Libertadores,é logo ali:Com golaço no fim,furacão derruba o galo e vê libertadores de pertinho.


Não fácil mais uma,e mais uma vez foi com emoção,em jogo truncado o furacão venceu o galo por 1a0 na vila Capanema,com um golaço marcado por Roger no fim da partida o furacão pode terminar a rodada na terceira colocação na tabela.desde que o Botafogo tropece contra o Vitória,agora o furacão volta a campo domingo as 16 horas contra o Goias no serra dourada.

O JOGO:

A partida começou disputada, sem grandes oportunidades de gol, já que a marcação pelos dois lados era forte. Aos cinco minutos, Éverton chegou ao fundo, mas o cruzamento bateu em Marcos Rocha e saiu. Aos sete minutos, Paulo Baier, de contrato renovado, bateu falta e a bola explodiu na barreira.
A primeira boa chegada do Galo aconteceu apenas aos 16 minutos, com Luan, que chegou pelo lado direito da área e cruzou fechado obrigando Wéverton a deixar a meta PR apegar em dois tempos. Aos 17 minutos, o técnico Vagner Mancini foi obrigado a tirar Pedro Botelho, por lesão, para a entrada de Maranhão. Aos poucos o Furacão começava a impor seu ritmo e já era mais perigoso.
Marcelo, aos 30 minutos, partiu para a jogada individual e foi derrubado na área. O árbitro mandou o jogo seguir para protesto da torcida. Aos 32 minutos, Éderson desviou de cabeça na área mineira e Paulo Baier não conseguiu alcançar para empurrar para as redes. Aos 40 minutos, Diego Tardelli soltou uma bomba e Wéverton fez grande defesa. No lance seguinte foi a vez de Alecsandro mandar o petardo e carimbar o travessão.
Para a segunda etapa, nenhuma nova modificação nas equipes. Logo no primeiro minuto Éverton chutou forte e a bola passou raspando a trave de Giovanni. Na resposta, Tardelli recebeu na cara do gol e chutou em cima de Weverton. No rebote, Fernandinho arrematou e também parou no goleiro.
O ritmo da partida caiu, com poucas chances reais de gol. Mancini apostou, então, na entrada de Douglas Coutinho. Aos 20 minutos, Paulo Baier arriscou o chute rasteiro e a defesa do Galo dominou sem dificuldade. Um minuto depois foi a vez de Manoel receber sem marcação, e arrematar sem direção. Aos 26 minutos, Alecsandro recebeu o segundo cartão amarelo e foi mais cedo para o chuveiro.
Com um a mais em campo, o Furacão partiu para a pressão. Aos 35 minutos, Marcelo invadiu a área, mas foi afoito e fez falta de ataque. Aos 37 minutos, Douglas Coutinho testou firme e Giovanni fez grande defesa para salvar. Até que, aos 39 minutos, Roger tabelou com Paulo Baier, passou pelo goleiro e tocou par ao fundo das redes. Ainda deu tempo par a expulsão de Marcos Rocha, aos 42 minutos.
Ficha técnica:
ATLÉTICO-PR 1 x 0 ATLÉTICO-MG
Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR)
Data: 16 de outubro de 2013, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Celio Amorim
Assistentes: Rogerio Pablos Zanardo e Daniel Paulo Ziolli
Cartões amarelos: Bruno Silva, Léo e Paulo Baier (Atlético-PR); Luan, Alecsandro, Josué, Fernandinho e Diego Tardelli (Atlético-MG)
Cartões vermelhos: Alecsandro e Marcos Rocha (Atlético-MG)
Gol: 
ATLÉTICO-PR: Roger, aos 39 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Manoel, Dráusio e Pedro Botelho (Maranhão); Bruno Silva, João Paulo, Éverton e Paulo Baier; Marcelo e Ederson (Douglas Coutinho)
Técnico: Vagner Mancini
ATLÉTICO-MG: Giovanni; Marcos Rocha, Jemerson, Emerson e Junior Cesar; Josué e Leandro Donizete; Luan, Diego Tardelli e Fernandinho (Neto Berola); Alecssandro
Técnico: Cuca

Nenhum comentário:

Postar um comentário