Apagão em Goiás:Furacão joga mal,e é derrotado em Goiânia.


Em jogo muito complicado na tarde desse domingo,o furacão não se encontrou e foi derrotado para o Goiás por três a zero,em uma tarde de calor muito forte e briga nas arquibancadas do estádio Serra Dourada o furacão não conseguiu se apresentar da melhor forma e assim sendo derrotado,tendo que fazer duas alterações forçadas no primeiro tempo com Wéverton e Marcelo saindo lesionados o rubro negro sucumbiu na força do time goiano e não conseguiu reagir.Mesmo com a derrota o furacão se mantém na terceira colocação do campeonato,pelo brasileiro o furcão volt a campo no Próximo fim de semana contra o Bahia em Salvador,porém antes tem a copa do Brasil em jogo decisivo na vila contra o Internacional.

O JOGO:

Tentando encaixar contra-ataques, o Furacão teve sua defesa vazada após três partidas . Aos 18 minutos, Walter se livrou da marcação de Maranhão pela direita e tocou para Roni, que só completou para as redes, abrindo o placar no Serra Dourada. Três minutos depois, novo susto. Walter tocou para Eduardo Sasha, que bateu cruzado para fora.

Enquanto isso, o goleiro Weverton, que teve um choque com Eduardo Sasha aos 12 minutos de jogo, pediu para ser substituído aos 25 e Santos entrou na meta atleticana. E o goleiro não teve sorte. Logo em seu primeiro lance, o Goiás ampliou o placar. Dudu Cearense aproveitou a jogada de Roni pela esquerda e, livre na área, anotou o segundo da equipe esmeraldina.

Em busca da reação, o Atlético tentava avançar na marcação, mas continuou sem poder ofensivo em campo e abusava dos passes errados. Aos 41 minutos, a única jogada de perigo do Furacão. Marcelo recebeu lançamento e ficou cara a cara com Renan, mas bateu por cima do goleiro e a bola foi para escanteio. Em seguida, o atacante sentiu dores na coxa e acabou sendo substituído por Douglas Coutinho, aos 45.

Voltando com a mesma formação, o Atlético entrou em campo buscando diminuir no placar, mas levou um susto logo aos nove minutos de jogo. Rodrigo lançou Walter com precisão, o atacante chutou forte tentando encobrir Santos, que teve que se esticar para fazer a defesa e evitar o terceiro gol do Goiás.

Enquanto os goianos administravam o placar favorável, o Furacão tentava buscar o primeiro gol, mas não tinha eficiência. Aos 18, Marco Antônio cobrou falta, Douglas Coutinho desviou e Luiz Alberto cabeceou para as redes, mas o gol foi anulado, já que o zagueiro atleticano estava impedido. A resposta do Goiás quase foi em gol. Hugo recebeu na área, driblou Santos, mas quis tentar de letra e bateu por cima do gol.

Mancini fez a última substituição na equipe aos 34 minutos, colocando Felipe no lugar de Marco Antônio. Nos acréscimos, Walter foi lançado, se livrou da marcação e marcou o terceiro do Goiás, fechando o placar no Serra Dourada, em uma das piores exibições do Furacão no Campeonato Brasileiro.

Ficha técnica:

20 de outubro de 2013, domingo
GOIÁS 3 x 0 ATLÉTICO PARANAENSE
30ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2013
Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia
Início: 16h
Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez (RJ)
Assistentes: Vicente Romano Neto (SP) e Anderson José de Moraes Coelho (SP)
Cartões amarelos:Marcelo (aos 34min do 1°T); Roger (aos 47min do 1ºT).; Dudu Cearense (aos 46min do 2ºT).
Gols:  Roni, aos 17min do 1ºT (1x0); Dudu Cearense, aos 26min do 1ºT (2x0); Walter, aos 49min do 2ºT (3x0).
 
GOIÁS
Renan; Vitor, Rodrigo (Valmir Lucas, aos 42min do 2°T), Ernando e William Matheus; Dudu Cearense , Thiago Mendes, Hugo (Ramon, aos 34min do 2ºT) e Eduardo Sasha; Roni (Renan Oliveira, aos 29min do 2ºT)  e Walter.
Técnico: Enderson Moreira
 
ATLÉTICO PARANAENSE
Weverton (Santos, aos 26min do 1ºT); Léo, Manoel, Luiz Alberto e Maranhão; Bruno Silva, João Paulo, Marco Antonio (Felipe, aos 34min do 2ºT) e Everton; Marcelo (Douglas Coutinho, aos 44min do 1ºT) e Róger.
Técnico: Vágner Mancini

Nenhum comentário:

Postar um comentário