quinta-feira, 30 de julho de 2015

Atacante novo na baixada:Atlético anuncia a contratação do atacante Ewandro.


O furacão anunciou oficialmente a chegada do atacante Ewandro de 19 anos,o jogador revelado pelas categorias de base do São Paulo chega por empréstimo ao furacão e assim que regularizado fica a disposição do técnico Milton Mendes a seguir confira a ficha do novo atacante rubro negro.

Ficha Técnica:

Nome: Ewandro Felipe de Lima Costa
Posição: Atacante
Data de Nascimento: 15/03/1996 [19 anos]
Local de nascimento: Recife (PE)
Equipes em que atuou: São Paulo [desde 2010]; Seleção Brasileira Sub-17 e Sub-20

terça-feira, 28 de julho de 2015

Mais um gringo:Fernando Barrientos é o novo reforço do Atlético.


Após anunciar Daniel Hernandez a diretoria do Atlético anunciou oficialmente a contratação do meia argentino Fernando Barrientos de 24 anos,natural de Lanus na Argentina o jogador tem como característica jogadas ofensivas mais na criação sendo mais uma opção para o técnico Milton Mendes na sua carreira o jogador teve passagens por Rosário Central,Lanús e Villarreal.A seguir confira a ficha técnica do novo reforço do furacão.

Ficha Técnica:

Nome: Fernando Omar Barrientos
Nascimento: 17 de janeiro de 1991 (24 anos), em Lanús (Argentina)
Altura: 1,74m. Peso: 70Kg.
Dominância: Pé direito

Histórico como profissional:
2015: Atlético Paranaense
2015: Rosário Central (Argentina)
2014: Lanús (Argentina)
2013: Lanús (Argentina)
2012: Villareal B (Espanha)
2012: Lanús (Argentina)
2011: Lanús (Argentina)

sábado, 25 de julho de 2015

Emoção e três pontos:Em jogo dramatico Atlético derrota o Avaí na Ressacada.


Foi dramático mais os três pontos como visitante vieram,na tarde desse sábado o rubro negro derrotou o Avaí na Ressacada e subiu para a sexta colocação na tabela com dois gols de Marcos Guilherme e um pênalti defendido por Weverton no último lance do jogo o furacão conquistou a vitória e sua segunda vitória fora de casa,na próxima rodada o furacão enfrenta o Palmeiras em São Paulo.

O JOGO:



Em busca de pontos em casa para subir na classificação e se distanciar da turma de baixo, o Leão começou pressionando. Aos três minutos, Renan Oliveira encontra Roberto entrando no meio da zaga e o desvio foi tirado do caminho do gol pela defesa rubro-negra. O Furacão apostava no contra-ataque e, aos sete minutos, Nikão limpou a marcação e soltou o pé para defesa de Vagner.
O lateral Sidcley recebeu amarelo aos 17 minutos, por atrapalhar uma cobrança de falta e o técnico Milton Mendes não perdeu tempo, tirando o jogador da partida para a entrada da Natanael. Aos 25 minutos, Roberto recebeu na área, emendou o chute de primeira, direto pela linha de fundo. Aos 27 minutos, Willian chegou pela lateral e cruzou fechado, mas ninguém apareceu para completar.
O Avaí tinha maior posse de bola e chegava mais ao ataque. Aos 34 minutos, Nino Paraíba abriu espaço e chutou, mas William passou na frente e bloqueou a bola. Em cobrança de falta, aos 38 minutos, Nikão assustou Vagner. Até que, aos 42 minutos, tabela entre Crysan e Marcos Guilherme que, no último toque, pegou de primeira para estufar as redes e marcar um belo gol na Ressacada. O Leão quase respondeu um minuto depois, com Roberto, que arrematou na trave.
Para a segunda etapa, os dois times voltara sem novas alterações. Aos cinco minutos, Natanael dividiu com Roberto na área e o jogador do Leão ficou no chão pedindo pênalti. Ganhou apenas cartão amarelo. Aos 10 minutos, Renan recebeu na área e pegou torto, desperdiçando uma boa oportunidade. Aos 13 minutos, foi a vez de Rômulo tentar, chutando no cantinho para defesa de Weverton.
O Avaí dominava as ações depois do intervalo e assustava. Aos 21 minutos, Roberto recebeu com liberdade e chutou para milagre um de Weverton, mas o árbitro parou o lance para anotar impedimento. O Furacão aproveitou para promover a estreia do português Bruno Pereirinha no lugar de Eduardo, lesionado.
O Avaí tentou, tentou chegar e, no momento em que a reação já ficava mais morna, mas, aos 38 minutos, André Lima ajeitou de cabeça para Rômulo, que apareceu para bater para o fundo do gol e deixar tudo igual. O Furacão estava desarrumado e se defendia do jeito que dava. Até que, aos 44 minutos, Marcos Guilherme fez o segundo dele na partida. Dois minutos depois, pênalti para o Leão. Juninho bateu e Weverton defendeu para garantir os três pontos e mais uma vitória sobre os catarinenses.
Ficha Técnica:
AVAÍ 1 X 2 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC) 
Data: 25 de julho de 2015, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília) 
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO) 
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Eduardo Gonçalves da Cruz (Asp.Fifa-MS) 
Cartões amarelos: Tauã, Roberto (Avaí); Sidcley, Crysan e Eduardo (Atlético-PR)
Gols: 
AVAÍ: Rômulo, aos 38 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Marcos Guilherme, aos 42 minutos do primeiro tempo e aos 44 minutos do segundo tempo
AVAÍ: Vagner; Nino Paraíba, Jéci, Emerson e Romário; Pablo, Eduardo Neto (Juninho) e Renan Oliveira; Roberto, Tauã (Rômulo) e William (André Lima) 
Técnico: Gilson Kleina
ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo (Bruno Pereirinha), Vilches, Kadu e Sidcley (Natanael); Otávio, Hernani e Bruno Mota; Marcos Guilherme, Crysan (Ytalo) e Nikão 
Técnico: Milton Mendes
Veja como foi a vitória rubro negra.

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Buscando embalo:Atlético busca mais uma vitória contra o Avai na Ressacada.


Na tarde desse sábado o furacão volta a campo pelo brasileirão,o desafio dessa vez é em Florianópolis diante o Avaí na Ressacada onde o rubro negro vai em busca da segunda vitória seguida no campeonato.Após a vitória na última rodada o time ganhou confiança e espera agora vencer longe da sua torcida para subir na tabela de classificação e para isso mais uma vez o técnico Milton Mendes fará mudanças na equipe titular.

O TIME:

Para a partida o treinador ainda não poderá contar com o atacante Walter que segue no DM,por outro lado terá a volta do meia Marcos Guilherme que deverá entra como titular na vaga de Ytalo outra novidade estará no banco de reservas,o lateral português Bruno Pereirinha foi regularizado junto a CBF e fica a disposição no banca de reservas.No setor de ataque Nikão segue como titular e Sidcley é mantido na lateral esquerda.

O Avaí:

Comandado pelo técnico Gilson Kleina o Avaí busca a vitória em casa para subir na tabela,e se afastar da zona de rebaixamento para a partida o time catarinense não poderá contar com Romario que sentiu durante a semana para seu lugar quem ganha a vaga é Eltinho por outro lado o time terá a volta do atacante Roberto que cumpriu suspensão dessa forma o Avaí deve ir a campo com:Vagner; Nino Paraíba, Jéci, Emerson e Eltinho; Renan, Eduardo Neto e Renan Oliveira; Roberto, Rômulo e William 

Ficha Técnica:
AVAÍ X ATLÉTICO-PR
Local: Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC) 
Data: 25 de julho de 2015, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília) 
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO) 
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Eduardo Gonçalves da Cruz (Asp.Fifa-MS)
AVAÍ: Vagner; Nino Paraíba, Jéci, Emerson e Eltinho; Renan, Eduardo Neto e Renan Oliveira; Roberto, Rômulo e William 
Técnico: Gilson Kleina
ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Vilches, Kadu e Sidcley; Otávio, Hernani e Bruno Mota; Marcos Guilherme, Crysan e Nikão 
Técnico: Milton Mendes
Relembre o último confronto entre furacão e Avaí.


Reforço confirmado:Daniel Hernandez é o novo reforço do Atlético.


A diretoria do furacão,confirmou oficialmente a contratação do meia argentino Daniel Hernandez de 24 anos,o jogador que já vinha treinando no CT do Caju foi confirmado oficialmente e aguarda a regularização para ficar a disposição do técnico Milton Mendes.A seguir confira a ficha completa do novo reforço atleticano.

Ficha Técnica:

Nome: Daniel Alejandro Hernández González
Nascimento: 10 de dezembro de 1990, em Medellín – Colômbia.
Altura: 1,74m
Peso: 66Kg
Dominância: pé esquerdo.
Contrato de 1 ano com o Atlético Paranaense

Histórico como profissional:
2015: Atlético Paranaense
2015: Independiente Medellín (Colômbia)
2014: Independiente Medellín (Colômbia)
2014: Once Caldas (Colômbia)
2013: Once Caldas (Colômbia)
2013: Cortuluá (Colômbia)
2012: Cortuluá (Colômbia)
2011: Olímpia (Paraguai)
2010: Deportivo Rio Negro [Atual Leones FC] (Colômbi

domingo, 19 de julho de 2015

Enfim três pontos:Atlético vence a Chapecoense e volta a vencer.


Após três derrotas seguidas o furacão se reencontrou com as vitórias,embora sendo uma vitória magra e sem um grande futebol o rubro negro foi superior ao time catarinense e conseguiu o resultado positivo dentro de casa,com um gol de cabeça de Hernâni o rubro negro garantiu os três pontos e voltou a vencer diante seu torcedor na próxima rodada o furacão enfrenta outro catarinense o Avaí na ressacada.

O JOGO:

O início da partida na Arena da Baixada foi muito movimentado, com o Furacão impondo um ritmo intenso. Aos quatro minutos, Sidcley recebeu lindo passe de letra do garoto Bruno Mota e cruzou para Crysan, que bateu para o gol e Dener salvou em cima da linha.
Pouco depois, em uma cobrança de escanteio de Nikão, o zagueiro Vilches subiu mais alto que a defesa da Chape e cabeceou muito perto, na rede pelo lado de fora. Foi o último grande lance do Atlético na partida. Com o desenrolar da etapa inicial, a equipe de Milton Mendes sofreu com a forte marcação do time visitante e não conseguiu repetir o forte ritmo que impôs nos primeiros minutos de jogo.
Do outro lado, a Chapecoense também pouco agredia. O time catarinense sentiu as atuações apagadas do trio de armação (Cleber Santana, Camilo e Hyoran) na primeira etapa e tinha dificuldades para criar.
Quando criava, esbarrava na má fase de Roger. Aos 32, o centroavante alviverde teve a chance de ouro para marcar depois de Hyoran aproveitar vacilo de Otávio perto da área. Porém, de frente para Weverton, bateu em cima do goleiro.
O segundo tempo veio, e os primeiros minutos novamente apontavam para um jogo de poucas emoções. O Atlético trocava passes no ataque, mas via dificuldades para infiltrar a defesa catarinense. Foi quando, aos seis minutos, uma bola parada resolveu o problema de criação do Furacão. Sempre perigoso, Nikão cobrou escanteio da esquerda e Hernani cabeceou para as redes.
Depois de marcar, o volante rubro-negro mostrou estar mesmo em uma tarde inspirada e arriscou dois chutes de longe que passaram muito perto do gol de Danilo, inflamando a torcida do Furacão nas arquibancadas da Arena.
Com o tempo, o Atlético passou a adotar uma postura mais defensiva, reforçada pela troca do atacante Ytalo pelo volante Paulinho Dias, promovida por Milton Mendes. Do outro lado, Vinicius Eutrópio lançou à equipe ao ataque com as entradas de Tiago Luis e Ananias.
No entanto, o Verdão do Oeste continuava com dificuldades para criar jogadas e não chegou nem a ensaiar uma pressão em busca do empate. Pelo contrário: com o time todo buscando o ataque, a defesa ficou fragilizada. Bom para o Furacão, que aproveitou principalmente os espaços deixados pelo lado direito da defesa catarinense para chegar perto de ampliar. Foi por aquele lado que o lateral Sidcley, aos 35 minutos, cortou para o meio e bateu de direita para defesa de Danilo.
Nos minutos finais, o Atlético manteve a posse de bola e em nenhum momento se sentiu pressionado. O time de Milton Mendes conseguiu segurar o resultado e os importantes três pontos sem maiores dificuldades.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 1 X 0 CHAPECOENSE
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 19 de julho de 2015, domingo
Horário: 11h (de Brasília)
Árbitro: Luiz César de Oliveira Magalhães (CE)
Assistentes: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Rogério Pablo Zanardo (SP) 
Cartões amarelos: Caíque e Sidcley (Atlético-PR); Wanderson, Roger e Neto (Chapecoense) 
Público: 17.774 espectadores
Renda: R$ 317.330,00
GOL: Hernani, aos 6 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Vilches, Kadu (Wellington) e Sidcley; Otávio, Hernani e Bruno Mota; Ytalo (Paulinho Dias), Crysan (Caíque) e Nikão
Técnico: Milton Mendes
CHAPECOENSE: Danilo; Apodi, Rafael Lima, Neto e Dener; Wanderson (João Afonso), Elicarlos (Tiago Luis), Cleber Santana, Camilo e Hyoran (Ananias); Roger
Técnico: Vinicius Eutrópio
Veja como foi o jogo:



sábado, 18 de julho de 2015

Hora da recuperação:Atlético tenta reencontrar a vitória diante da Chapecoense.


O furacão volta a campo na manhã desse domingo,isso mesmo o rubro negro fez sua primeira partida no horário da manhã do brasileirão as 11 horas na arena da baixada e o jogo é de suma importância para o rubro negro que vem de três derrotas seguidas isso por que o adversário desse domingo está junto com o furacão na tabela com o mesmo número de pontos.Para a o duelo contra a Chapecoense o técnico Milton Mendes busca alternativas e cobra um melhor desempenho ofensivo do seu time para voltar a vencer no brasileirão mas para isso o treinador terá problemas no time.

O TIME:

Para a partida,o furacão não terá sua principal referencia ofensiva o atacante Walter que devido ao uma lesão muscular desfalca o furacão por 15 dias com isso o técnico Milton Mendes mandará a campo uma formação nova com Edigar Junio e Ytalo formando dupla de ataque enquanto Bruno Mota ganha uma chance no meio de campo no luga de Marcos Guilherme que também fica de fora por lesão,outro que fica de fora é o lateral Natanael suspenso Sidcley ganha oportunidade no setor por outro lado Hernâni volta de suspensão no lugar de Jadson no meio campo.

A Chapecoense.

Buscando melhorar seu retrospecto fora de casa,a Chapecoense vem a Curitiba após sofrer derrota na última rodada jogando em casa,para a partida diante o furacão o técnico Vinicius Eutrópio deve fazer apenas uma mudança em relação a equipe do jogo passado isso por que Bruno Silva cumpre suspensão e não vai para o jogo assim Wanderson deve ser a única novidade no time dessa forma  a Chapecoense deve ir a campo com:Danilo; Apodi, Rafael Lima, Neto e Dener; Wanderson, Elicarlos, Cleber Santana, Hyoran e Camilo; Bruno Rangel.

Ficha Técnica:    

Atlético-PR x Chapecoense.
Local:Arena da Baixada,Curitiba.
Horário:11 da manhã
Data:19/07/2015
Competição:Brasileirão 2015.
Arbitro:Luiz Cezar de Oliveira Magalhães.
Auxiliares:Cleriston Clay Barreto Rios e Rogério Pablos Zanardo.

Atlético-PR:Weverton; Eduardo, Christián Vilches, Kadu e Sidcley; Otávio, Hernani e Bruno Mota; Nikão, Edigar Junio e Ytalo.Téc:Milton Mendes.

Chapecoense:Danilo; Apodi, Rafael Lima, Neto e Dener; Wanderson, Elicarlos, Cleber Santana, Hyoran e Camilo; Bruno Rangel.Téc:Vinicius Eutrópio.

Relembre o último Duelo entre Furacão e Chapecoense:

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Português na baixada:Bruno Pereirinha,é novo reforço do furacão.


O Atlético confirmou oficialmente nessa quara feira,a contratação do lateral direito português Bruno Pereirinha de 27 anos,revelado nas categorias de base do Sporting de Portugal o jogador chega ao rubro negro para ser mais uma opção para o técnico Milton Mendes o jogador estava atuando nas última temporadas na Lazio da Itália onde não vinha tendo muito espaço.A seguir confira a ficha completa do novo lateral rubro negro.

Ficha Técnica:

Nome completo: Bruno Alexandre Marques Pereirinha
Posição: Atua como lateral e meio-campista
Data de nascimento: 2 de março de 1988 (27 anos)
Cidade: Amadora, em Portugal.
Altura: 1,74. Peso: 72Kg.
Dominância: pé direito
Contrato com o Atlético Paranaense até 2017.
 
 
Clubes na carreira [como profissional]:
 
2005-2006: Sporting Lisboa (POR)
 
2006-2007: Sporting Lisboa (POR)
 
2006-2007: Olivais e Moscavide (POR)
 
2007-2008: Sporting Lisboa (POR)
 
2008-2009: Sporting Lisboa (POR)
 
2009-2010: Sporting Lisboa (POR)
 
2010-2011: Vitória de Guimarães (POR)
 
2010-2011: Kavala (GRE)
 
2011-2012: Sporting Lisboa (POR)
 
2012-2013: Sporting Lisboa (POR)
 
2012-2013: Lazio (ITA)
 
2013-2014: Lazio (ITA)
 
2014-2015: Lazio (ITA)
 

domingo, 12 de julho de 2015

Vacilou em casa:Atlético desperdiça chances,e perder para o Fluminense na arena.


A bola puniu o furacão na arena,após criar boas chances e buscar o empate após sair atras do placar o rubro negro não foi eficiente nas conclusões e foi derrotado por 2a1 pelo Fluminense na arena com um gol aos 46 do segundo tempo,após sair atras do placar o furacão buscou o empate com Sidcley porém Fred no fim do jogo decretou a vitória dos cariocas,fazendo com que o furacão chegue  sua terceira derrota seguida no brasileirão.N próxima rodada o rubro negro joga novamente em casa contra a Chapecoense.

O JOGO:

No reencontro de Walter com o Fluminense, quem criou a primeira chance com a bola rolando foi o Tricolor, aos dois minutos, com Marcos Júnior, que abriu espaço na entrada da área, mas praticamente recuou para Weverton. A partida era bastante disputada nos primeiros minutos, mas com poucas chances criadas. Aos 13 minutos, foi a vez de Scarpa arriscar nas mãos do goleiro atleticano.
O Furacão aos poucos começava a se soltar e buscar o ataque. Aos 14 minutos, Ytalo chegou no fundo e rolou para Marco Guilherme soltar o pé para defesa de Cavalieri. Três minutos depois, Eduardo cruzou fechado e Antônio Carlos se recuperou para afastar o perigo. Aos 22 minutos, o técnico Milton Mendes foi obrigado a queimar a primeira mudança, com a saída de Marcos Guilherme, lesionado após ser acertado por Edson com jogo já parado, para a entrada de Edigar Junio.
Sem conseguir entrar na defesa carioca, a solução eram os chutes de longe. Aos 30 minutos, Nikão cortou para dentro e arrematou nas mãos de Cavalieri. Na resposta, Fred invadiu a área e mandou o petardo de primeira para defesa de Weverton, no reflexo. Sem Marcos Guilherme o Rubro-Negro perdeu movimentação e qualidade, mas tinha mais posse de bola.
Para o segundo tempo, nenhuma nova mudança nas equipes. E quem esteve muito perto de abrir o placar foi o Fluminense, com Marcos Júnior, que logo no primeiro minuto recebeu cruzamento na pequena área e finalizou para defesa de Weverton. Do outro lado, Walter deu o troco, chutando perigosamente à direita do gol. Até que, aos sete minutos, Gustavo Scarpa recebeu de Fred, ganhou da defesa rubro-negra na velocidade e estufou as redes para abrir o placar.
O Tricolor quase ampliou na sequência, com Wellington Silva, que aproveitou vacilo da zaga atleticana, e de cara para o gol bateu muito mal na bola. Pressão atleticana, aos 17 minutos, primeiro com Walter, que obrigou Cavalieri a fazer grande intervenção e, no rebote, com Nikão, que desperdiçou. Mas, aos 23 minutos, Sidcley, que entrou no segundo tempo para fazer sua reestreia, aproveitou cruzamento de Walter e testou para o fundo das redes para empatar.
O gol animou o Furacão, que foi para cima, mesmo sem Walter, que saiu após sentir lesão. Aos 26 minutos, Ytalo recebeu na marca do pênalti, girou e chutou em cima de Diego Cavalieri. O goleiro trabalhou novamente aos 35 minutos, parando chute de Jadson. Aos 37 minutos, Natanael cruzou na medida e Sidcley desviou por cima da meta. Cansados, os times tentaram alguma coisa nos minutos finais, mas erravam demais. Até que, aos 48 minutos, Fred aproveitou contra-ataque para garantir os três pontos.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 1 X 2 FLUMINENSE
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 12 de julho de 2015, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília) 
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS) 
Assistentes: Cleriston Clay Barreto Rios (Fifa-SE) e José Javel Silveira (RS) 
Cartões amarelos: Natanael (Atlético-PR); Edson e Marcos Júnior (Fluminense)
GOLS:
ATLÉTICO-PR: Sidcley, aos 23 minutos do segundo tempo
FLUMINENSE : Gustavo Scarpa, aos 07 minutos do segundo tempo, e Fred, aos 48 minutos
ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Christián Vilches, Kadu e Natanael; Otávio, Jadson e Ytalo; Marcos Guilherme (Edigar Junio) (Sidcley), Nikão e Walter (Cléo). 
Técnico: Milton Mendes
FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Wellington Silva (Renato), Gum, Antônio Carlos e Giovanni; Edson, Rafinha (Marlon), Gustavo Scarpa e Gerson (Lucas Gomes); Marcos Júnior e Fred.
Técnico: Luís Fernando
Veja os gols da partida:

Com a torcida:Jogando na arena,furacão recebe o Fluminense.


Na tarde desse domingo,o furacão tenta jogando em casa voltar aos caminhos da vitória após dua derrotas seguidas fora de casa,diante do Fluminense o furacão tenta se recuperar voltar a vencer e encostar novamente na parte de cima da tabela.Para a partida o técnico Milton Mendes deverá ter quase a mesma formação da partida contra o Corinthians porém o treinador espera um melhor aproveitamento ofensivo da equipe.

O TIME:

Para a partida,o treinador terá apenas uma baixa,o volante Hernâni que irá cumprir suspensão pelo terceiro amarelo,para seu lugar Jadson entra na equipe e joga ao lado de Otávio na marcação do meio campo.Por outro lado o rubro negro terá a volta do atacante Walter que cumpriu suspensão diante o Corinthians e fica disposição para a partida desse domingo no demais a equipe é a mesma da partida passada.

O Fluminense:

O tricolor carioca quer manter o embalo no brasileirão,para subir mais na tabela o Fluminense terá mudanças para a partida,ao começar no banco já que seu treinador Enderson Moreira foi expulso diante do Crueiro e não fica a beira do campo quem comanda o time é o auxiliar Marcão.Já no time o time tem a volta do volante Edson que cumpriu suspensão e está confirmado no time dessa forma o Fluminense vai a campo com:Diego Cavalieri, Wellington Silva, Gum, Antônio Carlos e Gustavo Scarpa; Pierre, Edson, Jean e Gerson; Marcos Júnior e Fred.

Ficha Técnica:

ATLÉTICO-PR X FLUMINENSE
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 12 de julho de 2015, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília) 
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS) 
Assistentes: Cleriston Clay Barreto Rios (Fifa-SE) e José Javel Silveira (RS)
ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Christián Vilches, Kadu e Natanael; Otávio, Jadson e Ytalo; Marcos Guilherme, Nikão e Walter. 
Técnico: Milton Mendes
FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Wellington Silva, Gum, Antônio Carlos e Gustavo Scarpa; Pierre, Edson, Jean e Gerson; Marcos Júnior e Fred.
Técnico: Marcão
Relembre o último confronto entre Atlético e Fluminense.

sexta-feira, 10 de julho de 2015

Derrota em itaquera:Atlético não aproveita chances e é derrotado pelo Corinthians.


O furacão jogou bem criou oportunidades,porém não foi suficiente para conquistar um bom resultado em São Paulo,apesar de ter um mair volume de jogo e ter criado boas chances o furacão não concluiu bem e foi derrotado pelo Corinthians assim chegando a sua segunda derrota seguida no brasileirão.Na próxima rodada o furacão retorna a arena para enfrentar o Fluminense.

O JOGO:


Houve muito equilíbrio no primeiro tempo. O Atlético-PR começou melhor, o Corinthians se estabeleceu no ataque com boas trocas de passes, e os visitantes retomaram o domínio da posse de bola ao longe de uma etapa nas quais as equipes se alternaram no comando das ações.
Com uma chance clara para cada lado, fez a diferença a maior precisão alvinegra. Aos 26, Cléo recebeu de Hernani na cara do gol e perdeu o duelo com Cássio. Sete minutos mais tarde, Fagner bateu lateral na área, e, após desvio de Gil, Jadson conseguiu girar. Elias completou na pequena área.
Hernani ainda desperdiçou uma sobra na entrada da área antes do intervalo, no qual não foram feitas substituições. Também não houve alterações imediatas no panorama da partida, mas o Atlético-PR começou a chegar assiduamente com perigo – Cléo e Marcos Guilherme desperdiçaram boas oportunidades na área.
Tite, então, trocou Vagner Love por Danilo na tentativa de manter um pouco a bola no pé. Ele também inverteu Malcom com Jadson, algo que quase deu resultado – em ótima jogada do garoto pela direita, o meia concluiu da esquerda para defesa muito boa de Weverton.
Quando Cássio precisou trabalhar em chute de dentro da área de Otávio, foi a deixa para a entrada do cão de guarda Ralf, o que não diminuiu imediatamente o sufoco. O jogo só foi resolvido quando o Corinthians finalmente trocou passes, interrompidos com falta em Danilo.
Jadson tentou cruzar e contou com o quique da bola para acertou o ângulo esquerdo de Weverton, aos 31 minutos. A partir daí, foi aguardar o apito final de Ricardo Marques Ribeiro. Houve tempo para que Jadson saísse aplaudido para a entrada do estreante Rildo.
Ficha Técnica:
Local: estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)
Data: 9 de julho de 2015, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Marcio Eustaquio Santiago (MG) e Guilherme Dias Camilo (MG)
Público: 32.737 espectadores (32.442 pagantes)
Renda: R$ 1.861.072,76
Cartões amarelos: Felipe (Corinthians); Nikão e Hernani (Atlético-PR)
Gols: Elias, aos 33 minutos do primeiro tempo, e Jadson, aos 31 minutos do segundo tempo
CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Felipe, Gil e Uendel; Bruno Henrique (Ralf); Jadson (Rildo), Elias, Renato Augusto e Malcom; Vagner Love (Danilo)
Técnico: Tite
ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo (Dellatorre), Vilches, Kadu e Natanael; Otávio, Hernani e Ytalo; Marcos Guilherme (Bady), Cléo e Nikão
Técnico: Milton Mendes
Confira os gols da partida: