quinta-feira, 2 de maio de 2019

Em atuação apagada Athletico é derrotado pelo Fortaleza


E a fase negra fora de casa continua para o furacão na noite dessa quarta feira em Fortaleza mais uma apresentação abaixo do esperado resultou em mais uma derrota como visitante,após levar um gol logo no início da partida o rubro até chegou ao empate com Léo Pereira,mas com atuação apática na segunda etapa sofreu o segundo gol e acabou mais uma vez derrotado fora de casa.

O JOGO:



Após 12 anos, o Tricolor voltava a jogar em casa na Série A do Brasileirão, motivo de apoio, mas também de pressão par ao time que perdeu de goleada na estreia. E logo no primeiro minuto, jogada pela esquerda e a bola rolada na medida para Edinho pegar de primeira e acertar o ângulo para balançar a rede. O Furacão tentou responder rápido e, aos quatro minutos Thiago Heleno mandou a bomba e Felipe Alves defendeu com o peito após o quique da bola.
As duas equipes mostravam muita disposição em um jogo bem disputado. Aos 11 minutos, cobrança de falta na entrada da área athleticana e Júnior Santos carimbou a barreira. No rebote, Edinho mandou para fora. O Fortaleza tentava manter a posse e trabalhava bastante com Felipe Alves. Mas, aos 2q minutos, Léo Pereira aproveita cobrança de escanteio para subir com liberdade e testar para a rede, empatando o jogo.
Rogério Ceni estava muito agitado na beirada do gramado, especialmente com os erros de passes de sua equipe. Aos 26 minutos, Júnior Santos entrou na área, chutou cruzado e Santos fez boa defesa. O jogo fincou um pouco truncado, com a marcação forte nas intermediárias. Aos 36 minutos, Edinho arriscou da entrada da área e mandou por cima da meta. Levantamento para o meio da área rubro-negra, aos 44 minutos, e Carlinhos subiu para cabecear pela linha de fundo.
Depois do intervalo, os times retornaram sem novidades. Aos três minutos, Edinho cobrou falta e Carlinhos chutou de primeira, para fora. O Tricolor voltou mostrando que queria jogo. Aos 10 minutos, contra-ataque em velocidade para o time cearense e Júnior Santos cruzou para ninguém. Lançamento para Rony, as 12 minutos, e Felipe Alves saiu nos pés do atacante para interceptar.
O técnico Tiago Nunes queria a vitória e tirou o meia Tomás Andrade para a entrada do atacante Marcelo Cirino. O Tricolor respondeu com a entrada de Osvaldo. O ritmo caiu um pouco no Castelão. Aos 23 minutos, Marco Rúben desviou de cabeça e a bola triscou no travessão antes de sair. Pegando sobra de bola, Paulo Roberto arriscou o chute e a bola subiu demais.
Bruno Guimarães cobrou escanteio fechado, aos 30 minutos, e a bola bateu atrás da trave antes de sair. Até que, aos 31 minutos, Osvaldo partiu para a jogada individual e cruzou para Welington Paulista, que em seu primeiro lance empurrou para a rede e marcar. O Rubro-Negro foi para a pressão, tentando o empate, e o Leão se fechou para trancar a defesa e garantir os primeiros três pontos.
Ficha Técnica:
FORTALEZA 2 X 1 ATHLETICO
Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: 01 de maio de 2019, quarta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (Fifa-RJ) e Luiz Claudio Regazone (RJ)
Árbitro de Vídeo: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Assistentes de Árbitro de Vídeo: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ) e Daniel do Espirito Santo Parro (RJ)
Cartões amarelos: Edinho, Araruna (Fortaleza); Léo Pereira, Jonathan, Thiago Heleno (Athletico)
Gols
FORTALEZA : Edinho, a 01 minuto do primeiro tempo e Wellington Paulista, aos 31 minutos do segundo tempo
ATHLETICO: Léo Pereira, aos 21 minutos do primeiro tempo

FORTALEZA : Felipe Alves; Araruna, Quintero, Roger e Carlinhos; Gabriel Dias, Paulo Roberto, Marcinho (Marlon), Edinho, Kieza (Wellington Paulsita); Júnior Santos (Osvaldo).
Técnico: Rogério Ceni
ATHLETICO: Santos; Jonathan (Braian Romero), Thiago Heleno, Léo Pereira e Renan Lodi; Wellington e Bruno Guimarães; Tomás Andrade (Marcelo Cirino), Nikão (Vitinho) e Rony; Marco Ruben.
Técnico: Tiago Nunes

Visão de jogo:Athletico perdeu pra ele mesmo.

O jogo em Fortaleza era de caráter para vencer e iniciar uma era vitoriosa como visitante,mas o Athletico derrapou na sua apatia ao perder para os donos da casa mais uma vez o furacão tropeçou nas próprias pernas jogando como visitante e segue com seu pijama.Primeiro tempo o furacão levou um gol logo a um minuto de jogo porém o time não sentiu o golpe,e chegou ao empate e teve a posse de bola durante toda a primeira etapa e de certa forma até mereceu ir para o intervalo vencendo a partida.

Porém na segunda etapa o time foi de uma apatia muito grande mesmo sendo tecnicamente superior ao adversário,sem criação no meio de campo devido a baixa atuação principalmente de Tomás Andrade que pouco fez o rubro negro pouco assustou o time cearense que sou explorar os erros do rubro negro e conseguiu uma merecida vitória.A se lamentar a falta de ideias do furacão em mais um jogo fora de casa e fica o alerta para que o time mude a postura como visitante para não repetir a campanha de 2018 como visitante.

Veja como foi o jogo: