sábado, 31 de março de 2018

Em busca do título Atlético enfrenta o coxa no Couto Pereira.


Nesse domingo o furacão vai a campo para começar a decidir mais uma edição do Campeonato Paranaense.No Couto Pereira o rubro negro coloca em jogo a sua invencibilidade e o titulo estadual da temporada contra o maior rival,a conquista pode coroar o grande trabalho da categoria de base do furacão que vem se destacando na competição.Para a partida o técnico Tiago Nunes não fez mistérios e não fará grandes mudanças na equipe no geral será apenas uma alteração em relação a equipe que vem atuando em jogos anteriores.

O TIME:

A única mudança será no meio de campo isso por que,Deivid fica de fora cumprindo suspensão pelo terceiro amarelo,sendo assim o experiente Pierre foi o escolhido para começar como titular na primeira partida da decisão,no restante o rubro negro será o mesmo com a seguinte formação:Caio,Diego,Zé Ivaldo,Léo Pereira e Renan Lodi;Bruno Guimarães,Pierre,Marcinho,JoãoPedro e Matheus Anjos;Ederson.

O Coritiba:

Sem poder contar com alguns jogadores para enfrenta o furacão,o atacante Kleber é um deles além disso Alecsandro que vinha sendo titular no ataque acabou sentindo dores musculares e virou dúvida para a partida,caso não jogue Ewandro pode ser seu substituto na partida desse domingo,com isso o coxa deve ir a campo com:Wilson,Marcos Moser,Romércio,Thalisson Kelven e Léo Andrade;João Paulo(Vitor Carvalho),Matheus Galdezani e Julio Rusch;Kady(Thiago Lopes);Pablo e Alecsandro(Ewandro).

Ficha Técnica:

CORITIBA X ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data: 1º de abril de 2019, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Rafael Traci
Assistentes: Pedro Martinelli Christino e Weber Felipe Silva
CORITIBA: Wilson; Marcos Moser,  Thalisson Kelven, Romércio e Leo Andrade; João Paulo, Júlio Rusch, Matheus Galdezani e Kady (Thiago Lopes); Alecsandro(Ewandro) e Pablo.
Técnico: Sandro Forner
ATLÉTICO PARANAENSE : Caio; Diego Ferreira, Zé Ivaldo, Léo Pereira e Renan Lodi; Pierre, Bruno Guimarães e Matheus Anjos; João Pedro, Marcinho e Ederson.
Técnico: Tiago Nunes
Relembre o Atletiba da primeira fase.

quinta-feira, 29 de março de 2018

Estamos na final:Atlético conquista a taça Caio Junior e está na final do Paranaense.


O Atlético derrotou o Londrina por 1a0 na noite dessa quarta feira na arena da baixada,e conquistou a taça Caio Junior,além de levantar o troféu o furacão garantiu vaga na grande final do campeonato contra o Coritiba.A decisão será em duas partidas a primeira já no próximo domingo no Couto Pereira e no outro fim de semana a partida de volta na rena da baixada.

O JOGO:

O Furacão começou a partida dominando a posse de bola e tentando pressionar, parando em uma defesa bem fechada. Aos cinco minutos, a primeira finalização para valer, com Marcinho arriscando de longe para defesa de Alan. Aos 11 minutos, Diego fez a jogada pela direita e cruzou na medida para Ederson, que não contava com a antecipação de Lucas Ramón para interceptar.
O Rubro-Negro seguia com a bola nos pés, mas sem conseguir furar o ferrolho alviceleste. Aos 15 minutos, Diego recebeu de frente para a meta e mandou o petardo por cima do gol. Aos 19 minutos, João Pedro achou espaço para o arremate e chutou, fraco, quase um recuo para Alan. Rena Lodi tentou resolver a situação pelo lado do campo e, aos 28 minutos, cruzou para Deivid desviar de cabeça, para fora.
Mais Atlético no ataque e, aos 29 minutos, João Pedro cobrou escanteio e Léo Pereira subiu para testar no travessão. Aos 35 minutos, foi a vez de Matheus Anjos tentar o chute, mais uma vez nas mãos de Alan. O Tubarão não passava do meio-campo, com uma proposta totalmente defensiva. Aos 41 minutos, Diego cruzou fechado e Alan deixou a meta para segurar.
Para a segunda etapa, as equipe voltaram sem modificações. Aos três minutos, Renan Lodi recebeu após boa troca de passes e chutou cruzado, na rede, mas pelo lado de fora. No primeiro contra-ataque do Londrina na partida, aos cinco minutos a bola sobrou para Carlos Henrique, que não conseguiu fazer o domínio.
Assim como aconteceu no primeiro tempo, a pressão era toda rubro-negra, mas a dificuldades para entrar na defesa fechada do Tubarão também eram as mesmas. Até que, aos 15 minutos, João Pedro cobrou falta e Zé Ivaldo subiu no meio da área para testar e abrir a contagem. Aos 19 minutos, Renan Lodi fez ótimo lançamento para Ederson, que apenas rolou para Bruno Guimarães finalizar peça linha de fundo.
Com a vantagem no placar, o Furacão administrava melhor a posse de bola, esperando pelo melhor momento para atacar. Aos 34 minutos, Contra-ataque do Londrina, com Roberto, que achou Caíque bem locado, mas o atacante demorou para chutar e foi travado. Vacilo da defesa rubro-negro,a bola sobrou para Caíque que tocou para o gol e viu Léo Pereira tirar em cima da linha.O Tubarão acordou, mas já era tarde.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO PARANAENSE 1 X 0 LONDRINA
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data:28 de março de 2018, quarta-feira
Horário:20 horas (de Brasília)
Árbitro:Sandro Meira Ricci
Assistentes: Rafael Trombeta e André Luiz Severo
Cartões amarelos : Diego, Bruno Guimarães e Deivid (Atlético-PR); Lorenzi e Luizão (Londrina)
Gols
ATLÉTICO PARANAENSE : Zé Ivaldo, aos 13 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO PARANAENSE : Caio; Diego Ferreira (Cascardo), Zé Ivaldo, Léo Pereira e Renan Lodi; Deivid, Bruno Guimarães e Matheus Anjos (Alex Sandro); João Pedro, Marcinho (Yago)e Ederson.
Técnico: Tiago Nunes
LONDRINA: Alan; Lucas Ramon, Luizão, Lucas Costa e Roberto; Lorenzi (Caíque), Romisson, Moisés e Thiago Primão; Wesley e Carlos Henrique (Marcelinho).
Técnico: Marquinhos Santos
Veja como foi o jogo:

terça-feira, 27 de março de 2018

Atlético recebe o Londrina pela final da taça Caio Junior.


Na noite dessa quarta feira o furacão recebe na arena d abaixada o Londrina,os comandados do técnico Tiago Nunes buscam o título da taça Caio Junior e a vaga na grande final do campeonato contra o Coritiba.Ainda invicto na temporada o time atleticano não quer deixar escapar a oportunidade de vencer o turno e chegar a grande decisão e conta com o fator da casa para superar o tubarão nessa quarta feira.

O TIME:

Apesar da vantagem de jogar em casa o furacão prega respeito ao Londrina,assim o furacão deve entra basicamente com a mesma equipe das últimas partidas embora Bruno Guimarães não treinou e deve ser o único desfalque certo da equipe,assim Guilherme Rend ganha nova oportunidade no meio de campo.Outra novidade pode ser o retorno do meia Matheus Anjos que se recuperou de lesão caso isso aconteça Alex Sandro deve ir para o banco de reservas,sendo assim o rubro negro deve ir a campo com:Caio,Diego Ferreira,Léo Pereira,Zé Ivaldo e Renan Lodi;Deivid,Guilherme Rend,João Pedro,Marcinho,Alex Sandro(Matheus Anjos)e Ederson.

O Londrina:

Em crescimento total na competição o tubarão chega embalado para a decisão na arena,após eliminar o Paraná em plena Vila Capanema a equipe do técnico Marquinhos Santos quer quebrar a invencibilidade rubro negra e chegar a mais uma decisão de estadual.Para a partida as principais novidades serão as voltas do zagueiro Luizão e do volante Moisés que voltam de suspensão com isso o Londrina deve ir a campo com:Alan,Lucas Ramón,Luizão,Lucas Costa e Roberto;Lorenzi,Romisson,Moisés e Thiago Primão;Wesley e Carlos Henrique.



Ficha Técnica:
ATLÉTICO PARANAENSE X LONDRINA
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data:28 de março de 2018, quarta-feira
Horário:20 horas (de Brasília)
Árbitro:Sandro Meira Ricci
Assistentes: Rafael Trombeta e André Luiz Severo
ATLÉTICO PARANAENSE : Caio; Diego Ferreira, Zé Ivaldo, Léo Pereira e Renan Lodi; Deivid, Bruno Guimarães e Alex Sandro (Matheus Anjos); João Pedro, Marcinho e Ederson.
Técnico: Tiago Nunes
LONDRINA: Alan; Lucas Ramon, Luizão, Lucas Costa e Roberto; Lorenzi, Romisson, Moisés e Thiago Primão; Wesley e Carlos Henrique.
Técnico: Marquinhos Santos

segunda-feira, 26 de março de 2018

Atlético goleia o Maringá e está na final da taça Caio Junior.


Mais uma vez o adversário não foi páreo para o rubro negro na arena da baixada,com atuação soberana o furacão mandou cinco a zero pra cima do Maringá que garantiu vaga na final da taça Caio Junior,para enfrentar o Londrina na próxima quarta feira na arena as 20 horas.

O JOGO:

O Maringá começou melhor e, logo aos dois minutos, Bruno Batata cruzou para Paulinho Moccelin marcar de cabeça, porém, o bandeira assinalou impedimento e o juiz anulou o gol. A resposta do Atlético-PR veio quatro minutos depois, quando Renan Lodi cruzou, Ederson desviou e Marcinho finalizou na trave.
Aos 8 minutos, Washigton chutou forte da entrada da área e obrigou Caio a fazer grande defesa. O troco do Furacão veio da mesma maneira: arremate de fora da área. Renan Lodi bateu para ótima defesa de Ednaldo. Aos 18, os visitantes chegaram novamente. Paulinho Moccelin desarmou Deivid, a bola sobrou para Washington finalizar mais uma vez, só que para fora.
Após a segunda metade da primeira etapa, o Atlético-PR cresceu de produção e começou a dominar a partida. Aos 38, o Furacão abriu o placar. Marcinho puxou o contra-ataque, tocou para Ederson, que cruzou para Renan Lodi completar para o fundo das redes. Com a desvantagem no placar, o Maringá foi para cima nos minutos finais do tempo inicial, e teve a chance do empate em finalização cruzada de Paulinho Moccelin, porém, o goleiro foi bem e espalmou.
Empurrado por sua torcida, o Atlético-PR começou melhor no segundo tempo. Logo aos quatro minutos, Renan Lodi fez boa jogada, tocou para João Pedro, que entrou na área e chutou na saída do arqueiro, mas para fora. Depois de três minutos, o Furacão chegou de novo e, dessa vez, ampliou a vantagem. Em contra-ataque Ederson recebeu na ponta direita e passou para Marcinho, que tirou o goleiro e empurrou para o fundo do gol.
Depois de sete minutos, Marcinho fez mais um. O atacante recebeu bola enfiada, driblou Ednaldo, novamente, e empurrou para o gol. Aos 21, Paulinho acertou Deivid sem bola e foi expulso. Bruno Batata, já substituído, reclamou do banco de reservas, e também recebeu cartão vermelho. Com um jogador a mais, o Atlético-PR seguiu em cima e ampliou com Ederson. Renan Lodi cruzou para o atacante chutar forte no ângulo. Aos 35, Ederson marcou mais um. Em outro cruzamento, o artilheiro mandou de letra para fazer o quinto do Furacão. Nos minutos finais, os mandantes apenas administraram e fecharam a partida em 5 a 0.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 5X0 MARINGÁ
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 25 de março de 2015, domingo
Horário: 20 horas (de Brasília)
Árbitro: Adriano Milczvski
Assistentes: Pedro Martinelli Christino e Wesley Waldir Marmitt
Cartões amarelos: Alex Fraga, Egon, Danilo e Bruno Batata (Maringá). João Pedro, Renan Lodi e Yago (Atlético-PR)
Cartões vermelhos: 
Paulinho e Bruno Batata (Maringá)
Gols: 
Renan Lodi, aos 37 minutos do primeiro tempo, Marcinho, aos sete e 14 minutos do segundo tempo, e Ederson, aos 25 e 35 minutos do segundo tempo, para o Atlético-PR.
ATLÉTICO PARANAENSE : Caio; Diego, José Ivaldo, Léo Pereira e Renan Lodi; Deivid, Bruno Guimarães (Demethryus), Alex Sandro (Yago) e João Pedro (Giovanny); Marcinho e Ederson.
Técnico: Tiago Nunes
MARINGÁ: Ednaldo, Danilo, Alex Fraga, Egon, Ícaro, Thiago Cristian; Everton, Washigton (Careca) e Virgílio Borges (Dandan); Paulinho Moccelin e Bruno Batata (Rodrigo Dantas).
Técnico: Fernando Marchiori
Veja como foi o jogo:

domingo, 25 de março de 2018

Valendo vaga na final,Atlético recebe o Maringá na arena.


Na noite desse domingo o furacão recebe o Maringá na arena da baixada,é a semifinal da taça Caio Junior e os aspirantes do furacão buscam mais uma vez a vaga na decisão do turno para chegar a grande decisão do campeonato estadual.Além disso o rubro busca manter sua invencibilidade na temporada onde ainda não saber o que é perder e tem isso com uma das darmas para vencer o time do interior e decidir  taça contra Paraná ou Londrina.

O TIME:

Para a partida o técnico Tiago Nunes não terá problemas em relação a lesões e suspensões,assim podendo contar com todo o time para a partida decisiva dessa noite na arena,na formação da equipe a única dúvida está no ataque entre Alex Sandro e Marcinho que brigam por uma vaga no ataque no demais o furacão deve ter a seguinte formação:Caio,Diego,Léo Pereira,Zé Ivaldo e Renan Lodi;Deivid,Bruno Guimarães,João Pedro,Matheus Anjos e Alex Sandro(Marcinho);Ederson.

O Maringá:

O Maringá tem problemas e dúvidas para a partida diante o furacão,isso por que o técnico Fernando Marchiori não poderá contar com cinco jogadores incluindo os titulares goleiro Fábio e o meia Carlão que estão suspensos sendo assim Ednaldo e Ícaro serão seus respectiveis substitutos no demais o Maringá deve ir a campo com:Ednaldo,Danilo Mohamed,Alex Fraga,Egon e Thiago Cristian;Rodrigo Dantas(Borges),Ícaro,Washington,e Everton(Lucão);Paulinho Moccelin e Bruno Batata.



Ficha Técnica:

ATLÉTICO PARANAENSE X MARINGÁ
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 25 de março de 2015, domingo
Horário: 20 horas (de Brasília)
Árbitro: Adriano Milczvski
Assistentes: Pedro Martinelli Christino e Wesley Waldir Marmitt
ATLÉTICO PARANAENSE : Caio; Diego, Daniel, Léo Pereira e Nicolas; Deivid, Bruno Guimarães, Matheus Anjos e João Pedro; Marcinho(Alex Sandro) e Ederson.
Técnico: Tiago Nunes
MARINGÁ: Ednaldo,Danilo Mohamed,Alex Fraga,Egon e Thiago Cristian;Rodrigo Dantas(Borges),Ícaro,Washington,e Everton(Lucão);Paulinho Moccelin e Bruno Batata.
TécnicoFernando Marchior

quinta-feira, 22 de março de 2018

Atlético empata com o Toledo e garante a classificação.


O furacão foi até Toledo e garantiu o empate em 1a1 com o time da casa,com o resultado o rubro negro garantiu a classificação para a semifinal da taça Caio Junior o adversário será o Maringá no próximo domingo as 20 horas na arena da baixada o gol do furacão,foi anotado por Ederson na segunda etapa gol que garantiu o empate ao rubro negro após sair atrás do placar.

O JOGO:

O Porco começou a partida com maior posse de bola, mas mostrando nervosismo, reclamando demais com a arbitragem. Aos seis minutos, Jessé arriscou o chute de longe e a bola por cima da meta, sem assustar Caio. Aos 13 minutos foi a vez dos jogadores do Furacão reclamarem com o árbitro, pedindo penalidade após a bola desviar no braço de Ariano dentro da área.
O Toledo chegou com perigo aos 20 minutos, após cobrança de falta que Jessé desviou no meio do caminho, de cabeça, obrigando Caio a fazer grande defesa. A resposta veio com Demethyus, aos 22 minutos, que recebeu de Yago e bateu cruzado, com perigo, para fora. Depois da correria inicial, o ritmo da partida caiu bastante, ficando truncada no meio-campo.
Aos 31 minutos, Nicolas cobrou escanteio e Emerson subiu para testar por cima da meta. Lançamento para Rael, aos 35 minutos, mas o árbitro parou o lance no momento da definição anotando um impedimento. Susto aos 38 minutos, em bola recuada para Caio, que quase deixou a bola entrar, se recuperando antes do desastre.
Para o segundo tempo, o Porco retornou com Márcio Telê no lugar de Jonathan. Aos três minutos, Rael aproveitou rebote de Caio após cabeçada de Telê e empurrou para o fundo da rede para abrir o placar. Aos sete minutos, lançamento em velocidade para Yago e Diego saiu de cabeça para afastar.
Rael partiu para a jogada individual, aos 15 minutos, mas no momento do arremate carimbou o próprio companheiro de time. Aos 22 minutos, Alex Sandro tentou dar a resposta com uma bomba de fora da área e isolou a bola. Aos 28 minutos, foi a vez de Yago receber, achar o espaço e bater no cantinho para boa defesa do goleiro Diego.
Tentando não perder a invencibilidade do time, o técnico Tiano Nunes colocou em campo o atacante Éderson, E foi ele que invadiu a área aos 33 minutos e sofreu pênalti. Na cobrança, o artilheiro Ederson deixou tudo igual no placar. Aos 42 minutos, Wallan cobrou falta no travessão, Jessé empurrou pra a rede, mas o árbitro anulou o lance pra marcar impedimento para desespero da torcida que viu o time ser eliminado.
Ficha Técnica:
TOLEDO 1 X 1 ATLÉTICO PARANAENSE
Local: Estádio 14 de Dezembro, em Toledo (PR)
Data:21 de março de 2018, quarta-feira
Horário:: 21h45 (de Brasília)
Árbitro:Paulo Roberto Alves Jr.
Assistentes: Ivan Carlos Bohn e Jefferson Cleiton Piva da Silva
Cartões amarelos: Renan Dutra (Toledo); Daniel, Cascardo (Atlético-PR)
Gols
TOLEDO : Rael, aos 03 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO PARANAENSE :Ederson, aos 35 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO PARANAENSE : Caio; Gustavo Cascardo, Emerson, Daniel e Nicolas; Pierre, Guilherme Rend e Demethryus; Giovanny (Marcinho), Yago e Alex Sandro (Ederson).
Técnico: Tiago Nunes
TOLEDO : Diego; Filipi, João Neto, Renan Dutra e Adriano Peres; Jessé, João Felipe e Jhonathan (Márcio Telê); João César, Rael e Ferreira
Técnico::Paulo Baier.
Veja como foi o jogo:

terça-feira, 20 de março de 2018

Com mudanças Atlético enfrenta o Toledo fora de casa.


Nessa quarta feira o furacão enfrenta o Toledo fora de casa pela última rodada da fase de classificação da taça Caio Junior,já classificado as semifinais o furacão busca resultado positivo para se manter invicto na temporada e garantir a liderança do grupo e confirmar a melhor campanha na classificação geral do campeonato.Para a partida o técnico Tiago Nunes ainda não definiu o time oficialmente isso por que existem dúvidas na montagem da equipe mas o certo é que deveremos ter um time misto contra o Toledo.

O TIME:

Para a partida jogadores deverão ser poupados são os caso do zagueiro Zé Ivaldo,dos meias Bruno Guimarães e Matheus Anjos por outro lado,outros devem ganhar nova oportunidade como o volante Guilhreme Rend o zagueiro Daniel,o atacante Alexsandro pode iniciar jogando na vaga de Ederson assim como Pierre na vaga de Deivid confirmações que teremos apenas momentos antes da partida em Toledo,com isso uma provável formação do furacão é:Caio,Diego,Daniel,Emerson(Léo Pereira)e Nícolas;Pierre(Deivid),Guilherme Rend;Marcinho,Alex Sandro e João Pedro;Ederson.

O Toledo:

Precisando da vitória para garantir a vaga,o porco aposta na boa fase como mandante,comandado pelo ex jogador rubro negro Paulo Baier o Toledo deve mandar a campo a mesma formação da rodada passada para tentar surpreender o rubro negro sendo assim uma provável formação da equipe é:Diego; Jhonathan, João Neto, Renan Dutra e Adriano Peres; Jessé, João Felipe e Diego Viana; João César, Rael e Ferreira




Ficha Técnica:

TOLEDO X ATLÉTICO PARANAENSE
Local: Estádio 14 de Dezembro, em Toledo (PR)
Data:21 de março de 2018, quarta-feira
Horário:: 21h45 (de Brasília)
Árbitro:Paulo Roberto Alves Jr.
Assistentes: Ivan Carlos Bohn e Jefferson Cleiton Piva da Silva
ATLÉTICO PARANAENSE aio,Diego,Daniel,Emerson(Léo Pereira)e Nícolas;Pierre(Deivid),Guilherme Rend;Marcinho,Alex Sandro e João Pedro;Ederson.
Técnico: Tiago Nunes
TOLEDO : Diego; Jhonathan, João Neto, Renan Dutra e Adriano Peres; Jessé, João Felipe e Diego Viana; João César, Rael e Ferreira
Técnico::Paulo Baier
Relembre o último duelo entre Atlético e Toledo:


segunda-feira, 19 de março de 2018

Atlético fica no empate com o Londrina e garante classificação.


Na noite desse domingo o furacão ficou no empate sem gols com o Londrina na arena,apesar do resultado o placar foi suficiente para o rubro negro garantir as semifinais da taça Caio Junior.Na partida o furacão foi superior ao tubarão e teve boas chances porém a bola não entrou agora o rubro negro fecha a taça na próxima quarta feira contra o Toledo fora de casa.

