terça-feira, 30 de abril de 2013

Veja a ficha do lateral Vinicius novo reforço do furacão.


O furacão anunciou hoje a contratação do lateral esquerdo Vinicius de 25 anos,o jogador vem do Velop Clube de São Paulo,o jogador vem pra como mais uma opção para a ala esquerda do time,a seguir confira a ficha técnica do atleta:

FICHA TÉCNICA:

Nome: Vinícius Alberto Nunes 
Data de nascimento: 07/01/1988 
Naturalidade: Capivari (SP) 
Posição: lateral-esquerda
Altura: 1.85m
Peso: 78 kg
Clubes: Palmeiras, América-SP, Americana, Guaratinguetá, Rio Claro e Velo Clube

domingo, 28 de abril de 2013

NA FINAL!Furacão é goleado mas garante o titulo do segundo turno e vaga na final.


O resultado da partida,não foi o esperado por nenhum torcedor do furacão,o rubro negro jogou muito a baixo das últimas partidas e acabou sendo goleado por 4a1 pelo Operário,mesmo com a derrota o furacão garantiu o titulo do segundo turno e vaga na final contra o Coritiba,já que o time verde venceu o Londrina por 3a1 no couto Pereira.Agora o furacão terá a semana toda para trabalhar e montar o time para a primeira partida da decisão que acontece no próximo fim de semana na vila olímpica do boqueirão.

O JOGO:


Em boa fase, o Furacão iniciou a partida com maior posse de bola, esperando para penetrar na zaga do Fantasma, que estava bem postada. Aos seis minutos, Edigar Junior armou o chute e foi desarmado no momento certo. No contra-ataque, Cazumba lançou Cacá, mas Santos saiu bem para ficar com a bola. A equipe da casa equilibrou as ações, mostrando muita vontade em campo.
De bola parada, o Operário levou perigo, aos 15 minutos, em cobrança de falta de Patrick que Santos defendeu. Na resposta, aos 18 minutos, Edigar Junio fez a jogada individual e arriscou o chute para ótima intervenção de Serginho. Até que, aos 24 minutos, contra golpe mortal do Fantasma, Paulo Sérgio recebeu de Sandro e tocou na saída do goleiro para abrir o placar.
Com a vaga para a final ameaçada, o Rubro-Negro precisava reagir. Aos 29 minutos, após rebote do goleiro, Guilherme chutou e Douglas Coutinho apareceu para dividir com a defesa e tocar para o fundo das redes e deixar tudo igual no placar. Aos 31 minutos, Wellington chutou, a bola desviou na zaga e parou nas mãos de Cleberson. Aos 39 minutos, Edigar Junior cobrou falta cobrou falta na entrada da área e desperdiçou.
Para a segunda etapa, nenhuma alteração nas duas equipes. Aos três minutos cobrança de escanteio venenosa para Rone Dias, mas Santos conseguiu salvar. O Fantasma voltou melhor e tentava impor seu ritmo. Aos nove minutos, Rone Dias chutou, pela linha de fundo. Aos 12 minutos foi a vez de Paulo Sérgio arriscar e parar nas mãos de Santos.
O Furacão passava por um momento delicado na partida. Aos 16 minutos, a bola bateu na trave, Santos não conseguiu afastar e a defesa tirou em cima da linha. Mas, aos 17 minutos, Paulo Sérgio recebeu na cara do gol e tocou na saída do goleiro para fazer o segundo. Aos 20 minutos, Paulo Sérgio limpou a defesa a bateu para fora. A torcida em Ponta Grossa gritava ‘olé’ para o Fantasma.
O Operário fazia uma grande partida de dominava o Atlético. Aos 33 minutos, Paulo Sérgio aproveitou erro da defesa e bateu bonito para fazer o terceiro dele no jogo. A goleada do time de Vila Oficinas foi decretada aos 42 minutos. Maiquinho foi derrubado na área por Renan Foguinho e o árbitro marcou a penalidade. Na cobrança, Sandro parou em Santos, mas aproveitou o rebote para fechar o placar.
FICHA TÉCNICA:
OPERÁRIO 4 X 1 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Germano Kruger, em Ponta Grossa (PR)
Data: 28 de abril de 2013, domingo
Horário: 15h50 (de Brasília)
Árbitro: Edivaldo Elias da Silva
Assistentes: Bruno Boschilia e Moisés Aparecido de Souza
Cartões amarelos: Alex Cazumba, Basso, Jacio (Operário); Héracles (Atlético)
Gols: OPERÁRIO: Paulo Sérgio, aos 24 minutos do primeiro tempo e aos 17 minutos e 33 minutos e Sandro, aos 42 minutos do segundo tempo; ATLÉTICO-PR: Douglas Coutinho, aos 29 minutos do primeiro tempo
OPERÁRIO: Serginho; Correia, Basso, Edimar e Alex Cazumba (Sidney); Jacio, Patrick, Rone Dias (Maiquinho) e Sandro; Cacá e Paulo Sérgio
Técnico: Paulo Turra
ATLÉTICO-PR: Santos; Léo (Bruno Pelissari), Rafael Zuchi, Bruno Costa e Héracles; Renan Foguinho, Hernani, Elivelton (Harrison) e Guilherme (Marcos Guilherme); Edigar Junio e Douglas Coutinho
Técnico: Arthur Bernardes

sábado, 27 de abril de 2013

RUMO A FINAL!!Furacão encara o Operário pra conquistar o segundo turno e chegar a decisão.


Passado a bela atuação no atletiba,o sub-23 do furacão entra em campo nesse domingo pra fechar com chave de ouro o segundo turno do estadual,o furacão vai até Ponta Grossa enfrentar o Operário dependo apenas de si para conquistar o segundo turno e se garantir na final do paranaense.Sabendo das dificuldades e com apressão da torcida do fantasma o rubro vai embalado para os campos gerais para garantir sua vaga na decisão,e na equipe o time terá novidades em relação ao jogo passado.

O TIME:
Para a partida o técnico Arthur Bernardes não poderá contar com o meia Zezinho e o atacante Crislan,ambos suspensos para o lugar deles a várias opções para o lugar de Zezinho Harrison,Marcos Guilherme e Elivélton podem aparecer na meia cancha,contra partida o furacão terá a volta de Douglas Coutinho que deverá formar dupla de ataque ao lado de Edigar Junio,no restante é a mesma equipe que venceu o atletiba.

FICHA TÉCNICA:


OPERÁRIO X ATLÉTICO PARANAENSE
Local: Estádio Germano Kruger, em Ponta Grossa (PR)
Data: 28 de abril de 2013, domingo
Horário: 15h50 (de Brasília)
Árbitro: Edivaldo Elias da Silva
Assistentes: Bruno Boschilia e Moisés Aparecido de Souza
OPERÁRIO: Ivan; Correia (Maicon Macedo), Basso, Edimar e Alex Cazumba; Jacio, Patrick (Pedrinho), Rone Dias e Sandro (Cacá); Maiquinho e Paulo Sérgio.
Técnico: 
Paulo Turra
ATLÉTICO: Santos; Léo, Rafael Zuchi, Bruno Costa e Héracles; Renan Foguinho, Hernani, Elivelton e Harrison (Marcos Guilherme); Edigar Junio e Douglas Coutinho.
Técnico: Arthur Bernardes

Relembre como foi furacão e Operário no primeiro turno.


De olho no inimigo:Informações do Operário


A semana foi marcada por mistérios pelo lado do fantasma,quem foi ao estádio Germano Kruger foi surpreendido com portões  fechados e muito mistério por parte do técnico Paulo Turra.Precisando de uma vitória amanhã contra o furacão o Operário que já está garantido na final do interior de como objetivo alcançar uma vaga a série D do Brasileirão desse ano,e além de vencer o furacão torcer por um tropeço do J Mallucelli contra o Toledo.Por isso todos optaram por segredo e time mesmo só minutos antes do jogo,o que se sabe que o goleiro Silvio pode aparecer a meta do time no jogo de amanhã disputando a vaga com Ivan que vem sendo titular,confira um provável time do Operário para amanhã:Ivan; Correia (Maicon Macedo), Basso, Edimar e Alex Cazumba; Jacio, Patrick (Pedrinho), Rone Dias e Sandro (Cacá); Maiquinho e Paulo Sérgio.

domingo, 21 de abril de 2013

Veja os gols da vitória do furacão contra o coxa.


FÁCIL,EXTREMAMENTE FÁCIL:sub 23 não toma conhecimento e atropela o coxa na Vila olímpica.


Foi moleza!a piazada rubro negra não tomou conhecimento da experiencia coxa branca e atropelou o Coritiba na tarde desse domingo na vila olímpica por 3a1 fora o baile da garotada.superior desde o inicio da partida o furacão se postou como gigante e não deu chances ao coxa que se perdeu durante toda a partida.Com a vitória de hoje o furacão fica a um empate da final do estadual basta um ponto na próxima partida contra o Operário em Ponta Grossa.

O JOGO:


 pela primeira vez na história, o confronto de quase 90 anos era disputado na Vila Olímpica do Boqueirão, estádio que pertencia ao Esporte Clube Pinheiros - antes da fusão com o Colorado Esporte Clube, que deu origem ao Paraná. Esquecido na zona sul de Curitiba, o local com capacidade para cerca de 15 mil pessoas estava sendo usado apenas para os treinamentos do Tricolor, mas, neste domingo, recebeu um Atletiba decisivo.
Apesar de o furacão ser o mandante do jogo, o Coritiba teve a primeira oportunidade de abrir o placar no Boqueirão. Patric avançou pela esquerda, cruzou rasteiro para a área, Robinho, quando recebeu a bola, já girou sobre a marcação e emendou para o gol. Santos se atrapalhou e deu rebote para dentro da área. O centroavante Deivid tentou completar para o gol, mas o goleiro se recuperou e barrou o jogador do Coxa.
O jogo passou a ficar bastante movimentado, animando o público que não parava de cantar nas arquibancadas. Empurrado por sua torcida, que era maioria no estádio, o furacão saiu na frente com Edigar Junio. Aos 24 minutos, Hernani deu um pelo passe para Héracles, que chegou à linha de fundo. O lateral mandou para a área, a bola passou pela zaga e sobrou para o centroavante. Com tranquilidade, Junio mandou para o fundo gol.
O Coritiba teve a chance de responder com o destaque da equipe. Aos 33 minutos da primeira etapa, o setor ofensivo do Coxa construiu uma boa jogada, que terminou em Deivid. O centroavante apenas desviou de cabeça para a área e o meia Alex, em boas condições de marcar, não conseguiu alcançar a bola para igualar o marcador. A desvantagem no placar, fez com que os visitantes buscassem mais o campo de ataque, mas o Furacão conseguiu chegar ao intervalo vencendo por 1 a 0.
Na saída para os vestiários, o meia Rafinha reclamou do gramado do Boqueirão, criticando a escolha do estádio para a disputa do clássico. O rubro-negro, no entanto, pouco pareceu se importar com as condições de jogo e ampliou no início do segundo tempo. Aos 11 minutos de jogo, Hernani comandou o contra-ataque do Furacão, rolou para Edigar Junio, dentro da área, que acertou o travessão. No rebote, Zezinho emendou de cabeça e fez o segundo do time rubro-negro.
Apesar da desvantagem ainda maior, o Coritiba não se abalou com o segundo gol e chegou a balançar as redes minutos depois, mas o assistente indicou o impedimento. Aos 15 da etapa complementar, o meia Alex cruzou na área, Escudero subiu sem marcação, em posição irregular, e mandou de cabeça para o fundo do gol. Depois da oportunidade, o Coxa não conseguiu manter o mesmo ritmo e não mostrou organização em campo para descontar.
Para liquidar a partida, o Furacão ainda contou com um presente da zaga do Coritiba. O argentino Escudero se atrapalhou com a bola e entregou nos pés de Crislan. O atacante partiu em velocidade para o gol adversário, invadiu a área e bateu de bico, no canto esquerdo de Vanderlei, para fazer o terceiro do Furacão.
Já no fim do jogo, o Coritiba conseguiu descontar na bola parada. 
FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO PARANAENSE 3 X 1 CORITIBA
Local: Estádio Érton Coelho de Queiroz, em Curitiba (PR) 
Data: 21 de abril de 2013, domingo 
Horário: 15h30 (de Brasília) 
Árbitro: Adriano Milczvski 
Assistentes: Luciano Roggenbaum e Luiz Henrique de S. S. Renesto 
Cartões Amarelos: Crislan, Zezinho (Atlético-PR), Willian, Leandro Almeida, José Rafael, Patric, Alex e Escudero (Coritiba) 
Público: 5.635 pagantes 
Renda: 
R$ 83.080 
Gols: 
ATLÉTICO-PR: Edigar Junio, aos 24 minutos do primeiro tempo, Zezinho, aos 11, e Crislan aos 30 minutos do segundo tempo 
CORITIBA: Alex, aos 46 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Santos; Léo, Rafael Zuchi, Bruno Costa e Héracles; Renan Foguinho, Hernani, Elivélton e Zezinho (Marcos Guilherme); Edigar Junio e Crislan 
Técnico: Arthur Bernardes
CORITIBA: Vanderlei; Victor Ferraz, Escudero, Leandro Almeida e Patric; Willian (Arthur), Gil (José Rafael), Robinho e Alex; Rafinha e Deivid 
Técnico: Marquinhos Santos

sábado, 20 de abril de 2013

QUE VENHA OS COXAS:Furacão encara o coxa pra ficar mais perto da final.


Chegou a hora de mais um atletiba,ao contrário de como foi no primeiro turno agora quem está na frente da tabela é o furacão,e uma vitória sobre o coxa amanhã deixa o furacão ainda mais perto da decisão do estadual em uma situação diferente e em um palco diferente, depois de anos o rubro negro volta a disputar uma partida oficial na vila olímpica do boqueirão e justamente um jogo decisivo e de suma importância para as pretensões das duas equipes no campeonato.Precisando de um resultado positivo o furacão terá mudanças para encarar mais um atletiba.

O TIME:

O furacão não poderá contar com seu principal artilheiro o atacante Douglas Coutinho,que irá cumprir suspensão por ter levado o terceiro cartão amarelo na partida passada,para sua vaga são varia opções Edigar Junior,Junio Barros,Harrison,Bruno Pelissari e até uma mudança tática pode ser feita por Arthur Bernardes e até Lucas Dantas pode aparecer na vaga.O certo é que a definição só irá acontecer momentos antes da partida desse domingo o o treinador definirá que será o atacante do furacão,outra novidade será Bruno Costa que retorna ao time no clássico de amanhã.

FICHA TÉCNICA:


ATLÉTICO PARANAENSE X CORITIBA
Local: Estádio Érton Coelho de Queiroz, em Curitiba (PR)
Data: 21 de abril de 2013, domingo
Horário: 15h30 (de Brasília)
Árbitro: Adriano Milczvski
Assistentes:Luciano Roggenbaum e Luiz Henrique de S. S. Renesto
ATLÉTICO-PR: Santos; Léo, Rafael Zuchi, Bruno Costa e Heracles; Renan Foguinho, Hernani, Zezinho e Bruno Pelissari (Lucas Dantas); Edigar Junio e Crislan.
Técnico: Arthur Bernardes
CORITIBA: Victor Ferraz, Leandro Almeida, Escudero e Patric; Willian, Gil (Robinho), Rafinha, Alex e Zé Rafael (Robinho); Deivid.
Técnico: Marquinhos Santos

Relembre como foi o atletiba do primeiro turno.


De olho no inimigo:informações do Coritiba.


O coxa está praticamente pronto para o clássico atletiba desse domingo as 15:30 na vila olímpica depois de umas semana perdida já que a partida do time pela Copa do Brasil foi adiada em cima da hora,o time verde voltou a Curitiba com o pensamento único no furacão já que é um jogo decisivo pois o time ainda briga pelo titulo do segundo turno que caso ganhe levanta o troféu de campeão estadual de forma direta.Para a partida o técnico Marquinhos Santos não terá problemas já que o volante Gil e o zageuiro Leandro Almeida foram absolvidos e estão liberados para o jogo,além disso o meia Alex que seria poupado da partida contra o Sousa estará em campo amanhã comandado o time verde verde a dúvida está no ataque entre Robinho e Deivid. Sendo assim o provável coxa será:Vanderlei, Victor Ferraz, Leandro Almeida, Escudero e Patric; Willian, Gil (Robinho), Rafinha, Alex e Zé Rafael (Robinho); Deivid.

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Confira a ficha do meia Matteus novo jogador do furacão.


O furacão anunciou hoje,a contratação do meia Matteus de 23 anos,jogador vem da Independente de Limeira time da série A 3 do campeonato paulista o atleta vem com contrato de 4 anos e deve integrar a equipe sub-23.Confira a seguir a fica completa do jogador.

FICHA TÉCNICA:


Nome completo: Matteus Oliveira Santos
Data de nascimento: 11/10/1989
Naturalidade: Ubaitaba (BA)
Posição: meia
Clubes: Portuguesa e Independente de Limeira (SP)

Veja os gols da vitória do furacão contra o Brasil de Pelotas.


quarta-feira, 17 de abril de 2013

Classificado:Furacão faz a lição de casa e se classifica.


Pode não ter sido brilhante,mas o furacão fez o principal venceu o Brasil de Pelotas por 2a0 e garantiu sua passagem a próxima fase da Copa do Brasil,após um primeiro tempo com maior posse de bola mas sem grandes oportunidades o furacão fez dois no segundo tempo com Paulo Baier e Everton e garantiu sua classificação,para enfrentar Ji-Paraná ou América-RN.Agora o furacão volta suas atenções para o estadual com o sub-23 que enfrenta o Coritiba no próximo domingo.

O JOGO:


O Furacão iniciou a partida tocando a bola, dominado as ações e esperando para criar sua primeira boa oportunidade. Aos seis minutos, falta na entrada da área para cobrança de João Paulo, mas o chute saiu torto, pela linha de fundo. O técnico Rogério Zimmermann armou um verdadeiro ferrolho no time xavante, que claramente esperaria por um erro da equipe da casa para tentar alguma coisa.
Apesar da superioridade, o Atlético não conseguia penetrar na defesa gaúcha, desperdiçando o último passe. Aos 14 minutos, Marcelo invadiu a área em jogada individual, mas foi travado pela zaga. Na resposta, aos 17 minutos, Edu Silva cruzou fechado e Weverton saiu da meta para tirar o perigo de perto. No contra-ataque, aos 24 minutos, Marcelo mostrou velocidade para aparecer na frente da defesa e chutar para boa defesa de Luiz Mueller.
Se não dava para chegar coma bola rolando, Elias tentou resolver na bola parada, aos 30 minutos cobrando falta na medida para Cleberson desviar, mas para fora. Lançamento para Brasão, aos 35 minutos, mas o atacante do Brasil só conseguiu um desvio leve, fácil para Weverton defender. Marcelo, aos 43 minutos, recebeu na cara do gol e perdeu o domínio.
Para o segundo tempo, as equipes retornaram dos vestiários sem alterações. A primeira boa jogada da etapa final foi do Xavante, com Leandro Leite, que mandou uma bomba, aos seis minutos, para Manoel salvar no meio do caminho. Sentindo uma queda de rendimento do Furacão, o técnico Ricardo Drubscky colocou em campo Paulo Baier.
A partida estava equilibrada, com o Atlético mostrando dificuldade para se encontrar em campo. Aos 16 minutos, Wender lançou e desta vez Cleberson apareceu para tirar. Aos 18 minutos, Alex Amado arriscou o chute, que saiu fraco, nas mãos de Weverton. O Brasil gostava da partida quando, aos 22 minutos, Léo fez a jogada e serviu Paulo Baier, que bateu no cantinho para abrir o placar.
O gol acalmou os ânimos do Furacão, que seguia sem encantar, mas com certo controle da partida. Aos 30 minutos, João Paulo disparou uma bomba que passou muito perto da trave. A noite era do maestro, que aos 33 minutos serviu Éverton, que só teve o trabalho de empurrar para as redes. Aos 41 minutos, Thiago ainda tentou descontar em cobrança de falta, mas carimbou a barreira, colocando fim à primeira participação do time xavante na Copa do Brasil.
FICHA TECNICA:
ATLÉTICO-PR 2 X 0 BRASIL DE PELOTAS
Local: Ecoestádio Janguito Malucelli, em Curitiba (PR) 
Data: 17 de abril de 2013, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília) 
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP) 
Assistentes: Vicente Romano Neto (SP) e Celso Barbosa de Oliveira (SP) 
Cartões amarelos: Elias, Pedro Botelho e Manoel (Atlético-PR); Leandro Leite e Fernando Cardozo (Brasil de Pelotas) 
Gols: ATLÉTICO-PR: Paulo Baier, aos 22 minutos e Éverton, aos 33 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Wéverton; Léo, Manoel, Cleberson e Pedro Botelho; Deivid, João Paulo, Elias (Paulo Baier) e Everton; Marcelo (Ederson) e Marcão (Ciro) 
Técnico: Ricardo Drubscky
BRASIL DE PELOTAS: Luiz Mueller; Wender, Cirilo, Fernando Cardozo e Edu Silva; Leandro Leite, Washington, Cleiton e Maicon Sapucaia (Thiago); Alex Amado (Márcio Jonathan) e Brasão (Éder Machado) 
Técnico: Rogério Zimmermann

terça-feira, 16 de abril de 2013

Para matar a saudade:Furacão encara o Brasil de Pelotas para se classificar e reencontrar a torcida.


É para matar a saudade!além de um jogo decisivo valendo vaga a próxima fase da Copa do Brasil,o torcedor que for ao eco estádio amanhã irá pela primeira vez no ano ver de perto o time principal do rubro-negro algo que aconteceu pela última vez ainda na série B no jogo que deu o acesso ao furacão contra o Paraná Clube.Precisando de apenas um empate para avançar a próxima fase da competição o rubro negro terá foça máxima contra o xavante para seguir forte na Copa do Brasil,além de não perder nenhum atleta o técnico Ricardo Drubscky ainda terá dois retornos.

O TIME:
O treinador contará com força máxima para o jogo de amanhã,isso por que o zagueiro Cléberson e o lateral esquerdo Pedro Botelho estão liberados depois de um tempo fora da equipe,Cléberson volta a zaga e Luiz Alberto vai para o banco,e Pedro volta a lateral esquerda.A grande dúvida está na lateral direita entre Jonas e Léo dúvida que só será tirada minutos antes do jogo.

FICHA TÉCNICA:


ATLÉTICO-PR X BRASIL-RS
Local: ECOestádio, em Curitiba (PR)
Data-Hora: 17/4/2013, às 19h30
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP)
Assistentes: Vicente Romano Neto (SP) e Celso Barbosa de Oliveira (SP)
ATLÉTICO-PR: Wewerton; Jonas(Léo), Manoel, Cleberson e Pedro Botelho; Deivid, João Paulo, Elias e Everton; Marcelo e Marcão. Técnico: Ricardo Drubscky
BRASIL-RS: Luiz Muller; Thiago Rannow, Cirilo, Fernando Cardozo e Edu Silva; Leandro Leite, Maicon Sapucaia, Wender e Canhoto; Alex Amado e Brasão. Técnico: Rogério Zeimmermann

Reveja como foi o jogo de ida entre furacão e Brasil.


De olho no inimigo:Informações do Brasil de Pelotas.


O Brasil chegou ontem a Curitiba,precisando de uma vitória por dois gols de diferença para avançar a próxima fase da Copa do Brasil,o Xavante vem de um empate no último fim de semana pela segundona gaúcha 0a0 contra o Brasil de Farroupilha.para o jogo decisivo de amanhã contra o furacão o técnico Rogério Zimmermann terá a volta do lateral Tiago Rannow que vinha sendo dúvida,mas foi lebrado pelo DM,outro que também fica a disposição do treinador é o meia Marcio Jonnatan que entrou durante a partida no estadual e pode aparecer durante o jogo.Sendo assim o provavel xavante pra enfrentar o furacão é:Luiz Muller; Thiago Rannow, Cirilo, Fernando Cardozo e Edu Silva; Leandro Leite, Maicon Sapucaia, Wender e Canhoto; Alex Amado e Brasão

domingo, 14 de abril de 2013

Veja o gol da vitória do furacão contra o jotinha.


Furacão Líder:No sufoco furacão bate o jotinha e segue líder do estadual.


Em um jogo complicado,o furacão bateu o J Malucelli na tarde desse domingo no eco estádio por um a zero,com gol do artilheiro Douglas Coutinho o furacão garantiu mais três pontos e segue líder do campeonato mesmo jogador com um jogador a mais o rubro negro encontrou dificuldades no segundo tempo,inclusive contou com a ajuda do goleiro Santos que defendeu uma penalidade.Agora o Sub-23 volta a campo no próximo domingo clássico contra o Coritiba em lugar ainda a se definir,mas antes o time principal do furacão entra em campo quarta feira jogo de volta da Copa do Brasil contra o Brasil de Pelotas.

O JOGO:


 A partida começou equilibrada, com o Jotinha com maior posse de bola, mas o Furacão bem postado esperando para sair no contra-ataque. Aos quatro minutos, Bruno Batata subiu na área com liberdade para testar firme e obrigar Santos a fazer grande defesa. Porém, já estava impedido. Aos 11 minutos, Andrezinho arriscou de longe e a bola subiu demais, passando por cima da meta.
A resposta atleticana, no entanto, foi fatal. Aos 12 minutos, Douglas Coutinho dominou na área e fuzilou para abrir o placar. O Jotinha tentava assimilar o golpe e seguiu no ataque. Aos 17 minutos, Fernando Gomes recebeu em boa posição e chutou para muito longe. O Rubro-Negro tocava a bola no meio-campo, sem conseguir progredir.
Muita reclamação aos 26 minutos, após falta forte de Fernando Gomes. O árbitro deu apenas cartão amarelo. Aos 30 minutos, Hernani chutou forte de fora da área, pela linha de fundo. O J.Malucelli buscava a pressão com Potita e Bruno Batata, que estavam bem marcados. Falta na lateral da párea, e Zezinho cruzou errado, facilitando a defesa. Aos 44 minutos, Artur recebeu o segundo amarelo e foi mais cedo para o chuveiro.
Para a etapa final, o Jotinha retornou com Alex Fraga no lugar de Fabinho. Aos três minutos, Léo abriu espaço para disparar o chute, mas errou o alvo. Com superioridade numérica, o Furacão dominava as ações e tocava a bola esperando para armar o bote. Aos cinco minutos, Douglas Coutinho recebeu passe de Héracles, e arrematou sem perigo.
Sem muitas chances depois do intervalo, o J.Malucelli chegou com Potita, aos 12 minutos, aproveitando contra-ataque, mas chutando muito forte, para fora. Aos 16 minutos, Potita cobrou falta e a bola bateu na rede, pelo lado de fora, com perigo. Aos 19 minutos, depois de cobrança de escanteio, Alex Fraga foi derrubado na área. Pênalti. Na cobrança, Potita parou nas mãos de Santos.
Depois do susto, o Atlético acordou, mas o jogo era equilibrado. Aos 27 minutos, Potita partiu para cima, mas esqueceu a bola nos pés de Coutinho. Aos 36 minutos, Diego Alemão subiu na área e cabeceou par amais uma grande intervenção de Santos. O ritmo caiu, o que facilitou o trabalho do Rubro-Negro. Aos 44 minutos, Diego Alemão recebeu na área e só recuou para Santos.
FICHA TÉCNICA:
J. MALUCELLI 0 X 1 ATLÉTICO PARANAENSE
Local: Ecoestádio Janguito Malucelli, em Curitiba (PR) 
Data: 14 de abril de 2013, domingo 
Horário: 16 horas (de Brasília) 
Árbitro: Rodolpho Toski Marques 
Assistentes: Ivan Carlos Bohn e Diogo Morais 
Cartões amarelos: Artur, Fernando Gomes, Diego Alemão (J.Malucelli); Bruno Costa, Hernani, Douglas Coutinho (Atlético)
Cartões vermelhos: Artur, Tomas (J.Malucelli)
Gols: ATLÉTICO: Douglas Coutinho, aos 12 minutos do primeiro tempo.
J.MALUCELLI: Fabricio; Allison, Diego Alemão, Tiago Alencar (William) e Tomas; Artur, Fernando Gomes (Alisson), Fabinho (Alex Fraga) e Andrezinho; Bruno Batata e Potita 
Técnico: Sandro Forner
ATLÉTICO: Santos; Léo, Rafael Zuchi (Erwin), Bruno Costa e Héracles; Renan Foguinho (Renato), Hernani e Zezinho; Crislan, Edigar Junio (Marcos Guilherme) e Douglas Coutinho 
Técnico: Arthur Bernardes

sábado, 13 de abril de 2013

Pra continuar líder:furacão encara o jotinha pela liderança.


Na tarde desse domingo no eco estádio o sub 23 do furacão tem mais um confronto decisivo,na partida contra o jotinha o furacão precisa da vitória para segui líder e se aproximar ainda mais da decisão do estadual. Líder e com um ótimo retrospecto no eco estádio o furacão tenta manter o embalo das últimas partidas para continuar na ponta,e para a partida o treinador Arthur Bernardes tem dúvidas para escalar o time.

O TIME:

Para a partida,o treinador terá a volta do meia Bruno Pelissari que estava lesionado,assim pode ser uma das novidades na partida de amanhã,caso esse volte a equipe Edigar Junio pode ser recuado ou até mesmo ir para o banco de reservas,já que o furacão não tem jogadores suspensos ou vetados por lesão para o jogo de amanhã.

FICHA TÉCNICA

J Malucelli x Atlético-PR

LocaL:Eco estádio
Data:14 de abril de 2012
Horário:16 horas.
Arbitro:Rodolfo Tosque Marques
Assistentes:Ivan Carlos Bohn e Diogo Morais

J Malucelli:Fabrício; Leandro Silva, Diego Alemão, Tiago Alencar e Fabinho; Artur, Thiago Matos, Thomas, Andrezinho e Potita; Bruno Batata. Técnico: Sandro Forner

Atlético-PR:Santos; Léo, Rafael Zuchi, Bruno Costa e Myller Alves; Renan Foguinho, Hernani e Zezinho; Edigar Junio, Douglas Coutinho e Crislan. Técnico: Arthur Bernardes

Relembre como foi furacão e Jotinha no primeiro turno.


De olho no inimigo:informações do J Malucelli.


O adversário desse domingo do furacão,o Jota Malucceli encara a partida como uma decisão e não é pra menos,o time ainda briga pela conquista do segundo turnop e a vaga na decisão do estadual.comandado pelo técnico Sandro Forner o jotinha busca quebrar um tabu contra o furacão e continuar na briga,sendo assim o treinador deve manter a equipe do último jogo deve mandar pra campo o seguinte time:Fabrício; Leandro Silva, Diego Alemão, Tiago Alencar e Fabinho; Artur, Thiago Matos, Thomas, Andrezinho e Potita; Bruno Batata

sábado, 6 de abril de 2013

Na briga:furacão vence o Arapongas e dorme na liderança.


O furacão venceu na tarde desse sábado o Arapongas por 2a1 no eco estádio com gols de Douglas Coutinho e Crislan o furacão venceu o time do interior e assume a liderança provisoria do estadual,e agora torce por um tropeço do Londrina nesse domingo para se manter líder do campeonato,após não fazer um bom primeiro tempo a parte física do rubro negro pesou na etapa final e o rubro conseguiu seus 3 pontos.

O JOGO:
Com alterações tanto na equipe titular quanto no esquema tático, o Atlético entrou em campo bastante diferente em relação aos últimos jogos. Léo reassumiu a lateral-direita e Myller Alves, estreando com a camisa rubro-negra, atuou na lateral-esquerda. Bruno Costa voltou à zaga e o ataque foi formado por Crislan, Edigar Junio e Douglas Coutinho.

Apesar da formação mais ofensiva, o Rubro-Negro não se encontrava em campo e logo no início do jogo levou um susto. Aos dois minutos, Eder saiu cara a cara com Santos e o goleiro atleticano, com os pés, evitou o gol adversário.

Nos minutos seguintes, o jogo foi marcado por muitas faltas e nenhuma das equipes conseguia levar perigo à meta adversária, mas as melhores oportunidades eram do time alviverde, que, aos 19 minutos, chegou novamente com Eder, na cara do gol, mas Bruno Costa conseguiu afastar.

A primeira boa chance do Atlético aconteceu somente aos 25 minutos, em cobrança de falta de Zezinho. A bola passou perto, com perigo, mas Crislan não conseguiu alcançar. Aos 33, em nova chegada do Arapongas, Baiano bateu cruzado e Santos quase se complicou, mas conseguiu fazer a defesa em dois tempos.

Ao trilar o apito do árbitro, o mau futebol do Rubro-Negro se refletiu na reação da torcida, que vaiou o desempenho da equipe na saída para o vestiário.

Atitude garante a redenção no segundo tempo

O intervalo fez bem para os comandados de Arthur Bernardes, que, para a segunda etapa, voltaram com muito mais atitude e passaram a dominar amplamente a partida. Depois de uma chegada de Arapongas aos sete minutos, novamente com Eder, aos oito Zezinho aproveitou a sobra e chutou para o gol; a bola desviou na zaga e acertou a trave do goleiro Edson.

Aos poucos, o Rubro-Negro foi se soltando em campo e Edigar Junio se detacando no setor ofensivo. Aos 12 minutos, o atacante fez boa jogada pela direita e chutou para o gol; o goleiro araponguense espalmou e, no rebote, Douglas Coutinho, sempre ele, mandou para as redes! Ao abrir o placar para o Furacão, Coutinho assumiu a artilharia isolada do Campeonato Paranaense, com 10 gols.

Pouco depois, mais uma grande jogada de Edigar Junio, que chegou pela direita e cruzou rasteiro para Crislan ampliar o marcador, aos 20 minutos. Logo após, Hernani deixou o gramado, machucado, para a entrada de Marcos Guilherme.

Com a vantagem no placar, o Atlético passou a administrar o resultado e o técnico Arthur Bernardes optou por desmanchar o esquema 4-3-3, sacando Edigar Junio para a entrada de Erwin e promovendo a entrada de Jean Felipe no lugar de Léo.

Pouco depois de entrar, o jovem lateral Jean Felipe cometeu pênalti e recebeu cartão amarelo. Na cobrança, Baiano descontou para o Arapongas. Mas o Rubro-Negro manteve o equilíbrio e ainda chegou com perigo aos 47 minutos, quando Renan Foguinho invadiu a área e bateu para o gol, mas Edson fez a defesa.


FICHA TÉCNICA:



ATLÉTICO PARANAENSE 2 X 1 ARAPONGAS
Local: Ecoestádio Janguito Malucelli, em Curitiba (PR) 
Data: 6 de abril de 2013, sábado 
Horário: 16 horas (de Brasília) 
Árbitro: Edivaldo Elias da Silva
Assistentes: Marcelo Pavan e Rafael Dias de Melo
Cartões amarelos: Crislan (Atlético);Marcelo e Rick (Arapongas)
Gols: ATLÉTICO: Douglas Coutinho, aos12 minutos do segundo tempo; Crislan, aos 20 minutos do segundo tempo ARAPONGAS: Baiano, aos 40 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO: Santos; Léo, Rafael Zuchi, Bruno Costa e Myller Alves; Renan Foguinho, Hernani (Marcos Guilherme) e Zezinho; Crislan, Edigar Junio (Erwin) e Douglas Coutinho. 
Técnico: Arthur Bernardes
ARAPONGAS: Edson; Pedro Balu, Breno, Marcelo e Teles (Rick); Jean, Luis Mario (Lucas Silva), Danilo e Edu Amparo (Lucas Guma); Éder e Baiano. 
Técnico: Lio Evaristo

sexta-feira, 5 de abril de 2013

Sonhando com a liderança:Com problemas furacão recebe o Arapongas.


Passada a estréia na copa do Brasil,o sub-23 entra em campo amanhã contra o Arapongas no eco estádio,e por que não dizer que é um jogo decisivo pois pode ser considerado sim uma decisão,já que o rubro negro ainda sonha com a liderança do returno basta uma vitória amanhã e um tropeço do Londrina no domingo para o furacão assumir a liderança do estadual.Para isso o técnico Arthur Bernardes sabe que terá pela fernte um adversário complicado que luta contra o rebaixamento e prega respeito,além disso o treinador terá problemas para enfrentar o time do interior.

O TIME:

Na equipe Pablo e Bruno Pelissari estão vetados pelo DM e não jogam,Douglas Coutinho é dúvida para a partida,caso não possa atuar amanhã que deve entrar e Edigar Junio que vem entrado bem nas últimas partidas,Arthur Bernardes ainda não confirmou o time que entra em campo,mas caso Coutinho possa jogar será o mesmo time da aprtida contra o Londrina.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-PR X ARAPONGAS:
Local:Eco estádio.
DATA:6/04/2013
HORÁRIO 16:00
ARBITRO:Edivaldo Elias da Silva
ASSISTENTES:Marcelo Pavan e Rafael Dias de Melo.

ATLÉTICO-PR:Santos; Jean Felipe, Erwin, Rafael Zuchi e Heracles; Renan Foguinho, Hernani, Harrison e Zezinho; Douglas Coutinho (Edigar Junio) e Crislan.Tec:Arthur Bernardes.

ARAPONGAS:Edson,Pedro Balú,Marcelo,Breno e Teles;Luis Mario,Jean,Joedson e Edu Amparo;Eder e Baiano.Tec Lio Evaristo.

De olho no inimigo:Informações do Arapongas.


Em busca de reabilitação e tentar escapar de vez do rebaixamento,esse é o objetivo do Arapongas na partida desse sábado contra o furacão no eco estádio,comandado por Lio Evaristo o time do interior vem de uma derrota sentida na última rodada de virada por 3a2 para o Coritiba aqui mesmo em Curitiba mas mesmo com a derrota o treinador viu o time com um bom desempenho e não deve mudar a equipe para enfrentar o furacão.Sendo assim o ARpongas deve ir a campo com:Edson,Pedro Balú,Marcelo,Breno e Teles;Luis Mario,Jean e Joedson;Edu Amparo e Eder e Baiano.

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Veja o gol da vitória do furacão sobre o Brasil.


Vai ter volta:Furacão vence o Brasil de Pelotas,mas não evita a volta.


Bem que o furacão tentou mas não conseguiu evitar o jogo de volta contra o Brasil de Pelotas,o rubro negro venceu a partida por 1a0 com um gol de pênalti de Elias furacão tentou chegar ao segundo gol porém terá que enfrentar novamente o xavante em Curitiba agora jogando por um empate para passar a próxima fase.Agora o furacão tem compromisso com o sub-23 sábado 16 horas no eco estádio contra o Arapongas.

FICHA TÉCNICA:


A equipe gaúcha começou empolgada, tentado pressionar, empurrada pelo torcedor. Logo no primeiro minuto Brasão apareceu com liberdade na área, e a arbitragem anotou o impedimento. A marcação era forte pelos dois lados. Aos seis minutos, Deivid subiu na área para testas, mas mandou pela linha de fundo. Aos poucos o Furacão começava a dominar as ações.
O jogo era truncado, com o Brasil mostrando vontade, mas não muita qualidade, e o Atlético ainda sem ritmo de jogo, com dificuldades para criar chances reais de gol. Aos 15 minutos, Elias tentou partir para a jogada individual e foi facilmente desarmado. O primeiro chute a gol propriamente dito somente aconteceu aos 26 minutos, com Canhoto, que cobrou falta para boa defesa de Wéverton.
A chuva atrapalhava ainda mais a partida, deixando o campo pesado. Jonas chegou na lateral da área, aos 36 minutos, e cruzou fechado para boa saída de Luiz Mueller. Na resposta, Brasão dominou na área e foi travado, ficando no chão pedindo uma penalidade, não marcada. De longe, aos 41 minutos, Marcelo arriscou o chute e deu trabalho para o goleiro xavante. Após cobrança de escanteio, Canhoto parou Everton na área e o árbitro anotou o pênalti. Na cobrança, Elias abriu o placar.
Para a segunda etapa, o Brasil voltou com Cleiton no lugar de Ricardo Schneider. No primeiro lance, Brasão invadiu a área e bateu colocado para boa intervenção de Wéverton. Na resposta atleticana, Elias cobrou escanteio fechadinho e Luiz Mueller afastou o perigo. Marcão também arriscou o chute forte, aos oito minutos, e parou o arqueiro gaúcho. O jogo voltou mais animado após o intervalo.
Com 16 minutos, o técnico Ricardo Drubscky colocou em campo o principal reforço rubro-negro, Fran Mérida. Aos 18 minutos, Maicon mandou uma bomba da intermediária, sem direção. O ritmo da partida voltou a despencar. Sem conseguir penetrar na defesa, Edu Silva arrematou de fora da área e carimbou a defesa paranaense, aos 23 minutos.
O panorama do jogo não mudava, com muita briga no meio-campo e um futebol nada vistoso. Aos 34 minutos, Luiz Mueller quase se complicou em um domínio de bola fácil e foi obrigado a ceder escanteio. O Brasil teve a grande chance para empatar aos 37 minutos, com Éder Machado, que de frente para o gol chutou sobre o goleiro Wéverton. Aos 40 minutos, Éverton fuzilou e Mueller salvou.
FICHA TÉCNICA:
BRASIL DE PELOTAS 0 X 1 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Bento Freitas, em Pelotas (RS) 
Data: 3 de abril de 2013, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília) 
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC) 
Assistentes: Ângelo Rudimar Bechi e Jose Roberto Larroyd (ambos de SC) 
Cartões amarelos: Ricardo Schneider, Canhoto, Brasão e Washington (Brasil de Pelotas); Marcão, Deivid, Jonas, Marcelo e Wéverton (Atlético-PR) 
Gols: ATLÉTICO-PR: Elias, aos 44 minutos do primeiro tempo
BRASIL DE PELOTAS: Luiz Mueller; Ricardo Schneider (Cleiton), Cirilo, Fernando Cardozo e Edu Silva; Leandro Leite, Washington, Wender e Canhoto (Maicon Sapucaia); Alex Amado e Brasão (Éder Machado) 
Técnico: Rogério Zimmermann
ATLÉTICO-PR: Wéverton; Jonas, Manoel, Luiz Alberto e Léo; Deivid, João Paulo, Elias (Fran Mérida) e Everton (Felipe); Marcelo (Douglas Coutinho) e Marcão
Técnico: Ricardo Drubscky