domingo, 3 de março de 2019

De olho na América:Os caminhos do Athlético para se consolidar de vez na América do Sul.


Nessa terça feira o furacão estréia na sua sexta edição de Copa Libertadores dessa vez o rubro negro entra com um peso maior do que em edições anteriores,isso por que o titulo sul americano em 2018 credencia o furacão a uns dos grandes nomes da competição nessa temporada e também dá a grande a chance de se consolidar definitivamente entre os grandes do continente em uma temporada repleta de compromissos.Além disso o time atleticano busca repetir grandes feitos dentro do torneio como em 2005 quando chegou a decisão e ficou com o vice campeonato,em 2019 o furacão terá grande desafios se quiser continuar escrevendo seu nome no mapa da América do Sul e a caminhada se inicia nessa terça feira na Colômbia.

Quem é quem:Um grupo de histórias.

Em 2019 as bolinhas da conmebol colocaram o furacão no grupo G da Libertadores,grupo que podemos resumir que é cheio de historias isso por que temos adversários consolidados na América do Sul e gigante no território mundial como o Boca Juniors,um adversário que vem buscando se firmar no continente sul americano surpreendendo os grandes e tendo a força da altitude ao seu favor caso do Jorge Wilstermman que mais uma vez chega a Libertadores.E por fim o Deportes Tolima adversário da estréia que volta a Libertadores após cinco anos e com o peso de campeão colombiano,tudo isso se resume em um grupo de peso em 2019 e que promete ter fortes emoções.A seguir vamos conhecer mais sobre nossos adversários na fase de grupos da Libertadores.


Deportes Tolima:Campeão Colombiano quer história.

Deportes Tolima também conhecido pelos seus torcedores como "Vinotinto y oro"volta as libertadores após 5 temporadas após ser campeão local em 2018,no total será a sétima participação da equipe de Ibagué na competição e será o adversário de estréia do rubro negro na próxima terça feira no estádio Manuel Murillo Toro em Ibagué.Dentro do cenário internacional o Tolima não deixa boas lembranças ao futebol brasileiro principalmente ao Corinthians que caiu para a equipe colombiana em 2005 ainda na fase de grupos da competição,além disso no histórico o time de Ibagué nunca perdeu em seus domínios para uma equipe brasileira e mostra uma grande força dentro de casa.

Fique de olho: Embora o atual campeão da Colômbia não venha fazendo um grande inicio de temporada em seu pais tento até aqui 10 pontos ganhos em oito jogos com 3 vitórias um empate e quatro derrotas o time do técnico Alberto Gamero é forte dentro de seus domínios e vem tendo destaques individuais que chamam a atenção,por exemplo o meio campista Luis González(foto) vem sendo uma das principais armas da equipe até aqui na temporada são 3 gols anotados até aqui e presenças importantes em jogadas perigosas da equipe.











Time base:Baseado nas últimas partidas do campeonato local o Tolima devera ter a seguinte formação:Montero;Castrillòn,Quinònes,Mostasilla e Balanta;Maicol Balanta,Gordillo,Vásquez e Castro;Luis Gonzáles e Caballero.

Jorge Wilstermann:Para fazer história equipe boliviana também conta com a altitude.

Pela oitava vez na Libertadores os bolivianos querem continuar assustando,acumulando participações frequentes no torneio além da altitude de Cochabamba o time conta com uma equipe experiente que já conquistou sete campeonatos locais sendo um dos maiores campeões do pais.Na atual temporada o Wilstermann ocupa a quinta colocação no campenato Boliviano com quatorze pontos ganhos em dez jogos quatro vitórias,dois empates e quatro derrotas da equipe comandada pelo técnico espanhol Miguel Angél Portugal aquele mesmo que passou pelo furacão em 2014 e não deixou saudades por aqui.

Fique de Olho:

Dentro da equipe são três brasileiros o zagueiro Alex Silva ex São Paulo e um dos destaques da equipe e os atacantes Serginho e Lucas Gaúcho(foto)que vem sendo o grande responsável pelos gols da equipe até aqui no campeonato boliviano tendo marcado 4 gols em 10 jogos até aqui na competição.











Time base:Giménez;Zenteno,Alex Silva,Aponte e Saucedo;Melgar,Meleán,Galindo e Chavéz;Serginho e Alvárez.


Boca Juniors:Xeinezes querem recuperar a América.

O adversário em si não precisa de apresentações o Boca Juniors em mais uma edição de Libertadores  em sua história chega com a pressão de ter perdido a uma edição para seu maior rival River Plate naquela final repleta por muita confusão que acabou sendo decidida em Madrid.Sobe o comando do técnico Gustavo Alfaro o Boca manteve parta da base de 2018 perdendo apenas o volante Barrios e o técnico Guilhermo Schelloto.Até aqui em 2019 pela super liga Argentina o time tem 21 jogos somando 41 pontos com 12 vitórias,5 empates e quatro derrotas na competição a sete pontos do líder Racing de Avellaneda.

Fique de olho:

Com a base mantida o time também segurou seus principais nomes como Carlos Tévez(Foto) que vem sendo o artilheiro da equipe até aqui no campeonato Argentino,além dele Dário Benedetto e Pavón seguem no plantel dos xeinezes para essa temporada formando um trio forte que ainda cona com mauro Zárate lider em assistências até aqui na temporada argentina













Time base:

Gustavo Alfaro ainda tem dúvidas para montagem da equipe,mesmo contando com todos os principais nomes a disposição o treinador vem fazendo várias mudanças na equipe a tendência é que o Boca tenha a seguinte formação:Andrada;Buffarini,López e Izquierdoz e Más;Campuzano,Marcone,Nández e Zárate;Pávón e Benedetto(Tévez).