Pra lavar a alma:Na estreia de Enderson Moreira,furacão atropela o Nacional.


Demorou mas o Atlético se reencontrou com as vitorias,e foi em grande estilo na partida onde marcava a estreia de Enderson  Moreira no comando rubro negro,o furacão fez 7a0 no Nacional quebrando o jejum de 4 jogos sem vitorias e sem marcar gols,além disso o rubro negro ainda respira no estadual,isso por que com uma vitoria contra o Londrina na última rodada e uma derrota do Cascavel o furacão consegue uma das vagas as finais do estadual.

O JOGO:

O novo Atlético de Enderson Moreira, com três alterações e mudança tática, precisou de apenas um minuto para abrir o placar, com Gustavo, que aproveitou cruzamento de Bady em cobrança de falta para dominar sozinho e bater para o fundo das redes. A movimentação inicial dava uma ideia de que seria um jogo fácil para os donos da casa, mas logo alguns problemas o voltaram a surgir. Aos nove minutos, Tcharlles apareceu com liberdade, mas antes do arremate a arbitragem anotou impedimento.
Apesar da superioridade técnica, o Furacão não conseguia criar chances de gol, facilitando a vida da zaga do NAC. Até que, aos 16 minutos, falha na defesa do time da Rolândia e Marcos Guilherme tabelou com Cléo para bater cruzado e contar com a ajuda de João Pedro para balançar as redes. O gol aclamou o time atleticano, que naturalmente começou a construir o resultado. Aos 23 minutos, Natanel lançou e Cléo desviou de cabeça para marcar o terceiro.
Mais Rubro-Negro no ataque, aos 25 minutos, com Marcos Guilherme, que recebeu na entrada da área e bateu pela linha de fundo. Sem conseguir criar, o NAC partia para o ataque no desespero. Aos 34 minutos, Fernandinho arrematou da intermediária, sem direção. Aos 42 minutos, foi a vez de Tcharlles pegar de primeira, para fora.
Para a segunda etapa, o NAC retornou com Vieira no lugar de Fernandinho. Mas, quem continuou marcando gol foi o Rubro-Negro. Aos sete minutos, Marcos Guilherme encontrou Natanael entrando pelo meio da defesa para tocar no cantinho e vencer Allyson para fazer o quarto. Aos 14 minutos, Bady levantou na medida para Edigar Junio escorar e deixar sua marca.
Em cobrança de falta, aos 24 minutos, Bady tentou acertar o ângulo, mas a bola subiu demais. Enderson Moreira aproveitou a vantagem para mexer no time e poder observar jogadores como Paulinho Dias e Dellatorre, antes titulares. Em um raro ataque do Nacional, aos 30 minutos, Lucas apareceu no contra-ataque e, na cara de Weverton, conseguiu perder o gol. Aproveitando rebote do goleiro, Dellatorre, aos 40 minutos, fez mais um. Ainda deu tempo para, aos 47 minutos, Hernani deixar o seu nas redes e fechar a conta.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 7 X 0 NACIONAL
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR) 
Data: 22 de março de 2015, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília) 
Árbitro: Fábio Filipus
Assistentes: Victor Hugo Imazu dos Santos e Júlio Cesar de Souza
Cartões amarelos: Cléo e Gustavo (Atlético-PR) e Vitão e João Pedro (Nacional)
Gols:
ATLÉTICO-PR: Gustavo, a 01 minuto, Marcos Guilherme, aos 16 minutos, e Cléo, aos 23 minutos do primeiro tempo; Natanael, aos 07 minutos, Edigar Junio, aos 14 minutos, Dellatorre, aos 40 minutos e Hernani, aos 47 minutos
ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Gustavo, Lula e Natanael; Deivid (Paulinho Dias), Hernani, Bady (Nikão) e Marcos Guilherme; Edigar Junio (Dellatorre) e Cléo 
Técnico:Claudinei Oliveira
NACIONAL : Alysson; Diego Fiúza, Serginho, João Pedro, e João Victor; Vitão, Bruno, Tiago e Lucas Paulista (Lucas); Tcharlles e Fernandinho (Vieira)
Técnico: Dirceu Mattos


Nenhum comentário:

Postar um comentário