Assim não dá:Atlético é derrotado pelo América-MG.


Nem contra o lanterna,a péssima fase como visitante do furacão continua com mais uma atuação fraca o rubro negro foi derrotado pelo América-MG por 1a0 em Belo Horizonte e perdeu a chance de retornar ao G-6.Com mais uma atuação abaixo do esperado como visitante o furacão foi castigado com um gol no fim do jogo e voltou para Curitiba com mais uma derrota na bagagem,na próxima rodada o Atlético recebe na arena o Cruzeiro.

O JOGO:

O América começou a partida sem a responsabilidade do resultado. Virtual rebaixado para a série B, a diretoria já foca suas atenções no planejamento para a próxima temporada. Até por isso, no meio de semana, o Coelho se movimentou nos bastidores, mudando alguns setores internos.
Enderson Moreira, confirmado para 2017, já observa os atletas que vão compor seu grupo nas competições do ano que vem. No duelo, já pensando em 2017, ficou claro que o América precisa de um armador. A equipe alviverde iniciou o confronto dependendo bastante das ligações diretas, algo que atrapalhava o Coelho, que não conseguia segurar a bola no ataque.
O Atlético-PR, por sua vez, tinha tranquilidade para trabalhar o jogo e buscar as melhores ações. A metade da partida, entretanto, apresentava a seguinte realidade: os donos da casa com pouca criatividade conseguiram apenas uma boa oportunidade, com defesa de Weverton, já os visitantes pensavam mais o duelo, mas também conseguiram criar apenas uma chegada, com fácil defesa de João Ricardo.
Aos 25, o América teve sua mais clara chance de abrir o placar. Com boa jogada pelo lado esquerdo, Nixon por pouco não alcançou o cruzamento de Danilo que levou bastante perigo.
O Atlético-PR demostrava capacidade de propor o jogo, mas se mostrava também um time previsível, com pouca criatividade, algo que incomodava o técnico Paulo Autuori.
Quando o primeiro tempo aproximava do fim, o América passou a tomar mais os espaços e alcançava com mais facilidade a meta adversária. Na maioria das vezes pela esquerda, com Danilo, o Coelho agredia, mas não finalizava.
Segundo tempo
A etapa complementar se mostrou parecida ao inicio do jogo, as equipes tinham pouca criatividade na criação de jogadas. O Coelho tinha uma postura mais defensiva, esperando o visitante em seu campo de defesa.
A metade do segundo tempo mostrava uma partida com poucas oportunidades, sem chances, uma duelo frio, de duas equipes que não conseguiam criar algo para a partida.
O melhor momento da etapa complementar ocorreu aos 35 minutos. O América conseguiu encaixar um bom contra-ataque, Juninho cruzou na área e Michael não conseguiu aproveitar a chance na pequena área. No rebote, Danilo finalizou por cima.
Após a entrada do atacante Michael o América cresceu de rendimento e teve, pelo menos, três chances para abrir o placar. E deu resultado: após cobrança de escanteio, Eder Lima aproveitou o vacilo da zaga e marcou o tento da vitória.
Ficha Técnica:
AMÉRICA-MG 1 X 0 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Independência, Belo Horizonte (MG)
Data: 24 de outubro de 2016, domingo
Horário: 20h (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Rodrigo Henrique Correa (RJ) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
Gols: Eder Lima, aos 39 do segundo tempo (América)
AMÉRICA-MG: João Ricardo; Jonas, Éder Lima, Messias (Makton) e Ernandes; Danilo Leandro Guerreiro, Juninho, Tony e Nixon (Michael); Matheusinho (Renato Bruno).
Técnico: Enderson Moreira
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Wanderson, Thiago Heleno e Renan Lodi; Otávio e Matheus Rossetto (Nikão); Hernani, Lucho González e Lucas Fernandes (Giovanny); André Lima.
Técnico: Paulo Autuori