domingo, 10 de fevereiro de 2013

Veja como foi a vitória do furacão sobre o Dínamo.


É CAMPEÃOOO!!!Furacão vence o Dínamo e é campeão na Espanha.


O furacão é campeão da Marbella CUP 2013,com gol de Marcão o rubro venceu o Dínamo Bucareste por 1a0 e se sagrou campeão do torneio preparatório na Espanha com 3 vitórias.Agora o furacão realiza terça feira seu último jogo treino na Europa contra o Otelul Galati antes de retornar a Curitiba.A seguir veja os números da campanha do furacão,e o resumo da partida.

 Durante os três jogos disputados na Marbella Cup, na Espanha, o Atlético marcou oito gols e sofreu apenas dois. Dos gols anotados, seis deles foram marcados em uma única partida: em sua estréia, o Furacão balançou seis vezes a rede do Ludogorets, da Bulgária. Neste mesmo jogo, sofreu os únicos dois gols na competição. Assim, o Rubro-Negro volta da pré-temporada com uma média de 2,6 gols marcados e 0,7 sofrido por partida.

O artilheiro rubro-negro do torneio foi o atacante Marcão, com três gols marcados. Elias, Pedro Botelho, Manoel e Felipe também balançaram as redes, uma vez cada um.

Ao todo, 23 jogadores foram levados à Espanha para a disputa da Marbella Cup. Nos jogos do torneio, o técnico Ricardo Drubscky utilizou 21 jogadores.

Foram três partidas disputadas em apenas seis dias, além de um amistoso disputado pelos reservas contra o CFR Cluj, da Romênia.
O JOGO:
O jogo começou equilibrado, com as duas equipes atuando no tradicional 4-4-2. O Atlético-PR teve mais ação e iniciativa ofensiva, enquanto a equipe romena demorou para se acertar em campo. As principais investidas do Dínamo de Bucareste eram através das bolas paradas. Já o Furacão conseguiu dominar o meio-campo com mais toque de bola e velocidade. O primeiro bom momento foi no oportunismo do atacante Marcelo, que viu o goleiro Balgradean adiantado e quase marcou por cobertura.
Na sequência da etapa inicial, o Atlético-PR selou o melhor jogo em campo com um belo gol, que teve a assinatura do meia Everton - principal contratação da temporada. O jogador recebeu a bola, matou no peito e girou para Marcão completar para o fundo do gol, aos 36 minutos. O Furacão ainda teve chance de ampliar com Felipe e Marcão, que desperdiçaram as oportunidades. A única alteração foi a saída do lateral-direito Daniel, com dores musculares, para a entrada de Derley.
 Para o segundo tempo, o time rubro-negro não voltou com a mesma facilidade, por causa da marcação mais acirrada do grupo romeno. Sem conseguir finalizações, o Furacão assustou na a bola parada. Após uma cobrança de falta, o próprio zagueiro Rus desviou para a meta e o gol foi evitado por Balgradean. A primeira grande defesa do arqueiro Weverton foi somente aos 23 minutos, quando defendeu um chute do atacante Dorin Rotariu.
As chances de ampliar o placar não cessaram. Em apenas um minuto, o Furacão teve duas oportunidades de marcar o segundo gol com Felipe (que isolou a bola cara a cara com o goleiro) e com Elias - que chutou, mas parou na defesa de Balgradean. Tranquilo e com o domínio do jogo, a equipe paranaense só administrou e esperou o apito final do árbitro para comemorar o primeiro título da temporada.

FICHA TÉCNICA:
Ficha técnica:
Atlético Paranaense 1 x 0 Dínamo Bucareste
Marbella Cup
Final
Local: Estádio UD San Pedro (San Pedro Alcantara - Espanha)
Data: 10/02/2013
Horário: 13h (horário de Brasília)

Atlético Paranaense: Weverton; Daniel (Derley), Manoel, Cleberson e Pedro Botelho; Deivid, João Paulo, Felipe e Everton (Ederson); Marcelo e Marcão
Técnico: Ricardo Drubscky

Dínamo Bucareste: Balgradean; Rus Laurentiu, Srgian, Dragos e Musat; Curtean, Danciulescu (Axente), Sorin e Catalin; Boubacar (Dandea) e Alexe Marius;
Técnico: Cornel Talnar

E não tem jeito:Sub 23 do furacão perde mais uma.


E não tem jeito,o time sub 23 do furacão perdeu mais uma no paranaense dessa vez para o Londrina jogando fora de casa,apresentando caras novas como o zagueiro Diego Ivo,e o lateral Léo,e ainda a volta do atacante Ricardinho,o furacão não se encontrou e saiu derrotado pelo tubarão,com a derrota o rubro negro cai para oitavo lugar na tabela com 7 pontos ganhos,e volta a campo quarta feira as 20:30 contra o Arapongas novamente fora de casa.

O JOGO:
O ritmo do primeiro tempo começou com uma movimentação rápida das duas equipes, que aproveitaram as laterais do campo para puxar os ataques. Nos primeiros 20 minutos, o Furacão era quem tomava mais a iniciativa, dando oportunidade para os contra-ataques do Tubarão. Apesar da correria em campo, os times não conseguiram tornar realidade as jogadas ofensivas, com pouco perigo para os dois goleiros.
 Enquanto o Atlético-PR não caprichou na hora de balançar a rede, o ataque do Londrina pecou no posicionamento entre a defesa rubro-negra, com vários impedimentos registrados durante a etapa inicial. No Rubro-Negro, o técnico Arthur Bernardes aproveitou para mexer no esquema tático, que estava no 4-3-2-1. Ele tirou o atacante lesionado Tiago Adan por Douglas Coutinho - que foi para o lado esquerdo do ataque, enquanto Ricardinho se tornou o centroavante.
 Após o intervalo, as equipes voltaram sem alterações. A principal mudança foi na postura do Londrina, que aproveitou o lado direito para pressionar o Atlético-PR. O resultado positivo não demorou para acontecer. Com 12 minutos, o volante Renan Foguinho derrubou o atacante Alexandre na área. O meia Germano cobrou bem e abriu o placar para o Tubarão.Para complicar a situação do Atlético-PR, o zagueiro Diego Ivo foi expulso, após tomar o segundo cartão amarelo. Para acertar o time, o treinador atleticano tirou o meia Zezinho para repor a zaga com Erwin. No Tubarão, o atacante Alexandre Oliveira saiu para a entrada de Joel. Logo após a substituição, o time da casa amplia o placar com Neílson, aos 23 minutos, após dominar a bola e estufar a rede.
 Com uma boa vantagem, o Londrina administrou a vitória e o técnico Claudio Tencati reforçou a defesa com Regis e Silvio nas vagas de Maicon e Bruno. No Atlético-PR, a última mudança aconteceu com a saída de Hernani por Harrison. Sem mais lances de perigo, o Londrina comemorou a importante vitória para se manter na parte de cima, enquanto o Furacão segue no fundo da classificação.

FICHA TÉCNICA:
LONDRINA 2 X 0 ATLÉTICO PARANAENSE 
Data: 10/02/13 – Domingo
Local: Estádio do Café - Londrina 
Horário: 17:00 Horas
Árbitro: Fabio Filipus 
Assistentes: Edina Alves Batista e Marcelo Pavan

Público Pagante 2.521 
Público total 2.752
Renda R$66.790,00

LONDRINA: Danilo; Maicon(Régis), Dirceu, Gilvan e Wendell Borges; Germano, Diogo Roque e Bruno(Silvio); Wéverton, Alexandre Oliveira(Joel) e Neílson. 
Técnico: Claudio Tencati

ATLÉTICO: Santos; Léo, Diego Ivo, Bruno Costa e Héracles; Renan Foguinho, David Henrique, Hernani(Harrison) e Zezinho(Erviw); Ricardinho e Tiago Adan(Douglas Coutinho). 
Técnico: Arthur Bernardes