Tudo igual na Bahia:Em jogo com expulsões,furacão empata com o Bahia.


Em um jogo marcado por uma expulsão de cada lado,o furacão volta de Salvador com um ponto na bagagem após o empate em 1a1 contra o Bahia.Após sair perdendo o rubro negro conseguiu o empate no começo da segunda etapa com gol do artilheiro Ederson que voltou a marcar pelo furacão,que até tentou buscar a virada aós a expulsão de um jogador do time baiano,mas ficou apenas no empate,assim o furacão termina a rodada na quarta colocação do campeonato com 52 pontos,agora o furacão volta suas atenções totais para a copa do Brasil,quarta feira as 21:50 quando o rubro negro faz a primeira partida da semi final contra o Grêmio na vila Capanema.

O JOGO:

 A partida começou truncada, com muita marcação e as equipes tentando criar suas primeiras chances com ligação direta entre defesa de ataque. Aos oito minutos, Frán Merida se enrolou com a bola e na sobra Éderson tocou de bico de chuteira, pela linha de fundo. Na resposta, aos 11 minutos, Marquinhos cobrou falta e Weverton buscou no cantinho para afastar o perigo.
O Furacão era mais perigoso, mas mostrava ansiedade no momento da finalização. Aos 16 minutos, Éverton partiu para a jogada individual, fez o cruzamento, mas ninguém conseguiu completar, facilitando o trabalho da defesa baiana. Aos 20 minutos, Rafael Miranda testou Wéverton com um chute de longe que deu trabalho para o goleiro defender. Na jogada seguinte, Obina testou firme e o arqueiro rubro-negro operou um milagre na Fonte Nova.
O ritmo caiu um pouco, também em virtude do forte calor em Salvador. Aos 33 minutos, William Barbio pegou a bola antes da defesa rubro-negra e arrematou para fora. Confusão entre os jogadores dos dois times, aos 37 minutos e Bruno Silva foi expulso de campo. Com um a mais, o Tricolor retomou o controle do jogo. Aos 41 minutos, Marquinhos arriscou um tiro cruzado de Wéverton trabalhou bem.
Para a etapa final, o Bahia retornou com Fabrício Lusa e Talisca nos lugares de Madson e Marquinhos Gabriel. Com menos de um minuto, Éverton chutou forte de fora da área e Marcelo Lomba fez grande defesa. Mas, no troco do Tricolor, Obina mostrou tranquilidade para tocar por cobertura, na saída de Weverton, e balançar as redes para abrir o placar.
Mesmo com desvantagem numérica, o Rubro-Negro se portava bem em campo e, aos 12 minutos, o artilheiro Éderson desencantou após cinco jogos sem balançar as redes e, aproveitando cruzamento rasteiro de Dellatorre, bateu para o fundo do gol. William Barbio quase devolveu um minuto depois, porém, Weverton segurou o chute. Aos 17 minutos, Barbio bateu por cobertura, mas a bola subiu demais.
O ritmo voltou a cair e o time na casa não conseguia aproveitar o homem a mais em campo. O Furacão, satisfeito com o ponto, se fechava. Aos 34 minutos, Hélder recebeu o cartão vermelho e equilibrou os lados. Aos 38 minutos, Zezinho arriscou de fora da área e a bola passou à esquerda da meta, com perigo. Ciro teve a chance de virar o placar, aos 42 minutos, mas o chute parou nas mãos de Lomba.
FICHA TÉCNICA:
BAHIA 1 X 1 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Fonte Nova, em Salvador (BA) 
Data: 27 de outubro de 2013, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília) 
Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL) 
Assistentes: Carlos Jorge Titara da Rocha (AL) e Cristhian Passos Sorence (GO)
Cartões amarelos: Madson, Obina (Bahia); Juninho (Atlético-PR) 
Cartões vermelhos: Hélder (Bahia); Bruno Silva (Atlético-PR)
Gols:
BAHIA: Obina, a 1 minuto do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Ederson, aos 12 minutos do segundo tempo
BAHIA: Marcelo Lomba; Madson (Fabrício Lusa), Lucas Fonseca, Titi e Raul (Wangler); Feijão, Rafael Miranda e Hélder; Marquinhos Gabriel (Talisca), William Barbio e Obina
Técnico: Cristóvão Borges
ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonas, Dráusio, Luiz Alberto e Juninho; Bruno Silva, João Paulo, Everton e Frán Mérida (Zezinho); Dellatorre (Ciro) e Ederson (Deivid)
Técnico: Vagner Mancini

Nenhum comentário:

Postar um comentário