domingo, 29 de março de 2015

Vexame:Atlético perde para o Londrina,e vai para o torneio da morte.


O Atlético foi derrotado pelo Londrina,na tarde desse domingo por 1a0 no estádio do café,após mais uma apresentação fraca o time rubro negro não conseguiu reação e foi derrotado com isso,o furacão terá que disputar o quadrangular que define os rebaixados o famoso"torneio da morte"junto com Rio Branco,Nacional e Prudentópolis a primeira partida sera contra o Prudentópolis na arena.

O JOGO:

O Atlético-PR precisará disputar o grupo do descenso do Campeonato Paranaense. Neste domingo, o time comandado por Enderson Moreira revoltou a sua torcida no Estádio do Café ao ser derrotado por 1 a 0 pelo Londrina e terminar a primeira fase entre os quatro últimos colocados.
O resultado deixou o Atlético-PR com 11 pontos, à frente apenas de Rio Branco (10), Nacional (4) e Prudentópolis (3). Já o Londrina comemorou a sua classificação para as quartas de final com os mesmos 18 pontos do Paraná, na quinta posição.
O único gol do jogo deste fim de semana foi marcado por Arthur, aos 11 minutos do segundo tempo. Ele recebeu pela direita sem marcação, avançou para a área e concluiu na saída do goleiro Weverton para findar um jejum de dez jogos sem balançar a rede.
Nos minutos finais da partida, o Atlético-PR se desorganizou em busca ao menos do empate. Àquela altura, a sua torcida já extravasava a revolta contra a diretoria e o time, chamado de “sem vergonha”.
Ficha Técnica:
Local: Estádio do Café, em Londrina (PR)
Data: 29 de março de 2015, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Edivaldo Elias da Silva (PR)
Assistentes: Adolfo Ferreira Borges (PR) e Maurício José Braga (PR)
Público: 3.273 pagantes (total de 3.755)
Renda: R$ 56.910
Cartões amarelos: Paulinho, Kanu, Silvio, Germano e Allan Vieira; Lula, Eduardo, Weverton e Dellatorre (Atlético-PR)
Gols: Arthur, aos 12 minutos do segundo tempo
LONDRINA: Vitor; Lucas Ramon, Dirceu, Silvio e Allan Vieira; Germano, Bidia, Léo Maringá (Anderson) e Davi Ceará (Arthur); Paulinho e Kanu (Weverton)
Técnico: Cláudio Tencati
ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Gustavo, Lula e Natanael; Deivid, Hernani e Bady (Douglas Coutinho); Edigar Junio, Dellatorre (Crysan) e Cléo (Bruno Mota) 
Técnico: Enderson Moreira
Veja como foi a derrota do Atlético para o Londrina.

Valendo vaga:Atlético enfrenta o Londrina pela classificação no estadual.


Nesse domingo no estádio do café as 16 horas,o furacão enfrenta o Londrina em busca de uma classificação que pela atual situação pode ser considerada inesperada por tudo que vem acontecendo com o time no estadual,e pelos resultados que precisam ajudar o rubro negro isso por que para avançar as quartas de final o rubro negro precisa derrotar o tubarão,e ainda torcer por um tropeço do Cascavel diante o Foz do Iguaçu.Em meio essa situação o técnico Enderson Moreira reconhece a dificuldade para conseguir a classificação mas prioriza e exige o bom desenvolvimentismo do time contra o Londrina,e para buscar a vitória e a classificação o treinador terá que mudar o time titular.

O TIME:

Para a partida,o furacão não poderá contar com Marcos Guilherme que está servindo a seleção Olimpica,com isso o atacante Dellatorre deverá começar a partida entre os titulares assim formando um trio de atacantes com Edigar Junio e Cléo,na meia cancha Hernâni está mantido ao lado de Bady e Deivid e na zaga Lula segue ao lado de Gustavo já que Cleberson passou por uma cirurgia no joelho a seguir confira os relacionados para a partida em Londrina.

Relacionados:

Goleiros
Santos e Weverton
Laterais
Eduardo, Lucas Olaza e Natanael
Zagueiros
Gustavo, Léo Pereira e Lula
Volantes
Deivid, Hernani e Paulinho Dias
Meias
Bady, Bruno Mota, Felipe e Gustavo Marmentini
Atacantes
Cléo, Crysan, Dellatorre, Douglas Coutinho e Edigar Junio
O Londrina:
O atual campeão paranaense vive um momento conturabado,com crise e afastamento de jogadores o Londrina aposta em seu retrospecto como mandante para superar o furacão.Para a partida o técnico Claudio Tencati terá a volta do zagueiro Dirceu e do atacante Arthur com isso uma provável formação do Londrina para o jogo é:Vitor; Lucas Ramon, Dirceu, Silvio e Allan Vieira; Germano, Bidia, Anderson (Guilherme Amorim) e Rone Dias (Davi Ceará); Arthur (Paulinho) e Kanu.
Ficha Técnica:
LONDRINA X ATLÉTICO PARANAENSE
Local: Estádio do Café, em Londrina (PR) 
Data: 29 de março de 2015, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Edivaldo Elias da Silva 
Assistentes: Adolfo Ferreira Borges e Maurício José Braga
LONDRINA: Vitor; Lucas Ramon, Dirceu, Silvio e Allan Vieira; Anderson(Guilherme Amorim), Germano, Diogo Roque e Davi Ceará; Rone Dias(Davi Ceará) e Paulinho(Arthur ou Kanu) 
Técnico: Cláudio Tencati
ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Gustavo, Lula e Natanael; Deivid, Hernani, Bady e Dellatorre; Edigar Junio e Cléo 
Técnico: Enderson Moreira

Relembre o último duelo entre Atlético e Londrina:


segunda-feira, 23 de março de 2015

Pra lavar a alma:Na estreia de Enderson Moreira,furacão atropela o Nacional.


Demorou mas o Atlético se reencontrou com as vitorias,e foi em grande estilo na partida onde marcava a estreia de Enderson  Moreira no comando rubro negro,o furacão fez 7a0 no Nacional quebrando o jejum de 4 jogos sem vitorias e sem marcar gols,além disso o rubro negro ainda respira no estadual,isso por que com uma vitoria contra o Londrina na última rodada e uma derrota do Cascavel o furacão consegue uma das vagas as finais do estadual.

O JOGO:

O novo Atlético de Enderson Moreira, com três alterações e mudança tática, precisou de apenas um minuto para abrir o placar, com Gustavo, que aproveitou cruzamento de Bady em cobrança de falta para dominar sozinho e bater para o fundo das redes. A movimentação inicial dava uma ideia de que seria um jogo fácil para os donos da casa, mas logo alguns problemas o voltaram a surgir. Aos nove minutos, Tcharlles apareceu com liberdade, mas antes do arremate a arbitragem anotou impedimento.
Apesar da superioridade técnica, o Furacão não conseguia criar chances de gol, facilitando a vida da zaga do NAC. Até que, aos 16 minutos, falha na defesa do time da Rolândia e Marcos Guilherme tabelou com Cléo para bater cruzado e contar com a ajuda de João Pedro para balançar as redes. O gol aclamou o time atleticano, que naturalmente começou a construir o resultado. Aos 23 minutos, Natanel lançou e Cléo desviou de cabeça para marcar o terceiro.
Mais Rubro-Negro no ataque, aos 25 minutos, com Marcos Guilherme, que recebeu na entrada da área e bateu pela linha de fundo. Sem conseguir criar, o NAC partia para o ataque no desespero. Aos 34 minutos, Fernandinho arrematou da intermediária, sem direção. Aos 42 minutos, foi a vez de Tcharlles pegar de primeira, para fora.
Para a segunda etapa, o NAC retornou com Vieira no lugar de Fernandinho. Mas, quem continuou marcando gol foi o Rubro-Negro. Aos sete minutos, Marcos Guilherme encontrou Natanael entrando pelo meio da defesa para tocar no cantinho e vencer Allyson para fazer o quarto. Aos 14 minutos, Bady levantou na medida para Edigar Junio escorar e deixar sua marca.
Em cobrança de falta, aos 24 minutos, Bady tentou acertar o ângulo, mas a bola subiu demais. Enderson Moreira aproveitou a vantagem para mexer no time e poder observar jogadores como Paulinho Dias e Dellatorre, antes titulares. Em um raro ataque do Nacional, aos 30 minutos, Lucas apareceu no contra-ataque e, na cara de Weverton, conseguiu perder o gol. Aproveitando rebote do goleiro, Dellatorre, aos 40 minutos, fez mais um. Ainda deu tempo para, aos 47 minutos, Hernani deixar o seu nas redes e fechar a conta.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 7 X 0 NACIONAL
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR) 
Data: 22 de março de 2015, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília) 
Árbitro: Fábio Filipus
Assistentes: Victor Hugo Imazu dos Santos e Júlio Cesar de Souza
Cartões amarelos: Cléo e Gustavo (Atlético-PR) e Vitão e João Pedro (Nacional)
Gols:
ATLÉTICO-PR: Gustavo, a 01 minuto, Marcos Guilherme, aos 16 minutos, e Cléo, aos 23 minutos do primeiro tempo; Natanael, aos 07 minutos, Edigar Junio, aos 14 minutos, Dellatorre, aos 40 minutos e Hernani, aos 47 minutos
ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Gustavo, Lula e Natanael; Deivid (Paulinho Dias), Hernani, Bady (Nikão) e Marcos Guilherme; Edigar Junio (Dellatorre) e Cléo 
Técnico:Claudinei Oliveira
NACIONAL : Alysson; Diego Fiúza, Serginho, João Pedro, e João Victor; Vitão, Bruno, Tiago e Lucas Paulista (Lucas); Tcharlles e Fernandinho (Vieira)
Técnico: Dirceu Mattos


veja como foi a goleada do Atlética contra o Nacional.

domingo, 22 de março de 2015

Com novo comandante:Na estreia de Enderson Moreira Atlético recebe o Nacional.


Nesse domingo,as 18:30 na arena da baixada,se inicia a era Enderson Moreira no comando atleticano,diante do Nacional o furacão busca a sobrevivência no estadual e fugir do fatídico "torneio da morte" para isso apesar de ter a  motivação de um novo treinador o time terá que enfrentar a pressão da torcida que vem cobrando fortemente a equipe e a diretoria do rubro negro nas últimas partidas.E para isso o estreante Enderson Moreira já colocou suas mudanças na equipe e deve mandar um time bem diferente a campo.

O TIME:

Para a partida,as mudanças já começam pela defesa onde o zagueiro Lula que se destacou no sub-23 ganha a vaga de Léo Pereira que não vem agradando,já na lateral direita Eduardo ganha de vez a vaga de Daniel Borges que fica no banco de reservas já no meio campo Hernani ganha a vaga de Paulinho Dias e existe uma dúvida entre Felipe e Bruno Mota,já na frente a dúvida fica entre Edigar Junio e Crysan.

O Nacional:

Na equipe de Rolandia que já está no "torneio da morte",os desfalques são os zagueiros Serginho e Douglas,o volante Dodô,o meia Ataíde e os atacantes Maicon e Diogo todos no departamento médico,com isso o técnico Dirceu Mattos deve mandar a campo o seguinte time:Alysson; Diego Fiúza, Serginho, João Pedro, Vitão e João Victor; Bruno, Tiago, Lucas e Lucas Paulsita; Fernandinho 

Ficha Técnica:

ATLÉTICO-PR X NACIONAL  
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR) 
Data: 22 de março de 2015, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília) 
Árbitro: Fábio Filipus
Assistentes: Victor Hugo Imazu dos Santos e Júlio Cesar de Souza
ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Gustavo, Léo Pereira e Natanael; Deivid, Hernani, Felipe (Bruno Mota) e Marcos Guilherme (Edigar Junio); Rafinha (Crysan) e Cléo 
Técnico: Claudinei Oliveira
NACIONAL : Alysson; Diego Fiúza, Serginho, João Pedro, Vitão e João Victor; Bruno, Tiago, Lucas e Lucas Paulsita; Fernandinho 
Técnico:
 Dirceu Mattos


segunda-feira, 16 de março de 2015

Enderson Moreira é o novo técnico do Atlético.


Um dia após a demissão de Claudinei Oliveira a diretoria do Atlético agiu rápido e confirmou Enderson Moreira como novo treinador, com passagens por Goiás, Fluminense,Santos,Grêmio e a base do próprio furacão em 2009,o treinador chega em um momento delicado no rubro negro o terá a missão de ainda tentar classificar o time no estadual e iniciar bem a Copa do Brasil e o campeonato Brasileiro.A seguir confira a ficha completa do novo comandante atleticano.

Ficha Técnica:

Nome: Enderson Alves Moreira
Local de Nascimento: Belo Horizonte/MG
Idade: 43 Anos (28/11/1971)
Clubes Anteriores: Ipatinga, Internacional B, Fluminense, Goiás, Grêmio e Santos.

domingo, 15 de março de 2015

Caiu:Claudinei Oliveira não é mais tecnico do Atlético.


A diretoria do Atlético confirmou oficialmente, a saída do técnico Claudinei Oliveira o treinador não resistiu a derrota para o Maringá e foi de metido.No furacão Claudinei ficou seis meses chegando ao clube após a demissão de Doriva no total foram 24 jogos sete vitotrias ,onze empates e sete derrotas num total de 43% de aproveitamento,a diretoria do Atlético ainda não anunciou o nome do novo treinador.

veja como foi a derrota do furacão para o Maringá.


sábado, 14 de março de 2015

Outro vexame:Atlético perde de virada para o Maringá.

Mais uma vez o furacão, decepcionou seu torcedor apos sair na frente com gol de pênalti o rubro negro sofreu a virada e foi derrotado pelo Maringá e se complicou ainda mais no estadual,agora o furacão enfrenta o Londrina na próxima rodada.

O JOGO:

A necessidade de vitória colocou o Atlético-PR no ataque desde o início. Logo aos três minutos, Rafinha arriscou de fora da área e viu a boa defesa do goleiro Tadeu. Pouco depois, o árbitro Edivaldo Elias da Silva marcou pênalti do arqueiro sobre Tadeu.
Assim, aos 12 minutos, o próprio Tadeu fez a cobrança para balançar a rede e colocar os donos da casa na frente. O Furacão também teve oportunidade para ampliar, mas a cobrança de falta de Hernani passou por cima do gol.
Aos 32, o Maringá chegou ao empate. Edinho recebeu passe na esquerda da área, livre e em posição legal, driblou um marcador e chutou muito bem para acertar o ângulo oposto, sem chance de defesa ao goleiro.
Pouco depois do gol, o time visitante teve de passar por alteração, já que Edmar sentiu lesão e acabou substituído por Max. Nos minutos finais da etapa, o Maringá ainda levou perigo mais vezes à meta adversária.
No início do segundo tempo, os visitantes conseguiram a virada. Aos sete minutos, Marcelo Xavier aproveitou cobrança de escanteio e chutou para a rede. Depois do gol, Claudinei Oliveira tirou o meia Felipe para a entrada de Bruno Mota.
O time da casa se lançou ao ataque para tentar responder. E o treinador fez novas mudanças, com Edigar Junio e Crysan nas vagas de Marcos Guilherme e Rafinha. Apesar da pressão na 
busca pelo empate, o Furacão acabou derrotado na partida.
Ficha Técnica:


ATLÉTICO-PR 1 x 2 MARINGÁ
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR) 
Data: 14 de março de 2015, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília) 
Árbitro: Edivaldo Elias da Silva
Assistentes: Moisés Aparecido de Souza e Luiz Paulo Galli
Cartões amarelos: Eduardo, Gustavo (Atlético-PR). Tadeu, Serginho Paulista e Rhuan (Maringá) 
Gols: ATLÉTICO-PR: Cléo, aos 12 minutos do primeiro tempo
MARINGÁ: Edinho, aos 32 minutos do primeiro tempo. Marcelo Xavier, aos 7 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Gustavo, Léo Pereira e Natanael; Deivid, Hernani, Felipe (Bruno Mota) e Marcos Guilherme (Edigar Junio); Rafinha (Crysan) e Cléo 
Técnico: Claudinei Oliveira
MARINGÁ: Tadeu; Rhuan, Fabiano, Marcelo Xavier e Edinho; Ítalo, Serginho Paulista, Eurico e Danilo Rios (Alex); Edmar (Max) (Gabriel Barcos) e Rafael Santiago
Técnico: Claudemir Sturion

sexta-feira, 13 de março de 2015

Tudo ou nada:Contra o Maringá Atlético busca voltar as vitórias.


Nesse sábado as 18:30 na arena,o Atlético reencontra sua torcida após a derrota no meio de semana para o Operário resultado que aumentou ainda mais a crise no time atleticano,a partida também é a terceira da equipe principal que ainda não venceu e nem marcou gols no estadual,além disso é um jogo onde o rubro negro certamente sofrerá pressão daqueles que estiverem presentes na arena da baixada.

Para a partida o técnico Claudinei Oliveira não deve mudar muito o time em relação ao jogo contra o Operário,a única dúvida está no ataque entre Edigar Junio ou Marcos Guilherme no demais o time será o mesmo.

O Maringá:

Para o Maringá o jogo também é decisivo isso por que,o time do interior está a frente da classificação e busca uma vitória na arena para se distanciar do rubro negro e ficar mais próximo da classificação,sendo assim uma provável furação do Maringá para o jogo é:Tadeu; Rhuan, Fabiano, Marcelo Xavier e Edinho; Ítalo, Serginho Paulista, Eurico e Danilo Rios; Gabriel Barcos e Rafael Santiago

Ficha Técnica:

ATLÉTICO-PR x MARINGÁ
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR) 
Data: 14 de março de 2015, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília) 
Árbitro: Edivaldo Elias da Silva
Assistentes: Moisés Aparecido de Souza e Luiz Paulo Galli
ATLÉTICO-PR: Weverton, Daniel Borges, Gustavo, Rafael Zuchi e Natanael; Deivid, Paulinho Dias e Bady; Edigar Júnio(Marcos Guilherme), Cléo e Dellatorre. 
Técnico: Claudinei Oliveira
MARINGÁ: Tadeu; Rhuan, Fabiano, Marcelo Xavier e Edinho; Ítalo, Serginho Paulista, Eurico e Danilo Rios; Gabriel Barcos e Rafael Santiago
Relembre Atlético e Maringá em 2014.

quinta-feira, 12 de março de 2015

Mais decepção:Atlético para o Operário e se complica no estadual.


MaIs uma vez o rubro decepcionou em campo,na noite desa quarta feira o furacão foi derrotado pelo Operário em Ponta Grossa por 1a0 com gol no fim da partida e viu sua situação se complicar ainda mais no estadual.Apesar de ter mais pose de bola e ter criado boas chances de gol o furacão não foi eficiente nas conclusões e acabou sendo castigado no final com o gol do fantasma.Na próxima rodada o Atlético enfrenta o Maringá na arena da baixada.

O JOGO:

Atuando em casa, o Operário criou a primeira chance do compromisso. Logo aos sete minutos, Juba escapou da marcação pela intermediária e arriscou firme. Atento, Weverton se esticou para praticar a providencial defesa. A resposta do Atlético-PR veio com 23 jogados. Após cobrança de escanteio, Cléo testou firme e exigiu boa intervenção de Jhonatan. Na sobra, o centroavante rubro-negro concluiu com os pés e viu o adversário se sobressair novamente.
Quando o relógio apontou a marca dos 36, os torcedores do Furacão, frustrados com o desempenho da equipe após o torneio disputado em solo espanhol, quase viram a formação de Ponta Grossa inaugurar o marcador. Contudo, a cobrança de falta executada por Micael carimbou caprichosamente a trave.
Na segunda etapa, o clube alvinegro sentiu o bom momento e criou grandes oportunidades para sair vencedor do estádio Germano Kruger. Aos 30 minutos, em boa triangulação, Douglas finalizou com consistência, no canto, mas viu Weverton defender. Porém, com 44 jogados, o goleiro visitante nada pôde fazer. Em cabeçada certeira, Mateus Lima, substituto de Douglas Oliveira, balançou a rede e garantiu o triunfo em Ponta Grossa.
FICHA TÉCNICA:
OPERÁRIO-PR 1 x 0 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Germano Kruger, em Ponta Grossa-PR
Data: 11 de março de 2015, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Rafael Traci
Assistentes: Daniel Cotrim de Carvalho e Adolfo Ferreira Borges
Cartões amarelos: Nequinha, Danilo Baia, Lucas, Pedrinho e Douglas Oliveira (Operário-PR); Weverton, Daniel Borges, Deivid e Cléo (Atlético-PR)
GOL
OPERÁRIO-PR: Mateus Lima, aos 44 minutos do segundo tempo
OPERÁRIO-PR: Jhonatan; Nequinha, Danilo Baia, Juan Sosa e Micael; Jhonathan Silva, Lucas (Andrezinho), Eliomar (Pedrinho) e Ruy; Juba e Douglas Oliveira (Mateus Lima)
Técnico: Itamar Schulle
ATLÉTICO-PR: Weverton; Daniel Borges, Gustavo, Cleberson e Natanael; Deivid, Paulinho Dias (Hernani), Bady (Nikão) e Marcos Guilherme (Edigar Junio); Dellatorre e Cléo
Técnico: Claudinei Oliveira
Veja como foi a derrota do furacão para o Operário:

veja como foi a derrota do Atlético para o Operário.

quarta-feira, 11 de março de 2015

Pra fugir da má fase:Atlético enfrenta o Operário em Ponta Grossa.


Na noite dessa quarta feira o furacão volta a campo,contra o Operário em Ponta Grossa mais uma vez para tentar espantar a crise,em seu terceiro jogo com a equipe principal o time rubro negro sua primeira vitória e também marcar seu primeiro gol com o time principal na competição.Para a partida  técnico Claudinei Oliveira não devera muito a equipe em relação a partida contra o JMalucelli no último domingo,para a partida a única novidade deverá ser Marcos Guilherme que deverá ser titular na partida a dúvida é quem sairá da equipe isso por que Dellatorre e Nikão podem ser um dos escolhidos para ir para o banco de reservas.

O Operário:

Vivendo bom momento na competição,o fantasma busca dentro de casa continuar subindo e se aproximar ainda mais da classificação a próxima fase do para a partida contra o furacão o técnico Itamar Schulle deverá manter o mesmo time que venceu o Nacional na última rodada para busca mais uma vitória diante do seu torcedor send assim o Operário deve ir a campo com:honatan; Danilo Baia, Micael, Sosa e Jhonathan Silva; Marcelo Carvalho, Lucas, Pedrinho e Ruy; Juba e Douglas. 

Ficha Técnica:

OPERÁRIO X ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Germano Krueger, em Ponta Grossa (PR) 
Data: 11 de março de 2015, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília) 
Árbitro: Rafael Traci
Assistentes: Daniel Cotrim de Carvalho e Adolfo Ferreira Borges
OPERÁRIO: Jhonatan; Danilo Baia, Micael, Sosa e Jhonathan Silva; Marcelo Carvalho, Lucas, Pedrinho e Ruy; Juba e Douglas. 
Técnico: Itamar Schulle
ATLÉTICO-PR: Weverton, Daniel Borges, Gustavo, Rafael Zuchi e Natanael; Deivid, Paulinho Dias (Nathan) e Bady (Nikão); Edigar Júnio, Cléo e Dellatorre (Marcos Guilherme). 
Técnico: Claudinei Oliveira
Relembre Atlético e Operário em 2014.