sexta-feira, 16 de março de 2018

No sufoco e nos pênaltis furacão elimina o Ceará e avança na Copa do Brasil.


Com muita emoção assim foi a classificação do furacão em Fortaleza,após um bom inicio e um belo gol marcado por Guilherme o rubro negro teve sérios problemas durante a partida,perdendo três jogadores por lesão e assim acabou cedendo o empate a equipe cearense.Com o resultado a partida foi para os pênaltis onde brilhou a estrela do goleiro Santos que defendeu um das cobranças,e mesmo com a penalidade perdida por Carleto o furacão avançou a próxima fase da competição.

O JOGO:

 Os dois times tiveram desfalques de última hora no ataque. Bergson pelo lado Rubro-Negro e Elton pelo Vozão. Ribamar e Arthur foram os respectivos escolhidos pelos treinadores. Com a bola rolando, o time da casa tentava atacar,mas encontrava um adversário bem postado, tocando com bola com tranquilidade, esperando por um espaço para penetrar a defesa. Aos seis minutos, Guilherme arriscou o tiro e a bola passou por cima da meta.
Bela troca de passes do Furacão, aos 14 minutos, com a bola sobrando para Ribamar fuzilar e parar em grande saída de Éverson. Porém, na sequência da jogada, a bola sobrou para Guilherme, de voleio, mandar no cantinho para fazer um golaço e abrir o placar. Aos 20 minutos, Pio cruzou para a área, fechado, e Santos deixou a meta para segurar. Aos 27 minutos, Juninho limpou a marcação e isolou a bola, mostrando certa ansiedade do Ceará.
Fernando Diniz foi obrigado a fazer sua primeira mudança logo aos 30 minutos, com Wanderson saindo machucado para a entrada de José Ivaldo. Aos 33 minutos bola na área rubro-negra, Arthur desviou para o meio e Felipe Azevedo, de cabeça, balançou a rede para deixar tudo igual. Richardson também resolveu arriscar de longe, aos 37 minutos e acertou a rede, pelo lado de fora. Aos 43 minutos, foi a vez de Jonathan apontar para o banco e pedir para ser substituído.
Para a etapa final, o Atlético voltou com o estreante Camacho, ex-Corinthians. Aos quatro minutos bola para Ribamar e Éverson apareceu no caminho para travar e evitar o chute. Contra-ataque cearense. Aos sete minutos, mas Felipe Azevedo cruzou direto nas mãos de Santos. Um lance curioso, aos 10 minutos, com o árbitro desviando chute no caminho e quase enganando Santos, se foi no cantinho salvar.
Arthur recebeu na marca do pênalti, aos 15 minutos, se enrolou com a bola e desperdiçou uma chance incrível no Castelão. Mais um lesionado no Atlético, desta vez Raphael Veiga, que saiu par a entrada de Lucho González. O jogo era bom, bem movimentado, mas com poucas oportunidades reais de gol. Aos 27 minutos, Felipe Azevedo tentou resolver sozinho, carregou a bola e praticamente recuou para Santos.
As equipes mostravam cansaço e erravam muitos passes. A partida se encaminhava a passos largos para as penalidades. O Furacão tinha posse de bola, mas não finalizava. O Vovô se arriscava, mas sem qualidade. Aos 40 minutos, cobrança de falta na lateral da área rubro-negra, e Pio carimbou a barreira. No rebote, mandou pela linha de fundo. Aos 47 minutos, Carleto cobrou falta, Everson soltou e, de cabeça, Lucho mandou por cima da meta.
Nas penalidades, a primeira cobrança coube a Pio, do Ceará, que soltou o pé para converter. Guilherme também deixou o dele. Felipe Azevedo isolou, por cima do travessão. Lucho colocou o Furacão na frente. Andrigo marcou, com tranquilidade. Paulo André marcou, com ajuda da trave. Juninho mandou no cantinho para fazer. Zé Ivaldo bateu forte para anotar o quarto. Romário manteve o Vozão vivo na disputa. Carleto, homem da bola parada, parou em Everson. Nas alternadas, Richardson converteu. Ribamar segurou a pressão e marcou. Wescley praticamente recuou para Santos. E Pavez garantiu a classificação rubro-negra.
Ficha Técnica:
CEARÁ 1 (5) X (6) 1 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: 15 de março de 2018, quinta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Andre Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Leone Carvalho Rocha (GO) e Marcio Soares Maciel (GO)
Cartões amarelos : Matheus Rosseto e Guilherme (Atlético-PR)
Gols
CEARÁ: Felipe Azevedo, aos 32 minutos do primeiro tempo
ATLÉTICO-PR: Guilherme, aos 14 minutos do primeiro tempo
ATLÉTICO-PR: Santos; Wanderson (José Ivaldo), Pavez e Paulo André; Jonathan (Camacho), Matheus Rossetto, Raphael Veiga (Lucho González) e Thiago Carleto; Nikão, Guilherme e Ribamar.
Técnico: Fernando Diniz
CEARÁ: Éverson; Pio, Valdo, Luiz Otávio e Rafael Carioca (Romário); Juninho, Richardson e Ricardinho (Douglas Coutinho); Felipe Azevedo, Arthur (Wescley) e Andrigo
Técnico: Marcelo Chamusca
Veja como foi o jogo:








Pênaltis: