segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Sem dificuldades furacão goleia o Paraná na arena.


Dentro do esperado o Atlético não teve maiores problemas para derrotar o lanterna Paraná na arena da baixada,com um placar clássico de 3a0 anotado por Raphael Veiga,Pablo e Marcelo Cirino o rubro foi superior dentro dos 90 minutos e não tomou conhecimento do rival.Na próxima rodada o furacão vai até a Vila Belmiro enfrentar o Santos.

O JOGO:

O Atlético-PR não perdeu tempo jogando em casa e tratou de mostrar sua superioridade em relação ao rival logo aos sete minutos de jogo, quando o lateral-direito Jonathan recebeu excelente lançamento da esquerda e cruzou à meia-altura para Raphael Veiga, que vinha entrando na área e precisou apenas completar de primeira para o gol, abrindo o placar na Arena da Baixada.
Pouco depois o Paraná respondeu. Apesar do gol precoce sofrido, o Tricolor assustou aos 11 minutos com Nadson, que cobrou falta por cima da barreira e forçou ótima defesa de Santos. Mas, foi só isso. Depois da primeira ameaça, o Atlético-PR retomou o controle do jogo e neutralizou qualquer investida dos adversários.
Aproveitando o apoio da torcida, o Furacão seguiu bem no jogo e antes de ir para o intervalo tratou de aumentar sua vantagem no marcador. Aos 33 minutos, Renan Lodi fez cruzamento perfeito pela esquerda e achou Pablo na entrada da pequena área. O atacante, que vive ótima fase com a camisa do Atlético-PR, não desperdiçou, cabeceando firme para o fundo das redes.
Na etapa complementar o Atlético-PR voltou a campo com uma postura um pouco mais cautelosa, já que havia construído uma ótima vantagem no primeiro tempo. Ciente de que o Paraná teria de se expor para tentar buscar ao menos o empate, o time comandado pelo técnico Thiago Nunes se fechou bem, mas, ainda assim, conseguiu chegar com perigo justamente no contra-ataque.
Aos 17 minutos, o volante Wellington saiu em velocidade pelo meio-campo e tocou em profundidade para Nikão, na esquerda. O atacante dominou, invadiu a área e bateu cruzado, mas tirou muito do goleiro e acabou mandando para fora.O Paraná deu o troco aos 26 minutos, quando também partiu em contra-ataque. Deivid, que entrou no lugar de Caio Henrique no intervalo, mandou para a área e encontrou Ortigoza, que bateu de primeira, tirando tinta do travessão do goleiro Santos, que dificilmente faria a defesa caso a bola fosse em direção ao gol.
O repertório de jogadas de perigo graças aos contra-ataques cedidos pelo Paraná não cessaram. Aos 34 minutos, por exemplo, Rony foi lançado pela direita, conduziu a bola em velocidade e bateu cruzado. Richard, porém, estava bem colocado para fazer espalmar a bola, que foi lentamente em direção à linha de fundo, passando rente à trave direita do goleiro rival.
Como se não bastasse, antes do apito final o Paraná ainda quase descontou com Alex Santana, que ficou com a sobra do escanteio cobrado por Maicosuel e soltou uma bomba, forçando ótima defesa de Santos. Só que a falta de sorte do Tricolor se confirmou mesmo aos 43 minutos, quando Marcelo Cirino, depois de uma defesa à queima roupa do goleiro Richard no chute de Rony, aproveitou o rebote e completou para o fundo das redes, matando o jogo em Curitiba.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 3 X 0 PARANÁ
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data:23 de julho de 2019, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (SP-Fifa)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP-Fifa) e Danilo Ricardo Simon Manis (SP-Fifa)
Cartões amarelos: René, Rayan, Caio Henrique e Jhony (Paraná)
Gols: Raphael Veiga, aos sete minutos do 1ºT, Pablo, aos 33 minutos do 1ºT, e Marcelo Cirino, aos 43 minutos do 2ºT (Atlético-PR)
ATLÉTICO-PR: Santos; Jonathan (Diego Ferreira), Zé Ivaldo, Thiago Heleno e Renan Lodi; Wellington, Bruno Guimarães e Raphael Veiga; Nikão, Marcelo Cirino e Pablo (Rony)
Técnico: Thiago Nunes
PARANÁ: Richard; Wesley Dias (Jhony), René, Rayan e Mansur; Leandro Vilela, Alex Santana, Nadson e Caio Henrique (Deivid); Silvinho (Maicosuel) e Ortigoza
Técnico: Claudinei Oliveira
Veja os gols da vitoria do furacão: