Na briga:furacão vence o Arapongas e dorme na liderança.


O furacão venceu na tarde desse sábado o Arapongas por 2a1 no eco estádio com gols de Douglas Coutinho e Crislan o furacão venceu o time do interior e assume a liderança provisoria do estadual,e agora torce por um tropeço do Londrina nesse domingo para se manter líder do campeonato,após não fazer um bom primeiro tempo a parte física do rubro negro pesou na etapa final e o rubro conseguiu seus 3 pontos.

O JOGO:
Com alterações tanto na equipe titular quanto no esquema tático, o Atlético entrou em campo bastante diferente em relação aos últimos jogos. Léo reassumiu a lateral-direita e Myller Alves, estreando com a camisa rubro-negra, atuou na lateral-esquerda. Bruno Costa voltou à zaga e o ataque foi formado por Crislan, Edigar Junio e Douglas Coutinho.

Apesar da formação mais ofensiva, o Rubro-Negro não se encontrava em campo e logo no início do jogo levou um susto. Aos dois minutos, Eder saiu cara a cara com Santos e o goleiro atleticano, com os pés, evitou o gol adversário.

Nos minutos seguintes, o jogo foi marcado por muitas faltas e nenhuma das equipes conseguia levar perigo à meta adversária, mas as melhores oportunidades eram do time alviverde, que, aos 19 minutos, chegou novamente com Eder, na cara do gol, mas Bruno Costa conseguiu afastar.

A primeira boa chance do Atlético aconteceu somente aos 25 minutos, em cobrança de falta de Zezinho. A bola passou perto, com perigo, mas Crislan não conseguiu alcançar. Aos 33, em nova chegada do Arapongas, Baiano bateu cruzado e Santos quase se complicou, mas conseguiu fazer a defesa em dois tempos.

Ao trilar o apito do árbitro, o mau futebol do Rubro-Negro se refletiu na reação da torcida, que vaiou o desempenho da equipe na saída para o vestiário.

Atitude garante a redenção no segundo tempo

O intervalo fez bem para os comandados de Arthur Bernardes, que, para a segunda etapa, voltaram com muito mais atitude e passaram a dominar amplamente a partida. Depois de uma chegada de Arapongas aos sete minutos, novamente com Eder, aos oito Zezinho aproveitou a sobra e chutou para o gol; a bola desviou na zaga e acertou a trave do goleiro Edson.

Aos poucos, o Rubro-Negro foi se soltando em campo e Edigar Junio se detacando no setor ofensivo. Aos 12 minutos, o atacante fez boa jogada pela direita e chutou para o gol; o goleiro araponguense espalmou e, no rebote, Douglas Coutinho, sempre ele, mandou para as redes! Ao abrir o placar para o Furacão, Coutinho assumiu a artilharia isolada do Campeonato Paranaense, com 10 gols.

Pouco depois, mais uma grande jogada de Edigar Junio, que chegou pela direita e cruzou rasteiro para Crislan ampliar o marcador, aos 20 minutos. Logo após, Hernani deixou o gramado, machucado, para a entrada de Marcos Guilherme.

Com a vantagem no placar, o Atlético passou a administrar o resultado e o técnico Arthur Bernardes optou por desmanchar o esquema 4-3-3, sacando Edigar Junio para a entrada de Erwin e promovendo a entrada de Jean Felipe no lugar de Léo.

Pouco depois de entrar, o jovem lateral Jean Felipe cometeu pênalti e recebeu cartão amarelo. Na cobrança, Baiano descontou para o Arapongas. Mas o Rubro-Negro manteve o equilíbrio e ainda chegou com perigo aos 47 minutos, quando Renan Foguinho invadiu a área e bateu para o gol, mas Edson fez a defesa.


FICHA TÉCNICA:



ATLÉTICO PARANAENSE 2 X 1 ARAPONGAS
Local: Ecoestádio Janguito Malucelli, em Curitiba (PR) 
Data: 6 de abril de 2013, sábado 
Horário: 16 horas (de Brasília) 
Árbitro: Edivaldo Elias da Silva
Assistentes: Marcelo Pavan e Rafael Dias de Melo
Cartões amarelos: Crislan (Atlético);Marcelo e Rick (Arapongas)
Gols: ATLÉTICO: Douglas Coutinho, aos12 minutos do segundo tempo; Crislan, aos 20 minutos do segundo tempo ARAPONGAS: Baiano, aos 40 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO: Santos; Léo, Rafael Zuchi, Bruno Costa e Myller Alves; Renan Foguinho, Hernani (Marcos Guilherme) e Zezinho; Crislan, Edigar Junio (Erwin) e Douglas Coutinho. 
Técnico: Arthur Bernardes
ARAPONGAS: Edson; Pedro Balu, Breno, Marcelo e Teles (Rick); Jean, Luis Mario (Lucas Silva), Danilo e Edu Amparo (Lucas Guma); Éder e Baiano. 
Técnico: Lio Evaristo

Nenhum comentário:

Postar um comentário