Reforços:Atletico anuncia a contratação do atacante Ribamar,e do volante Esteban Pavéz.


O furacão vai se reforçando para a sequência da temporada,a diretoria rubro negra anunciou nessa semana a chegada do atacante Ribara de 20 anos que chega do Munich 1860 da Alemanha,e do volante Esteban Pavéz de 27 anos que chega junto ao Colo-Colo do Chile.Ambos chegam para suprir algumas carências do elenco atleticano e assim que tiverem seus contratos divulgados no BID(boletim informativo diário) ficam a disposição do técnico Fabiano Soares.A seguir confira a ficha técnica dos novos reforços do furacão:


Ribamar:

Posição: Atacante

Nome completo: Lucas Ribamar Lopes dos Santos Bibiano

Data de nascimento: 21/05/1997 [20 anos]
Local de nascimento: Rio de Janeiro (RJ)

Número da camisa no Rubro-Negro: 9

Clubes em que atuou: Botafogo e 1860 Munique [Alemanha]




Esteban Pávez:

Posição: Volante

Nome completo: Esteban Andrés Pavez Suazo

Data de nascimento: 01/05/1990 [27 anos]

Local de nascimento: Santiago [Chile]
Número da camisa no Rubro-Negro: 23

Clubes em que atuou: Colo-Colo, do Chile [2009, 2010, 2013-2017]; Rangers, do Chile [2010]; San Marcos de Arica, do Chile [2011]; e Unión Temuco, do Chile [2012]

Títulos conquistados: Campeonato Chileno - Clausura [2009 e 2014], Campeonato Chileno - Apertura [2015], Copa Chile [2016] e China Cup [2017]

Sem gols:Atlético fica no zero com o Botafogo.


Mais uma vez o furacão não conquistou a vitória em casa,após um jogo truncado o rubro negro não passou de um empate sem gols com o Botafogo na arena,e continua com seu jejum de vitórias.Agora o furacão volta a campo no próximo domingo novamente na arena diante a Ponte Preta.

O JOGO:

A partida começou movimentada, em velocidade, com as duas equipes tentando explorar os lançamentos. Aos cinco minutos, Sidcley apareceu pelo lado esquerdo e levantou para Pablo, que desviou de cabeça para boa defesa de Jefferson. O Furacão tentava se soltar mais. Aos oito minutos, Douglas Coutinho partiu para a jogada individual, fez fila, mas foi travado por Roger.
Lançamento de Thiago Heleno para Pablo, aos 13 minutos, mas o atacante entrou em impedimento. Cobrança de falta ensaiada para o Rubro-Negro, aos 17 minutos, com Nikão rolando para Sidcley cruzar e Douglas Coutinho desviar de cabeça, por cima da meta. Mais um ataque do Atlético, aos 24 minutos, com Sidcley arriscando da entrada da área, pela linha de fundo.A partida começou movimentada, em velocidade, com as duas equipes tentando explorar os lançamentos. Aos cinco minutos, Sidcley apareceu pelo lado esquerdo e levantou para Pablo, que desviou de cabeça para boa defesa de Jefferson. O Furacão tentava se soltar mais. Aos oito minutos, Douglas Coutinho partiu para a jogada individual, fez fila, mas foi travado por Roger.
Lançamento de Thiago Heleno para Pablo, aos 13 minutos, mas o atacante entrou em impedimento. Cobrança de falta ensaiada para o Rubro-Negro, aos 17 minutos, com Nikão rolando para Sidcley cruzar e Douglas Coutinho desviar de cabeça, por cima da meta. Mais um ataque do Atlético, aos 24 minutos, com Sidcley arriscando da entrada da área, pela linha de fundo.
O Botafogo respondeu, aos 25 minutos, com Roger recebendo na entrada da área e pegando de primeira, para fora, mas com perigo. Aos 32 minutos, Jonathan saiu machucado para a entrada de Cascardo no Furacão. Cobrança de falta na entrada da área carioca, mas Nikão desperdiça carimbando a barreira. De cabeça, aos 49 minutos, Roger deu trabalho para Weverton.
Depois do intervalo, as equipes retornaram sem novidades. A disputa voltou mais equilibrada, as a chances reais de gol eram raras. Porém, logo aos sete minutos, Fabiano Soares apostou na entrada de Ederson no lugar de Douglas Coutinho, que saiu vaiado de campo. Aos 12 minutos, Pimpão saiu em disparada e parou apenas na saída de Weverton.
A posse de bola seguia com o Furacão, mas o Botafogo era mais agudo. Aos 23 minutos, Pimpão ajeitou a bola para Matheus Fernandes, que finalizou por cima da meta, desperdiçando o ataque. Tecnicamente o jogo era ruim, com pouca emoção na Arena. Aos 31 minutos, Guilherme desviou cruzamento, a bola passou por todo mundo e se perdeu.
O Atlético apareceu com perigo aos 34 minutos, depois de chute forte de Nikão que Jefferson defendeu. No rebote, Ederson teve a chance de finalizar, mas Victor Luís apareceu para salvar. Pelo segundo amarelo, Emerson Santos foi expulso, aos 39 minutos. Com um a mais, o Rubro-Negro poderia pressionar, aproveitando ainda o longo acréscimo dado, mas tinha dificuldade e não conseguiu tirar o zero do placar em um jogo sem inspiração.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 0 X 0 BOTAFOGO
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data 20 de julho de 2017 (quinta-feira)
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS)
Cartões amarelos: Otávio, Nikão e Lucho (Atlético-PR); Joel Carli, Pimpão, Emerson Santos, Igor Rabello e Jefferson  (Botafogo)
Cartão vermelho : Emerson Santos (Botafogo)
ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan (Cascardo), Thiago Heleno, Paulo André e Sidcley; Otávio, Eduardo Henrique (Guilherme)e Lucho Gonzalez; Nikão, Pablo e Douglas Coutinho (Ederson)
Técnico: Fabiano Soares
BOTAFOGO: Jefferson, Luis Ricardo, Joel Carli, Igor Rabello e Víctor Luís; Rodrigo Lindoso (Marcelo), Bruno Silva, Matheus Fernandes e João Paulo; Rodrigo Pimpão (Gilson) e Roger (Guilherme)
Técnico: Jair Ventura
Veja alguns lances do jogo:

Só vencer:Furacão recebe o Botafogo na arena.


Nessa quinta feira o furacão volta a campo pelo brasileirão,e mais uma vez tenta um recomeço diante seu torcedor dessa vez contra o Botafogo.Agora o rubro negro terá mais uma motivação para o jogo isso por que finalmente o técnico Fabiano Soares foi liberado para comandar o time a beira do campo,além disse o rubro terá volt importante na equipe para a partida diante os cariocas.

O TIME:

Para a partida,a principal novidade deverá ser a volta do zagueiro Thiago Heleno,que cumpriu suspensão diante o Corinthians com isso a tendência é que Paulo André volte para o banco e Wanderson forme dupla de ataque com Thiago.Já mais a frente no meio campo a baixa será Rosseto lesionado e Eduardo Henrique segue na equipe no ataque existe uma dúvida entre Douglas Coutinho e Eduardo Da Silva e ainda uma possibilidade de Cascardo ser mantido no meio de campo disputando essa vaga com Nikão,dessa forma uma provável formação do furacão é: Weverton; Jonathan, Thiago Heleno, Wanderson (Paulo André) e Sidcley; Otávio, Eduardo Henrique e Cascardo (Nikão); Pablo e Douglas Coutinho(Eduardo Da Silva).

O Botafogo:

Na sexta colocação do campeonato,o fogão busca manter o embalo e seguir na briga pelo G-6,para a partida o técnico Jair Ventura deverá fazer algumas mudanças em relação ao time que venceu o Sport,isso por que o treinador não poderá contar com o lateral direito Arnaldo suspenso,assim Luis Ricardo ganha a vaga por outro lado terá a volta do lateral esquerdo Vitor Luis e do volante Bruno Silva,assim o Botafogo deve ir  acampo com: Jefferson, Luis Ricardo, Joel Carli, Igor Rabello e Víctor Luís; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Matheus Fernandes e João Paulo; Rodrigo Pimpão e Roger

Ficha Técnica:

ATLÉTICO-PR X BOTAFOGO
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 20 de julho de 2017 (Quinta-feira)
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS)
ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Thiago Heleno, Wanderson (Paulo André) e Sidcley; Otávio, Eduardo Henrique e Cascardo (Nikão); Pablo e Douglas Coutinho
Técnico: Fabiano Soares
BOTAFOGO: Jefferson, Luis Ricardo, Joel Carli, Igor Rabello e Víctor Luís; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Matheus Fernandes e João Paulo; Rodrigo Pimpão e Roger
Técnico: Jair Ventura

Tudo igual:Atlético fica no empate com o Corinthians.


O Furacão foi até São Paulo e voltou com um ponto na bagagem,o furacão segurou o líder Corinthians e garantiu um ponto fora de casa,fazendo uma boa a partida o rubro negro saiu na frente com um golaço do lateral Jonathan,permitiu a virada e voltou a empatar com um gol e Otávio.Agora o furacão volta a campo na próxima quinta feira contra o Botafogo na arena da baixada.

O JOGO:


Atuando em casa, contra um adversário que atravessa mau momento, o Corinthians se viu obrigado a tomar a iniciativa de atacar. Rodou a bola de um lado a outro do gramado, à procura de espaços, e chutou impacientemente de média e longa distância quando não teve criatividade suficiente para envolver o Atlético-PR.
Para dificultar ainda mais o trabalho ofensivo do Corinthians, os seus jogadores de frente pareciam desconcentrados, errando muitos passes. Pela esquerda, Moisés (ocupou a vaga do suspenso Guilherme Arana) não chegava a ser o contestado lateral de outros jogos do ano, mas Romero, empolgado pela grande fase, arriscava até dribles de efeito. Na direita, Marquinhos Gabriel (herdou o posto de Rodriguinho) não tinha o habitual entrosamento de Jadson com Fagner.
Cauteloso, o Atlético-PR só se desinibia nos contra-ataques, principalmente com Douglas Coutinho, que tentava mostrar habilidade pela esquerda. Foi do outro lado do campo, contudo, que os visitantes surpreenderam. Aos 37 minutos, Jonathan dominou a bola e desvencilhou-se de Moisés, Maycon, Gabriel e Pedro Henrique antes de finalizar cruzado e anotar um golaço.
A torcida do Corinthians, até então tranquila, como se imaginasse que o líder do Campeonato Brasileiro marcaria um gol a qualquer momento, exaltou-se após o gol do Atlético-PR. O time também passou a demonstrar mais disposição. Aos 41 minutos, ficou perto de empatar o jogo – Maycon saiu na frente de Weverton após assistência de Jô, da entrada da área, e bateu por baixo do goleiro, mas a defesa adversária apareceu para cortar para escanteio.
Três minutos mais tarde, a bola entrou. Depois de troca de passes, Moisés cruzou à meia altura da esquerda, e Jô se esticou do lado direito da pequena área para completar para a rede. O placar estava igualado novamente antes mesmo do intervalo, para vibração do público corintiano e de Fábio Carille à beira do campo.
Para o segundo tempo, o técnico cobrou que o Corinthians permanecesse no campo de ataque, agora mais atento. A equipe correspondeu. Logo aos cinco minutos, Maycon avançou bem pelo lado esquerdo da área, ergueu a cabeça e encontrou Jô livre de marcação no meio. O centroavante teve tempo e calma para escolher o canto ao concluir para o gol.
Com o Atlético-PR em desvantagem no marcador, o comando técnico do Atlético-PR foi forçado a mudar o seu time. Tentou reverter o panorama da partida com a entrada de Nikão na vaga de Cascardo. Era o Corinthians, porém, que continuava a empolgar. Aos 15, Fagner fez uma bela tabela com Jô antes de entrar na área e soltar o pé. A bola subiu muito.
A torcida corintiana queria mais. “Pedrinho! Pedrinho! Pedrinho!”, começou a pedir boa parte do público presente em Itaquera. Fábio Carille atendeu. Aos 29 minutos, pouco depois de Eduardo da Silva substituir Lucho González no Atlético-PR, Pedrinho ocupou a vaga do aplaudido Marquinhos Gabriel no Corinthians.
Mas a partida não estava decidida, como os dribles de Romero e a festa nas arquibancadas davam a entender. Aos 36 minutos, Otávio chutou de fora da área de maneira despretensiosa, e Balbuena desviou a bola com a cabeça no meio do caminho. Foi o bastante para tirar Cássio da jogada: 2 a 2.
O Corinthians, então, precisou acelerar em direção ao ataque outra vez. Jô quase voltou a fazer a diferença aos 40 minutos, quando partiu em velocidade pelo meio e finalizou duas vezes diante de Weverton. Na segunda tentativa, a bola passou caprichosamente diante da meta.
Carille decidiu colaborar com a pressão corintiana com a troca de Romero por Clayson. A torcida, com cantoria. Dentro de campo, porém, o líder do Campeonato Brasileiro não teve forças para ir além do empate com o Atlético-PR em sua 28ª partida da série invicta na temporada.
Ficha Técnica:
CORINTHIANS 2 X 2 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)
Data: 15 de julho de 2017, sábado
Horário: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (Fifa-SC)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP)
Público: 41.201 pagantes (total de 41.458)
Renda: R$ 2.403.003,90
Cartões amarelos: não houve
Gols: CORINTHIANS: Jô, aos 44 minutos do primeiro tempo e aos 5 minutos do segundo tempo; ATLÉTICO-PR: Jonathan, aos 37 minutos do primeiro tempo, e Otávio, aos 36 minutos do segundo tempo
CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Moisés; Gabriel, Maycon, Marquinhos Gabriel (Pedrinho), Jadson e Romero (Clayson); Jô
Técnico: Fábio Carille
ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Paulo André, Wanderson e Sidcley; Otávio, Eduardo Henrique, Cascardo (Nikão) e Lucho González (Eduardo da Silva); Douglas Coutinho e Pablo
Técnico: Fabiano Soares

Veja como foi o jogo:

Duelo contra o líder:Atlético enfrenta o Corinthians em Itaquera.


Na noite desse sábado o furacão entra em campo,para tentar sair da má fase e do clima turbulento que vem vivendo e terá que reverter essa situação justamente contra o líder Corinthians fora de casa,além disso o rubro negro busca  a afirmação sobe o comando do técnico Fabiano Soares que mesmo sem estar a beira do campo por fatos de documentação treinou o time durante os últimos dias e ainda não definiu oficialmente que vai a campo.

O TIME:

Para a partida o furacão deverá ter algumas mudanças em relação ao jogo contra o Cruzeiro,isso por que o zagueiro Thiago Heleno suspenso não joga,e Paulo André fará dupla de zaga com Wandeson,já Lucho González,Pablo,e Douglas Coutinho que foram poupados na partida passada retornam ao time,Felipe Gedoz recuperado de lesão foi relacionado e deve ficar no banco de reservas sendo assim uma provável formação do furacão é:Weverton; Jonathan, Paulo André, Wanderson e Sidcley; Otávio, Eduardo Henrique e Lucho González; Nikão, Pablo(Coutinho) e Ederson.

O Corinthians:

Líder isolado o timão busca manter sua sequência de vitórias e seguir mais líder do que nunca,para isso o técnico Fabio Carille terá três baixas o zagueiro Pablo lesionado da lugar ao prata da casa Pedro Henrique,o lateral Guilherme Arana e o meia Marquinhos Gabriel suspenso também ficam de fora Moisés e Marquinhos Gabriel devem entra em campo,assim o Corinthians deve ir a campo com: Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Moisés; Gabriel, Maycon, Marquinhos Gabriel, Jadson e Romero; Jô

Ficha Técnica:

CORINTHIANS X ATLÉTICO-PR
Local: Estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)
Data: 15 de julho de 2017, sábado
Horário: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (Fifa-SC)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP)
CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Moisés; Gabriel, Maycon, Marquinhos Gabriel, Jadson e Romero; Jô
Técnico: Fábio Carille
ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Paulo André, Wanderson e Sidcley; Otávio, Eduardo Henrique e Lucho González; Nikão, Pablo e Ederson
Técnico: Fabiano Soares