domingo, 29 de setembro de 2013

Veja os gols da derrota do furacão para o Vitória.



Derrota na vila:Furacão reage mas não evita a derrota.


Eletrizante!Assim foi o jogo na vila entre furacão e Vitória.em uma partida de oito gols o furacão levou três só no primeiro tempo,reagiu e chegou ao empate porém nos contra ataques foi derrotado por 5a3 pelo time baiano,mesmo com a derrota o furacão permanece no G4 com 41 pontos ganhos e volta a campo quarta feira as 19:30 contra o Grêmio em Porto Alegre.

O JOGO:

O Leão deu a primeira pontada aos três minutos depois de roubada de Luiz Gustavo. A bola foi lançada em profundidade para Dinei que, entretanto, não alcançou, facilitando a saída de Weverton. A partida era brigada, com muita marcação no meio-campo. Aos 10 minutos, Everton cruzou na medida para Éderson, mas o artilheiro furou no momento da conclusão.O equilíbrio era total em campo e, aos 14 minutos, Weverton deixou a meta caçando borboletas e Dinei, que não esperava a falha, não aproveitou o lance. Até que, aos 17 minutos, não teve jeito. Renato Cajá pegou rebote do camisa 1 atleticano e só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes. O Vitória se empolgou e, aos 19 minutos, após troca de passes, a bola sobrou para Marquinhos chutar. Desta vez Weverton agarrou.

A defesa do Furacão estava irreconhecível, errando demais. Para piorar a situação, Ayrton, aos 29 minutos, em cobrança de falta, acertou um lindo chute, com ajuda ainda da barreira, no ângulo, para marcar o segundo. Precisando mudar algo no time, Mancini tirou o lateral Jonas para a entrada do atacante Roger. Aos 36 minutos, Ederson subiu na área e testou pela linha de fundo. Resposta, no entanto, foi fatal. Aos 43 minutos, Dinei aproveitou contra-ataque para chutar forte e fazer mais um para o Leão.
Para a segunda etapa, o Atlético retornou com Zezinho no lugar de Pedro Botelho. Mas quem levou perigo foi o Vitória, com Marquinhos, que recebeu na cara do gol e chutou em cima do goleiro Weverton. Na resposta, aos quatro minutos, Roger desviou na área e Wilson agarrou com segurança. Mas, aos 11 minutos, o artilheiro Ederson apareceu na área para testar e descontar para os donos da casa.
O gol animou o furacão, que partiram para a pressão. Aos 17 minutos, Ederson pegou sobra de bola depois da blitz rubro-negra, chutou forte e contou com a Judá de um desvio da marcação para fazer o segundo dele na partida. E, para loucura do torcedor, o empate veio aos 23 minutos, com Roger, que aproveitou cobrança de escanteio de Ederson para cabecear e deixar tudo igual.
Aproveitando a postura do time baiano, que voltou mais recuado do intervalo, e o bom preparo físico, o Atlético sobrava em campo. Aos 28 minutos, após confusão na área, Marcelo chutou e a bola subiu demais. O balde de água fria veio aos 37 minutos, com William Henrique, que aproveitou contra-ataque para marcar o quarto do Leão. Com o adversário desarrumado, Ayrton aproveitou, aos 40 minutos, para fechar a contagem.
FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO-PR 3 X 5 VITÓRIA
Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR) 
Data: 29 de setembro de 2013, domingo 
Horário: 18h30 (de Brasília) 
Árbitro: Paulo H. Godoy Bezerra 
Assistentes: Marcio Eustáquio S. Santiago e Nadine Schramm Câmara Bastos 
Cartões amarelos: Marcelo, Manoel (Atlético-PR); Ayrton, Marquinhos (Vitória) 
Gols: ATLÉTICO-PR: Ederson, aos 11 minutos e aos 17 minutos e Roger, aos 23 minutos do segundo tempo; VITÓRIA: Renato Cajá, aos 17 minutos, Ayrton, aos 29 minutos e Dinei, aos 43 minutos do primeiro tempo; William Henrique, aos 37 minutos e Ayrton, aos 40 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonas (Roger), Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho (Zezinho); Deivid, João Paulo, Everton (Dellatorre) e Paulo Baier; Marcelo e Ederson 
Técnico: Vagner Mancini
VITÓRIA: Wilson; Ayrton, Victor Ramos, Kadu e Juan; Elizeu, Marquinhos, Luiz Gustavo (William Henrique) e Renato Cajá (Alemão); Dinei e Escudero (Marcelo) 
Técnico: Ney Franco

sábado, 28 de setembro de 2013

Pra vencer mais uma:Furacão recebe o Vitória,para vencer mais uma vez na vila.


Furacão volta a campo nesse domingo contra o Vitória na Vila Capanema,passado a partida contra o Inter na Copa do Brasil,as atenções voltam para o brasileirão onde o furacão busca mais três pontos que podem colocar o furacão novamente na vice liderança do campeonato,e deixar o rubro ainda mais consolidado no G4. Para a partida,o fracão vem de um resultado fora de casa na copa do Brasil isso os próprios atletas dizem apesar do gol sofrido no fim da partida,resultado que embala o furacão para mais um bom resultado diante da sua torcida.Para a partida desse domingo o técnico Vagner Mancini terá algumas novidades em relação a partida do meio de semana.

O TIME:
Apesar de não ter confirmado o time oficialmente,é certo que o lateral direito Léo suspenso não joga,e Jonas atuará na lateral direita,na meia cancha existe até uma possibilidade de Fran Mérida entra como titular,embora Paulo Baier esteja em condições totais de jogo.Outra possibilidade seria uma mudança no ataque,de Ederson ir para o banco e Dellatorre ou Roger entrar jogando,porém nada foi confirmado oficialmente.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-PR X VITÓRIA 

Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR) 
Data: 29 de setembro de 2013, domingo 
Horário: 18h30 (de Brasília) 
Árbitro: Paulo H. Godoy Bezerra 
Assistentes: Marcio Eustáquio S. Santiago e Nadine Schramm Câmara Bastos 

ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonas, Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho; Deivid (Bruno Silva), João Paulo, Everton e Paulo Baier; Marcelo e Ederson 
Técnico: Vagner Mancini 

VITÓRIA: Wilson; Victor Ramos, Luiz Alberto e Kadu; Ayrton, Elizeu, Renato Cajá, Escudero, Marquinhos e Juan; Dinei 
Técnico: Ney Franco

Relembre como foi furacão e Vitória no primeiro turno.


De olho no inimigo:Informações do Vitória.


O adversário do furacão,nesse domingo na vila o Vitória comandado pelo técnico Ney Franco e o décimo colocado com trinta e um pontos ganhos.o time baiano que teve um uma queda durante co campeonato busca um boa sequencia para quem sabe buscar uma vaga na libertadores,e para tentar surpreender o furacão,o rubro negro da boa terra não poderá contar com jogadores importantes como o zagueiro Fabrício o meia Maxi Biancuchi.e e o volante Cáceres,porém a novidade fica pela entrada do meia Luiz Gustavo que recém chegou ao time baiano.Sendo assim o Vitória deve ir a campo com:Wilson; Ayrton, Victor Ramos, Kadu e Juan; Luiz Gustavo, Renato Cajá, Escudero e Leilson; Marquinhos (Alemão) e Dinei.

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Veja os gols do empate do furacão contra o Internacional.


Tudo igual!Furacão sai na frente,mas deixa Inter empatar no fim.


No primeiro jogo das quartas de final da Copa do Brasil,o furacão ficou no empate em 1a1 contra o Internacional em Novo Hamburgo,após sair na frente com gol de Paulo Baier no inicio da partida o furacão foi superior praticamente toda a partida,mas após ter 2 jogadores expulsos cedeu o empate ao time gaúcho.Na partida de volta no próximo mês o furacão joga por uma vitória simples e um empate sem gols para avançar a semi final,agora o furacão volta a campo contra o Vitória pelo Brasileirão domingo na vila Capanema.

O JOGO:

 Mais confiante por estar em melhor fase, o furacão não teve medo de tomar a iniciativa no Estádio do Vale. A superioridade logo foi traduzida em gol: com apenas quatro minutos, o time paranaense abriu o placar em falta batida por Paulo Baier que desviou em Leandro Damião e enganou Muriel. O gol foi dado para Baier.
Nervoso, o Inter passou a errar muito e conceder generosos espaços para o contragolpe. Aos poucos, a equipe de Dunga foi se encontrando e equilibrando o jogo. A primeira chegada veio num chute de longe de Josimar, por cima do travessão, aos 14. Minutos depois, D’Alessandro levantou falta na área e Índio cabeceou ao lado da trave. Aos 21, Damião tentou uma bicicleta, mas pegou mal na bola.
Ainda assim, o Colorado não exercia pressão e ainda corria riscos. Aos 24, Marcelo ganhou de Juan na corrida e cruzou rasteiro. Paulo Baier tentou toque de letra para Ederson, mas Índio tirou de carrinho e salvou. Aos 29, a maior chance: Marcelo deu passe lindo para Ederson nas costas de defesa, mas o artilheiro do Brasileirão perdeu, cara a cara com Muriel, chutando para fora.
A partida então foi caindo de ritmo até o fim do primeiro tempo, sempre com o rubro negro mais organizado e consciente em campo. O Inter só conseguiu levar perigo em dois chutes de Josimar por cima do travessão, e deixou o intervalo muito vaiado. Dunga, então, voltou com um time bem mais ofensivo para o segundo tempo: retirou Josimar e Damião, colocando em campo Otávio e Scocco.
Logo de cara, os dois substitutos quase empataram o jogo. Aos dois minutos, Otávio recebeu cruzamento na área e cabeceou na trave. Na sobra, Scocco chutou para defesa de Weverton. Foi a chance mais clara do Inter até aquele momento. Mas o Furacão seguia perigoso: aos seis, a defesa colorada furou ao tentar afastar falta levantada por Paulo Baier e Pedro Botelho pegou a sobra, mas mandou por cima.
O jogo ficou mais franco com o novo esquema do Inter. Aos nove, Scocco arriscou de fora da área e deu trabalho a Weverton, que teve de rebater, com dificuldade. Aos 15, o uruguaio Forlán, em sua primeira boa chegada à frente, emendou bonito de primeira um cruzamento de Gabriel, mas o chute saiu alto demais. Aos 18, Juan subiu mais que a zaga e cabeceou para grande defesa de Weverton.
Mais ajustado defensivamente, o furacão deu uma reequilibrada no jogo. Aos 30, quase o segundo: Paulo Baier cobrou falta com perfeição, mas Muriel pulou no canto e fez uma grande defesa. No minuto seguinte, o Inter perdeu grande chance: em contragolpe rápido, Caio passou por Luiz Alberto e chutou raspando a trave. O Furacão quase chegou aos 34, em boa jogada de Marcelo que Fran Mérida não conseguiu concluir.
Aos 38, o furacão perdeu o volante João Paulo, expulso, chamando o Inter para a pressão nos minutos finais. Aos 43, em uma rara falha de Manoel, o time gaúcho chegou ao empate: em cruzamento para a área, o zagueiro do rubro negro afastou mal e Otávio soltou uma bomba, empatando o jogo. Nos descontos, Fran Mérida deixou o furacão com nove homens, ao cometer falta violenta em Willians e levar cartão vermelho direto.
FICHA TÉCNICA:
INTERNACIONAL 1 x 1 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio do Vale, em Novo Hamburgo (RS) 
Data: 26 de setembro de 2013, quinta-feira
Horário: 21h (de Brasília) 
Árbitro: Sandro Meira Ricci (DF) 
Assistentes: Alessandro Rocha Matos (BA) e Emerson Augusto de Carvalho (SP) 
Cartões amarelos: Willians, Forlán e Scocco (Internacional); Léo e Pedro Botelho (Atlético-PR) 
Cartões vermelhos: João Paulo e Mérida (Atlético-PR) 
Gols: INTERNACIONAL: Otávio, aos 43 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Paulo Baier, aos 4 minutos do primeiro tempo
INTERNACIONAL: Muriel; Gabriel, Índio, Juan e Kleber; Willians, Josimar (Otávio), Jorge Henrique e D’Alessandro; Forlán (Caio) e Leandro Damião (Scocco) 
Técnico: Dunga
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho; Deivid (Marcelo Palau), João Paulo, Everton e Paulo Baier (Mérida); Marcelo e Ederson (Dellatorre) 
Técnico: Vagner Mancini

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Rumo a semi final!Furacão encara o Inter em busca da classificação na Copa do Brasil.


Nessa quinta feira,as 21 horas no estádio do vale em Novo Hamburgo diante do Inter,o furacão começa sua caminhada para seguir na Copa do Brasil e pela primeira vez quebrar a "maldição" das quartas de final,já que o rubro negro ainda não conseguiu passar dessa etapa da competição,O duelo é contra um adversário forte que não vive um bom momento ao contrario do furacão que vem embalado pela ótima campanha no brasileirão porém mesmo assim se prevê um duelo dificílimo e equilibrado para o furacão.E para começar bem a decisão da vaga para as semio finais o técnico Vagner Mancini terá que fazer algumas mudanças em relação ao time que vinha atuando no brasileirão.

O TIME:

Para a partida o treinador não poderá contar com o volante Bruno Silva,que já atuou na competição pela Ponte Preta,outro que fica de fora é o volante Zezinho que está suspenso,sendo assim Deivid e Marcelo Palau brigam pela posição ao lado de João Paulo,Paulo Baier treinou e viajou e deve jogar normalmente contra o colorado,na frente o artilheiro Éderson deve iniciar ao lado de Marcelo Cirino.

FICHA TÉCNICA:

INTERNACIONAL X ATLÉTICO-PR
Local: Estádio do Vale, em Novo Hamburgo (RS)
Data: 26 de setembro de 2013, quinta-feira
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (DF)
Assistentes: Alessandro Rocha Matos (BA) e Emerson Augusto de Carvalho (SP)
INTERNACIONAL: Muriel; Gabriel, Índio, Juan e Kleber; Willians, Josimar, Jorge Henrique e D’Alessandro; Forlán e Leandro Damião
Técnico: Dunga
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho; Deivid, João Paulo, Everton e Paulo Baier; Marcelo e Ederson
Técnico: Vagner Mancini

Relembre como foi o último duelo entre furacão e Internacional.


De olho no inimigo:Com novidades,Internacional pronto para enfrentar o furacão.


Em busca da classificação para a semi final da Copa do Brasil o colorado gaúcho não vive um bom momento,vindo de resultados negativos no brasileirão o último sendo diate do seu torcedor,o Internacional ainda sofre a pressão dos seus torcedores que cobram uma boa atuação e uma melhor performasse do técnico Dunga.Para a a primeira partida das quartas de final contra o furacão nessa quinta em Novo Hamburgo o colorado terá novidades são três em relação ao time que perdeu para a lusa no domingo passado,Kleber volta a lateral esquerda,Jorge Henrique entra como titular e Leandro Damião que se recuperou de lesão está confirmado ao lado do uruguaio Forlán,sendo assim o colorado deve ir a campo com:Muriel; Gabriel, Índio, Juan e Kleber; Willians, Josimar, Jorge Henrique e D’Alessandro; Diego Forlán e Leandro Damião.

Confira a ficha do lateral Rodrigo Biro,novo reforço do furacão.


Ficha Técnica

Nome completo: Rodrigo Pereira Lima
Posição: lateral-esquerda
Nascimento: 18/11/1986
Local de nascimento: Araçatuba (SP)
Altura: 1,77m
Peso: 71 kg
Clubes: Araçatuba, Penapolense e Ponte Preta

domingo, 22 de setembro de 2013

Veja o gol da vitória do furacão sobre a Ponte Preta.


Na chuva e na raça!Debaixo de muita água,furacão derruba a Ponte e sobe na tabela.


Em um domingo de muita chuva em Curitiba,e um gramado onde o futebol foi quase que impraticável na Vila Capanema,o furacão derrotou a Ponte Preta por 1a0 com gol do maestro Paulo Baier,e segue na cola dos líderes agora na terceira colocação com 41 pontos ganhos.Em um jogo truncado e campo muito pesado o maestro Pulo Baier decidiu mais uma vez para o rubro negro e deixa o furacão bem na tabela do brasileirão.Agora o furacão deixa o brasileirão um pouco de lado,e pensa na copa do Brasil quinta feira as 21 horas em Novo Hamburgo contra o Internacional.

O JOGO:

A intensa chuva que caiu sobre Curitiba ameaçava atrapalhar o futebol envolvente apresentado pelo Furacão nesta Série A. Em apenas dez minutos de partida, no entanto, o furacão mostrou o cartão de visita e abririu o placar em grande estilo quando o artilheiro Ederson inverteu os papéis com Paulo Baier e acertou lindo lançamento para o veterano completar de primeira.
Com a vantagem no placar, os rubro negro passaram a prender mais a posse de bola e apostar em levantamentos na área de Roberto. Aos 17 minutos, Paulo Baier cobrou escanteio fechado e o goleiro campineiro fez excelente defesa para evitar gol olímpico. A resposta ponte-pretana saiu apenas aos 22 minutos, mas logo em dose dupla.
Primeiro o volante Baraka arriscou de fora da área, a bola desviou no zagueiro Manoel e por pouco não deixou o goleiro Weverton vendido no lance. Depois foi a vez de o lateral direito Artur ficar com o rebote na entrada da área, arrisca forte chute e mandar na rede pelo lado de fora. A Macaca voltou a incomodar em cobrança de falta perigosa do meia Fellipe Bastos aos 35 e em chute à queima-roupa de Chiquinho aos 38.
Vagner Mancini já se mostrava irritado com o crescimento da Ponte Preta em campo e torcia pelo final do primeiro tempo quando, aos 43 minutos, os visitantes mais uma vez assustaram. Chiquinho cruzou pelo lado direito e Artur desviou de cabeça para acertar a trave.
Na etapa complementar, o furacão recuperou o controle das ações e voltou a rondar a área campineira. Aos 17 minutos, Paulo Baier acertou bom passe para Marcelo, que ganhou de Ferron e bateu com perigo para Roberto. Dez minutos depois, o zagueiro Luiz Alberto aproveitou bola mal cortada pela defesa visitante e também assustou Roberto.
As duas equipes caíram técnica e fisicamente no segundo tempo e o jogo se arrastou até os minutos finais. A Ponte partia para o ataque na base do desespero, mas esbarrou em grande atuação do goleiro Weverton, herói rubro-negro ao lado de Paulo Baier para a segunda vitória seguida no Brasileirão.
FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO-PR 1 X 0 PONTE PRETA
Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR)
Data: 22 de setembro de 2013, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha
Assistentes: José Antônio Chaves Franco Filho e Marcos Santos Vieira
Cartões amarelos: Léo e Deivid (Atlético-PR); Ferron, Artur, Diego Sacoman e William (Ponte Preta)
Gol:
ATLÉTICO-PR: Paulo Baier, aos dez minutos do primeiro tempo
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho; Deivid, Zezinho, Paulo Baier (Jonas) e Everton (Dellatorre); Marcelo e Ederson (Roger)
Técnico: Vagner Mancini
PONTE PRETA: Roberto; Ferron (Rafael Ratão), César e Diego Sacoman; Artur, Baraka, Alef (Adaílton), Fellipe Bastos (Fernando) e Uendel; Chiquinho e William
Técnico: Jorginho


sábado, 21 de setembro de 2013

E que venha a Ponte:Por mais três pontos,furacão recebe a Ponte Preta na vila.


