quinta-feira, 16 de maio de 2019

No jogo de ida das oitavas Athletico fica no zero com o Fortaleza.


Na partida de ida pelas oitavas de finais da Copa do Brasil o furacão ficou no empate sem gols com o Fortaleza jogando no estádio Castelão,em jogo onde o rubro negro teve mais posse de bola principalmente na primeira porém ofensivamente pouco criou e na segunda etapa teve dificuldades mas garantiu o empate.Na partida de volta na arena uma vitória simples classifica o rubro negro.

O JOGO:


 O Tricolor, com muitas mudanças, começou a partida com maior posse de bola, tentando impor seu ritmo, mas o Furacão também apostava no toque de bola para impedir o ímpeto inicial do adversário. Aos sete minutos, Marlon chegou pela direita e tentou duas vezes cruzar. Na segunda, Marcinho não alcançou a bola, perdendo boa chance. Boa jogada de Marcinho, aos 10 minutos, pela esquerda, mas o cruzamento saia fechado demais.
Lance perigoso aos 12 minutos, com Bruno Guimarães encontrando Léo Pereira livre na área pra cabecear. O árbitro, no entanto, marcou o impedimento. Bruno Guimarães também serviu Marco Rúben, aos 18 minutos, e Marcelo Boeck deixou a meta para interceptar. A disputa era equilibrada, mas sem grandes emoções. Até que, aos 28 minutos, Marco Rúben acertou um belo voleio e parou em defesa salvadora de Marcelo Boeck.
O Fortaleza respondeu, aos 30 minutos, com Romarinho partindo em velocidade e Wellington se recuperando para tocar para trás e quase mandar contra seu próprio patrimônio. Aos 37 minutos, Rony avançou com a bola sem marcação e arriscou o chute, por cima da meta, com algum perigo. Já nos acréscimos, cobrança de falta para o Rubro-Negro na lateral da área, Nikão levantou e a defesa conseguiu afastar.
Para a etapa final, o Tricolor voltou com Edinho no lugar do estreante Andre Luís. O time da casa retornou mais fechado, enquanto o Athletico tocava bola, esperando por um espaço para penetrar. Aos oito minutos, Bruno Guimarães cobrou falta direto para o gol e isolou a bola. Na resposta, Marlon chegou ao fundo, bateu cruzado e ninguém conseguiu completar o meio da área.
O jogo seguia bastante disputado, mas feio de assistir, sem oportunidades reais ou lances de maior perigo. Aos 15 minutos, Bruno Melo cruzou e Marlon, na frente do gol, tocou pela linha de fundo. Marlon ganhou de Nikão, aos 18 minutos, partiu em velocidade, mas errou no último passe. Marco Ruben dividiu com a defesa, aos 25 minutos, e o chute acabou nas mãos de Boeck.
Rogério Ceni mexeu todos seus atacantes, buscando outra movimentação, mas o panorama seguia o mesmo. Aos 36 minutos, Júnior Santos arriscou cobrança de falta ensaiada, mas a bola foi pela linha de fundo. Bruno Guimarães serviu Léo Periera mais uma vez, oss 42 minutos, e o zagueiro furou na cara do gol.
Ficha Técnica:
FORTALEZA 0 X 0 ATHLETICO
Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: 16 de Maio de 2019,quinta-feira
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (Fifa-SC)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (Fifa-RJ) e Alessandro Álvaro Rocha de Matos (Fifa-BA)
Árbitro de Vídeo: Rafael Traci (SC)
Assistentes de Árbitro de Vídeo: Rodrigo Nunes de Sá (RJ) e Helton Nunes (SC)
Cartões amarelos: Bruno Melo, Marcinho (Fortaleza); Lucho, Léo Cittadini (Atheltico)

FORTALEZA: Marcelo Boeck; Tinga, Roger Carvalho, Juan Quintero, Bruno Melo; Paulo Roberto, Araruna e Marlon; Romarinho (Matheus Alessandro), André Luís (Edinho) e Marcinho (Júnior Santos).
Técnico: Rogério Ceni

ATHLETICO: Santos; Erick, Paulo André, Léo Pereira e Renan Lodi; Wellington, Bruno Guimarães e Lucho (Leo Cittadini); Nikão (Braian Romero), Rony e Marco Ruben (Thonny Anderson).
Técnico: Tiago Nunes
Visão de jogo:Voltamos com um bom resultado.
Embora a atuação não tenha sido das melhores mais uma vez fora de casa,o empate conquistado em Fortaleza ficou de bom tamanho levando em consideração o que a Copa do Brasil proporciona e o que foi o jogo em si.O rubro negro não conseguiu desempenhar um bom futebol principalmente na etapa final onde teve muitas dificuldades nas criações ofensivas,já que a noite do nosso meio de campo não foi das melhores,além disso a parte física pesou em meio ao um campo pesado.
No entanto esse empate pode se considerar positivo tendo em conta que é uma competição eliminatória que nos permite jogar por um empate fora para decidir na baixada,porém fica claro que precisamos de um elenco maior para o que vem pela frente o desgaste é evidente nos jogadores e isso não é bom para quem fez um pré temporada longa,e tem um a temporada cheia pela frente enfim agora é recuperar fazer o que for melhor na partida contra o Corinthians sem prejudicar a decisão da semana que vem contra o River Plate pela Recopa.
Veja como foi o jogo: