Na chuva e na raça!Debaixo de muita água,furacão derruba a Ponte e sobe na tabela.


Em um domingo de muita chuva em Curitiba,e um gramado onde o futebol foi quase que impraticável na Vila Capanema,o furacão derrotou a Ponte Preta por 1a0 com gol do maestro Paulo Baier,e segue na cola dos líderes agora na terceira colocação com 41 pontos ganhos.Em um jogo truncado e campo muito pesado o maestro Pulo Baier decidiu mais uma vez para o rubro negro e deixa o furacão bem na tabela do brasileirão.Agora o furacão deixa o brasileirão um pouco de lado,e pensa na copa do Brasil quinta feira as 21 horas em Novo Hamburgo contra o Internacional.

O JOGO:

A intensa chuva que caiu sobre Curitiba ameaçava atrapalhar o futebol envolvente apresentado pelo Furacão nesta Série A. Em apenas dez minutos de partida, no entanto, o furacão mostrou o cartão de visita e abririu o placar em grande estilo quando o artilheiro Ederson inverteu os papéis com Paulo Baier e acertou lindo lançamento para o veterano completar de primeira.
Com a vantagem no placar, os rubro negro passaram a prender mais a posse de bola e apostar em levantamentos na área de Roberto. Aos 17 minutos, Paulo Baier cobrou escanteio fechado e o goleiro campineiro fez excelente defesa para evitar gol olímpico. A resposta ponte-pretana saiu apenas aos 22 minutos, mas logo em dose dupla.
Primeiro o volante Baraka arriscou de fora da área, a bola desviou no zagueiro Manoel e por pouco não deixou o goleiro Weverton vendido no lance. Depois foi a vez de o lateral direito Artur ficar com o rebote na entrada da área, arrisca forte chute e mandar na rede pelo lado de fora. A Macaca voltou a incomodar em cobrança de falta perigosa do meia Fellipe Bastos aos 35 e em chute à queima-roupa de Chiquinho aos 38.
Vagner Mancini já se mostrava irritado com o crescimento da Ponte Preta em campo e torcia pelo final do primeiro tempo quando, aos 43 minutos, os visitantes mais uma vez assustaram. Chiquinho cruzou pelo lado direito e Artur desviou de cabeça para acertar a trave.
Na etapa complementar, o furacão recuperou o controle das ações e voltou a rondar a área campineira. Aos 17 minutos, Paulo Baier acertou bom passe para Marcelo, que ganhou de Ferron e bateu com perigo para Roberto. Dez minutos depois, o zagueiro Luiz Alberto aproveitou bola mal cortada pela defesa visitante e também assustou Roberto.
As duas equipes caíram técnica e fisicamente no segundo tempo e o jogo se arrastou até os minutos finais. A Ponte partia para o ataque na base do desespero, mas esbarrou em grande atuação do goleiro Weverton, herói rubro-negro ao lado de Paulo Baier para a segunda vitória seguida no Brasileirão.
FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO-PR 1 X 0 PONTE PRETA
Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR)
Data: 22 de setembro de 2013, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha
Assistentes: José Antônio Chaves Franco Filho e Marcos Santos Vieira
Cartões amarelos: Léo e Deivid (Atlético-PR); Ferron, Artur, Diego Sacoman e William (Ponte Preta)
Gol:
ATLÉTICO-PR: Paulo Baier, aos dez minutos do primeiro tempo
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho; Deivid, Zezinho, Paulo Baier (Jonas) e Everton (Dellatorre); Marcelo e Ederson (Roger)
Técnico: Vagner Mancini
PONTE PRETA: Roberto; Ferron (Rafael Ratão), César e Diego Sacoman; Artur, Baraka, Alef (Adaílton), Fellipe Bastos (Fernando) e Uendel; Chiquinho e William
Técnico: Jorginho


Nenhum comentário:

Postar um comentário