O GRANDE PASSOU,E O NANICO FOI EMBORA:Sub-23 atropela o Paraná e está na semi final.


A vantagem era dos paranistas,um pouco de torcida era dos paranisa,mas a camisa era rubro negra e com sua forma e superioridade no campo o rubro despachou o Paraná e avançou as semi finais do estadual.Com dois gols de Marcos Guilherme o rubro negro foi soberano não encontrou muitas dificuldades para eliminar o tricolor.Agora o furacão aguarda o confronto entre Londrina e JMalucelli de onde sairá o adversário nas semi finais que acontecem na próxima semana por´m antes o furacão tem decisão na vila contra o Vélez Sarsfield pela Libertadores.

O JOGO:

O jogo começou truncado, com as equipes priorizando a marcação e sem criatividade no setor ofensivo. Várias pequenas faltas para matar as jogadas ocorreram nos primeiros minutos de partida.

A primeira finalização ocorreu somente aos 12 minutos, quando Crislan recebeu de Marcos Guilherme e chutou por sobre o gol de Marcos. Aos 15, Giancarlo cabeceou na direção da meta atleticana, mas Rodolfo fez tranquila defesa.

Aos 20, Zezinho fez boa jogada pela direita, passando de calcanhar por entre as pernas do defensor paranista para Mário Sérgio, que cruzou para a área, mas Hernani não conseguiu alcançar. Aos 22, o Tricolor chegou com perigo pela primeira vez. Rodolfo bateu roupa e deixou escapar a bola, que sobrou para Paulinho Oliveira. O jogador paranista, com o gol aberto, chutou a bola na trave.

O jogo foi seguindo o mesmo ritmo, muita marcação e poucas oportunidades. As melhores oportunidades do Rubro-Negro saíam em cobranças de falta, mas que não chegavam a ameaçar o gol defendido por Marcos. A primeira boa chegada do Atlético ocorreu somente aos 37 minutos, quando Marcos Guilherme recebeu na entrada da área e tocou por cima na saída de Marcos, mas a bola subiu muito e saiu por sobre a meta.

E quando o jogo se encaminhava para um empate sem gols no primeiro tempo, aos 43 minutos Crislan fez um passe milimétrico para Marcos Guilherme, deixando o camisa 11 livre, na cara do gol. Com tranquilidade, Marcos Guilherme tocou por baixo na saída do goleiro e abriu o placar na Vila Capanema. Furacão, 1 a 0.

O Furacão ainda chegou com perigo mais uma vez na primeira etapa. Crislan fez boa jogada na área paranista e tocou para Mário Sérgio, que chutou para fora. Mas ficou nisso e as equipes foram para o vestiário com um resultado que levaria a disputa para os pênaltis.

Assim como no primeiro tempo, o início da segunda etapa foi muito truncado e com várias faltas sendo cometidas por ambas as equipes. Nenhum dos times conseguia desenvolver um bom futebol, embora o Paraná buscasse mais o ataque na tentativa de igualar o placar.

Porém, quem chegou com mais perigo foi o Atlético. Aos 16, Marcos Guilherme chegou pela esquerda e chutou para o gol, mas a bola foi para fora. Aos 22, Crislan avançou bem pela esquerda e arriscou de fora da área. O chute foi forte, mas a bola saiu à direita da meta de Marcos.

Com os dois times precisando marcar para evitar as penalidades, o jogo ficou pegado e o árbitro precisou trabalhar, distribuindo cartões amarelos.

E aos 27 minutos, Marcos Guilherme aproveitou o contra-ataque, disparou pela esquerda, invadiu a área e tocou por entre as pernas de Marcos, que viu a bola morrer no fundo das redes: Furacão, 2 a 0, para alegria da torcida rubro-negra.

Depois de sofrer o segundo gol, o Tricolor se lançou de vez ao ataque, enquanto o Atlético se defendia. Mas o time da Vila não conseguiu sequer ameaçar a meta de Rodolfo, que pouco trabalho teve para manter o placar.

Sem dar chance para o azar, o Rubro-Negro soube administrar a vantagem até o final da partida e comemorou a classificação dentro da casa do adversário. "O time do fim da rua está na semifinal", resumiu Bruno Furlan ao término da partida.

FICHA TÉCNICA:

Paraná Clube 0 x 2 Atlético Paranaense
Campeonato Paranaense 2014 – Quartas de final
Data: 23/03/2014
Local: Vila Capanema, Curitiba
 
Árbitro: Fabio Filipus
Auxiliares: Bruno Boschilia e Daniel Cotrim de Carvalho
 
Atlético Paranaense: Rodolfo; Mário Sérgio, Ricardo Silva, Lucas Alves e Olaza; Juninho (Tárik), Otávio, Hernani, Zezinho (Bruno Furlan) e Marcos Guilherme (Everton); Crislan
Técnico: Petkovic
 
Paraná Clube: Marcos; Roniery, Brinner, Naylhor e Breno; Elton (Leo), Paulinho Oliveira (Ricardo Conceição), Cambará (Julio César) e Lucio Flávio; Giancarlo e Fernando Gabriel
Técnico: Milton Mendes
 
Gols: Marcos Guilherme, aos 43’ do 1º T e 27’ do 2º T (Atlético Paranaense).
Cartões Amarelos: Ricardo Silva. Lucas Olaza, Hernani (Atlético Paranaense) e Brinner, Lucio Flávio (Paraná Clube).
Cartão Vermelho: Otávio (Atlético Paranaense)


Nenhum comentário:

Postar um comentário