Furacão em vantagem!Furacão vence a primeira contra o Grêmio,e fica a um empate da final.


Em um jogo truncado,e com recorde de público na vila Capanema o furacão venceu o Grêmio por 1a0 e larga com vantagem nas semi finais da copa do Brasil.Em uma partida onde o time gaúcho priorizou a defesa o rubro negro através de Dellatorre conseguiu o gol ainda na etapa inicial e garantiu o resultado até o fim do jogo,agora o furacão precisa de um empate simples em Porto Alegre para avançar as finai da competição.e se fazer gol pode até perder por uma diferença de um gol.Porém antes da partida de volta,o rubro negro reencontra o Internacional pelo brasileirão domingo em Joinville.

O JOGO:

Sofrendo com um gramado ruim, as equipes mostravam dificuldade em tocar bola, deixando a partida truncada nos primeiro movimentos. Aos cinco minutos, Ramiro buscou um cruzamento mais fechado e Weverton deixou a meta para interceptar. O Tricolor marcava bem e tinha um volume de jogo maior.
O Furacão chegou ao ataque pela primeira vez apenas aos 13 minutos, com Éderson que aproveitou chutão de Manoel para dominar e arriscar o chute. Dida defendeu bem. Se não dava para chegar com a bola em movimento, Paulo Baier arriscou em cobrança de falta, aos 21 minutos, e quase surpreendeu Dida, que só observou o tiro sair pela linha de fundo. Aos 27 minutos, o maestro rubro-negro tentou o chuveirinho, a defesa afastou e evitou o desvio de Luiz Alberto para as redes.
O clima esquentou aos 32 minutos, depois de uma entrada mais dura de Ederson em Rhodolfo. Com os ânimos no lugar, o Tricolor teve grande chance para abrir o placar, aos 34 minutos, com Lucas Coelho, que recebeu de frente para o gol e chutou para fora. Porém, a resposta foi fatal. Aos 36 minutos, Dellatorre se antecipou a defesa e aproveitou cruzamento de Léo para testar para o fundo das redes. Aos 43 minutos, Éverton cobrou falta rasteiro e Dida fez milagre.
Para a segunda etapa, nenhuma mudança nas duas equipes. Aos dois minutos, Léo chegou pela lateral e cruzou para a saída de Dida, que ficou com a bola. O troco veio com Alex Telles, que arriscou de fora da área, totalmente sem direção. Aos sete minutos, Éverton chutou, a bola desviou na zaga e sobrou para Dellatorre, que deu apenas um leve toque e quase enganou Dida.
O Rubro-Negro voltou melhor para a etapa final e estava próximo do segundo. O técnico Renato Gaúcho apostou então na entrada de Elano no lugar de Lucas Coelho, povoando o meio-campo. Aos 17 minutos, Yuri Mamute invadiu a área, soltou o pé e carimbou a defesa atleticana. Aos 21 minutos, falta na entrada da área para Baier que, no entanto, praticamente recuou para Dida.
Acreditando em um placar melhor, o técnico Vagner Mancini tirou Dellatorre para a entrada de Ciro. Aos 32 minutos, em uma rara chegada gaúcha, Paulinho bateu de bico e a bola subiu demais. Aos 36 minutos, Elano cabeceou fraco e Weverton fez a defesa sem maiores dificuldades. O Tricolor não se arriscava, se mostrando satisfeito com o resultado magro. Riveros, aos 46 minutos, ainda teve a chance de empatas, mas tocou para fora.
FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO-PR 1 X 0 GRÊMIO
Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR) 
Data: 30 de outubro de 2013, quarta-feira 
Horário: 21h50 (de Brasília) 
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG) 
Assistentes: Carlos Berkenbrock (SC) e Carlos Augusto Nogueira Junior (SP)
Cartões amarelos: Ederson (Atlético-PR); Alex Telles e Bressan (Grêmio)
Gols: 
ATLÉTICO-PR: Dellatorre, aos 36 minutos do primeiro tempo
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto e Juninho; Deivid, Zezinho (João Paulo), Everton e Paulo Baier (Frán Mérida); Dellatorre (Ciro) e Ederson
Técnico: Vagner Mancini
GRÊMIO: Dida; Werley, Bressan e Rhodolfo; Pará, Souza, Ramiro, Riveros e Alex Telles; Lucas Coelho (Elano) e Yuri Mamute (Paulinho) 
Técnico: Renato Gaúcho

Nenhum comentário:

Postar um comentário