domingo, 19 de maio de 2019

Reservas jogam bem mas furacão é derrotado pelo Corinthians.


Não deu para a piazada rubro negra diante o Corinthians,apesar do bom jogo o furacão desperdiçou boas chances durante a partida e ainda sofreu com erros defensivos que custaram o resultado.É a primeira derrotada do furacão como mandante no brasileirão agora o furacão volta todas as atenções para a final da Recopa contra o River Plate na arena.

O JOGO:

Apesar dos momentos distintos e das circunstâncias peculiares, o Timão conseguiu abriu o placar logo aos 13 minutos. Vital descolou um escanteio pela esquerda e Jadson, na segunda tentativa, encontrou Vagner Love totalmente livre no segundo pau. Marcio Azevedo e o goleiro Caio vacilaram, e o camisa 9 pôde comemorar seu primeiro gol na competição.
Jadson e Love foram apostas de Carille para os lugares de Sornoza e Boselli. As surpresas continuaram com Urso de volta ao time titular e Ramiro escalado na ponta direita.
Apenas da vantagem conquistada logo cedo, a ideia de jogo do professor corintiano não vingou. Com uma média de idade de 24 anos, a equipe do Athletico chegou ao intervalo com 60% de posse de bola.
Uma cabeçada inacreditavelmente desperdiçada por Lucas Halter e um gol corretamente anulado pelo bandeira, e confirmado pelo VAR, foram só dois lances de tantos sustos que os visitantes levaram.
Na etapa final, a pressão continuou, e a eficiência da defesa tricampeã paulista caiu. Cássio passou a ser exigido. Sorte do Corinthians ter um arqueiro de Seleção Brasileira, que segurou a onda atrás e, de novo, contou com o VAR quando Braian Romero mandou para as redes.
O alívio aos corintianos, que passaram quase o tempo todo no campo de defesa mesmo diante dos reservas do Furacão, só veio aos 41 minutos da etapa final. Pedrinho foi muito inteligente ao perceber o quique da bola e, em dois movimentos, tirou a marcação e tocou de cabeça por cobertura de Caio.
Ficha Técnica:
ATHLETICO-PR 0 X 2 CORINTHIANS
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 19 de Maio de 2019, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (Fifa-RJ)
Assistentes: Michael Correia (RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)
Árbitro de Vídeo: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes de Árbitro de Vídeo: Alexandre Vargas Tavares de Jesus (RJ) e Luiz Claudio Regazone (RJ)
Cartões amarelos: Jadson, Cássio, Urso, Ralf (COR); Lucas Halter.
Público e Renda: 19.409 presentes / R$ 612.385,00
GOLS: 
Corinthians: Vagner Love, aos 13 minutos do 1T, e Pedrinho, aos 41 minutos do 2T.

ATHLETICO: Caio; Madson, Robson Bambu (Khellven), Lucas Halter e Márcio Azevedo; Rossetto, Léo Cittadini, Marcelo e Braian Romero; Tomás Andrade (Vitinho) e Thonny Anderson (Bruno Nazário).
Técnico: Tiago Nunes

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Henrique, Manoel e Danilo Avelar; Ralf, Júnior Urso e Jadson (Pedrinho); Ramiro (Richard), Mateus Vital (Gustagol) e Vagner Love.
Técnico: Fábio Carille
Visão de jogo:Furacão esbarra nos erros defensivos.
A tarde não foi das melhores para o furacão apesar de ter sido superior ao adversário,os erros individuais custaram caro,principalmente no setor defensivo onde o goleiro Caio não esteve em sus melhores tardes.Porém alguns jogadores mostraram que podem nos ajudar muito por exemplo Vitinho quando esteve em campo mostrou muita qualidade,Madson que retornou após muito tempo se recuperando e lesão se saiu muito bem.
Quem também se destacou apesar do resultado negativo é Léo Cittadini que mostra que tem quer ser titular no furacão,enfim o que resta e tirar lição de algumas coisas como precisamos de um goleiro reserva pois Caio não está a altura pelo menos por enquanto e que outros jogadores tem que ser mais utilizados pois podem render mais do que outros que vem sendo utilizados com frequência mas pouco rendem.
Veja como foi o jogo: