Cara nova:Atlético anuncia a contratação do atacante Bergson.


O Atlético anunciou oficialmente a contratação do atacante Bergson de 26 anos,o atacante que é natural de Alegrete no Rio Grande do Sul se destacou na temporada de 2017 atuando pela equipe do Paysandu onde marcou 28 gols na temporada,além disso o jogador ainda acumula passagens por Chapecoense,Grêmio e futebol japonês,a seguir confira a ficha completa do novo atacante do furacão.



Ficha Técnica:

Bergson
Posição: Atacante
Nome completo: Bergson Gustavo Silveira da Silva
Data de nascimento: 9 de fevereiro de 1991 (26 anos)
Local de nascimento: Alegrete (RS)
 
Clubes em que atuou: Grêmio-RS (2009 a 2011), Suwon Bluewings-Coreia do Sul (2011), Vila Nova-GO (2011), Ypiranga-RS (2012), Braga-Portugal (2013), Juventude-RS (2013), Portuguesa-SP (2013), Chapecoense-SC (2014), Busan IPark-Coreia do Sul (2015), Náutico-PE (2015 e 2016) e Paysandu-PA (2017).
Títulos conquistados: Campeonato Gaúcho (2010) e Campeonato Paraense (2017).
Artilharia: Campeonato Paraense (2017) e Campeonato Brasileiro Série B (2017).

Caiu:Fabiano Soares não é mais técnico do Atlético.


Após a vitoria sobre o Palmeiras e o termino do brasileirão,a diretoria do furacão anunciou o desligamento do técnico Fabiano Soares,com 42,8% de aproveitamento o treinador deixa o rubro negro após vinte e oito jogos,obtendo 10 vitorias,seis empates e 12 derrotas,em nota oficial o clube confirmou a saída do treinador e desejou sucesso na sequencia de sua carreira agora o rubro negro trabalha atrás de um novo comandante.

Despedida com vitoria:Atlético goleia o Palmeiras na arena.


O JOGO:

Como um replay da partida contra o Avaí, na Ressacada, o Palmeiras tentou o abafa no campo ofensivo, mas um erro individual comprometeu a linha alta palmeirense e proporcionou o segundo gol dos mandantes.  Ribamar foi lançado, Yerry Mina errou um corte simples e Luan derrubou o atacante, que ficou de frente com Prass. A arbitragem marcou pênalti e, na cobrança, Éderson ampliou.
Em uma sequência de repetições de erros, a derrota deste domingo teve gols sofridos em sequência pelo Palmeiras. Contra Corinthians, Avaí e Vitória, a situação se repetiu. Prova da apatia alviverde em campo está no fato de que a primeira chance real de gol dos visitantes aconteceu apenas aos 30 minutos, quando Santos  impediu gol de Dudu. Aos 33, porém, o Atlético-PR matou o jogo.
Luan errou passe para Michel Bastos na esquerda, foi lento para o bote e permitiu que Éderson avançasse livre com a defesa palmeirense desarrumada. O atacante cruzou rasteiro, Sidcley antecipou Mina e só colocou para as redes, sem chances para Fernando Prass.
A fala do capitão Dudu no intervalo pode explicar o sentimento alviverde na primeira etapa. “A equipe deu um branco, não jogamos bem. Tentar diminuir o placar na segunda etapa. Não sei explicar. Nosso time entrou muito desligado”. Infelizmente para o torcedor alviverde, porém, a situação não mudou no segundo tempo.
O Palmeiras voltou do intervalo com Deyverson no lugar de Fabiano e Tchê Tchê na lateral direita. Guerra e Hyoran vieram depois nas vagas de Moisés e Willian, respectivamente. Após os primeiros dez minutos, em que o Furacão chegou a pressionar, a postura retraída dos mandantes fez o Verdão atuar o tempo todo no campo ofensivo, mas sem criar nenhuma chance de gol.
Apesar da lavada em campo, o Palmeiras conseguiu manter a segunda colocação do Campeonato Brasileiro, o que garantiu R$ 11,3 milhões como premiação da CBF. Grêmio ou Santos poderiam fazer o Verdão cair para o quarto lugar em caso de vitória, mas o Peixe apenas empatou e o Tricolor foi derrotado pelo Grêmio.
A partida deste domingo ainda marcou a última de Alberto Valentim em sua quinta passagem como técnico interino do Palmeiras. O treinador somou seis vitórias, dois empates e quatro derrotas, e foi convidado para permanecer como auxiliar na comissão técnica de Roger Machado em 2018, mas ainda não deu uma resposta.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 3 X 0 PALMEIRAS
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 03 de dezembro de 2017, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Claudio Francisco Lima e Silva (SE)
Assistentes:  Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Fabio Pereira (TO)
Cartões amarelos: Sidcley Pavez e Santos (ATLÉTICO-PR); Luan, Thiago Santos, Guerra, Yerry Mina e Dudu (PALMEIRAS)
GOL:
ATLÉTICO-PR: Ribamar, aos cinco, Ederson, aos 17, e Sidcley, aos 33 minutos do primeiro tempo
ATLÉTICO-PR: Santos; Jonathan (Cascardo), Wanderson, Thiago Heleno e Fabrício; Pavez, Rossetto, Lucas Fernandes e Discley; Ribamar (Douglas Coutinho) e Éderson (Bruno Guimarães)
Técnico: Fabiano Soares
PALMEIRAS: Fernando Prass; Fabiano (Deyverson), Yerry Mina, Luan e Michel Bastos; Thiago Santos, Tchê Tchê e Moisés (Guerra); Dudu, Keno e Willian (Hyoran)
Técnico: Alberto Valentim
Veja os gols do jogo:

Adeus ano velho:Atlético se despede do brasileirão contra o Palmeiras.


Na tarde desse domingo o furacão encerra o ano de 2018 contra o Palmeiras na arena da baixada,partida que deve ser marcada por muitas despedidas pois dentro de campo o rubro negro já não almeja muitas coisas,já que a vaga na sul americana já está garantida e possibilidades de libertadores são remotas,já que além de fazer sua parte o furacão depende de uma série de resultados para se dar bem na rodada final,Para a partida o furacão terá desfalques para a última partida do ano.

O TIME:

Para a partida,o técnico Fabiano Soares que fará seu último jogo no comando do furacão não terá o zagueiro Paulo André,os meias Lucho Gonzáles,Nikão e Guilherme todos vetados pelo departamento médico,para a vaga de Lucho Rosseto deve iniciar a partida,Lucas Fernandes deve ser mantido na equipe assim como Pablo já a  dúvida no meio de campo fica entre Felipe Gedoz e Matheus Anjos com isso o rubro negro deve ir  acampo com:Weverton,Joanthan,Thiago Heleno,Wanderson e Fabricio;Pavez,Rosseto,Felipe Gedoz(Matheus Anjos),Pablo,Lcas Fernandes;Douglas Coutinho.

O Palmeiras:

Com a vaga garantida na Libertadores,o Palmeiras vem a Curitiba com o Objetivo de garantir o vice campeonato,o técnico Alberto Valentim deve fazer alterações na equipe em relação a última partida,já que não poderá contar com jogadores como Felipe Melo,Borja e Edu Dracena dessa forma o Palmeiras deve ir  acampo com:Fernando Prass,Mayke,Mina,Juninho e Michel Bastos;Thiago Santos,Tchê Tchê,Moisés,Keno,Dudu e William.



Ficha Técnica:

ATLÉTICO-PR X PALMEIRAS
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 03 de dezembro de 2017, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Claudio Francisco Lima e Silva (SE)
Assistentes:  Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Fabio Pereira (TO)
ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Wanderson, Thiago Heleno e Fabrício; Pavez, Rossetto e Gedoz (Matheus Anjos); Pablo, Lucas Fernandes e Coutinho
Técnico: Fabiano Soares
PALMEIRAS: Fernando Prass; Mayke, Yerry Mina,Juninho e Michel Bastos; Thiago Santos, Tchê Tchê e Moisés; Dudu, Keno e Willian 
Técnico: Alberto Valentim
Relembre Atlético e Palmeiras no primeiro turno.



Vacilou na ressacada:Atlético é derrotado pelo Avaí.


O JOGO:

 O Leão da Vila, precisando desesperadamente da vitória, criou a primeira boa oportunidade aos dois minutos, com Maurinho cruzando para a chegada de Judson, que arrematou para fora. Aos cinco minutos foi a vez de Maurinho chegar batendo para boa defesa de Weverton, que cedeu escanteio. O Furacão precisou fazer a primeira mudança, aos 13 minutos, com Lucho saindo lesionado para entrada de Eduardo Henrique.
A equipe catarinense pressionava e, aos 15 minutos, Pedro Castro partiu para a jogada individual, deixou a defesa para trás e entregou para Maicon bater no ângulo para abrir a contagem. O Rubro-Negro chegou com Lucas Fernandes, aos 19 minutos, com cruzamento na cabeça de Eduardo Henrique, que desviou para grande defesa de Douglas. O ritmo diminuiu, com o Furacão com maior posse, mas sem efetividade.
Levantamento pelo lado atleticano, aos 27 minutos, e Thiago Heleno arrematou para longe da meta. Time paranaense quase vacilou aos 38 minutos, depois que Weverton demorou para definir a jogada após recuou de bola, entregou no pé de Marquinho, e viu o avaiano mandar por cima do gol. Jonathan ainda tentou um arremate de longe, aos 44 minutos, mas não acertou o alvo.
Para a segunda etapa, O Furacão voltou com Sidcley no lugar de Pavez. O time rubro-negro tentava pressionar mais, mas a defesa catarinense estava bem postada. Aos oito minutos, cruzamento na medida para Douglas Coutinho, e Betão se recuperou para interceptar e afastar o perigo. Reclamação aos dez minutos, depois que Lourenço tentou a finta em cima de Paulo André e foi derrubado. O árbitro mandou seguir.
Os ânimos se acirraram ainda mais dois minutos depois, depois que Alemão trombou com Sidcley na área e o árbitro marcou a penalidade. O jogador catarinense ficou no chão, desacordado, obrigando a entrada da ambulância em campo. O zagueiro deixou o campo andando. O jogo voltou e, na cobrança, Fabrício mandou para fora.
A posse de bola seguia pelo lado do Atlético, mas o ataque rubro-negro não criava. O Avaí apostava nos contra-ataques. Maurinho foi para cima da defesa, cruzou para trás e Thiago Heleno afastou para escanteio. Após cobrança, Alemão desviou de cabeça e Weverton pegou em cima da linha. Aos 36 minutos, contra-ataque em velocidade e Pedro Castro tentou o arremate, para fora. O Leão não deixava o jogo fluir e segurou bravamente a vitória.
Ficha Técnica:
AVAÍ 1 X 0 ATLÉTICO-PR
Local: estádio Ressacada, em Florianópolis (SC)
Data: 26 de novembro de 2017, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO)
Assistentes: Bruno Raphael Pires (Fifa-GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)
Cartões amarelos : Betão, Pedro Castro (Avaí); Jonathan (Atlético-PR)
Gols
AVAÍ: Maicon, aos 15 minutos do primeiro tempo
AVAÍ: Douglas Friedrich; Maicon, Fagner Alemão, Betão e João Paulo; Judson e Pedro Castro; Marquinhos (Rômulo) e Maurinho (Leandro Silva); Lourenço (Wellington Simião) e Luanzinho
Técnico: Claudinei Oliveira
ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Fabrício; Pavez (Sidcley) e Lucho González (Eduardo Henrique); Matheus Rosseto e Lucas Fernandes (Felipe Gedoz); Pablo e Douglas Coutinho.
Técnico: Fabiano Soares
Veja como foi o jogo: