Derrota em Minas:Atlético joga mal,e perde para o Tupi:


Mais uma vez o furacão deixou a desejar,após uma partida partida fraca do time rubro negro o furacão foi derrotado pelo Tupi por 1a0 e terá que fazer a partida de volta na arena da baixada no próximo dia 6 precisando vencer por dois gols de diferença para avançar a próxima fase sem precisar das cobranças de pênaltis,porém antes de encarar o time mineiro novamente o rubro negro se despede do estadual contra o Nacional na arena no próximo sábado apenas para cumprir tabela.

O JOGO:

As duas equipes entraram em campo com algo em comum. Ambas passam por um processo de reconstrução. Pelo lado do Furacão, a grande atração era o atacante Walter que, mesmo muita acima do peso aceitável, iniciou entre os titulares. Sua primeira jogada aconteceu logo aos dois minutos, um cruzamento que a defesa mineira afastou sem maiores problemas. Aos sete minutos, pegando sobra da defesa, Bady soltou uma bomba para grande defesa de Glaysson.
Apesar da vontade demonstrada nos minutos iniciais, o Rubro-negro seguia com problemas para armar as jogadas, deixando o time da casa equilibrar as ações. Aos nove minutos, Marcio Goiano aproveitou cruzamento de Osmar para pegar de primeira, pela linha de fundo. Na reposta, Marcos Guilherme foi acionado em velocidade, mas Glaysson deixou a meta para ficar com a bola.
O Atlético levou perigo para valer apenas aos 22 minutos, com Dellatorre, que testou firme para defesa de Glaysson, em cima da linha. O troco veio aos 29 minutos, em cruzamento de Felipe Augusto que desviou na defesa e quase enganou Weverton, que foi no cantinho para espalmar e ceder escanteio. Aos 35 minutos, Milton Mendes tirou Bady para entrada de Ytalo por opção técnica.
Para o segundo tempo, as equipes retornaram sem novas modificações. Aos três minutos, Walter lançou Marcos Guilherme, que correu muito, mas chegou atrasado, facilitando a recuperação do goleiro Glaysson. A partida era tecnicamente fraca, com os times mostrando vontade, mas com dificuldade para executar os lances. Aos 11 minutos, Dellatorre pegou de primeira e obrigou Glayson a operar um milagre, na melhor chance do jogo até então.
A estreia de Walter terminou aos 19 minutos, com a entrada de Crysan em seu lugar. Os jogadores do Tupi pareciam fisicamente esgotados e se seguravam do jeito que dava. Porém, aos 26 minutos, após cobrança de escanteio, Bruno Ré cabeceou, Eduardo salvou e, no rebote, Vinícius Kiss empurrou para o fundo das redes para abrir o placar.
Com alguns refletores apagados, o jogo foi paralisado pela arbitragem aos 31 minutos. Após uma pausa de mais de 25 minutos, a bola voltou a rolar. Na primeira jogada, abola sobrou para Marcos Guilherme arrematar e parar no goleiro Glaysson. O Furacão tentava na vontade, mas não conseguia encontrar seu gol. Aos 42 minutos, Ytalo teve a melhor chance da partida, em uma cabeçada fulminante que Glaysson foi buscar de forma espetacular para garantir a vitória.
As duas equipes voltam a se encontrar na próxima quarta-feira, dia 6 de maio, na Arena da Baixada, em Curitiba. O Tupi tem a vantagem do empate para seguir adiante. Quem passar de fase vai encarar o vencedor do confronto entre Ceará e América-MG.
Ficha Técnica:
TUPI–MG 1 X 0 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Mário Helênio, Juiz de Fora (MG) 
Data: 28 de abril de 2015, terça-feira
Horário: 21h50 (de Brasília) 
Árbitro: Vinicius Goncalves Dias Araujo (SP) 
Assistentes: Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo - SP (Asp.Fifa-SP) e Anderson José de Moraes Coelho (SP)
Cartões amarelosVinícius Kiss (Tupi); Natanael, Deivid (Atlético-PR)
GOL
TUPI: Vinícius Kiss, aos 26 minutos do segundo tempo
TUPI:Glaysson; Osmar, Maílson (Paulão), Fabrício Soares e Bruno Ré; Genalvo,Vinícius Kiss, Rafael Jataí e Marco Goiano (Ygor); Felipe Augusto e Daniel Morais (Bruno Arrabal) 
Técnico: Leston Jr.
ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Gustavo, Léo Pereira e Natanael; Deivid, Paulinho Dias, Bady (Ytalo)e Marcos Guilherme; Dellatorre (Felipe) e Walter (Crysan) 
Técnico: Milton Mendes
Veja como foi a derrota do Atlético para o Tupi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário