quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Veja o gol da vitória do furacão sobre o Grêmio.


Furacão em vantagem!Furacão vence a primeira contra o Grêmio,e fica a um empate da final.


Em um jogo truncado,e com recorde de público na vila Capanema o furacão venceu o Grêmio por 1a0 e larga com vantagem nas semi finais da copa do Brasil.Em uma partida onde o time gaúcho priorizou a defesa o rubro negro através de Dellatorre conseguiu o gol ainda na etapa inicial e garantiu o resultado até o fim do jogo,agora o furacão precisa de um empate simples em Porto Alegre para avançar as finai da competição.e se fazer gol pode até perder por uma diferença de um gol.Porém antes da partida de volta,o rubro negro reencontra o Internacional pelo brasileirão domingo em Joinville.

O JOGO:

Sofrendo com um gramado ruim, as equipes mostravam dificuldade em tocar bola, deixando a partida truncada nos primeiro movimentos. Aos cinco minutos, Ramiro buscou um cruzamento mais fechado e Weverton deixou a meta para interceptar. O Tricolor marcava bem e tinha um volume de jogo maior.
O Furacão chegou ao ataque pela primeira vez apenas aos 13 minutos, com Éderson que aproveitou chutão de Manoel para dominar e arriscar o chute. Dida defendeu bem. Se não dava para chegar com a bola em movimento, Paulo Baier arriscou em cobrança de falta, aos 21 minutos, e quase surpreendeu Dida, que só observou o tiro sair pela linha de fundo. Aos 27 minutos, o maestro rubro-negro tentou o chuveirinho, a defesa afastou e evitou o desvio de Luiz Alberto para as redes.
O clima esquentou aos 32 minutos, depois de uma entrada mais dura de Ederson em Rhodolfo. Com os ânimos no lugar, o Tricolor teve grande chance para abrir o placar, aos 34 minutos, com Lucas Coelho, que recebeu de frente para o gol e chutou para fora. Porém, a resposta foi fatal. Aos 36 minutos, Dellatorre se antecipou a defesa e aproveitou cruzamento de Léo para testar para o fundo das redes. Aos 43 minutos, Éverton cobrou falta rasteiro e Dida fez milagre.
Para a segunda etapa, nenhuma mudança nas duas equipes. Aos dois minutos, Léo chegou pela lateral e cruzou para a saída de Dida, que ficou com a bola. O troco veio com Alex Telles, que arriscou de fora da área, totalmente sem direção. Aos sete minutos, Éverton chutou, a bola desviou na zaga e sobrou para Dellatorre, que deu apenas um leve toque e quase enganou Dida.
O Rubro-Negro voltou melhor para a etapa final e estava próximo do segundo. O técnico Renato Gaúcho apostou então na entrada de Elano no lugar de Lucas Coelho, povoando o meio-campo. Aos 17 minutos, Yuri Mamute invadiu a área, soltou o pé e carimbou a defesa atleticana. Aos 21 minutos, falta na entrada da área para Baier que, no entanto, praticamente recuou para Dida.
Acreditando em um placar melhor, o técnico Vagner Mancini tirou Dellatorre para a entrada de Ciro. Aos 32 minutos, em uma rara chegada gaúcha, Paulinho bateu de bico e a bola subiu demais. Aos 36 minutos, Elano cabeceou fraco e Weverton fez a defesa sem maiores dificuldades. O Tricolor não se arriscava, se mostrando satisfeito com o resultado magro. Riveros, aos 46 minutos, ainda teve a chance de empatas, mas tocou para fora.
FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO-PR 1 X 0 GRÊMIO
Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR) 
Data: 30 de outubro de 2013, quarta-feira 
Horário: 21h50 (de Brasília) 
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG) 
Assistentes: Carlos Berkenbrock (SC) e Carlos Augusto Nogueira Junior (SP)
Cartões amarelos: Ederson (Atlético-PR); Alex Telles e Bressan (Grêmio)
Gols: 
ATLÉTICO-PR: Dellatorre, aos 36 minutos do primeiro tempo
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto e Juninho; Deivid, Zezinho (João Paulo), Everton e Paulo Baier (Frán Mérida); Dellatorre (Ciro) e Ederson
Técnico: Vagner Mancini
GRÊMIO: Dida; Werley, Bressan e Rhodolfo; Pará, Souza, Ramiro, Riveros e Alex Telles; Lucas Coelho (Elano) e Yuri Mamute (Paulinho) 
Técnico: Renato Gaúcho

terça-feira, 29 de outubro de 2013

A vila vai tremer:Em busca de final inédita,furacão faz primeiro jogo da semi final contra o Grêmio.


Nessa quarta feira,as 21:50 na vila Capanema,o furacão dá inicio a sua caminha a inédia final da copa do Brasil.Com a vila bombando o furacão faz a primeira partida contra o Grêmio em busca de fazer um bom resultado para a partida de volta em Porto Alegre e para isso o técnico Vagner Mancini contá com o poio da galera e retrospecto amplamente favorável ao furacão na copa do Brasil.Para iniciar bem a semi final o furacão assim como seu adversário terá desfalques importantes na montagem do time.

O TIME:

Para a partida Vagner Mancini não poderá contar com Rodrigo Biro e Bruno Silva,que já atuaram pela Ponte Preta,o lateral esquerdo Pedro Botelho segue em tratamento no DM,o atacante Roger também não pode atuar pelo furacão pela copa do Brasil por ter atuado pelo seu ex clube.Na meia cancha Deivid deve ser mantido ao lado de João Paulo,Juninho na lateral esquerda e Paulo Baier que foi poupado em Salvador volta ao time ao lado de Everton.Mas a grande dúvida mesmo está no ataque já que Marcelo ainda é dúvida par o jogo,caso não jogue Dellatorre e Douglas Coutinho brigam pela posição ao lado de Ederson.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-PR X GRÊMIO 

Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR) 
Data: 30 de outubro de 2013, quarta-feira 
Horário: 21h50 (de Brasília) 
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG) 
Assistentes: Carlos Berkenbrock (SC) e Carlos Augusto Nogueira Junior (SP) 

ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto e  Juninho; Deivid, João Paulo, Everton e Paulo Baier; Marcelo (Dellatorre ou Douglas Coutinho) e Ederson. 
Técnico: Vagner Mancini 

GRÊMIO: Dida; Werley, Rhodolfo e Bressan; Pará, Souza, Ramiro, Riveros, Maxi Rodríguez (Elano) e Alex Telles; Lucas Coelho (Yuri Mamute) 
Técnico: Renato Gaúcho

Relembre como foi,o último duelo entre furacão e Grêmio.


De olho no inimigo:Informações do Grêmio.


Em Curitiba desde domingo,quando foi goleado pelo Coritiba por 4a0,o tricolor gaúcho é todo mistério para a primeira partida decisiva da copa do Brasil contra o furacão nessa quarta.Sem poder contar com os três principais atacantes Barcos,Kléber e Vargas,o técnico Renato Gaúcho despistou o máximo possível uma possível escalação da equipe para a grande partida na vila.Mas um coisa é certa com essas três ausência o zagueiro Rhodolfo deve aparecer na zaga ao lado de Werley e Bressan oque mudaria o esquema do time do 4-4-2 para o 3-5-2,na meia cancha a briga deve ficar em Maxi Rodrigues e Elano e na frente existe a possível entrada de Yuri Mamute ao lado de Lucas Coelho.Sendo assim uma possível escalação do time gaúcho é: Dida; Pará, Werley, Rhodolfo e Alex Telles; Ramiro, Souza, Riveros e Elano (Maxi Rodriguez); Yuri Mamute e Lucas Coelho.

domingo, 27 de outubro de 2013

Tudo igual na Bahia:Em jogo com expulsões,furacão empata com o Bahia.


Em um jogo marcado por uma expulsão de cada lado,o furacão volta de Salvador com um ponto na bagagem após o empate em 1a1 contra o Bahia.Após sair perdendo o rubro negro conseguiu o empate no começo da segunda etapa com gol do artilheiro Ederson que voltou a marcar pelo furacão,que até tentou buscar a virada aós a expulsão de um jogador do time baiano,mas ficou apenas no empate,assim o furacão termina a rodada na quarta colocação do campeonato com 52 pontos,agora o furacão volta suas atenções totais para a copa do Brasil,quarta feira as 21:50 quando o rubro negro faz a primeira partida da semi final contra o Grêmio na vila Capanema.

O JOGO:

 A partida começou truncada, com muita marcação e as equipes tentando criar suas primeiras chances com ligação direta entre defesa de ataque. Aos oito minutos, Frán Merida se enrolou com a bola e na sobra Éderson tocou de bico de chuteira, pela linha de fundo. Na resposta, aos 11 minutos, Marquinhos cobrou falta e Weverton buscou no cantinho para afastar o perigo.
O Furacão era mais perigoso, mas mostrava ansiedade no momento da finalização. Aos 16 minutos, Éverton partiu para a jogada individual, fez o cruzamento, mas ninguém conseguiu completar, facilitando o trabalho da defesa baiana. Aos 20 minutos, Rafael Miranda testou Wéverton com um chute de longe que deu trabalho para o goleiro defender. Na jogada seguinte, Obina testou firme e o arqueiro rubro-negro operou um milagre na Fonte Nova.
O ritmo caiu um pouco, também em virtude do forte calor em Salvador. Aos 33 minutos, William Barbio pegou a bola antes da defesa rubro-negra e arrematou para fora. Confusão entre os jogadores dos dois times, aos 37 minutos e Bruno Silva foi expulso de campo. Com um a mais, o Tricolor retomou o controle do jogo. Aos 41 minutos, Marquinhos arriscou um tiro cruzado de Wéverton trabalhou bem.
Para a etapa final, o Bahia retornou com Fabrício Lusa e Talisca nos lugares de Madson e Marquinhos Gabriel. Com menos de um minuto, Éverton chutou forte de fora da área e Marcelo Lomba fez grande defesa. Mas, no troco do Tricolor, Obina mostrou tranquilidade para tocar por cobertura, na saída de Weverton, e balançar as redes para abrir o placar.
Mesmo com desvantagem numérica, o Rubro-Negro se portava bem em campo e, aos 12 minutos, o artilheiro Éderson desencantou após cinco jogos sem balançar as redes e, aproveitando cruzamento rasteiro de Dellatorre, bateu para o fundo do gol. William Barbio quase devolveu um minuto depois, porém, Weverton segurou o chute. Aos 17 minutos, Barbio bateu por cobertura, mas a bola subiu demais.
O ritmo voltou a cair e o time na casa não conseguia aproveitar o homem a mais em campo. O Furacão, satisfeito com o ponto, se fechava. Aos 34 minutos, Hélder recebeu o cartão vermelho e equilibrou os lados. Aos 38 minutos, Zezinho arriscou de fora da área e a bola passou à esquerda da meta, com perigo. Ciro teve a chance de virar o placar, aos 42 minutos, mas o chute parou nas mãos de Lomba.
FICHA TÉCNICA:
BAHIA 1 X 1 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Fonte Nova, em Salvador (BA) 
Data: 27 de outubro de 2013, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília) 
Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL) 
Assistentes: Carlos Jorge Titara da Rocha (AL) e Cristhian Passos Sorence (GO)
Cartões amarelos: Madson, Obina (Bahia); Juninho (Atlético-PR) 
Cartões vermelhos: Hélder (Bahia); Bruno Silva (Atlético-PR)
Gols:
BAHIA: Obina, a 1 minuto do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Ederson, aos 12 minutos do segundo tempo
BAHIA: Marcelo Lomba; Madson (Fabrício Lusa), Lucas Fonseca, Titi e Raul (Wangler); Feijão, Rafael Miranda e Hélder; Marquinhos Gabriel (Talisca), William Barbio e Obina
Técnico: Cristóvão Borges
ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonas, Dráusio, Luiz Alberto e Juninho; Bruno Silva, João Paulo, Everton e Frán Mérida (Zezinho); Dellatorre (Ciro) e Ederson (Deivid)
Técnico: Vagner Mancini

sábado, 26 de outubro de 2013

Em busca da reabilitação:Com mudanças,furacão encara o Bahia.


O furacão volta a campo pelo brasileirão nesse domingo,as 16 horas contra o Bahia em Salvador,emalado pela classificação na copa do Brasil no meio de semana,o rubro negro vai a boa terra tentar se reabilitar no campeonato e recuperar a posição que perdeu no começo da rodada,com problemas para escalar o time o técnico Vagner Mancini aposta perincipalmente na força coletiva do grupo atleticano pois terá desfalques importantes par enfrentar o tricolor baiano.Para a partida o reinador terá que fazer uma escalação inédita na temporada serão de quatro a cinco mudanças na equipe em relação aos jogos anteriores.

O TIME:

Para a partida o furacão não poderá contar com o zagueiro Manoel suspenso,Dráusio deve aparecer no setor,já na lateral direita que está fora também por suspensão é o lateral direito Léo que deve dar a vaga para Jonas,na lateral esquerda Juninho deve ser mantido na meia cancha é onde está a grande dúvida de Mancini já que Paulo Baier será poupado a vage é disputada por Zezinho,Felipe e até mesmo Fran Mérida pode aparecer no setor,ao lado de Everton.Já no ataque Marcelo Cirino continua de fora Dellatorre e Roger brigam pela vaga ao lado de Ederson.

FICHA TÉCNICA:

BAHIA X ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 27 de outubro de 2013, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília) 
Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL) 
Assistentes: Carlos Jorge Titara da Rocha (AL) e Cristhian Passos Sorence (GO)
BAHIA: Marcelo Lomba; Madson, Lucas Fonseca, Titi e Raul; Feijão, Rafael Miranda e Hélder; Marquinhos Gabriel, William Barbio e Obina. 
Técnico: Cristóvão Borges
ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonas, Dráusio, Luiz Alberto e Juninho; Bruno Silva, João Paulo, Everton e Felipe (Zezinho); Dellatorre e Ederson. 
Técnico: Vagner Mancini

Relembre como foi,furacão e Bahia no primeiro turno.


De olho no inimigo:Informações do Bahia.


O Bahia vem com desfalques para a partida desse domingo contra o furacão na fonte nova,em situação complicada na tabela o time do técnico Cristóvão Borges ainda não poderá contar com jogadores importantes e todos do setor ofensivo são eles:os atacantes Wallyson,Fernandão e Souza Fernandão pois pertence ao furacão os ouros dois estão suspensos,William Barbio e Obina devem formar a dupla de ataque do time baiano para a partida,sendo assim o tricolor baiano deve ir a campo com:Marcelo Lomba; Madson, Lucas Fonseca, Titi e Raul; Feijão, Rafael Miranda e Hélder; Marquinhos Gabriel, William Barbio e Obina. 

Veja os melhores momentos do empate do furacão contra o Inter.


quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Tchau Inter:Furacão está na semi final da Copa do Brasil.


Foi emocionante,até o fim mas o furacão segurou a vantagem,e garantiu pela primeira vez na história sua passagem as semi finais da Copa do Brasil pós um jogo truncado e com multas faltas o furacão fez valer a vantagem do gol marcado fora de casa e eliminou o Internacional assim garantindo a sua vaga na semi final.Com uma vila Capanema lotada o furacão se defendeu bem e pela primeira vez na história chega as semi finais da competição nacional,e agora enfrentá outro gaúcho o Grêmio que eliminou o Corinthians nos pênaltis,a primeira partida acontece já na próxima semana e será na vila porém antes o furacão vi até Salvador enfrentar o Bahia pelo Brasileirão.

O JOGO:

A partida começou bem disputada, com o Furacão tentado impor seu ritmo, mas sem deixar muitos espaços. Aos quatro minutos, Paulo Baier tentou ligar o contra-ataque e Jorge Henrique apareceu para interceptar e evitar a primeira chegada de perigo. Aos sete minutos, D’Alessandro cobrou falta na entrada da área, mas isolou a bola. Chance real mesmo apenas aos 12 minutos, com Everton, que recebeu cruzamento na medida e bateu de primeira, para fora.
O Colorado teve a chance de dar o troco aos 15 minutos, em cruzamento de Willians que Leandro Damião não conseguiu completar, na cara do gol. Aos 17 minutos, Manoel tentou a ligação com Paulo Baier e Juan apareceu bem para interceptar. Jogada pela lateral de Éverton, aos 21 minutos, e o cruzamento caiu em Dellatorre, que desviou pela linha de fundo. Weverton trabalhou aos 27 minutos, espalmando uma bomba de Otávio.
O Atlético aos poucos se soltava, mas a marcação era pesada. Aos 30 minutos, Baier cobrou escanteio e Luiz Alberto testou por cima da meta. Saída de bola errada do Inter, aos 35 minutos, Deivid pegou a sobra e arrematou para fora. Na resposta, aos 39 minutos, Jorge Henrique desviou na área e Wéverton fez grande defesa para salvar.
Depois do intervalo, os gaúchos retornaram com Forlán no lugar de Otávio. Porém, nos primeiros minutos a forte marcação e o jogo truncado seguiam como na primeira etapa. Aos seis minutos, Forlán cobrou falta na área e Deivid afastou o perigo. Aos 11 minutos, Paulo Baier cobrou escanteio fechado e Muriel, atento, segurou firme.
O técnico Clemer apostou na entrada de Rafael Moura para tentar fazer funcionar o ataque colorado. Em sua primeira chance, aos 15 minutos, o atacante, com o gol aberto, pegou embaixo da bola e perdeu a oportunidade. Aos 18 minutos, Baier cobrou falta e Muriel defendeu no canto, sem maiores problemas. Pelo lado do Rubro-Negro a aposta de Mancini foi a entrada de Douglas Coutinho.
O empate sem gols refletia bem o que era a partida, que tinha poucas chances reais de gols. Aos 31 minutos, Jackson tentou tirar a bola na defesa e quase mandou para dentro das próprias redes. O Furacão administrava e não arriscava. Aos 44 minutos, Gabriel arriscou o chute e abola explodiu em Zezinho. O Atlético conseguiu segurar o empate.
FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO-PR 0 X 0 INTERNACIONAL
Local: Estádio Durival Britto e Silva, Curitiba (PR) 
Data: 23 de outubro de 2013, terça-feira
Horário: 21h50 (de Brasília) 
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (Fifa-SP) 
Assistentes: Rodrigo Pereira Joia (Fifa-RJ) e Rodrigo F. Henrique Correa (Fifa-RJ) 
Cartões amarelos: Wéverton, Zezinho e Douglas Coutinho (Atlético-PR); D’Alessandro, Jorge Henrique e Jackson (Internacional)
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto e Juninho (Renato Chaves); Deivid, Zezinho, Éverton e Paulo Baier; Dellatorre (Douglas Coutinho) e Ederson (Ciro) 
Técnico: Vagner Mancini
INTERNACIONAL: Muriel; Gabriel, Jackson, Juan e Kleber (Scocco); João Afonso, Willians, Jorge Henrique, D’Alessandro e Otávio (Forlán); Leandro Damião (Rafael Moura) 
Técnico: Clemer

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Agora é decisão:Furacão recebe o Inter na vila,em busca de vaga inédita.

Chegou a hora:nessa quarta feira o furacão faz o jogo de volta na Copa do Brasil contra o Inter,depois da derrota no brasileirão o furacão tem a chance contra o colorado de conquistar uma vaga inédita nas semi finais da copa do Brasil para isso até um empate sem gols serve para o rubro negro avançar a próxima fase da competição.Para isso o furacão conta com a boa campanha em casa e a força de sua torcida que deve comparecer em peso na vila nessa quarta para empurrar o rubro negro para cima dos gaúchos.Além disso o técnico Vagner Mancini terá que fazer algumas mudanças na equipe para a partida.

O TIME: Para a partida o furacão não terá os volantes Bruno Silva,que já atuou pela Ponte,e João Paulo que foi expulso na partida de ida,para o lugar de Bruno Deivid deve entrar na equipe já na vaga de João Paulo Zezinho deve e parecer,na lateral esquerda Maranhão deve ser mantido já que Pedro Botelho não reúne condições de jogo ainda,contra partida terá a volta de Pauo Baier que fará dupla na meia com Everton,já no ataque a dúvida fica por conta de Marcelo que sente dores musculares,caso não jogue Douglas Coutinho e Ederson brigam pela vaga.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-PR X INTERNACIONAL
Local: Estádio Durival Britto e Silva, Curitiba (PR)
Data: 23 de outubro de 2013, terça-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (Fifa-SP)
Assistentes:Rodrigo Pereira Joia (Fifa-RJ) e Rodrigo F Henrique Correa (Fifa-RJ)
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto e Maranhão; Deivid, Zezinho, Éverton e Paulo Baier; Marcelo e Ederson
Técnico:Vagner Mancini
INTERNACIONAL: Muriel; Gabriel, Jackson, Juan e Kleber; João Afonso, Willians, Jorge Henrique, D’Alessandro e Otávio; Leandro Damião
Técnico: Clemer

Relembre como foi o último confronto entre furacão e Inter.


De olho no inimigo:Informações do Internacional.

O Internacional,adversário do furacão na partida decisiva dessa quarta feira na vila Capanema pela copa do Brasil,já está definido,comandado pelo técnico Clêmer o time vem de um empate no clássico contra o Grêmio no último final de semana quanto a equipe o treinador não fez mistérios e já definiu o colorado para a partida tendo como grande novidade o meia João Afonso que ganha a posição de Josimar no setor de meia cancha,no demais é o mesmo time que empatou o grenal,sendo assim o Inter deve ir a campo com:Muriel; Gabriel, Jackson, Juan e Kleber; João Afonso, Willians, D'Alessandro, Otávio e Jorge Henrique; Leandro Damião.

domingo, 20 de outubro de 2013

Confira os gols,da derrota do furacão para o Goiás.


Apagão em Goiás:Furacão joga mal,e é derrotado em Goiânia.


Em jogo muito complicado na tarde desse domingo,o furacão não se encontrou e foi derrotado para o Goiás por três a zero,em uma tarde de calor muito forte e briga nas arquibancadas do estádio Serra Dourada o furacão não conseguiu se apresentar da melhor forma e assim sendo derrotado,tendo que fazer duas alterações forçadas no primeiro tempo com Wéverton e Marcelo saindo lesionados o rubro negro sucumbiu na força do time goiano e não conseguiu reagir.Mesmo com a derrota o furacão se mantém na terceira colocação do campeonato,pelo brasileiro o furcão volt a campo no Próximo fim de semana contra o Bahia em Salvador,porém antes tem a copa do Brasil em jogo decisivo na vila contra o Internacional.

O JOGO:

Tentando encaixar contra-ataques, o Furacão teve sua defesa vazada após três partidas . Aos 18 minutos, Walter se livrou da marcação de Maranhão pela direita e tocou para Roni, que só completou para as redes, abrindo o placar no Serra Dourada. Três minutos depois, novo susto. Walter tocou para Eduardo Sasha, que bateu cruzado para fora.

Enquanto isso, o goleiro Weverton, que teve um choque com Eduardo Sasha aos 12 minutos de jogo, pediu para ser substituído aos 25 e Santos entrou na meta atleticana. E o goleiro não teve sorte. Logo em seu primeiro lance, o Goiás ampliou o placar. Dudu Cearense aproveitou a jogada de Roni pela esquerda e, livre na área, anotou o segundo da equipe esmeraldina.

Em busca da reação, o Atlético tentava avançar na marcação, mas continuou sem poder ofensivo em campo e abusava dos passes errados. Aos 41 minutos, a única jogada de perigo do Furacão. Marcelo recebeu lançamento e ficou cara a cara com Renan, mas bateu por cima do goleiro e a bola foi para escanteio. Em seguida, o atacante sentiu dores na coxa e acabou sendo substituído por Douglas Coutinho, aos 45.

Voltando com a mesma formação, o Atlético entrou em campo buscando diminuir no placar, mas levou um susto logo aos nove minutos de jogo. Rodrigo lançou Walter com precisão, o atacante chutou forte tentando encobrir Santos, que teve que se esticar para fazer a defesa e evitar o terceiro gol do Goiás.

Enquanto os goianos administravam o placar favorável, o Furacão tentava buscar o primeiro gol, mas não tinha eficiência. Aos 18, Marco Antônio cobrou falta, Douglas Coutinho desviou e Luiz Alberto cabeceou para as redes, mas o gol foi anulado, já que o zagueiro atleticano estava impedido. A resposta do Goiás quase foi em gol. Hugo recebeu na área, driblou Santos, mas quis tentar de letra e bateu por cima do gol.

Mancini fez a última substituição na equipe aos 34 minutos, colocando Felipe no lugar de Marco Antônio. Nos acréscimos, Walter foi lançado, se livrou da marcação e marcou o terceiro do Goiás, fechando o placar no Serra Dourada, em uma das piores exibições do Furacão no Campeonato Brasileiro.

Ficha técnica:

20 de outubro de 2013, domingo
GOIÁS 3 x 0 ATLÉTICO PARANAENSE
30ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2013
Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia
Início: 16h
Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez (RJ)
Assistentes: Vicente Romano Neto (SP) e Anderson José de Moraes Coelho (SP)
Cartões amarelos:Marcelo (aos 34min do 1°T); Roger (aos 47min do 1ºT).; Dudu Cearense (aos 46min do 2ºT).
Gols:  Roni, aos 17min do 1ºT (1x0); Dudu Cearense, aos 26min do 1ºT (2x0); Walter, aos 49min do 2ºT (3x0).
 
GOIÁS
Renan; Vitor, Rodrigo (Valmir Lucas, aos 42min do 2°T), Ernando e William Matheus; Dudu Cearense , Thiago Mendes, Hugo (Ramon, aos 34min do 2ºT) e Eduardo Sasha; Roni (Renan Oliveira, aos 29min do 2ºT)  e Walter.
Técnico: Enderson Moreira
 
ATLÉTICO PARANAENSE
Weverton (Santos, aos 26min do 1ºT); Léo, Manoel, Luiz Alberto e Maranhão; Bruno Silva, João Paulo, Marco Antonio (Felipe, aos 34min do 2ºT) e Everton; Marcelo (Douglas Coutinho, aos 44min do 1ºT) e Róger.
Técnico: Vágner Mancini

sábado, 19 de outubro de 2013

Para manter o embalo:Para seguir na briga pela libertadores,furacão encara o Goiás no Serra Dourada.


O furacão volta a campo nesse domingo em Goiânia contra o Goiás,em busca de manter sua posição no G4 e dar mais um importante passo rumo a libertadores.Após a vitória contra o galo no meio de semana o furacão viveu um momento extra campo um pouco complicado já que foi punido com dois mandos de campos devido aos incidentes acontecidos no clássico atletiba. Fora isso a semana dentro de campo foi tranquila e com foco na parte de cima da tabela o rubro negro agora mira a vaga direta na libertadores e contra o Goiás o furacão busca mais três pontos para seguir firme no G4,e para isso o técnico Vagner Mancini terá que mudar o time para o jogo.

O JOGO:

Para a partida,o furacão não terá Paulo Baier suspenso pelo terceiro amarelo,três jogadores brigam pela posição,Zezinho,Marco Antônio e Fran Mérida existindo a possibilidade de Felipe também aparecer no setor,durante a semana o atacante Marcelo foi poupado no treinamento e não tem presença garantida na equipe,caso não jogue Roger pode ser titular ao lado de Éderson,outra dúvida está na lateral esquerda já que Pedro Botelho sentiu contra o Galo e pode ficar de fora caso não jogue Maranhão deve ser titular em seu lugar lembrando também que Douglas Coutinho também é uma opção para o ataque caso Marcelo fique de fora.

FICHA TÉCNICA:

GOIÁS X ATLÉTICO-PR 

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO) 
Data: 20 de outubro de 2013, domingo 
Horário: 16 horas (de Brasília) 
Árbitro: Pericles Bassols Pegado Cortez (Fifa-RJ) 
Assistentes: Vicente Romano Neto (SP) e Anderson José de Moraes Coelho (SP) 

GOIÁS: Renan; Vítor, Ernando, Rodrigo e William Matheus; Thiago Mendes, Dudu Cearense,Hugo, Ronie Eduardo Sasha(Juliano); Walter 
Técnico: Enderson Moreira 

ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto ePedro Botelho( Maranhão); Bruno Silva, João Paulo, Éverton e Felipe (Zezinho,Fran Mérida); Marcelo(Douglas Coutinho) e Ederson 
Técnico: Vagner Mancini



Relembre como foi furacão e Goiás no primeiro turno.


De olho no inimigo:Informações do Goiás


O adversário desse domingo no estádio serra dourada,o Goiás vem de um ótimo resultado fora de casa contra o Vasco,e assim chegando a quinta colocação na tabela e sonhando alto com uma vaga na libertadores,para a partida desse domingo a diretoria do time de Goiânia espera um grande público para empurra o time comandado por Enderson Moreira,que terá duas baixas para a partida,são eles os meia David e Amaral para seus lugares devem aparecem na partida Dudu Cearense e Thiago Mendes e ainda existe uma dúvida entre Eduardo Sasha e Juliano,sendo assim o Goiás deve ir a campo com:Renan; Vítor, Ernando, Rodrigo e William Matheus; Dudu Cearense, Thiago Mendes (Juliano), Eduardo Sasha, Hugo e Roni; Walter.

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Veja como foi o gol da vitória do furacão sobre o galo.


Libertadores,é logo ali:Com golaço no fim,furacão derruba o galo e vê libertadores de pertinho.


Não fácil mais uma,e mais uma vez foi com emoção,em jogo truncado o furacão venceu o galo por 1a0 na vila Capanema,com um golaço marcado por Roger no fim da partida o furacão pode terminar a rodada na terceira colocação na tabela.desde que o Botafogo tropece contra o Vitória,agora o furacão volta a campo domingo as 16 horas contra o Goias no serra dourada.

O JOGO:

A partida começou disputada, sem grandes oportunidades de gol, já que a marcação pelos dois lados era forte. Aos cinco minutos, Éverton chegou ao fundo, mas o cruzamento bateu em Marcos Rocha e saiu. Aos sete minutos, Paulo Baier, de contrato renovado, bateu falta e a bola explodiu na barreira.
A primeira boa chegada do Galo aconteceu apenas aos 16 minutos, com Luan, que chegou pelo lado direito da área e cruzou fechado obrigando Wéverton a deixar a meta PR apegar em dois tempos. Aos 17 minutos, o técnico Vagner Mancini foi obrigado a tirar Pedro Botelho, por lesão, para a entrada de Maranhão. Aos poucos o Furacão começava a impor seu ritmo e já era mais perigoso.
Marcelo, aos 30 minutos, partiu para a jogada individual e foi derrubado na área. O árbitro mandou o jogo seguir para protesto da torcida. Aos 32 minutos, Éderson desviou de cabeça na área mineira e Paulo Baier não conseguiu alcançar para empurrar para as redes. Aos 40 minutos, Diego Tardelli soltou uma bomba e Wéverton fez grande defesa. No lance seguinte foi a vez de Alecsandro mandar o petardo e carimbar o travessão.
Para a segunda etapa, nenhuma nova modificação nas equipes. Logo no primeiro minuto Éverton chutou forte e a bola passou raspando a trave de Giovanni. Na resposta, Tardelli recebeu na cara do gol e chutou em cima de Weverton. No rebote, Fernandinho arrematou e também parou no goleiro.
O ritmo da partida caiu, com poucas chances reais de gol. Mancini apostou, então, na entrada de Douglas Coutinho. Aos 20 minutos, Paulo Baier arriscou o chute rasteiro e a defesa do Galo dominou sem dificuldade. Um minuto depois foi a vez de Manoel receber sem marcação, e arrematar sem direção. Aos 26 minutos, Alecsandro recebeu o segundo cartão amarelo e foi mais cedo para o chuveiro.
Com um a mais em campo, o Furacão partiu para a pressão. Aos 35 minutos, Marcelo invadiu a área, mas foi afoito e fez falta de ataque. Aos 37 minutos, Douglas Coutinho testou firme e Giovanni fez grande defesa para salvar. Até que, aos 39 minutos, Roger tabelou com Paulo Baier, passou pelo goleiro e tocou par ao fundo das redes. Ainda deu tempo par a expulsão de Marcos Rocha, aos 42 minutos.
Ficha técnica:
ATLÉTICO-PR 1 x 0 ATLÉTICO-MG
Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR)
Data: 16 de outubro de 2013, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Celio Amorim
Assistentes: Rogerio Pablos Zanardo e Daniel Paulo Ziolli
Cartões amarelos: Bruno Silva, Léo e Paulo Baier (Atlético-PR); Luan, Alecsandro, Josué, Fernandinho e Diego Tardelli (Atlético-MG)
Cartões vermelhos: Alecsandro e Marcos Rocha (Atlético-MG)
Gol: 
ATLÉTICO-PR: Roger, aos 39 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Manoel, Dráusio e Pedro Botelho (Maranhão); Bruno Silva, João Paulo, Éverton e Paulo Baier; Marcelo e Ederson (Douglas Coutinho)
Técnico: Vagner Mancini
ATLÉTICO-MG: Giovanni; Marcos Rocha, Jemerson, Emerson e Junior Cesar; Josué e Leandro Donizete; Luan, Diego Tardelli e Fernandinho (Neto Berola); Alecssandro
Técnico: Cuca

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Que venhas mais três pontos:Na luta pela libertadores,furacão recebe o galo na vila.


Na luta por mais uma libertadores,o furacão volta a campo nessa quarta feira contra o Atlético-MG na vila,após a vitória contra a lusa o rubro negro vem motivado e embalado para enfrentar o time mineiro e se aproximar ainda mais da libertadores.Para a partida o técnico Vagner Mancini terá novidades na escalação da equipe titular,novidades em relação ao time que venceu a Portuguesa,para vencer mais uma no brasileirão.

O TIME:

Para a partida,o furacão não poderá contar com o zagueiro Luiz Alberto,que está suspenso pelo terceiro amarelo,contra partida,terá as voltas do volante Bruno Silva e do meia Everton,sendo assim Deivid e Zezinho devem voltar para o banco de reservas embora a volta de Bruno não seja tão certa como titular,Paulo Baier tem presença garantida na meia cancha,assim como Marcelo e Éderson no ataque,e Draúsio na zaga no lugar de Luiz Alberto.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-PR x ATLÉTICO-MG
Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR)
Data: 16 de outubro de 2013, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Celio Amorim
Assistentes:Rogerio Pablos Zanardo e Daniel Paulo Ziolli
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Manoel, Dráusio e Pedro Botelho; Deivid (Bruno Silva), João Paulo, Éverton e Paulo Baier; Marcelo e Ederson
Técnico: Vagner Mancini
ATLÉTICO-MG: Giovanni (Victor); Marcos Rocha, Jemerson, Emerson e Júnior César; Leandro Donizete, Josué, Tardelli e Luan; Fernandinho e Alecsandro (Jô)
Técnico: Cuca