Nesse domingo o furacão volta a campo,18:30 na vila Capanema contra a Ponte Preta,embalado pela bela vitória contra o Flamengo no meio da semana o furacão joga em casa para se consolidar ainda mais no g4 e dependendo de resultados terminar a rodada até na terceira colocação aumentando ainda mais a vantagem para as equipes que estão atrás na tabela.Mesmo sabendo dá má campanha do adversário o jogo promete ser complicado justamente pela situação do time de Campinas que necessita de um bom resultado,e para vencer a macaca na vila o técnico Vagner Mancini terá mudanças no time.

O TIME:

Para a partida o furacão não poderá contar com os volantes Bruno Silva suspenso e João Paulo que não pode enfrentar  Ponte por força de contrato,sendo assim para seus lugares brigam pela posição Zezinho,Marcelo Palau e Juninho,o treinador ainda não definiu que entra,outra dúvida é na armação já que Paulo Baier volta,e Fran Mérida pode ser mantido na equipe.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-PR X PONTE PRETA
Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR)
Data: 22 de setembro de 2013, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha
Assistentes: José Antônio Chaves Franco Filho e Marcos Santos Vieira
ATLÉTICO-PR: Weverton, Léo, Manoel, LuiZ Alberto, Maranhão, Deivid (Palau), Zezinho (Juninho), Everton, Paulo Baier (Fran Mérida), Marcelo e Éderson.
Técnico: Vagner Mancini
PONTE PRETA: Roberto; Artur, Ferron (César), Diego Sacoman e Uendel; Baraka, Alef, Fellipe Bastos e Adrianinho; Chiquinho e William
Técnico: Jorginho

Relembre como foi furacão e Ponte Preta no primeiro turno.


De olho no inimigo:Informações da Ponte Preta


Ocupando a vice lanterna da competição,a Ponte Preta adversária do furacão nesse domingo na Vila,vem de uma boa vitória em casa contra o Corinthians,comandado pelo técnico Jorginho o time tem apensas 19 pontos ganhos décimo nono colocado na tabela,e tenta encaixar uma sequencia de resultados para tentar sair da zona de rebaixamento.Para a partida desse domingo o técnico Jorginho ão terá dois jogadores,são eles Rildo e Ramirez que estão multados pela diretoria,contra partida terá a volt do zagueiro César que volta de suspensão,e disputa a vaga na zaga com Ferrón sendo assim a macaca deve ir a campo com:Roberto; Artur, Ferron (César), Diego Sacoman e Uendel; Baraka, Alef, Fellipe Bastos e Adrianinho; Chiquinho e William

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Veja os gols da goleada do furacão sobre o Flamengo.


O Maraca é nosso!!Furacão vira,e goleia o Flamengo no Maracanã e volta a vencer.


Que jogo,que noite!Assim se pode definir a partida do furacão contra o Flamengo no Maracanã,após um começo horrível onde o time não se encontrou e levou dois gols em sete minutos de partida,o rubro negro despertou e não tomou conhecimento do time carioca e goleou o time da gávea por 4a2 de virada em pleno maraca,com gols de Fran Mérida,Marcelo,Dellatorre e Roger,o furacão volta a vencer no brasileirão,quebra um tabu no Rio e se mantem no G4 do Brasileirão na próxima rodada o furacão encara a Ponte Preta na Vila Capanema,a seguir confira a resenha da goleada do furacão no maracanã.

O JOGO:

 O Flamengo começou arrasador. Logo no primeiro minuto, Carlos Eduardo cruzou, Rafinha ajeitou e Hernane, de cabeça, colocou nas redes, para delírio da torcida presente ao Maracanã. O time paranaense ficou desnorteado com o gol relâmpado e não conseguia se organizar para tentar a reação.
Aos oito minutos, a equipe carioca marcou o segundo gol. Paulinho avançou pela direita, faz o passe para Luiz Antônio chutar, de esquerda,sem chances para o goleiro Weverton.
O Atlético não conseguia entender o que estava acontecendo. Seus jogadores erravam muitos passes e se mostravam visivelmente nervosos com o domínio absoluto da equipe carioca.
Aos 12 minutos, quase saiu o terceiro gol. Após cruzamento de Luiz Antonio, Hernane tentou a conclusão de letra, mas acabou se enrolando e caindo, desperdiçando a chance de ampliar. Um minuto depois, o goleiro Weverton fez grande defesa para impedir que a bomba de Luiz Antonio tivesse endereço certo.
A equipe paranaense não conseguia se encontrar em campo. Não mostrava força no ataque nem sabia como segurar a avalanche carioca. Aos 16 minutos, Carlos Eduardo apanhou uma sobra e chutou forte. A bola bateu no rosto de João Paulo e saiu. No lance seguinte, o goleiro Weverton voltou a trabalhar para evitar que Hernane passasse por ele, com a bola dominada. O rebote acabou com Rafinha que concluiu para outra boa defesa do goleiro do Furacão.
Quando tudo indicava que o Flamengo marcaria o terceiro gol, o Atlético Paranaense acabou anotando seu primeiro gol, aos 19 minutos. Em jogada de contra-ataque, Marcelo recebeu pela esquerda, fez ótima jogada individual e cruzou para dentro da área. O espanhol Fran Mérida se atirou e, de carrinho, empurrou a bola para as redes.
O gol fez o furacão  passar a atuar de forma mais racional, tocando a bola no campo do adversário e criando dificuldades para o time dirigido por Mano Menezes.
Só aos 32 minutos é que o Flamengo voltou a ameaçar. Após cobrança de falta, executada por João Paulo, Luiz Alberto tentou cortar e mandou contra seu gol, obrigando Weverton a uma grande defesa. O goleiro do furacão voltou a aparecer bem, aos 41 minutos, quando o volante Cáceres surpreendeu os marcadores ao receber livre, na área, e chutar, mas Weverton fechou o ângulo, e deixou que a bola batesse no seu corpo, evitando o terceiro gol da equipe carioca.
O furacão voltou para o segundo tempo com o atacante Delatorre no lugar do volante Bruno Silva. E a mudança funcionou. Aos oito minutos, Delatorre foi lançado por Everton e tocou na saída do goleiro Paulo Victor para marcar o gol do empate.
O rubro negro seguiu mais bem ajustado em campo, enquanto a equipe dirigida por Mano Menezes se mostrva desorientada com a reação atleticana. Aos 16 minutos, após cobrança de escanteio, Everton chutou e Paulo Victor salvou em cima da linha.
A torcida do Flamengo começou a vaiar seus jogadores, especialmente Carlos Eduardo. E foi a vez de Mano Menezes alterar sua equipe. Ele colocou Adryan e Marcelo Moreno e tirou Carlos Eduardo e Hernane que estavam com baixo rendimento.
Aos 22 minutos, Paulo Victor voltou a salvar sua equipe, ao defender cabeçada perigosa de Marcelo. O time furacão pressionava, em busca do terceiro gol, e depois de bom passe de Marcelo, a bola sobrou para Everton chutar e Paulo Victor defender, outra vez.
A do furacão acabou sendo premiada com a marcação do terceiro gol, aos 32 minutos. Marcelo recebeu bom passe de Roger e chutou para desempatar. A reação do Furacão fez o Flamengo se perder completamente em campo e, aos 36 minutos, Roger anotou o quarto gol, depois de receber sem marcação e tocar na saída de Paulo Victor.
Depois de estabelecer a vantagem, o furacão passou a administrar o resultado, enquanto o Flamengo se enrolava nas próprias pernas e tinha que aguentar o inconformismo da torcida 
Ficha técnica:
FLAMENGO 2 X 4 ATLÉTICO-PR
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 19 de setembro de 2013 (Quinta-feira)
Horário: 19h30 (de Brasília)
Público: 16.014 pagantes
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Fábio Pereira (Fifa-TO) e Janette Arcanjo (Fifa-MG)
Cartões Amarelos: Elias, Victor Cáceres e Wallace (Flamengo); João Paulo, Everton, Léo (Atlético-PR) 
Gols:
FLAMENGO: Hernane no primeiro minuto e Luiz Antonio, aos oito minutos do primeiro tempo tempo 
ATLÉTICO PR: Fran Mérida aos 19 minutos do primeiro tempo; Delatorre, aos oito minutos, Marcelo aos 32 e Roger aos 36 minutos do segundo tempo
FLAMENGO: Paulo Victor; Luiz Antonio, Wallace, Marcos González e João Paulo; Victor Cáceres, Elias e Carlos Eduardo(Adryan); Rafinha(Nixon), Paulinho e Hernane(Marcelo Moreno) 
Técnico: Mano Menezes
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto e Maranhão; Bruno Silva(Delatorre), João Paulo, Fran Mérida(Deivid) e Everton; Marcelo e Ederson(Roger) 
Técnico: Vagner Mancini



quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Para vencer no Maracanã:Furacão encara o Flamengo no Rio para voltar a vencer.


O furacão volta a campo nessa quinta feira contra o Flamengo no Maracanã no Rio de Janeiro,além de quebrar um tabu de jamais ter vencido o time carioca no maior estádio do mundo o furacão quer também voltar a vencer no brasileirão e se manter no G4,já que o furacão não vence a três partidas e vem de derrota na última rodada.Mesmo com a derrota e a perda de invencibilidade para o Cruzeiro na semana passada o técnico Vagner Mancini exaltou o empenho da equipe e garantiu que o fato de perder a sequencia invicta não afetará o time para o restante do campeonato,e espera que o rubro negro volte a render,jogar o futebol que colocou o time na posição atual da tabela.Para a partida contra o Flamengo o treinador terá alguns desfalques para montar a equipe.

O TIME:

Para a partida o treinador esperava contar com o meia Paulo Baier qe foi poupado da partida contra o Cruzeiro,porém o jogador está com uma amigdalite e foi vetado pelo DM,com essa ausência o furacão deve ser o mesmo time que perdeu na rodada passada,com Maranhão sendo mantido na lateral esquerda,Deivid brigando por uma posição na meia com Zezinho,e Dellatorre podendo entrar como titular.

Ficha técnica:

Flamengo x Atlético-PR
Local,Maracanã,Rio de Janeiro.
Data:19 de setembro de 2013.
Horário:19:30
Competição:Campeonato Brasileiro.
Arbitro:André Luiz de Freitas Castro.
Auxiliares:Fabio Pereira e Janette Mara Arcanjo.
Adicionais:Davarly Lira do Rosário e Igor Junio Benevenuto.

Flamengo::Paulo Victor, Luiz Antonio, Chicão, Wallace e André Santos; Cáceres, Elias, Carlos Eduardo e Paulinho; Rafinha e Hernane.Téc:Mano Menezes.

Atlético-PR:Weverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto e Maranhão; Bruno Silva, João Paulo, Zezinho (Deivid), Everton; Marcelo (Dellatorre) e Éderson.Tec:Vagner Mancini.

Relembre como foi furacão e Flamengo no primeiro turno.


De olho no inimigo:Informações do Flamengo.


O adversário dessa quinta feira do furacão,o Flamengo ocupa a décima terceira posição na tabela,está mais próximo da parte de baixo da classificação do que do grupo da elite da tabela,e em busca de uma melhor colocação o rubro negro carioca tenta contra o furacão manter o tabu de jamais ter perdido no Maracanã para o furacão e o técnico Mano Menezes conta com algumas novidades para montar o time para a partida.
 Para a partida o treinador não terá o goleiro Felipe e o lateral Léo Moura que serão poupados,para seus lugares vão a campo o goleiro Paulo Victor e Luiz Antônio atuará na lateral direita,contra partida o mengo terá a volta do zagueiro Chicão que está recuperado e Elias que volta de suspensão,sendo assim o Flamengo deve ir a campo com:Paulo Victor, Luiz Antonio, Chicão, Wallace e André Santos; Cáceres, Elias, Carlos Eduardo e Paulinho; Rafinha e Hernane.

sábado, 14 de setembro de 2013

Veja como foi,o gol da derrota do furacão para o Cruzeiro.


Tropeço em Minas:Furacão é derrotado,mas permanece no G4.


E chegou ao fim a invencibilidade do furacão no brasileirão,o rubro nefro foi derrotado para o Cruzeiro por 1a0,e perdeu a sequencia invicta que durou treze partidas,e foi a primeira derrota do furacão no brasileirão sobe o comando de Vagner Mancini.Após não fazer um bom inicio de jogo o furacão tomou o gol e mesmo melhorado na segunda etapa não conseguiu o empate,mesmo com a derrota o furacão se mantem no G4 e na próxima rodada pega o Flamengo no Rio de Janeiro.

O JOGO:

 O duelo entre Cruzeiro e furacão começou com equilíbrio de ações, com o Furacão um pouco mais cauteloso por jogar fora de casa, mas sem se limitar a retranca. Os paranaenses chegaram, inclusive, a marcar a saída de bola da Raposa, que demorou um pouco para encontrar o posicionamento ideal das peças de meio-campo.
O técnico Vagner Mancini orientou seus comandados para não descuidarem da marcação de Everton Ribeiro e Willian, atletas que tem se destacado nos últimos jogos da Raposa. Com isso, as disputas de bola de forma intensa marcaram o confronto no Mineirão. Bem compactado, o Furacão procurou dificultar ao máximo a vida dos celestes.
Sem espaços para trocar passes, o Cruzeiro resolveu arriscar arremate de fora da área com o lateral Mayke, que obrigou o goleiro Weverton a fazer boa defesa, mandando para escanteio. Aos 23, Everton Ribeiro conseguiu se livrar dos marcadores e finalizou cruzado, da entrada da área, mas errou o alvo, com a bola passando perto da trave direita dos visitantes.
Sem conseguir impor o ritmo de jogo, como habitualmente faz no Gigante da Pampulha, o Cruzeiro passou a apostar nas jogadas em velocidade, principalmente pelos lados do campo, mas o caminho cruzeirense também não estava fácil pelas laterais. Ofensivamente, os paranaenses finalizaram pouco na primeira etapa, mas os atacantes do Furacão deram algum trabalho para os zagueiros celestes, que foram mais eficientes.
Aos 35, a zaga rubro negra cometeu a primeira falha do jogo e foi fatal. Willian cobrou escanteio pela direita, o volante Nilton apareceu como elemento surpresa, por trás da zaga do Furacão, e livre mandou para as redes, enlouquecendo a torcida cruzeirense no Mineirão. Dois minutos depois, lance polêmico no jogo.
Ricardo Goulart recebe lançamento em condição nitidamente legal, marca o gol por cobertura, a auxiliar capixaba Katiuscia Berger Mendonça marcou impedimento, depois voltou atrás, o arbitro Raphael Claus confirma o anulamento do gol. A jogada aguçou a ira da torcida da Raposa, que protestou muito contra a decisão da arbitragem.
O Cruzeiro voltou com tudo para o segundo tempo, e quase ampliou em cabeçada do zagueiro Bruno Rodrigo, que obrigou Weverton a se esticar todo para fazer grande defesa e evitar o gol. Após alguns minutos de pressão da Raposa, os visitantes começaram a sair do campo de defesa, mas faltou criatividade no meio-campo para mudar o panorama do jogo.
As principais chances da equipe de Vagner Mancini foram criadas em chutes de fora da área. Na tentativa de explorar as laterais, o treinador do time paranaense trocou Deivid por Felipe, com a orientação de usar mais o lado direito, mas a marcação celeste bloqueou essa parte do campo.
Mesmo com todas as variações táticas promovidas pelo Furacão, o placar no Mineirão não foi alterado. O jogo na parte final mostrou um cenário de muita marcação e disputa de bola, com os goleiros participando pouco da partida. Artilheiro do Brasileiro, o atacante Ederson foi figura nula no duelo e acabou substituído por Roger, que produziu pouco.
Ficha Técnica:
CRUZEIRO 1 X 0 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG) 
Data: 14 de setembro de 2013 (sábado) 
Horário: 18h30 (de Brasília) 
Árbitro: Raphael Claus (SP) 
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Katiuscia Berger Mendonça (ES)
Cartões amarelos: (Cruzeiro) Everton Ribeiro (Atlético-PR) Deivid, Maranhão, Weverton
Gol: Cruzeiro: Nilton, aos 35 minutos do primeiro tempo
CRUZEIRO: Fábio; Mayke, Bruno Rodrigo, Dedé e Egídio; Nilton, Lucas Silva, Everton Ribeiro (Alisson) e Ricardo Goulart; Willian (Lucca) e Borges (Júlio Baptista) 
Técnico: Marcelo Oliveira
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto e Maranhão; Bruno Silva, João Paulo, Deivid (Felipe) e Everton; Marcelo (Dellatorre) e Ederson (Roger) 
Técnico: Vagner Mancini

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Pra cima do líder!!Furacão encara o líder Cruzeiro,para voltar a vencer.


E o furacão vai para mais um desafio no brasileirão,e mais uma vez não será dos mais fáceis o furacão encara o líder Cruzeiro no Mineirão,além disso o furacão terá que encarar o apoio da torcida da raposa e a invencibilidade do time mineiro em casa que já dura 18 jogos,para isso o furacão se inspira em um feito recentemente conquistado em terras mineiras,quando derrotou o Atlético Mineiro,no "horto" quebrando uma grande invencibilidade do rival do adversário desse sábado.A missão de encarar o time mineiro se torna ainda mais importante se tratando de continuar firme no G4 e voltar a vencer,já que a treze jogos invicto no campeonato o rubro negro vem de dois empates na últimas duas partidas.E para derrotar a raposa em minas o técnico Vagner Mancini fará mudanças no rubro negro.

O TIME:

Para a partida,o treinador ainda tem dúvidas para escalar o time principal,a principal delas está na lateral esquerda,já que Pedro Botelho continua de fora Zezinho,Maranhão e Léo brigam pela posição,outra dúvida que permanece é no setor de meia cancha,já que Paulo Baier que vinha atuando como titular deve ser poupado,Felipe e Zezinho brigam pela posição ao lado de Everton,lembrando que para essa partida o rubro negro poderá contar com o recém chegado o atacante Roger que foi regularizado e fica a disposição de Mancini.

FICHA TÉCNICA:

CRUZEIRO X ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG) 
Data: 14 de setembro de 2013, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília) 
Árbitro: Raphael Claus (SP) 
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Katiuscia Berger Mendonça (ES)
CRUZEIRO: Fábio; Mayke, Bruno Rodrigo, Dedé e Egídio; Nilton, Lucas Silva, Everton Ribeiro e Ricardo Goulart; Willian e Borges
Técnico: Marcelo Oliveira
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo(Jonas), Manoel, Luiz Alberto e Zezinho (Léo,Maranhão); Bruno Silva, João Paulo,Zezinho(Felipe)e Everton; Marcelo  e Ederson
Técnico: Vagner Mancini