quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Rubro negro principal,derrota o Corinthians em jogo treino.


Na tarde dessa quinta o elenco principal do furacão,foi até o CT Joaquim Grava em São Paulo realizar um jogo treino,em preparação para o duelo da próxima semana contra o Tubarão pela Copa do Brasil.O furacão encarou o Corinthians e com gol do zagueiro Wanderson venceu o teste por 1a0 o trabalho serviu para testar a nova formação aplicada por Diniz ao time,no trabalho a grande novidade na equipe foi a presença do chileno Estebán Pávez atuando de libero ao lado de Wanderson e Thiago Heleno.Além disso o treinador fez mudanças durante todo o treino dando oportunidades para alguns joagdores como Bruno Guimarães,Lucas Halter e Matheus Anjos a equipe que inciou o trabalho foi a seguinte:Santos(Felipe Alves),Jonathan,Wanderson,Pávez(Lucas Halter)e Thiago Heleno;Carleto,Rosseto(Bruno Guimarães),Raphael Veiga(Lucho González),Nikão,Guilherme,Ribamar(Bergson).

Resumo do treino:

O primeiro tempo passou praticamente sem que nenhum dos goleiros precisasse trabalhar, com furacão rodando a bola de um lado para o outro e os reservas corintianos concentrados em barrar as investidas do rival. O único lance digno de nota dos alvinegros foi um chute de fora da área do meia Danilo, parado com tranquilidade por Santos. Mantuan, com boas descidas e bem na marcação, foi o destaque da etapa inicial.

Na etapa final, o técnico do Furacão, Fernando Diniz, manteve os titulares em campo até que Wanderson abrisse o placar, aos 13 minutos. Aproveitando passe por elevação do meia argentino Lucho González, o zagueiro estava impedido, mas contou com um desvio de Yago antes de dominar a bola, limpar Caíque e fazer o gol. O auxiliar chegou a marcar impedimento, porém o árbitro interpretou que o toque do zagueiro alvinegro dava legalidade ao lance.

Clayson, que entrou no intervalo e pouco antes carimbou o travessão do goleiro Felipe Alves, chamou o jogo para si e foi a grande válvula de escape da equipe, sempre pelo lado esquerdo. Irritado com a falta de produção do atletas, xingou bastante a si mesmo em alguns momentos, cobrando uma melhor colocação nos chutes a gol. Depois, em boa jogada, cruzou para a área e explodiu ao ver que ninguém concluiu.

Em jogo sonolento,Atlético fica no zero com o Foz.


Em ritmo de treino e em um jogo sonolento o furacão não saiu de um fraco zero a zero contra o Foz na noite dessa quarta feira na já classificado o rubro negro entrou em campo poupando alguns jogadores e apenas para cumprir tabela,sem muitas emoções o furacão pouco criou e o time da fronteira também pouco assustou e o jogo terminou sem gols.Com o resultado o rubro negro garantiu a vaga na primeira colocação do grupo e enfrenta o Rio Branco na arena no próximo domingo pela semifinal da Taça Dionísio Filho.

O JOGO:

A partida começou com as equipes se estudando e muita marcação. Somente aos 11 minutos foi criada a primeira chance mais clara, com Yago fazendo o cruzamento para Ederson tentar o desvio, mas direto pela linha de fundo. Aos 15 minutos, Giovanny cobrou escanteio fechado, um braço apareceu no meio da área para tirar, mas a arbitragem mandou o jogo seguir.
Bom lançamento para Felipe Dorta, aos 20 minutos, mas Maycon Canário se antecipou ao atleticano para fazer o corte. Bom cruzamento para Leandro Silva, aos 29 minutos, com uma testada certeira que Caio foi buscar para realizar uma grande defesa na Arena. A disputa era equilibrada, mas as oportunidades de gols eram raras.
Yago partiu para a jogada individual, aos 37 minutos, mas na hora do último toque entregou à defesa da equipe da fronteira. Aos 42 minutos, Nicolas cobrou falta na lateral na área, a bola sobrou para Diego, que vacilou e ficou sem ela. O primeiro tempo foi tecnicamente muito fraco na capital paranaense.
Depois do intervalo, as equipes retornaram sem alterações. Logo no primeiro minuto, Felipe Dorta cobrou falta no cantinho e Julio Cesar mandou para escanteio. O panorama da partida seguia o mesmo. Aos dez minutos, mas um tiro de longa distância com Yago, que chutou sem direção, direto pela linha de fundo.
Ederson, em sua ultima participação na partida, aos 15 minutos, teve uma chance clara, arrematando da entrada da grande área para defesa de Julio César, que deu um tapa na bola. Bola pra Vitor Naum no meio da zaga da equipe da fronteira, mas o chute saiu mascado, sem perigo.
A pesar de boas campanhas durante as cinco primeiras rodadas do Estadual, os dois times não mostravam o mesmo desempenho. João Pedro cobrou falta, aos 28 minutos, e acertou a barreira. Aos 36 minutos, foi a vez da tentativa de Giovanny, com uma batida colocada, pela linha de fundo. Aos 43 minutos, Giovanny ainda furou em uma boa oportunidade.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO PARANAENSE 0 X 0 FOZ DO IGUAÇU
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 13 de fevereiro de 2018, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Anderson Iraci Guimarães
Assistentes: Diogo Morais e Deniel Carvalho
Cartões amarelos : Daniel (Atlético-PR); Anderson Tasca, Luccas Brasil (Foz)
ATLÉTICO PARANAENSE : Caio; Diego, Daniel, Léo Pereira e Nicolas; Pierre e Guilherme Rend; Felipe Dorta, Giovanny e Yago (João Pedro); Ederson (Vitor Naum).
Técnico: Tiago Nunes
FOZ DO IGUAÇU : Julio Cesar; Paulinho, Alex Maranhão, Leandro Silva e Anderson Tasca (Luiz Beltrame); Maycon Canário, André Oliveira, Matheus Olavo e Douglas (Mathiola); Lucas Brasil e Raphael Alemão (Marcelo Soares).
Técnico: Allan Aal
Veja os melhores momentos do jogo: