o Prudentópolis lutava pela primeira vitória no Torneio da Morte, o Atlético-PR jogava para dissipar as possibilidades de rebaixamento. Assim, a tensão tomou conta dos atletas, que abusavam dos passes errados e das ligações diretas, procurando, respectivamente, os centroavantes Serjão e Dellatorre.
Em um raro momento de descuido da encaixada marcação do Tigre, o Furacão foi preciso e inaugurou o marcador aos 39 minutos. Acionado pelo lateral Natanael na área, Dellatorre dominou e finalizou firme, de canhota. A bola carimbou a trave de Doni, porém, no rebote, lá estava o centroavante para conferir, balançando a rede sem dificuldades.
O tento minou as ações do Prude, que amargou a segunda rede balançada dois minutos mais tarde. Dellatorre escapou em velocidade pela ponta esquerda, invadiu a área e cruzou rasteiro para Marcos Guilherme. A jovem promessa, que disputou o Sul-Americano sub-20 pela Seleção Brasileira, não desperdiçou presente e finalizou com consciência, sem dar chances a Doni.
Destaque da partida até então, Dellatorre não voltou para disputar o segundo tempo. O centroavante acabou expulso junto com o zagueiro Kal, com quem protagonizou um desentendimento na ida para os vestiários. O árbitro Felipe Gomes da Silva não admitiu a indisciplina e puniu ambos com cartão vermelho.
No dez contra dez, o Atlético-PR manteve a superioridade e marcou o terceiro gol aos 27 minutos do período complementar, em grande estilo. Marcos Guilherme invadiu a área em posição duvidosa e tentou driblar Doni, mas se atrapalhou e tocou para Cryzan, atrás. O substituto de Felipe finalizou com maestria, por cobertura, e viu a bola tocar o travessão mandante antes de balançar sutilmente a rede.
O Prudentópolis descontou quando o relógio apontou a marca dos 29. Wellinghton invadiu a área em velocidade e finalizou firme para vencer Weverton. Porém, o iluminado Cryzan, aos 33, fechou o marcador e garantiu a goleada rubro-negra fora de casa. O jovem atacante entrou pelo lado esquerdo, cortou a marcação e chutou com capricho, sem dar chances a Doni.
Ficha Técnica:
PRUDENTÓPOLIS 1 x 4 ATLÉTICO-PR 
Local: Estádio Newton Agibert, em Prudentópolis-PR 
Data: 25 de abril de 2015, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Felipe Gomes da Silva
Assistentes: Diego Grubba Schitkovski e Diogo Morais
Cartões amarelos
Dellatorre, Natanael e Gustavo (Atlético-PR)
Cartões vermelhos
Kal (Prudentópolis); Dellatorre (Atlético-PR)
GOLS
PRUDENTÓPOLIS: Wellinghton, aos 29 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Dellatorre, aos 39 minutos do primeiro tempo, e Marcos Guilherme, aos 41 minutos do primeiro tempo, e Cryzan, aos 27 e 33 minutos do segundo tempo
PRUDENTÓPOLIS: Doni; Luizinho, Kal, Thiago Lugano e Biro Biro; Casimiro, Alex Ricardo, Lucas (Vinícius), Marcelinho (Caíque) e Wellington; Serjão
Técnico: Márcio Máximo
ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Gustavo, Léo Pereira e Natanael; Deivid e Paulinho Dias (Hernani); Marcos Guilherme, Bady (Edigar Junio) e Felipe (Cryzan); Dellatorre
Técnico: Milton Mendes.
Veja como foi a vitória do rubro negro.

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Nova era:Na estreia de Milton Mendes,Atlético enfrenta o Prudentópolis.


Nesse sábado as 18:30 no estádio Newton Agibert,o Atlético enfrenta o Prudentópolis em mais uma rodada do torneio da morte,após um semana turbulenta após a derrota vergonhosa para o Rio Branco e precoce demissão do técnico Enderson Moreira a partida desse sábado marca a estréia de Milton Mendes no comando atleticano  e logo na sua chegada o treinador mostra sua cara e faz várias mudanças na equipe titular em relação ao último jogo para se reabilitar e afastar qualquer risco.

O TIME:

Para a partida,o treinador promove várias mudanças,ao começar pela defesa isso por que o zagueiro Lula que vinha sendo titular pode perder a posição para Léo Pereira que reapareceu entre os relacionados e pode começar jogando,já no meio de campo Paulinho Dias que também não vinha sendo aproveitado reaparece na equipe e briga pela vaga no meio com Hernâni outra novidade está no ataque isso por que Caique e Crysan brigam pela posição ao lado de Marcos Guilherme.A seguir confira os relacionados para o jogo e a ficha técnica da partida.

Relacionados.

GOLEIROSSantos e Weverton
LATERAIS
Eduardo e Natanael
ZAGUEIROS
Gustavo, Léo Pereira e Lula
VOLANTES
Deivid, Hernani, Otávio e Paulinho Dias
MEIAS
Bady, Felipe, Marco Damasceno, Marcos Guilherme e Rafinha
ATACANTES
Caíque, Crysan, Dellatorre e Edigar Junio
O Prudentópolis.
Para a partida contra o furacão,o técnico Márcio Maximo não poderá contar com o lateral Adnil,e o atacante Vinicius ambos lesiondos,por outro lado terá a volta do zagueiro Kal e do meia Marcelinho,sendo assim o Prudentópolis deve ir a campo com:Doni;Lucas,Kal,Luganoe Biro Biro;Alex Ricardo,Cassemiro,Luizinho e Marcelinho;Serjão e Wellington.
Ficha Técnica:
Prudentópolis x Atlético-PR
Local:Estádio Newton Agibert.
Data:25\04\2015
Horário:18:30
Campeonato:Campeonato Paranaense 2015.
Arbitro:Felipe Gomes da Silva.
Assistentes:Diego Grubba Schitkovski e Diogo Morais.
Prundentóolis:Doni;Lucas,Kal,Luganoe Biro Biro;Alex Ricardo,Cassemiro,Luizinho e Marcelinho;Serjão e Wellington.Téc:Márcio Maximo.
Atlético-PR:Weverton; Eduardo, Gustavo, Lula (Léo Pereira) e Natanael; Deivid, Hernani (Paulinho Dias), Bady e Felipe; Marcos Guilherme e Caíque (Crysan).Téc:Milton Mendes.

Conheça o zagueiro Kadu,e o lateral Luiz Paulo novos reforços do Atlético.


O Atlético confirmou a contratação do zagueiro Kadu de 28 anos que vem do Vitória,o jogador chega pra ser um dos líderes da defesa atleticana que vem passando por problemas nas últimas temporadas.O outro reforço é o lateral direito Luis Paulo que vem do Madureira onde se destacou na 
disputa do campeonato carioca a seguir,confira a ficha técnica dos novos atletas do rubro negro.

Kadu:

Nome: Ricardo Martins de Araújo
Posição: Zagueiro
Data de Nascimento: 20 de julho de 1986 [28 anos]
Local de Nascimento: Brasília (DF)
Clubes em que atuou: Bragantino (SP), Corinthians (SP), Figueirense (SC), Vitória (BA) e Braga (Portugal).



Luiz Paulo:

Nome:Luiz Paulo França Nascimento.
Nascimento:20\04\1993
Idade:21
Clubes:Madureira.


segunda-feira, 20 de abril de 2015

Milton Mendes é o novo técnico do Atlético.


O Atlético anunciou oficialmente a contratação do técnico Milton Mendes,horas depois de oficializar a saída do Enderson Moreira o time rubro negro não perdeu tempo e contratou o treinador que estava na Ferroviária de Araraquara onde conquistou o titulo da segunda divisão paulista.

Carreira:

Milton Mendes, que já faz parte do projeto do Furacão, está vindo da Ferroviária de Araraquara, parceira do CAP. Na equipe paulista, o técnico foi campeão da Série A2 e recolocou a Ferroviária na elite do futebol paulista após 19 anos. Em 17 partidas, a Ferroviária conquistou 40 pontos e garantiu o título com duas rodadas de antecedência.
Milton Mendes, de 49 anos, iniciou sua carreira como treinador de futebol em 2001. Com grande experiência no exterior, o profissional comandou as equipes portuguesas do Marítimo e Machico. Foi técnico do Qatar Sports Clube, entre 2007 e 2012, e do Al –Shahaniya, também do Qatar. Em 2014, comandou o Paraná Clube.

Caiu:Enderson Moreira não é mais técnico do Atlético.


Um mês,esse foi o tempo que durou Enderson Moreira no comando do Atlético após oito jogos obtendo três vitórias,três empates e duas derrotas num total de 54% de aproveitamento a diretoria rubro negra ainda não confirmou o nome do novo treinador.

Jogos de Enderson Moreira no comando do Atlético:

22.03.15 - Atlético 7 x 0 Nacional (Paranaense)
29.03.15 - Londrina 1 x 0 Atlético (Paranaense)
02.04.15 - Remo 1 x 1 Atlético (Copa do Brasil)
05.04.15 - Atlético 2 x 0 Prudentópolis (Paranaense - "Torneio da Morte")
09.04.15 - Nacional 0 x 1 Atlético (Paranaense - "Torneio da Morte")
12.04.15 - Rio Branco 1 x 1 Atlético (Paranaense - "Torneio da Morte")
15.04.15 - Atlético 1 (5) x 1 (4) Remo (Copa do Brasil)
18.04.15 - Atlético 1 x 3 Rio Branco (Paranaense - "Torneio da Morte")

domingo, 19 de abril de 2015

Vergonha:Atlético perde para o Rio Branco na arena,e segue ameaçado.


Nem o mais pessimista torcedor rubro negro,esperava um jogo tão trágico como foi em apenas 45 minutos de jogo o Atlético foi derrotado pelo Rio Branco por três a um e segue ameaçado de rebaixamento no estadual o rubro negro foi surpreendido com três gols ainda no primeiro tempo enquanto Felipe de pênalti descontou para o rubro negro.

O JOGO:


 Com a tampa fechada, o caldeirão tinha tudo para ferver, seja com comemoração, seja com pressão. Aos dois minutos, a segunda opção já parecia a mais próxima da realidade. Aos dois minutos, Lula recuou na fogueira para Weverton e Bruno Andrade, de cabeça, quase aproveita a bobeada. Aos nove minutos, Roger Guerreiro cobrou falta, Marco Túlio recebeu com liberdade, mas a arbitragem parou o lance para marcar impedimento.
A situação começou a se complicar ainda mais aos 14 minutos. Paulo Henrique cruzou na área e Bruno Andrade apareceu para arrematar no ângulo para abrir o placar. O Leão da Estradinha precisou queimar a primeira mudança aos 19 minutos, com Henrique saindo lesionado para a entrada de Josi. Aos 29 minutos, Roger Guerreiro bateu na trave e, no rebote, Josy empurrou para o gol.
Já no desespero, o técnico Enderson Moreira tirou o lateral Eduardo para a entrada do atacante Marco Damasceno. A situação, no entanto, não melhorava e o Furacão não conseguia jogar. Aos 41 minutos, depois de confusão na área atleticana, Gustavo Marmentini derrubou Marco Túlio. Pênalti marcado. Na cobrança, Roger Guerreiro mostrou categoria para marcar o terceiro, ganhando aplausos irônicos da torcida rubro-negra.
Para o segundo tempo, o Rubro-Negro voltou com Bruno Mota no lugar de Gustavo Marmentini. Com um resultado impensável a favor, o Rio Branco se fechou, deixando a partida travada, já que o Atlético seguia sem conseguir apresentar nada de positivo. Fora de campo, a torcida vaiava, protestava contra a diretoria. Aos 11 minutos, Damasceno fez o cruzamento fechado e Enderson deixou a mata para segurar.
Em uma rara chegada atleticana, Caíque bateu de fora da área, aos 23 minutos, Enderson desviou e a bola ainda bateu na trave antes de sair. Aos 29 minutos, Caíque recebeu, girou o corpo, mas chutou desequilibrado, sem perigo. Na arquibancada, a torcida virou de costas para ao jogo, assistindo dois meninos jogando bola. Enquanto isso, aos 38 minutos, Felipe chutou e Paulo Henrique tocou com a mão na bola dentro da área. Pênalti que Felipe converteu. A torcida vaiou e a reação ficou por aí.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 1 X 3 RIO BRANCO
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR) 
Data: 18 de abril de 2015, sábado
Horário: 18h30 horas (de Brasília) 
Árbitro: Leandro Barros Nunes
Assistentes: Jefferson Cleiton Piva da Silva e Fabrício da Silva Martins
Cartões amarelos: Roger Guerreiro, Enderson (Rio Branco)
Gols:
ATLÉTICO-PR: Felipe, aos 38 minutos do segundo tempo
RIO BRANCO: Bruno Andrade, aos 14 minutos, Josy, aos 29 minutos, Roger Guerreiro, aos 41 minutos do primeiro tempo
ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo (Marco Damasceno), Gustavo, Lula e Natanael; Deivid, Hernani, Gustavo Marmentini (Bruno Mota) e Felipe; Marcos Guilherme e Douglas Coutinho (Caíque). Técnico: Enderson Moreira
RIO BRANCO: Enderson; Bira, Darlan (Júnior Goiano), Kaio Oliveira e Alex; Paulo Henrique, Roger Guerreiro (Diogo Saraiva), Marquinhos, Henrique (Josi) e Marco Túlio; Bruno Andrade.
Técnico: Alan Aal
Veja os gols da partida.

sexta-feira, 17 de abril de 2015

Para evitar sustos:Atlético recebe o Rio Branco na arena.


O Atlético recebe o Rio Branco nesse sábado,por mais uma rodada no torneio da morte,após a suada classificação contra o Remo na Copa do Brasil o rubro negro busca se livrar de qualquer riscos no campeonato estadual contra o time do litoral,para a partida o técnico Enderson Moreira não deve mudar muito o time em relação a partida do meio de semana isso por que jogadores como Cléo não devem jogar por ainda estarem no departamento médico.

O TIME:

Para a partida,o furacão deve manter a mesma formação da partida contra o Remo,Bruno Mota e Felipe seguem no meio campo ao lado de Marcos Guilherme enquanto Douglas Coutinho comanda o ataque.

O Rio Branco:

Pelos lados do time do litoral,o técnico Alan Aal terá a volta dos laterais Bira e Alex e do atacante Bruno Andrade que cumpriram suspensão por outro lao não terá o volante Oberdam suspenso.

Ficha Técnica:
Atlético-PR x Rio Branco.
Local:Arena da Baixada
Data:18\04\2015
Horário:18:30
Arbitro:Leandro Barros Nunes.
Assistentes:Jefferson Cleiton Piva da Sila e Fabricio da Silva Martins.

Atlético-PR:Weverton,Eduardo,Gustavo,Lula e Natanael;Deivid,Hernani,Bruno Mota e Felipe;Marcos Guilherme e Douglas Coutinho.Téc:Endeson Moreira.

Rio Branco:Enderon,Bira,Pedrão,Darlan e Alex;Juinior Goiano,Paulo Henrique,Roger Guerreiro e Henrique;Marquinhos e Bruno Andrade.Téc:Alan Aal.

quinta-feira, 16 de abril de 2015

Reforços:Atlético anuncia a contatação dos atacantes Ytalo e Walter.


O Atlético anúnciou oficialmente a contratação dos atacantes Ytalo e Walter,o primeiro vem do Audax-SP,Ytalo tem 27 anos e também teve passagens por Internacional,Mogi Mirim,Marítimo de Portugal.Já Walter é a principal contratação do furacão até aqui o atacante de 25 anos vem do Fluminense por empréstimo de um ano junto ao Porto de Portugal,Walter começou sua carreira n Internacional atuando também por Goiás onde trabalhou com o técnico Enderson Moreira atuou também fora do país e por a seleções de base.a seguir confira a ficha completa dos novos jogadores do furacão.


Ytalo:

Ficha Técnica:

Nome completo: Ytalo José Oliveira dos Santos
Data de nascimento: 12/01/1988 [27 anos]
Local de nascimento: Maceió (AL)
Clubes em que atuou: Corinthians (AL), Marítimo [Portugal], Internacional, Mogi Mirim (SP), União Frederiquense (RS), Paulista (SP), Guaratinguetá (SP) e Audax (SP).

Walter:
Ficha Técnica:
osição: Atacante
Nome completo: Walter Henrique da Silva
Data de nascimento: 22/07/1989 [25 anos]
Local de nascimento: Recife (PE)
Clubes em que atuou: Internacional, Porto [Portugal], Cruzeiro, Goiás e Fluminense
Títulos conquistados: Sul-Americano Sub-20 [2009] Campeonato Gaúcho [2009], Taça Suruga Bank [2009], Libertadores [2010], Liga Europa [2010/2011], Liga Portuguesa [2010/2011 e 2011/2012], Taça de Portugal [2010/2011], Supertaça de Portugal [2010 e 2011], Brasileiro Série B [2012] e Campeonato Goiano [2013].

Nos pênaltis:No sufoco Atlético elemina o Remo na arena.


No sufoco e na dureza,mas o Atlético eliminou o Remo e segue na disputa da Copa do Brasil,após mais uma vez mostrar um futebol limitado com muitos erros o furacão conseguiu abrir o placar com gol do zagueiro Lula,porém Felipe Macena empatou para o time de Belém do Pará,que levou a decisão da vaga para as cobranças de pênaltis onde o rubro negro acabou levando a melhor na próxima fase o furacão enfrenta o Tupi-MG.

O JOGO:

Antes de a bola rola, o torcedor ovacionou o novo reforço do Furacão, o atacante Walter, que deu por encerrada a polêmica envolvendo a assinatura de seu contrato e foi apresentado pela diretoria. Com a bola rolando, precisando da vitória, o Rubro-Negro foi para o ataque. Aos três minutos, Felipe cobrou falta e Gustavo subiu para testar pela linha de fundo.
O troco veio com Rony, aos oito minutos, que bateu cruzado para boa defesa de Weverton. Mais pressão atleticana e, aos 13 minutos, Bruno Mota achou Marcos Guilherme entrando no meio da defesa e lançou paro atacante entrar na área arrematando para fora, com perigo. Até que, aos 19 minutos, Felipe cruzou e Lula subiu mais do que a defesa testando para o fundo das redes para abrir o placar.
Para evitar qualquer drama no final da partida, o Atlético forçava em busca do segundo, mas não demonstrava tranquilidade na hora de finalizar. Lula virou uma arma importante na área e, aos 32 minutos, Felipe levantou para o zagueiro desviar, mas com falta sobre o goleiro. Aos 38 minutos, Felipe pegou sobra de bola na entrada da área e soltou a bomba, carimbando a trave.
Para a segunda etapa, o Remo retornou com Levy e Rafael Paty nos lugares de Cláudio Allax e Bismark. Aos quatro minutos, Felipe cobrou falta e Gustavo desviou, desta vez para fora. O Leão começou a gostar do jogo e, aos oito minutos, após cobrança de falta, Felipe Macena pegou sobra de bola e bateu para estufar as redes e deixar tudo igual. Preocupado, o técnico Enderson Moreira colocou o atacante Edigar Junio no lugar do meia Bruno Mota.
O Remo sentiu que poderia buscar a classificação e, com isso, o técnico Cacaio colocou em campo dois titulares que estavam sendo poupados no banco de reservas. Aos 17 minutos, Edigar Junio recebeu, teve tempo para escolher o canto e, na frente do gol, bateu em cima de Douglas Coutinho. Aos 27 minutos, Levy cobrou falta e quase surpreendeu Weverton, que se esticou para ceder escanteio. Aos 29 minutos, Rafael pegou de voleio para defesa de Weverton, salvando o que seria um golaço.
O torcedor, que apoiou o jogo todo, começou a se irritar novamente. Natanael apareceu com liberdade aos 36 minutos para marcar, mas o árbitro anotou o impedimento. A grande chance para evitar os pênaltis aconteceu aos 47 minutos, com Edigar Junior, que apareceu na cara do gol e bateu para um milagre de Fabiano.
A repetição do placar do primeiro encontro levou a decisão para as penalidades, sob gritos de vergonha do torcedor. O primeiro a abater para o Atlético foi o zagueiro Gustavo, que converteu. Pelo lado do Remo, Alex Ruan carimbou o travessão, mudando momentaneamente o clima na Arena. Natanael também fez o dele para o Rubro-Negro. Ratinho mandou para as redes. Felipe não desperdiçou e fez a festa da torcida. Felipe Macena, com tranquilidade, marcou.
Estreante da noite, o volante Jadson cobrou muito mal, mandou pela linha de fundo e aumentou a tensão. Rafael Paty, pelo lado do Leão, marcou e passou a pressionar o Furacão. O jovem Gustavo Marmentini fez o dele. Levy mostrou experiência e tocou no cantinho para fazer. Nas alternadas, Rafinha abriu mandou para o fundo das redes. Já Ilaílson errou e classificou o Rubro-Negro, sob vaias da torcida.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 1 (5) X (4) 1 REMO
Estádio: Arena da Baixada, em Curitiba (PR) 
Data: 15 de abril de 2015, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília) 
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC) 
Assistentes: Éder Alexandre ( SC) e Rosnei Hoffmann Scherer (SC) 
Cartões amarelos Deivid, Felipe, Jadson e Gustavo (Atlético-PR); Bismark, Ciro Sena, Warian Santos (Remo)
Gols:
ATLÉTICO-PR: Lula, aos 19 minutos do segundo tempo 
REMO : Felipe Macena, aos 8 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Gustavo, Lula e Natanael; Deivid, Jadson, Bruno Mota (Edigar Junio) e Felipe; Marcos Guilherme (Rafinha) e Douglas Coutinho (Gustavo Marmentini). 
Técnico: Enderson Moreira
REMO : Fabiano; Cláudio Allax (Levy), Ciro Sena,Igor João e Alex Ruan; Warian Santos, Ilailson, Felipe Macena e Mateus Carioca (Ratinho); Bismark (Rafael Paty) e Rony 
Técnico: Cacaio
Veja como foi a classificação do Atlético contra o Remo:









Pênaltis: