Um pontinho:Atlético joga mais,mas só empata com o Grêmio.


Jogando em Porto Alegre,o furacão ficou no empate sem gols contra o Grêmio na manhã desse domingo,mesmo fazendo uma partida melhor que a do adversário e criando as melhores chances a bola não entrou e o jogo acabou sem gols com o resultado,o rubro assume provisoriamente a sexta posição na tabela de classificação na próxima rodada o furacão vai até o Rio de Janeiro para enfrentar o Flamengo.

O JOGO:

 A partida começou bastante estudada. A primeira falta forte ocorreu aos dois minutos de jogo. O zagueiro Wanderson acertou um chute na cabeça do meia Lincoln, mas o árbitro não apresentou cartão.
Aos nove minutos, o Atlético-PR chegou com um chute de fora da área. Pavez recuperou a bola no meio de campo e tocou para Ederson, que arriscou um forte chute na entrada da área, mas a bola foi para fora.
Nos primeiros 15 minutos, o Grêmio tocou e rodou bastante bola de um lado para outro, buscando espaços. Enquanto isso, o Furacão apostou na marcação e em alguns momentos nas faltas. Após os minutos iniciais, o Atlético-PR foi controlando a partida e o Tricolor Gaúcho encontrava dificuldades para criar e fazer a transição ofensiva.
A primeira chegada com perigo foi do Furacão. Aos 23 minutos, o lateral Zé Ivaldo lançou a bola na área e Ederson, livre, finalizou de primeira, mas sem direção. O Atlético-PR encontrou pela direita o lado para atacar. Aos 31, Nikão passou por Leonardo e cruzou para área. A zaga afastou para a entrada e Guilherme tentou de primeira, mas a bola subiu muito.
Dois minutos depois, em cobrança de falta próxima à área, em diagonal ao gol, Nikão chutou direto. A bola bateu na rede pelo lado de fora. A marcação excessiva e a falta de qualidade do confronto não resultaram em mais lances de efeito na primeira etapa.
Tanto o Grêmio quanto o Atlético-PR retornaram do vestiário para o campo sem mudanças. Aos cinco minutos, o meia Lincoln foi imprudente, tentou um drible e perdeu a bola, dando um contra-ataque para o Furacão. Guilherme arriscou um chute de fora da área, sem perigo.
Aos dez minutos, o Grêmio teve ótima oportunidade de fazer o primeiro. O lateral Léo Moura chegou pela esquerda e tocou para Everton, que, invadindo a área, deu um chapéu no marcador, mas no momento da conclusão o goleiro Weverton apareceu fechando os espaços e o chute explodiu no arqueiro do Furacão.
A resposta do Atlético-PR foi rápida. Cinco minutos depois, o atacante Sidcley foi lançado por Guilherme e ficou cara-a-cara com o goleiro Paulo Victor, que fez uma defesa espetacular, salvando o time gaúcho. Aos 22, em boa trama entre Sidcley e Ederson na entrada da área, o atacante chutou cruzado, e mais uma vez o goleiro Paulo Victor salvou o Grêmio.
Aos poucos, as duas equipes começaram a errar muitos passes e criar pouco no setor ofensivo. Só aos 40 minutos, em uma falta frontal ao gol, o Grêmio teve mais uma boa oportunidade de balançar as redes, mas a bola explodiu na barreira.
Na última grande chance de gol, Douglas Coutinho fez bela jogada pela esquerda e cruzou para a área. O meia Guilherme apareceu livre para cabecear e a bola passou rente ao poste direito de defesa gremista.
Pelo Brasileirão, os dois times voltam a campo na 22ª rodada. No próximo domingo, 27 de agosto, às 16 horas (de Brasília), o Atlético-PR enfrenta o Flamengo, no estádio Luso-Brasileiro, no Rio de Janeiro. Já o Grêmio vai encarar o Sport, no sábado, às 16 horas, novamente em casa. Antes disso, o Tricolor Gaúcho disputa a segunda partida da semifinal da Copa do Brasil contra o Cruzeiro, na quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no estádio do Mineirão.
Ficha Técnica:
GRÊMIO 0 X 0 ATLÉTICO-PR
Local: Arena do Grêmio, Porto Alegre (RS)
Data: 20 de agosto de 2017, domingo
Horário: 11 horas (de Brasília)
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Assistentes: Alessandro Álvaro Rocha de Matos (BA) e Elicarlos Franco de Oliveira (BA)
Público: 15.369 (13.615 pagantes)
Renda: R$ 461.683,00
Cartões amarelos: Jailson e Kaio (Grêmio); Zé Ivaldo e Guilherme (Atlético-PR)
GRÊMIO: Paulo Victor; Leonardo (Beto Da Silva), Bressan, Bruno Rodrigo e Marcelo Oliveira (Conrado); Kaio, Jailson, Léo Moura, Lincoln (Patrick) e Fernandinho; Everton.
Técnico: Renato Portaluppi
ATLÉTICO-PR: Weverton; José Ivaldo, Paulo André, Wanderson e Fabrício; Esteban Pavez, Eduardo Henrique (Matheus Rossetto), Guilherme, Nikão, Sidcley (Pablo); Ederson (Douglas Coutinho).
Técnico: Fabiano Soares

Para manter o embalo:Atlético enfrenta o Grêmio em Porto Alegre.


Na manhã desse domingo,o furacão entra em campo em Porto Alegre para enfrentar o Grêmio,adversário bem conhecido do furacão pois já se enfrentaram três vezes nessa temporada porém dessa vez,a situação é outro de um lado o rubro negro embalado com quatro vitórias seguidas contra um tricolor gaúcho todo modificado focado na Copa do Brasil.Para a partida o técnico Fabiano terá que fazer alguma mudanças na equipe em relação ao último jogo.

O TIME:

Para a partida três baixas estão confirmadas,o zagueiro Thiago Heleno será poupado e fica de fora dessa forma,Wanderson e Paulo André formam a dupla de zaga já na lateral direita Jonathan que sentiu um problema muscular na última partida,fica em tratamento e Cascardo mais uma vez entra na equipe.Quem também fica de fora é o meia Lucho González que também será poupado dessa forma o rubro negro deve entrar em campo com:Weverton,Cascardo,Wanderson,Paulo André e Fabrício;Pavéz,Rosseto,Nikão,Guilherme e Lucas Fernandes;Ribamar.

O Grêmio:

Focado na partida de volta da semi final da Copa do Brasil,o técnico Renato Gaúcho optou por mandar uma equipe reserva para o jogo contra o furacão,assim como aconteceu na última rodada os principais jogadores do tricolor gaúcho não estarão em campo nesse domingo dessa forma alguns jogadores como o goleiro Paulo Victor,o zagueiro Bressan entre outros devem ganhar uma oportunidade na equipe titular com isso o Grêmio deve ir a campo com:Paulo Victor,Léo Moura,Bressan,Bruno Rodrigo e Marcelo Oliveira;Jailson,Kaio,Fernandinho,Lincoln e ;Everton;Batista.



Ficha Técnica:

GRÊMIO X ATLÉTICO-PR
Local: Arena do Grêmio, Porto Alegre (RS)
Data: 20 de agosto de 2017, domingo
Horário: 11h (de Brasília)
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Assistentes: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (BA) e Elicarlos Franco de Oliveira (BA)
GRÊMIOPaulo Victor,Léo Moura,Bressan,Bruno Rodrigo e Marcelo Oliveira;Jailson,Kaio,Fernandinho,Lincoln e ;Everton;Batista.
Técnico: Renato Portaluppi
ATLÉTICO-PR: Weverton; Gustavo Cascardo, Wanderson, Thiago Heleno e Fabrício ; Pavez, Matheus Rossetto e Guilherme; Nikão, Lucas Fernandes e Ribamar
Técnico: Fabiano Soares.
Relembre Atlético e Grêmio no primeiro turno:


Embalou:Atlético goleia o Bahia e entra no G-6 do brasileirão.


O JOGO:

O primeiro tempo foi bastante agitado. Com ambas as equipes propondo o jogo, quem compareceu na Arena da Baixada pôde acompanhar uma disputa equilibrada, embora tanto o Bahia como o Atlético-PR tenham apresentado algumas deficiências na hora de finalizar as jogadas.
Tendo de substituir Jonathan, com um incômodo na coxa, o técnico Fabiano Soares acabou optando por Cascardo para substituir o lateral-direito. No entanto, logo após o jogador entrar em campo, os donos da casa acabaram sofrendo gol. Aproveitando cruzamento pela direita, Mendoza, livre, finalizou de primeira para carimbar a trave antes de a bola estufar as redes e colocar o Bahia em vantagem.
Mal deu tempo de os torcedores baianos comemorarem o gol fora de casa, e o Atlético-PR respondeu. Aos 24 minutos, Matheus Reis bate com o braço na bola em disputa dentro da área com Lucas Fernandes. Nikão foi para a cobrança e colocou a bola no cantinho, sem chances para Jean, que pulou para o lado oposto.
Na segunda metade do primeiro tempo o Atlético-PR ainda quase conseguiu a virada, aos 35 minutos, em cabeçada de Fabrício, que passou muito próximo do gol. Mendoza, aos 37, em chute fora da área, também assustou o goleiro Weverton, mandando pela linha de fundo.
Se na etapa inicial o jogo foi equilibrado, no segundo tempo só deu Atlético-PR. Aos seis minutos os donos da casa logo transformaram a mudança de postura em gol com Thiago Heleno, que aproveitou cobrança de falta de Guilherme para cabecear sem chances para o goleiro Jean.
Com a boa vantagem construída, o Atlético-PR baixou o ritmo nos minutos finais e se propuseram a administrar o placar. Ainda assim, antes do apito final, Nikão aproveitou falha do Bahia para arrancar pela esquerda, jogar na área e, após chute de Guilherme, Sidcley não desperdiçou o rebote e transformou o triunfo em goleada.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 1 X 4 BAHIA
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 13 de agosto de 2017, domingo
Horário: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci – SC (FIFA)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP)

Cartões amarelos: 
Eduardo, Matheus Reis, Éder e Zé Rafael (Bahia); Thiago Heleno e Matheus Rossetto (Atlético-PR)
GOLS: 
Mendoza, aos 20 minutos do 1ºT (Bahia); Nikão, aos 24 minutos do 1ºT, Thiago Heleno, aos seis minutos do 2ºT, Éder, contra, aos 13 minutos do 2ºT, e Sidcley, aos 40 minutos do 2ºT (Atlético-PR)
ATLÉTICO-PR : Weverton; Jonathan (Cascardo), Thiago Heleno (Zé Ivaldo), Wanderson e Fabrício; Pavez, Matheus Rosseto, Guilherme, Nikão e Lucas Fernandes (Sidcley); Ribamar
Técnico: Fabiano Soares
BAHIA: Jean; Eduardo, Tiago, Éder e Matheus Reis; Edson (Juninho), Renê Júnior, Régis (João Paulo) e Zé Rafael (Gustavo Ferrareis); Mendoza e Rodrigão
Técnico: Preto Casagrande
Veja os gols do jogo:

Mirando G-6:Atlético recebe o Bahia na arena.


Após a eliminação na Libertadores o furacão foca todas suas atenções no brasileirão,na oitava colocação na tabela o rubro negro recebe na noite desse domingo o Bahia na arena em um jogo que pode ser considerado direto,isso por que o time baiano está a apenas três pontos do furacão.Apesar da eliminação e da derrota para o Santos no meio de semana a atuação em Santos deu animo ao time que busca a quarta vitória seguida no brasileirão e para o jogo o furacão terá novidades na equipe.

O TIME:

Para a partida o rubro negro terá voltas importantes ao time,são os casos do zagueiro Wanderson que deve ser titular na zaga no lugar de Paulo André suspenso,Pavez volta ao time e deve ser titular ao lado de Rosseto no meio campo porém Eduardo Henrique também pode aparecer no setor,já Lucho González deve ser poupado e Lucas Fernandes deve aparecer no time principal dessa forma o rubro negro deve ir a campo com:Weverton,Jonathan,Wanderson,Thiago Heleno e Sidcley;Pavez,Rosseto(Eduardo Henrique) e Guilherme;Nikão(Fabricio),Lucas Fernandes e Ribamar.



O Bahia:

Para subir na tabela o tricolor baiano vem a Curitiba tentar surpreender o furacão,porém o técnico Preto Casagrande terá muitos problemas para montar o time isso por que o treinador perdeu cinco jogadores titulares nas vésperas da partida,o zagueiro Lucas Fonseca suspenso,os meias Allione e Vinicius,o lateral Armero e os atacantes Edigar Junio e Maikon Leite dessa forma uma provável formação do Bahia é: Jean; Eduardo, Tiago, Éder (Becão) e Matheus Reis; Edson, Renê Júnior e Régis; Zé Rafael, Mendoza e Rodrigão.



Ficha Técnica:



ATLÉTICO-PR X BAHIA
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 13 de agosto de 2017, domingo
Horário: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci – SC (FIFA)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP)
ATLÉTICO-PR : Weverton; Jonathan (Cascardo), Thiago Heleno, Wanderson (Paulo André) e Sidcley (Fabrício); Pavez (Rosseto), Lucho (Eduardo Henrique) e Guilherme; Nikão e Pablo; Ribamar
Técnico: Fabiano Soares
BAHIA: Jean; Eduardo, Tiago, Éder (Becão) e Matheus Reis; Edson, Renê Júnior e Régis; Zé Rafael, Mendoza e Rodrigão
Técnico: Preto Casagrande

Valeu furacão:Atlético luta até o fim,mas é eliminado da Libertadores.


O JOGO:

O jogo começou truncado na Vila Belmiro, como uma decisão de Libertadores. Precisando reverter a vantagem, o Atlético-PR demonstrou mais ímpeto no início e teve a primeira boa chegada do duelo. Aos 9 minutos, Nikão driblou Victor Ferraz no lado esquerdo e bateu. A bola desviou na zaga e assustou Vanderlei.
No lance seguinte, Nikão avançou novamente pela esquerda e cruzou na área. David Braz furou ao tentar afastar, mas o camisa 1 do Peixe salvou.
As duas chegadas atleticanas ‘acordaram’ o Santos, que respondeu na sequência, quando Bruno Henrique recebeu de Ricardo Oliveira e bateu de longe, passando perto do travessão de Weverton.
Porém, após a primeira chance desperdiçada, o alvinegro recuou e entregou a bola para o Furacão, esperando por um contra-ataque. O time de Curitiba, por sua vez, passou a dominar as ações e só não abriu o placar porque o Peixe tinha Vanderlei embaixo da trave.
Mostrando nenhum abatimento por ficar fora da lista de convocados da Seleção Brasileira, o goleiro santista fez três grandes defesas em um minuto e salvou o Santos novamente na Vila.
A pressão atleticana continuou. Aproveitando-se da fragilidade no meio-campo santista com Yuri e Alison, a equipe comandada por Fabiano Soares botou o Peixe ‘na roda’. Aos 37 minutos, Jonathan avançou com facilidade pelo lado direito e cruzou para o meio da área. Sidcley, completamente sozinho, bateu no meio do gol. Porém, se Vanderlei estava vendido no lance, foi a vez de Lucas Veríssimo colocar o peito na bola, em cima da linha, e livrar o alvinegro de ir para o intervalo em desvantagem no marcador.
Mesmo com a entrada de Jean Mota na vaga de Yuri, o segundo tempo começou da mesma forma que o primeiro: com o Atlético-PR dominando completamente o Santos dentro da Vila. Aos 13 minutos, Jonathan cruzou para Ribamar, mas Lucas Veríssimo dividiu com o atacante e afastou o perigo.
Dois minutos depois, porém, o Peixe finalmente assustou o goleiro Weverton. Após lindo lançamento de Jean Mota, Veríssimo desviou de cabeça e a bola tirou tinta da trave esquerda do arqueiro atleticano.
A chance desperdiçada pelo alvinegro não diminuiu o ímpeto do Furacão, que seguiu dominando e pressionando em plena Vila Belmiro. Aos 26 minutos, Sidcley mandou de fora da área e obrigou Vanderlei a fazer mais uma boa defesa.
No lance seguinte, quem salvou o Santos foi a trave. Após cruzamento de Nikão, Jonathan apareceu livre na área e cabeceou na trave. Logo depois, Sidcley também avançou sem marcação e só parou em Vanderlei.
Porém, mesmo sendo completamente amassado na Vila, o Peixe conseguiu encaixar o tão esperado contra-ataque e matou o confronto. Aos 32 minutos, Lucas Lima lançou para Ricardo Oliveira na direita. O atacante cruzou na medida para Bruno Henrique apenas escorar e decretar a classificação santista na Libertadores.
Ficha Técnica:
SANTOS 1 X 0 ATLÉTICO-PR
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 10 de agosto de 2017, quinta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Mauro Viglian (ARG)
Assistentes: Diego Bonda e Gabriel Chade (ARG)
Público: 12.360
Renda: R$ 622.995,00
Cartões amarelos: ATLÉTICO-PR: Guilherme.
GOL:
SANTOS: Bruno Henrique, aos 32 do 2ºT;
SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz Lucas Veríssimo, David Braz e Zeca; Alison (Daniel Guedes), Yuri (Jean Mota) e Lucas Lima; Copete (Thiago Ribeiro), Bruno Henrique e Ricardo Oliveira.
Técnico: Levir Culpi
ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Fabrício; Rossetto (Bruno Guimarães), Lucho e Nikão, Sidcley (Pablo) e Guilherme; Ribamar (Ederson).
Técnico: Fabiano Soares