sábado, 29 de março de 2014

A um passo da final:Furacão bate o Londrina de virada,e fica perto da decisão.


Após m susto no começo,o sub-23 atleticano correu atras e com um  mais durante todo segundo tempo foi superior e venceu o Londrina por três a um e ficou muito perto da final do campeonato paranaense.Após sair perdendo o time de Petkovic reagiu e venceu conquistando uma grande vantagem para o jogo de volta em Londrina na próxima quarta feira,um empate ou até mesmo uma derrota por um gol coloca o sub-23 na final do estadual a seguir confira a crônica da partida.

O JOGO:

  O Furacão começou com maior iniciativa, e tentava criar as primeiras oportunidades. Aos cinco minutos, Marcos Guilherme cobrou escanteio e Bruno Furlán testou para fora. Pouco depois, o atacante atleticano sentiu alguma coisa e pediu para sair de campo para a entrada de Nathan. Aos 13 minutos, Sidcley recebeu na entrada da área e bateu cruzado, mas ninguém aproveitou.
O Tubarão esperava para jogar no erro do adversário e nos contra-ataques. Aos 21 minutos, levantamento para Douglas Grolli, que fez falta de ataque no goleiro Rodolfo. O Londrina também perdeu um jogador lesionado, Maicon, que saiu para a entrada de Maicon Silva. Aos 25 minutos, Zezinho abriu espaço na defesa e arriscou o chute em cima da zaga.
A tática londrinense deu certo e, aos 31 minutos, bola na área rubro-negra e Joel apareceu para cabecear para o fundo das redes e abrir o placar. Deivid tentou responder, aos 38 minutos, com um chute de fora da área que desviou em Grolli e quase matou Vítor. Bidía, aos 44 minutos, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso de campo, deixando o time alviceleste desfalcado para os 45 minutos finais.
Na segunda etapa, o Londrina voltou com Silvio no lugar de Rone Dias. A primeira boa chance foi do time visitante, aos quatro minutos, com Joel, que cabeceou no ângulo para grande defesa de Rodolfo. O troco veio com Zezinho, que arriscou de longe, um minuto depois, para defesa de Vítor, que ainda deu rebote, mal aproveitado.
Crislan teve uma grande oportunidade para deixar tudo igual, aos 11 minutos, mas furou na frente do gol, facilitando o trabalho de Vítor. Aos 13 minutos, Mário Sérgio pegou sobra de bola e bateu cruzado, em cima da defesa, que afastou o perigo. Mesmo com um a menos em campo, o Tubarão ainda encaixava alguns ataques perigosos, como aos 18 minutos, com Celsinho, que aproveitou rebote de Rodolfo e bateu por cima da meta.
O Atlético criava situações de gol, mas abusava dos erros. Aos 24 minutos, Nathan fez bela jogada individual e chutou fraco, quase um recuo. Até que, aos 32 minutos, Guilherme pegou sobra de bola após cobrança de escanteio e chutou forte, no canto esquerdo, para deixar tudo igual no placar. Aos 39 minutos, Mário Sérgio cruzou e Marcos Guilherme desviou para decretar a virada. Ainda deu tempo para Marcos Guilherme, aos 42 minutos, tabelar com Nathan e, com categoria, tirar do goleiro para fechar a contagem.
FICHA TÉCNICA:
Campeonato Paranaense - Semifinal
Atlético Paranaense 3x1 Londrina
Data: 29/03/2014
Hora: 18h30
Local: Janguito Malucelli
Atlético Paranaense:
Rodolfo; Mário Sérgio, Lucas Alves, Léo Pereira e Sidcley; Deivid, Juninho (Harrison, aos 30' do 2º), Zezinho (Guilherme, aos 20' do 2º T) e Marcos Guilherme; Bruno Furlan (Nathan, aos 10' do 1º T) e Crislan.
Técnico: Dejan Petkovic
Londrina:
Vitor; Maicon (Maicon Silva), Dirceu, Douglas Grolli e Paulinho; Diogo Roque, Bida, Rone Dias (Silvio) e Celsinho (Paraíba); Joel e Lucas.
Técnico: Claudio Tencati
Gols: Joel, aos 31' do 1º T (Londrina); Guilherme, aos 32' do 2º T (CAP); Marcos Guilherme, aos 39' do 2º (CAP); Marcos Guilherme, aos 42' do 2º T (CAP);
Cartões Amarelos: Celsinho e Bida (Londrina); Zezinho (CAP)
Cartão Vermelho: Bida (Londrina)

Confira,os melhores momentos do jogo teste da arena da baixada.


Só faltou o gol:Em tarde histórica,furacão reencontrou o caldeirão.


Só faltou o gol de inauguração,embora o resultado da partida não fosse o mais importante o rubro negro voltou a arena da baixada,para 10 mil pessoas que puderam a companhar o retorno do caldeirão,o jogo terminou sem gols mas com um gostinho muito especial de voltar para a nossa baixada a seguir confira o resumo da partida,e alguns lances da partida teste da nova arena.

O JOGO:

O técnico Miguel Ángel Portugal colocou os titulares para jogar no primeiro tempo – com exceção do zagueiro Manoel, machucado. O time atuava com uma formação ofensiva, o 4-3-3, com Marcelo, Adriano e Ederson na frente. Apesar da expectativa em torno do trio, os times protagonizaram um primeiro tempo sem muitas emoções, o que acabou esfriando a torcida.

Os jogadores do Atlético-PR procuravam o Imperador na maioria das jogadas. Mas ele não tinha espaço, devido à forte marcação imposta pelo Jotinha, nem ritmo de jogo para aproveitar as chances. Em uma delas, por exemplo, furou na área após um cruzamento da direita. De positivo, a entrega do jogador, que em vários momentos marcou a saída de bola e deu até carrinho. Ainda na etapa inicial, João Paulo e Mirabaje arriscaram, sem sucesso. Na melhor oportunidade, Ederson bateu no canto e, após desvio, a bola saiu rente à trave
O JMalucelli também ameaçava, mas sem perigo. O atacante Bruno Batata tentou de longe em duas oportunidades, direto para fora, e o lateral-esquerdo Tomas, ex-Furacão, cobrou falta por cima do gol adversário. Com o primeiro tempo frio, os torcedores também diminuíram o volume. Em vários momentos, eles assistiam à partida sentados. E os primeiros 45 minutos da nova Arena terminaram mesmo no empate sem gols.
O técnico Miguel Ángel Portugal promoveu sete alterações na volta para o segundo tempo.  Santos, Carlos César, Ricardo Silva, Otávio, Hernani, Fran Mérida e Mosquito entraram. Mas Adriano, que não jogava há um mês, continuou. O jogo, porém, não mudou. O Atlético-PR rondava a área adversária, mas não conseguia superar a marcação adversária. O JMalucelli, por sua vez, apostava nos contra-ataques, mas também não parecia muito interessado em vencer. Com isso, o comandante rubro-negro mexeu de volta. Gustavo entrou no lugar de Marcelo, e Bruno Mendes substituiu o Imperador aos 16 minutos.
Prata da casa e reserva do sub-23, Gustavo deu novo gás ao meio-campo e virou o xodó da torcida com bons dribles desconcertantes e lançamentos longos. Por ainda ele ser pouco conhecido, os torcedores começaram a gritar "olê, olê, olê, onze, onze" e "ão, ão, ão, o onze é seleção" - número da camisa dele. Na sequência, gritaram o nome do jogador. Mas o jogador, apesar das tentativas, não conseguiu levar o time ao gol. Bruno Mendes também não. Em chance clara, ele tocou rente à trave, para lamentações da torcida rubro-negra - que chegou a pedir a saída de Miguel Ángel Portugal nos minutos finais.
O Atlético-PR até esboçou uma pressão nos minutos finais, mas o primeiro gol e a primeira vitória na nova Arena da Baixada ficaram mesmo para uma próxima ocasião.
FICHA TÉCNICA:
Jogo-teste Arena
Atlético Paranaense 0x0 J. Malucelli
Data: 29/03/2014
Horário: 15h
Local: Arena
Atlético Paranaense:
Weverton (Santos) (Renan Rocha, aos 35' do 2ºT); Sueliton (Carlos César), Dráusio (Jonathan, aos 35' do 2ºT), Cleberson (Ricardo Silva) e Natanael (Anderson Tasca, aos 16' do 2º); João Paulo (Otávio), Paulinho Dias (Hernani) e Mirabaje (Fran Mérida); Ederson (Mosquito), Marcelo (Gustavo Marmentini, aos 16' do 2º) e Adriano (Bruno Mendes, aos 16' do 2º T);
Técnico: Miguel Ángel

sexta-feira, 28 de março de 2014

Decisão no janguitão,e festa na baixada:Em sábado histórico furacão volta ao caldeirão,e recebe o Londrina no eco estádio.


Um sábado de não sairá da memória,um sábado onde o furacão entrá em campo por duas vezes em momentos importantes,a primeira delas e para voltar a sua casa,voltar a Arena da Baixada em um jogo teste.As 15 horas diante do JMaluceli o Atlético dará inicio a uma nova era na arena que será sede da copa do mundo e mais tarde as 18:30 no eco estádio o sub-23 recebe o Londrina pela partida de ida da semi final do paranaense,a seguir confira as novidades das equipes que vão a campo nesse sábado.

DE VOLTA AO CALDEIRÃO:

Na volta a arena o furacão,tem como adversário o JMaluceli que foi o escolhido por ser reconhecido pela diretoria atleticana ,pelo apoio ao furacão emprestar o eco estádio para a disputa dos jogos do paranaense,já que o plano de realizar a semifinal contra o Londrina não deu certo por falta dos laudos exigidos.Quanto ao time que vai a campo para inaugurar a nova baixada o técnico Miguel Portugal deve fazer algumas mudanças em relação a equipe que foi derrotada pelo Vélez já que Mosquito e Adriano Imperador estão liberados pelo DM,e Manoel está vetado pela lesão que sofreu contra os argentinos.No treino realizado na tarde dessa sexta Adriano treinos como titular ao lado Ederson e Marcelo e deverá começar jogando o jogo teste Bruno Mendes fica no banco de reservas,dessa forma a formação titular do furacão para a inauguração da arena é:Weverton,Sueliton,Draúsio,Cléberson,Natanael;Paulinho Dias,João Paulo e Mirabaje;Marcelo,Adriano Imperador e Ederson.



    NO JANGUITÃO,É DECISÃO CONTRA O LONDRINA:

Enquanto na arena tem festa mais tarde no eco estádio tem decisão para o Sub-23,é o primeiro jogo da semifinal do paranaense,e para largar na frete e ir com boa vantagem para Londrina o técnico Petkovic deverá promover mudanças na equipe em relação ao jogo contra o Paraná já que Otávio e Hernani estão suspensos,sendo assim Juninho é mantido de volante e grande novidade na meia é Deivid que vem do time principal para reforçar a garotada.Outras duas novidades estão na zaga e na lateral onde Léo Pereira ganha a posição de Ricardo Silva e Sidcley que volta de suspensão retorna a lateral esquerda e Olaza volta para banco,já no ataque a novidade e Bruno Furlan ao lado de Crislan.

O ADVERSÁRIO:

Para a a partida o técnico Claudio Tencati dera a volta do zagueiro Douglas Grolli e do meia Celsinho porém tem uma dúvida no ataque entre Alexandre Oliveira e e Lucas,no restante é o mesmo time da partida passada.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-PR X LONDRINA
Local: Estádio Janguito Malucelli em Curitiba
Data: 29/03/2014 - Sábado
Horário: 18:30h
Árbitro: Rafael Traci
Assistentes: Ivan Carlos Bohn e Rafael Trombeta

Atlético:Rodolfo,Mario Sergio,Léo Pereira,Lucas Alves e Sidcley;Deivid,Juninho,Zezinho e Marcos Guilherme;Bruno Furlan e Crislan.Téc:Petkovic.


Londrina:Vitor; Maicon Silva, Dirceu, Grolli e Paulinho; Diogo Roque, Bidía, Celsinho e Rone Dias; Joel e Alexandre Oliveira (Lucas).Téc:Claudio Tencati.

Relembre o último confronto entre furacão e Londrina.






quinta-feira, 27 de março de 2014

Veja os gols da derrota do furacão para o Vélez.


Presente de grego:Furacão vacila,e é derrotado pelo Vélez.


O furacão vacilo perdeu muitas chances,e foi derrotado pelo Vélez na vila Capanema,no dia do aniversário de 90 anos o rubro negro não conseguiu superar os argentinos e acabou derrotado por três a um e agora precisa vencer o The Strongest na Bolivia para avançar as oitavas de final da Libertadores.Agora o rubro negro volta a campo com seu sub-23 sábado contra o Londrina na partida de ida pela semifinal do estadual.


O JOGO:

 Tentando impor seu ritmo, o Furacão chegou ao ataque logo aos 30 segundos, com Douglas Coutinho testando para o meio da área e a defesa tirando para escanteio. Após a cobrança, confusão na área e Tobio tirou em cima da linha. A resposta veio com Pratto, aos cinco minutos, com um chute venenoso que Weverton, quase se enrolando com a bola, precisou ceder escanteio. Mas, aos sete minutos, Allione, com liberdade, recebeu lançamento, avançou e bateu cruzado para o fundo das redes.
O Furacão buscava as jogadas pela lateral para penetrar na defesa argentina. Aos 12 minutos, Natanael cruzou fechado e ninguém apareceu, deixando a bola se perder pela linha de fundo. Após vacilo de Mirabaje, aos 14 minutos, Correa se livrou da marcação e chutou direto pela linha de fundo. Aos 20 minutos, Mirabaje pegou sobra de bola na entrada da área e bateu para defesa de Sosa.
Cobrança de falta na entrada da área para o Vélez, aos 26 minutos, e Correa cobrou com muito perigo, assustando Weverton. Sosa se enrolou com recuo de bola, aos 28 minutos, Ederson roubou e serviu Bruno Mendes que, sem goleiro, conseguiu chutar na trave. Inacreditável! Lesionado, Manoel deixou o campo a para a entrada de Dráusio. Natanael roubou bola, aos 36 minutos, e levantou para Bruno Mendes, que chegou atrasado e só raspou na bola. Pratto deu o troco aos 40 minutos, fazendo fila na defesa e chutando para defesa de Weverton.
Para o segundo tempo, o Rubro-Negro voltou com Marcelo no lugar de Bruno Mendes. Em sua a primeira participação, o atacante tentou o cruzamento rasteiro e a defesa argentina afastou. Aos dois minutos, Natanael roubou a bola e disparou em velocidade, servindo para Marcelo ajeitar e chutar para defesa de Sosa. Pressão total do Furacão. Um minuto depois, Ederson dominou e soltou o petardo, à direita do gol.
Reclamando muito no banco, Frán Mérida recebeu cartão vermelho. Porém, aos oito minutos, Mirabaje cobrou falta e Dráusio subiu no meio da defesa para cabecear para o fundo das redes e empatar. Um minuto depois, bola para Marcelo que, de frente para o gol, parou em Sosa. O Atlético era outro time depois do intervalo. A festa durou até os 14 minutos, quando Pratto recebeu na área e chutou cruzado para fazer o segundo.
O técnico Miguel Ángel apostou mais uma vez na entrada de Felipe no lugar de Mirabaje. Aos 22 minutos, Pratto recebeu no meio da marcação e soltou o petardo, raspando o ângulo direito. Mais um lance inacreditável aos 28 minutos. Coutinho chutou, Sosa fez linda defesa e,no rebote, o jovem atacante fuzilou na trave. O Atlético lutava, mas a bola insistia em não entrar. Aos 39 minutos, bola para Marcelo na pequena área e Sosa deixou a meta para interceptar. Aos 44 minutos, Papa foi expulso. Porém quem marcou foi Canteros, nos acréscimos.
FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO-PR 1 X 3 VÉLEZ SARSFIELD-ARG
Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba
Data: 26 de março de 2014, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília) 
Árbitro: Wilmar Roldan (Fifa-COL) 
Assistentes: Eduardo Diaz e Alexander Guzman (ambos Fifa-COL)
Cartões amarelos: João Paulo e Ederson (Atlético-PR); Sosa (Vélez Sarsfield) 
Cartões vermelhos: Frán Mérida (Atlético) e Emiliano Papa (Velez Sarsfield)
GOLS:
ATLÉTICO-PR: Dráusio, aos 08 minutos do segundo tempo 
VÉLEZ SARSFIELD-ARG: Agustín Allione, aos 7 minutos do primeiro tempo e Lucas Pratto, aos 14 minutos e Canteros, aos 48 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Weverton; Sueliton, Manoel (Dráusio), Cleberson e Natanael; João Paulo, Paulinho Dias e Matías Mirabaje (Felipe); Ederson, Douglas Coutinho e Bruno Mendes (Marcelo). 
Técnico: Miguel Ángel Portugal
VÉLEZ SARSFIELD-ARG: Sebastián Sosa; Fabián Cubero, Sebastián Domínguez, Fernando Tovio, Emiliano Papa; Agustín Allione, Lucas Romero, Leandro Desábato, Ariel Cabral (Héctor Canteros); Lucas Pratto (Roberto Nanni) e Jorge Correa (Facundo Cardozo) 
Técnico: José Flores

terça-feira, 25 de março de 2014

Festa e decisão:Furacão completa 90 anos,em jogo decisivo contra o Vélez

   

A noite desse 26 de março,promete e muito para o torcedor rubro negro noite de muitas emoções noite de decisão para o furacão na Copa Bridgstone Libertadores.No mesmo dia que o rubro negro completará 90 anos de história o rubro negro tem pela frente o Vélez Sarsfield jogo que vale a liderança do grupo e quem sabe a vaga pra as oitavas de final em uma vila Capanema lotada de atleticanos para uma noite quente de futebol.Para a partida o técnico Miguel Ángel destacou a necessidade da equipe fazer um jogo equilibrado porém sempre buscando o ataque pressionando os argentinos em busca três pontos fundamentais para a sequência na Libertadores.E para buscar a vitória o furacão terá algumas ausências e novidades para a partida.

Para a partida o furacão não poderá contar ainda com Mosquito e Adriano Imperador que estão se recuperando no DM,contra partida terá uma volta importante,Marcelo Cirino pós um tempo em recuperação está de volta a equipe e deve começar jogando ao lado de Éderson no ataque.Já a dúvida está na meia cancha Felipe que entrou muito bem na última partida pode ser novidade assim disputando a posição com Mirabaje.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO PARANAENSE X VÉLEZ SARSFIELD
Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba
Data: 26 de março de 2014, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília) 
Árbitro: Wilmar Roldan (Fifa-COL) 
Assistentes: Eduardo Diaz e Alexander Guzman (ambos Fifa-COL)
ATLÉTICO-PR: Weverton; Sueliton, Manoel, Cleberson e Natanael; João Paulo, Paulinho Dias e Mirabaje; Ederson, Marcelo(Douglas Coutinho) e Bruno Mendes (Felipe). 
Técnico: Miguel Ángel Portugal
VÉLEZ SARSFIELD: Sebastián Sosa; Fabián Cubero, Sebastián Domínguez, Fernando Tovio, Emiliano Papa; Agustín Allione, Lucas Romero, Héctor Canteros, Ariel Cabral; Lucas Pratto e Ramiro Cáseres(Nanni)
Técnico: José Flores

Rlembre como foi o primeiro duelo entre furacão e Velez Sarsfield


De olho no inimigo:Informações do Velez Sarsfield.


O Velez vem a Curitiba para encarar o furacão com o objetivo igual ao do rubro negro,se isolar na liderança do grupo 1 da copa Libertadores,e encaminhar a classificação as oitavas de final.A equipe do técnico Turu Flores vem d empate pelo campeonato argentino por 1a1 contra o Estudiantes de La Plata,e para a partida dessa quarta deve promover apenas duas mudanças em relação a equipe que jogou no último domingo.Desábato que foi titular na meia cancha deve voltar para o banco e Correa debe voltar a meia cancha,outro mudança é a principal delas,Mauro Zárate foi vetado pelo departamento médico do clube e não veio a Curitiba,para seu lugar existem duas opções Nanni e Ramiro Caséres são os candidatos mais para Nanni que treinou durante a semana sendo assim uma provavel escalção do Velez é:Sosa; Cubero, Sebá Domínguez, Tobio e Papa; Correa Cabral, Allone e Canteros; Nanni(Caséres. e Pratto.

domingo, 23 de março de 2014

O GRANDE PASSOU,E O NANICO FOI EMBORA:Sub-23 atropela o Paraná e está na semi final.


A vantagem era dos paranistas,um pouco de torcida era dos paranisa,mas a camisa era rubro negra e com sua forma e superioridade no campo o rubro despachou o Paraná e avançou as semi finais do estadual.Com dois gols de Marcos Guilherme o rubro negro foi soberano não encontrou muitas dificuldades para eliminar o tricolor.Agora o furacão aguarda o confronto entre Londrina e JMalucelli de onde sairá o adversário nas semi finais que acontecem na próxima semana por´m antes o furacão tem decisão na vila contra o Vélez Sarsfield pela Libertadores.

O JOGO:

O jogo começou truncado, com as equipes priorizando a marcação e sem criatividade no setor ofensivo. Várias pequenas faltas para matar as jogadas ocorreram nos primeiros minutos de partida.

A primeira finalização ocorreu somente aos 12 minutos, quando Crislan recebeu de Marcos Guilherme e chutou por sobre o gol de Marcos. Aos 15, Giancarlo cabeceou na direção da meta atleticana, mas Rodolfo fez tranquila defesa.

Aos 20, Zezinho fez boa jogada pela direita, passando de calcanhar por entre as pernas do defensor paranista para Mário Sérgio, que cruzou para a área, mas Hernani não conseguiu alcançar. Aos 22, o Tricolor chegou com perigo pela primeira vez. Rodolfo bateu roupa e deixou escapar a bola, que sobrou para Paulinho Oliveira. O jogador paranista, com o gol aberto, chutou a bola na trave.

O jogo foi seguindo o mesmo ritmo, muita marcação e poucas oportunidades. As melhores oportunidades do Rubro-Negro saíam em cobranças de falta, mas que não chegavam a ameaçar o gol defendido por Marcos. A primeira boa chegada do Atlético ocorreu somente aos 37 minutos, quando Marcos Guilherme recebeu na entrada da área e tocou por cima na saída de Marcos, mas a bola subiu muito e saiu por sobre a meta.

E quando o jogo se encaminhava para um empate sem gols no primeiro tempo, aos 43 minutos Crislan fez um passe milimétrico para Marcos Guilherme, deixando o camisa 11 livre, na cara do gol. Com tranquilidade, Marcos Guilherme tocou por baixo na saída do goleiro e abriu o placar na Vila Capanema. Furacão, 1 a 0.

O Furacão ainda chegou com perigo mais uma vez na primeira etapa. Crislan fez boa jogada na área paranista e tocou para Mário Sérgio, que chutou para fora. Mas ficou nisso e as equipes foram para o vestiário com um resultado que levaria a disputa para os pênaltis.

Assim como no primeiro tempo, o início da segunda etapa foi muito truncado e com várias faltas sendo cometidas por ambas as equipes. Nenhum dos times conseguia desenvolver um bom futebol, embora o Paraná buscasse mais o ataque na tentativa de igualar o placar.

Porém, quem chegou com mais perigo foi o Atlético. Aos 16, Marcos Guilherme chegou pela esquerda e chutou para o gol, mas a bola foi para fora. Aos 22, Crislan avançou bem pela esquerda e arriscou de fora da área. O chute foi forte, mas a bola saiu à direita da meta de Marcos.

Com os dois times precisando marcar para evitar as penalidades, o jogo ficou pegado e o árbitro precisou trabalhar, distribuindo cartões amarelos.

E aos 27 minutos, Marcos Guilherme aproveitou o contra-ataque, disparou pela esquerda, invadiu a área e tocou por entre as pernas de Marcos, que viu a bola morrer no fundo das redes: Furacão, 2 a 0, para alegria da torcida rubro-negra.

Depois de sofrer o segundo gol, o Tricolor se lançou de vez ao ataque, enquanto o Atlético se defendia. Mas o time da Vila não conseguiu sequer ameaçar a meta de Rodolfo, que pouco trabalho teve para manter o placar.

Sem dar chance para o azar, o Rubro-Negro soube administrar a vantagem até o final da partida e comemorou a classificação dentro da casa do adversário. "O time do fim da rua está na semifinal", resumiu Bruno Furlan ao término da partida.

FICHA TÉCNICA:

Paraná Clube 0 x 2 Atlético Paranaense
Campeonato Paranaense 2014 – Quartas de final
Data: 23/03/2014
Local: Vila Capanema, Curitiba
 
Árbitro: Fabio Filipus
Auxiliares: Bruno Boschilia e Daniel Cotrim de Carvalho
 
Atlético Paranaense: Rodolfo; Mário Sérgio, Ricardo Silva, Lucas Alves e Olaza; Juninho (Tárik), Otávio, Hernani, Zezinho (Bruno Furlan) e Marcos Guilherme (Everton); Crislan
Técnico: Petkovic
 
Paraná Clube: Marcos; Roniery, Brinner, Naylhor e Breno; Elton (Leo), Paulinho Oliveira (Ricardo Conceição), Cambará (Julio César) e Lucio Flávio; Giancarlo e Fernando Gabriel
Técnico: Milton Mendes
 
Gols: Marcos Guilherme, aos 43’ do 1º T e 27’ do 2º T (Atlético Paranaense).
Cartões Amarelos: Ricardo Silva. Lucas Olaza, Hernani (Atlético Paranaense) e Brinner, Lucio Flávio (Paraná Clube).
Cartão Vermelho: Otávio (Atlético Paranaense)


sábado, 22 de março de 2014

Vencer ou vencer:Furacão decide vaga contra o Paraná precisando da vitória.


Só a vitória interessa para o sub-23 contra o Paraná nesse domingo na vila,agora com mando de campo dos paranistas o rubro negro precisa de no minimo uma vitória por um gol para levar para os pênaltis,ou mais para garantir a vaga no tempo normal.Pra isso o técnico Petkovic prega principalmente confiança aos jogadores para mostrar que ainda é possível conquistar a vaga mesmo jogando em uma situação adversa e com torcida apenas do adversário.Além de jogar em desvantagem o furacão também terá que enfrentar alterações na equipe para tentar reverter a vantagem dos paranistas na vila Capanema

O TIME:

Para a partida Petkovic terá que realizar quatro alterações em relação ao time que vinha jogando,Jean Felipe suspenso dá a vaga a Mario Sergio que retorna de lesão,na lateral esquerda também mudança Sidcley também suspenso da oportunidade a Lucas Olaza,na meia cancha são mais duas mudanças Otávio fica de fora e Juninho entra jogando outro que fica de fora é Nathan Zezinho será a novidade ele que também está recuperado de lesão,dessa forma Marcos Guilherme é adiantado para o ataque ao lado de Crislan.

FICHA TÉCNICA:

PARANÁ CLUBE X ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Durival Britto em Curitiba
Data: 23/03/2014 - Domingo
Horário: 16h
Árbitro: Fabio Filipus
Assistentes: Bruno Boschilia e Daniel Cotrim de Carvalho

Paraná Clube:Marcos,Roniery,Brinner,Naylhor,Brenno,Cambará,Ricardo Conceição,Lucio Flavio e Fernando Gabriel;Paulinho Oliveira(Julio Cesar),Giancarlo.TEC:Milton Mendes.


Atlético-PR:Rodolfo,Mario Sergio,Lucas Alves,Ricardo Silva,Olaza;Juninho,Hernani,Otávio,Zezinho,Marcos Guilherme;Crislan.TEC:Petkovic.

De olho no inimigo:Informações do Paraná Clube.


Com a vantagem de jogar pelo empate,e na sua vez de jogar com torcida única o Paraná está pronto para a partida decisiva contra o furacão nesse domingo na Vila Capanema,com duas mudanças o técnico Milton Mendes espera manter o ritmo da equipe que vem de um empate pela copa do Brasil contra o São Bernardo na última quinta feira,para o confronto Ricardo Conceição que volta de lesão deve entrar na vaga de Elton e o meia Pulinho suspenso dará a vaga pra Paulinho Oliveira ou Julio Cesar dessa forma o Praná deve ir a campo com:Marcos; Roniery, Brinner, Naylhor e Breno; Cambará, Ricardo Conceição, Lúcio Flávio e Fernando Gabriel; Júlio Cesar (Paulinho Oliveira) e Giancarlo

quinta-feira, 20 de março de 2014

Veja os gols da goleada do furacão contra o Universitário.

                              

Líder também:Furacão goleia o Universitário,e divide liderança do grupo.


O furacão fez o dever de casa venceu bem o Universitário e agora divide a liderança do grupo 1 da Copa Bridgstone Libertadores com o Vélez Sarsfield com nove pontos ganhos,em jogo onde o furacão foi superior mais perdeu muitos gols o rubro fez três a zero nos peruanos e divide a liderança do grupo.Na próxima semana o Atlético volta a campo pela Libertadores contra o Vélez na Vila em jogo que pode dar a classificação para o rubro negro as oitavas de final caso vença os argentino,mas antes o sub-23 encara o Paraná também na vila pelo jogo de volta das quartas de finais do estadual.

O JOGO:

Logo no primeiro lance da partida, Douglas Coutinho partiu em velocidade para cima da defesa peruana e tentou o cruzamento duas vezes para Éderson, mas foi interceptado pela defesa. Na resposta, aos três minutos, Ruidíaz arriscou de fora da área após abrir espaço na defesa atleticana e a bola subiu demais. Mas, aos nove minutos, contra-ataque do Furacão e Bruno Mendes invadiu a área para tocar na saída do goleiro e abrir o placar.
O Rubro-Negro dominava as ações, mas precisava de atenção na defasa para não ser surpreendido. Aos 17 minutos, Christofer Gonzales acertou um belo chute e Weverton espalmou par aceder escanteio e salvar. Aos 21 minutos, lançamento em profundidade para Ederson e José Carvallo deixou a meta para defender. Jogadores do Universitario começavam a perder a cabeça e fazer faltas mais violentas.
Sem conseguir entrar na defesa atleticana, os visitantes arriscavam de longe, como aos 31 minutos, em chute cruzado de Gomez, direto para fora. O troco veio com Douglas Coutinho, que recebeu na cara do gol e, na tentativa de driblar o goleiro, deixou a bola escapar. Aos 33 minutos um lance ainda mais impressionante. Coutinho tirou o goleio e Ederson, sem absolutamente ninguém na frente, conseguiu chutar para fora, em um lance sem explicação.
Para a etapa final, as equipes retornaram sem alterações. Com um minuto, Mirabaje desceu pela esquerda e foi interceptado antes de invadir a área. Belo lance do Universitario, aos sete minutos, com Gómez, que fez fila a defesa atleticana e só não marcou o gol pela chegada precisa de Natanael. Mirabaje também teve seu lance impressionante, aos oito minutos, ao pegar rebote na marca do pênalti e isolar a bola.
O técnico Miguel Ángel optou pela saída de Mirabaje para a entrada de Felipe, para revolta do torcedor, que estava satisfeita com o desempenho do uruguaio. Mas, aos 16 minutos, Felipe recebeu lançamento, invadiu a área e bateu com categoria para ampliar a vantagem. Um minuto depois, Ederson aproveitou contra-ataque para chutar, mas a bola saiu fraca, fácil para Carvallo.
O gol fez com que o ritmo da partida caísse um pouco, com o Furacão esperando para sair nos contra-ataques. Aos 31 minutos, Olascuaga ganhou da defesa e chutou cruzado para defesa de Weverton. Aos 38 minutos, cruzamento na medida para Ederson e Carvallo saiu na hora certa para salvar. Até que, aos 39 minutos, Ederson, novamente sem ninguém à frente após vacilo da defesa, acertou o alvo e fechou a contagem.
FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO PARANAENSE-BRA 3 X 0 UNIVERSITARIO-PER
Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR) 
Data: 20 de março de 2014, quinta-feira
Horário: 17h30 (de Brasília) 
Árbitro: Patricio Polic (Fifa-CHI) 
Assistentes: Francisco Mondria e Marcelo Barraza (ambos Fifa-CHI) 
Cartões amarelos: Douglas Coutinho, Weverton (Atlético-PR); Vargas, Luna (Universitario)
GOLS: 
ATLÉTICO-PR: Bruno Mendes, aos 09 minutos do primeiro tempo; Felipe, aos 16 minutos e Ederson, aos 39 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Weverton; Sueliton, Manoel, Cleberson e Natanael; João Paulo, Paulinho Dias e Matías Mirabaje (Felipe); Douglas Coutinho (Fran Mérida), Ederson e Bruno Mendes (Crislan) 
Técnico: Miguel Ángel Portugal
UNIVERSITARIO-PER: José Carvallo; Diego Chavez, Nestor Duarte, Dalton e Edwin Gomez; Vargas, Antonio González, Christofer Gonzales e Sebatian Luna (Carlos Olascuaga); Cris Martínez (Joaquín Aguirre) Ruidíaz
Técnico: Carlos Silvestri (interino)

quarta-feira, 19 de março de 2014

Agora é a na vila:Furacão recebe o Universitário,em busca de mais três pontos na libertadores.


Agora é vencer eles aqui,depois de conquistar a vitória em Lima o rubro negro tem amissão de derrotar o Universitário diante da galera,embora o horário inusitado de 17:30 horário de Brasilia,a promessa é de um público muito bom na vila para empurra o rubro negro em busca da terceira vitória na Copa Bridgstone Libertadores,vitória que pode colocar o furacão até na liderança do grupo ou no minimo na segunda colocação.

Para a partida o técnico Miguel Ángel aposta na manutenção e no crescimento da equipe após o último jogo,sem poder ainda contar com todos os jogadores o furacão considera um resultado positivo essencial para a sequencia até por que terá mais uma partida em casa contra o Vélez.E para buscar mais um triunfo o técnico Miguel Angel deverá manter a mesma equipe.

O TIME:

Ainda sem poder contar com Marcelo,que ainda se recupera de lesão o furacãonão terá mais uma vez Adriano Imperador que se recuperou de lombalgia mas acabou um edema na coxa e foi vetado pelo DM,e só volta a equipe na última rodada do grupo.Quem também fica de fora são Zezinho e Mosquito que serão poupados para fazer fortalecimento muscular,na equipe titular a formação com três na frente deve ser mantida a única duvida fica entre Deivid e João Paulo.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO PARANAENSE X UNIVERSITARIO-PER
Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR) 
Data: 20 de março de 2014, quinta-feira 
Horário: 17h30 (de Brasília) 
Árbitro: Patricio Polic (Fifa-CHI) 
Assistentes: Francisco Mondria e Marcelo Barraza (ambos Fifa-CHI)
ATLÉTICO-PR: Weverton; Sueliton, Manoel, Cleberson e Natanael; Deivid (João Paulo), Paulinho Dias e Mirabaje; Douglas Coutinho, Ederson e Bruno Mendes 
Técnico: Miguel Ángel Portugal
UNIVERSITARIO-PER: José Carvalho; Diego Chavez, Nestor Duarte, Dalton e Edwin Gomez; Sebastian Luna (Martinez), A.Gonzales, Ángel Romero, Christofer Gonzales e Carlos Olascuaga; Ruidíaz 
Técnico: Carlos Silvestri (interino)

De olho no inimigo:Informações do Universitário.


Praticamente eliminado d Libertadores,o time peruano vem a Curitiba em busca de um milagre de ainda tem alguma chance remota,além disse tenta quebrar um tabú de não vencer na competição a oito jogos fora de casa a má fase continua ,embora mtenha a estréia de seu novo treinador o ex jogador Paul cominges,quanto a equipe o time deve repetir a formação que empatou como San Martin pela copa Inca no fim da semana uma possível formação do Universitário é:Llontop; Chavez, Duarte, Dalton e Gomez; António Gonzales, Vargas, Uribe,Olascuaga ;Ruidíaz e Martínez. 

domingo, 16 de março de 2014

Veja os gols da derrota do Atlético para o Paraná no eco estádio.

                     

Assim não dá:Atlético joga mal,e perde novamente para o Paraná.


Mesmo com a volta dos principais jogadores do sub-23 o Atlético jogou mal e foi novamente derrotado pelo Paraná,agora para avançar as semi finais do estadual o rubro precisa de uma vitória simples para levar aos pênaltis ou dois gols para avançar de forma direta.Antes do jogo de volta pelo estadual o furacão com a equipe principal vai a campo quinta feira contra o Universitário na vila Capanema pela Libertadores.

O JOGO:

Apenas com sua torcida nas arquibancadas por questão de segurança, o Furacão tentava dominar as ações. Aos três minutos, Harrison foi para cima da defesa paranista, abriu o espaço e bateu pela linha de fundo. Aos sete minutos, Lúcio Flávio tentou o cruzamento fechado e a zaga se antecipou para ceder o escanteio. Mas, aos nove minutos, a zaga atleticana falhou e Lúcio Flávio, com oportunismo, chutou de fora da área para abrir o placar.
O Rubro-negro quase chegou ao empate aos 15 minutos, com Crislan, que desviou cruzamento na medida de Jean Felipe, para fora. O Paraná jogava de forma inteligente, especialmente após sair na frente, esperando para jogar nos erros do adversário. Aos 21 minutos, Roniery cruzou, Rodolfo defendeu parcialmente e Paulinho não conseguiu aproveitar o rebote.
O ritmo da partida caiu, com o Tricolor da Vila se mostrando bem postado, aproveitando o claro nervosismo do Atlético. Aos 30 minutos, Paulinho chegou com velocidade e serviu Giancarlo, que isolou a bola. Confusão generalizada aos 34 minutos após falta mais dura de Sidcley. A arbitragem só observou. Aos 40 minutos, Fernando Gabriel cobrou falta perigosa e Brinner deu uma de zagueiro do rival.
Após o intervalo, as equipes retornaram sem nenhuma modificação. Aos três minutos, Giancarlo serviu Elton, que teve tempo para dominar, escolher o canto e bater para fora. O Furacão respondeu com Marcos Guilherme, que tabelou com Nathan e chutou pela linha de fundo. Aos 13 minutos, Fernando Gabriel tentou encobrir Rodolfo e a bola subiu. Belo lance.
O Paraná seguia melhor a partida, mais próximo do segundo gol. Aos 15 minutos, Harrison cobrou falta e acertou a barreira. O jogo caiu um pouco, até que, aos 21 minutos, Hernani aproveitou rebote da defesa paranista e fuzilou de fora da área para deixar tudo igual. O gol animou os rubro-negros que cresceram de produção. Aos 27 minutos, Harrison lançou em profundidade para Crislan e Marcos saiu para defender.
Paulinho Oliveira, que entrou na partida depois de aquecer por 20 minutos, tentou o cruzamento e mandou direto para fora. Na resposta, aos 33 minutos, Marcos Guilherme, mandou uma bomba e Marcos salvou. Mas, aos 35 minutos, Elton foi derrubado na área e o árbitro marcou o pênalti. Na cobrança, Giancarlo não perdoou e mostrou porque é o artilheiro da competição, balançando as redes e garantindo a vitória paranista.
FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO-PR 1 X 2 PARANÁ
Local: Ecoestádio Janguito Malucelli, em Curitiba (PR) 
Data: 16 de março de 2014, domingo 
Horário: 18h30 (de Brasília) 
Árbitro: Selmo Pedro dos Anjos 
Assistentes: Diego Grubba Schitkovski e Adair Carlos Mondini 
Cartões amarelos: Sidcley e Rodolfo (Atlético-PR); Paulinho, Elton e Brinner (Paraná) 
Gols: ATLÉTICO-PR: Hernani, aos 21 minutos do segundo tempo; PARANÁ: Lúcio Flávio, aos 9 minutos do primeiro tempo, e Giancarlo, aos 35 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Hugo; Jean Felipe, Ricardo Silva, Lucas Alves e Sidcley; Otavio, Hernani (Juninho), Marcos Guilherme e Harrison (Guilherme); Nathan (Taiberson) e Crislan 
Técnico: Petkovic
PARANÁ: Marcos; Roniery, Brinner, Naylhor e Breno; Cambará, Elton, Lúcio Flávio (Júlio César) e Fernando Gabriel; Paulinho (Paulinho Oliveira) e Giancarlo (Keno)
Técnico: Milton Mendes

sábado, 15 de março de 2014

Junto com a torcida:Com apoio da galera,furacão encara o Paraná no primeiro jogos das quartas de finais.


Na noite desse domingo,o furacão enfrenta novamente o Paraná Clube,agora com uma importância bem diferente da partida passada onde o furacão acabou goleado e também em um ambiente diferente,já que desta vez o mando é rubro negro e conforme acordado durante a semana jogos com torcida única rubro negro joga a primeira diante da  torcida para buscar a vitória e largar com vantagem para a partida de volta na vila Capanema.

Durante  a semana o técnico Petkovic evitou falar em provocações procurou focar a equipe na partida,e deixou claro que o time irá com muita força para derrotar o tricolor,e também ficou claro que as declarações pós jogo do atacante Giancarlo do Paraná não forma muito bem aceitas pelo lado rubro negro.E  para vencer o primeiro jogo o furacão terá a volta de seus principais jogadores do sub-23.

O TIME:

Apesar de Petkovic não confirmar o time a tendência é de a equipe ter a formação das partidas anteriores com Lucas Alves e Ricardo Silva na defesa,Otávio retornando a meia cancha fazendo trio de volantes com Hernâni,e Juninho e Marcos Guilherme voltando a armação do time.

FICHA TÉCNICA:

Local:Eco estádio
Data:16 de março de 2014
Horário:18:30
Competição:Campeonato Paranaense
Arbitro:Selmo Pedro Dos Anjos Neto
Auxiliares:Diego Grubba Schitkovski e Adair Carlos Mondini

Atlético-PR:Rodolfo,Mario Sérgio(Jean Felipe),Lucas Alves,Ricardo Silva e Sidcley;Hêrnani,Otávio,Juninho e Marcos Guilherme;Nathan e Crislan.Téc:Petkovic.

Parana Clube:Marcos,Roniery,Brinner,Naylhor e Breno;Élton,Cambará,Lúcio Flavio e Fernando Gabriel;Paulinho e Giancarlo.Téc:Milton Mendes.