O JOGO:

As equipes começaram a partida se estudando, buscando encontrar espaço no campo. Aos três minutos, Wesley recebeu na entrada da área e arriscou o primeiro chute, direto pela linha de fundo. O jogo era truncado no meio-campo, sem oportunidades reais de gol. Aos nove minutos, Marcinho fez o lançamento para Ederson e Alan deixou a meta para se antecipar e interceptar o lance.
O Furacão teve seu primeiro chute a gol apenas aos 14 minutos, com Éderson, que achou espaço para bater e parar em grande defesa de Alan. Contra-ataque do Tubarão, aos 18 minutos, com Marcelinho, que disparou uma bomba para Caio tirar com a ponta dos pés. Depois da cobrança de escanteio, a bola sobrou para Lorenzi, que desviou de cabeça na trave.
A partida ficou mais movimentada e equilibrada. Aos 27 minutos, Roberto cruzou na pequena área e Moisés apareceu para tocar por cima da meta. O troco veio aos 34 minutos, com João Pedro cobrando falta para Zé Ivaldo testar para fora. O Londrina respondeu com Marcelinho, que recebeu de Marcelinho e chutou forte para defesa de Caio. Alan salvou, no reflexo, aos 36 minutos, após chute de João Pedro, que fuzilou da entrada da área.
Depois do intervalo, as equipes voltaram com a mesma formação. Aos quatro minutos, Marcelinho recebeu a bola, partiu para a jogada individual e chutou à esquerda do gol. Aos sete minutos, ataque rubro-negro, com Marcinho, que levantou para Diego ajeitar para o meio, mas para ninguém.
A disputa seguia equilibrada, com as duas equipes buscando o ataque. Aos 17 minutos, Thiago Primão cobrou escanteio, Lucas Costa desviou de cabeça e Bruno Guimarães salvou quase em cima da linha. Sem conseguir entrar na defesa alviceleste, João Pedro arriscou de longe, aos 24 minutos, e isolou a bola.
O goleiro do Tubarão se destacava como um dos grandes nomes da partida. Aos 30 minutos, parou cabeçada fulminante de Zé Ivaldo. Aos 36 minutos, Marcelinho atinge o rosto de Diego com as mãos e foi expulso pela arbitragem. Enfiada de bola de João Pedro, aos 44 minutos Vitor Naum armou o chute, mas Lucas Costa apareceu para dar um toque na bola e salvar.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO PARANANESE 0 X 0 LONDRINA
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 18 de março de 2018, domingo
Horário: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques
Assistentes: Diogo Morais e Pietro de Souza Bettin
Cartões amarelos :Bruno Guimarães, Alex Sandro, Leo Pereira (Atlético-PR); Lorenzi, Moisés e Luizão (Londrina)
Cart~]ao vermelho : Marcelinho (Londrina)
ATLÉTICO PARANAENSE : Caio; Diego, José Ivaldo, Léo Pereira e Rena Lodi (Vitor Naum); Deivid, Bruno Guimarães, Alex Sandro (Yago) e João Pedro; Marcinho e Ederson (Demethryus).
Técnico: Tiago Nunes
LONDRINA Alan; Lucas Ramon, Luizão, Lucas Costa e Roberto; Moisés, Lorenzi, Romisson e Thiago Primão (Rodrigo Figueiredo); Wesley (Miullen) e Carlos Henrique
Técnico : Marquinhos Santos
Veja os melhores momentos do jogo:


domingo, 18 de março de 2018

Para garantir classificação Atlético recebe o Londrina na arena.


Na noite desse domingo os aspirantes do furacão recebem na arena o Londrina,é a penúltima rodada da taça Caio Junior e o rubro negro precisa de mais uma vitória simples para garantir a vaga nas semifinais da taça e a melhor campanha na classificação geral da competição.Mesmo invicto e em boa fase o técnico Tiago Nunes espera um confronto difícil contra o tubarão que a Curitiba apostando suas últimas fichas para seguir vivo no campeonato.

O TIME:

Mesmo sem ter uma confirmação oficial o furacão não deve ter grandes mudanças em relação a partida contra o Rio Branco,mesmo sem as presenças de Bruno Guimarães,Marcinho e Matheus Anjos em um dos treinamentos da semana o time deve ter força máxima para encarar o tubarão nesse domingo sendo assim o rubro negro deve ir acampo dessa forma.Caio,Diego,Léo Pereira,Daniel e Nícolas;Deivid,Bruno Guimarães,Matheus Anjos,João Pedro e Marcinho;Ederson.

O Londrina:

Fazendo campanha abaixo do esperado no estadual,o Londrina vem a Curitiba apostando suas últimas fichas para seguir com chances de classificação,o técnico Marquinhos Santos fará algumas mudanças na equipe para a partida a primeira na defesa,Luizão entra na vaga do lesionado Dirceu outra mudança será na lateral com Lucas Ramón disputando vaga com Matheuzinho com isso,o Londrina deve ir a campo com:Cesar,Matheuzinho(Lucas Ramón),Luizão,Lucas Costa e Roberto;Moisés,Lorenzi,Romisson e Thiago Primão;Marcelinho e Miullen(Gustavo Tocantins)



Ficha Técnica:

ATLÉTICO PARANANESE X LONDRINA
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 18 de março de 2018,,domingo
Horário: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques
Assistentes: Diogo Morais e Pietro de Souza Bettin
ATLÉTICO PARANAENSE : Caio; Diego, Daniel, Léo Pereira e Nicolas; Deivid, Bruno Guimarães , Matheus Anjos e João Pedro; Marcinho  e Ederson .
Técnico: Tiago Nunes
LONDRINA: Cesar,Matheuzinho(Lucas Ramón),Luizão,Lucas Costa e Roberto;Moisés,Lorenzi,Romisson e Thiago Primão;Marcelinho e Miullen(Gustavo Tocantins)
Técnico : Marquinhos Santos.
Relembre o último duelo entre furacão e Londrina.

sexta-feira, 16 de março de 2018

No sufoco e nos pênaltis furacão elimina o Ceará e avança na Copa do Brasil.


Com muita emoção assim foi a classificação do furacão em Fortaleza,após um bom inicio e um belo gol marcado por Guilherme o rubro negro teve sérios problemas durante a partida,perdendo três jogadores por lesão e assim acabou cedendo o empate a equipe cearense.Com o resultado a partida foi para os pênaltis onde brilhou a estrela do goleiro Santos que defendeu um das cobranças,e mesmo com a penalidade perdida por Carleto o furacão avançou a próxima fase da competição.

O JOGO:

 Os dois times tiveram desfalques de última hora no ataque. Bergson pelo lado Rubro-Negro e Elton pelo Vozão. Ribamar e Arthur foram os respectivos escolhidos pelos treinadores. Com a bola rolando, o time da casa tentava atacar,mas encontrava um adversário bem postado, tocando com bola com tranquilidade, esperando por um espaço para penetrar a defesa. Aos seis minutos, Guilherme arriscou o tiro e a bola passou por cima da meta.
Bela troca de passes do Furacão, aos 14 minutos, com a bola sobrando para Ribamar fuzilar e parar em grande saída de Éverson. Porém, na sequência da jogada, a bola sobrou para Guilherme, de voleio, mandar no cantinho para fazer um golaço e abrir o placar. Aos 20 minutos, Pio cruzou para a área, fechado, e Santos deixou a meta para segurar. Aos 27 minutos, Juninho limpou a marcação e isolou a bola, mostrando certa ansiedade do Ceará.
Fernando Diniz foi obrigado a fazer sua primeira mudança logo aos 30 minutos, com Wanderson saindo machucado para a entrada de José Ivaldo. Aos 33 minutos bola na área rubro-negra, Arthur desviou para o meio e Felipe Azevedo, de cabeça, balançou a rede para deixar tudo igual. Richardson também resolveu arriscar de longe, aos 37 minutos e acertou a rede, pelo lado de fora. Aos 43 minutos, foi a vez de Jonathan apontar para o banco e pedir para ser substituído.
Para a etapa final, o Atlético voltou com o estreante Camacho, ex-Corinthians. Aos quatro minutos bola para Ribamar e Éverson apareceu no caminho para travar e evitar o chute. Contra-ataque cearense. Aos sete minutos, mas Felipe Azevedo cruzou direto nas mãos de Santos. Um lance curioso, aos 10 minutos, com o árbitro desviando chute no caminho e quase enganando Santos, se foi no cantinho salvar.
Arthur recebeu na marca do pênalti, aos 15 minutos, se enrolou com a bola e desperdiçou uma chance incrível no Castelão. Mais um lesionado no Atlético, desta vez Raphael Veiga, que saiu par a entrada de Lucho González. O jogo era bom, bem movimentado, mas com poucas oportunidades reais de gol. Aos 27 minutos, Felipe Azevedo tentou resolver sozinho, carregou a bola e praticamente recuou para Santos.
As equipes mostravam cansaço e erravam muitos passes. A partida se encaminhava a passos largos para as penalidades. O Furacão tinha posse de bola, mas não finalizava. O Vovô se arriscava, mas sem qualidade. Aos 40 minutos, cobrança de falta na lateral da área rubro-negra, e Pio carimbou a barreira. No rebote, mandou pela linha de fundo. Aos 47 minutos, Carleto cobrou falta, Everson soltou e, de cabeça, Lucho mandou por cima da meta.
Nas penalidades, a primeira cobrança coube a Pio, do Ceará, que soltou o pé para converter. Guilherme também deixou o dele. Felipe Azevedo isolou, por cima do travessão. Lucho colocou o Furacão na frente. Andrigo marcou, com tranquilidade. Paulo André marcou, com ajuda da trave. Juninho mandou no cantinho para fazer. Zé Ivaldo bateu forte para anotar o quarto. Romário manteve o Vozão vivo na disputa. Carleto, homem da bola parada, parou em Everson. Nas alternadas, Richardson converteu. Ribamar segurou a pressão e marcou. Wescley praticamente recuou para Santos. E Pavez garantiu a classificação rubro-negra.
Ficha Técnica:
CEARÁ 1 (5) X (6) 1 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: 15 de março de 2018, quinta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Andre Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Leone Carvalho Rocha (GO) e Marcio Soares Maciel (GO)
Cartões amarelos : Matheus Rosseto e Guilherme (Atlético-PR)
Gols
CEARÁ: Felipe Azevedo, aos 32 minutos do primeiro tempo
ATLÉTICO-PR: Guilherme, aos 14 minutos do primeiro tempo
ATLÉTICO-PR: Santos; Wanderson (José Ivaldo), Pavez e Paulo André; Jonathan (Camacho), Matheus Rossetto, Raphael Veiga (Lucho González) e Thiago Carleto; Nikão, Guilherme e Ribamar.
Técnico: Fernando Diniz
CEARÁ: Éverson; Pio, Valdo, Luiz Otávio e Rafael Carioca (Romário); Juninho, Richardson e Ricardinho (Douglas Coutinho); Felipe Azevedo, Arthur (Wescley) e Andrigo
Técnico: Marcelo Chamusca
Veja como foi o jogo:








Pênaltis:

quarta-feira, 14 de março de 2018

Valendo vaga furacão enfrenta o Ceará em Fortaleza.


Na noite dessa quinta feira o furacão enfrenta o Ceará no estádio Castelão em Fortaleza é o jogo de volta da segunda fase da Copa do Brasil,após o empate em casa na primeira partida só a vitória interessa para o rubro,para seguir na competição uma verdadeira decisão pois o jogo vale todo o primeiro semestre para o rubro negro.E para seguir na competição o time do técnico Fernando Diniz mais uma vez terá que superar a falta de ritmo da equipe e a pressão da torcida adversária que deve comparecer em bom numero no estádio castelão.

O TIME:

Para a partida,o furacão terá apenas um desfalque em relação a primeira partida,isso por que o zagueiro Thiago Heleno suspenso pela expulsão fica de fora com isso Paulo André deve fazer o trio de zagueiros ao lado de Wanderson e Pávez no demais o furacão deve ser o mesmo com a seguinte formação:Santos,Wanderson,Pávez e Paulo André;Jonathan,Rosseto,Raphael Veiga,Thiago Carleto,Nikão e Guilherme;Bergson.

O Ceará:

Contando com a força da sua torcida o Ceará conta com o efeito casa para vencer o furacão,sem desfalques o técnico Marcelo Chamusca deve mandar a campo basicamente o mesmo time da primeira partida n arena da baixada em busca da classificação com isso o Ceará deve ir a campo com:Éverson; Pio, Valdo, Luiz Otávio e Rafael Carioca; Juninho, Richardson e Wescley; Felipe Azevedo, Elton e Andrigo.




Ficha Técnica:

CEARÁ X ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: 15 de março de 2018, quinta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Andre Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Leone Carvalho Rocha (GO) e Marcio Soares Maciel (GO)
ATLÉTICO-PR: Santos; Wanderson, Pavez e Paulo André; Jonathan, Matheus Rossetto, Raphael Veiga e Thiago Carleto; Nikão, Guilherme e Bergson.
Técnico: Fernando Diniz
CEARÁ: Éverson; Pio, Valdo, Luiz Otávio e Rafael Carioca; Juninho, Richardson e Wescley; Felipe Azevedo, Elton e Andrigo
Técnico: Marcelo Chamusca

domingo, 11 de março de 2018

Pintando o 7:Atlético massacra o Rio Branco na arena.


Quem foi a arena na tarde de sábado viu um massacre do furacão pra cima do Rio Branco,os aspirantes do rubro negro mandaram 7a1 pra cima da equipe do litoral e assim assumindo a liderança do grupo B da taça Caio Junior.Com três gols logo na primeira etapa o rubro negro foi soberbo e sem dificuldades goleou se pena alguma o adversário,João Pedro foi um dos destaques marcando dois gols na partida Léo Pereira,Ederson,Bruno Guimarães,Nícolas e Alex terminaram a goleada.Na próxima rodada da competição o furacão em casa recebe o Londrina.

O JOGO:



O primeiro tempo foi bastante movimento na Arena da Baixada. Logo aos 11 minutos João Pedro tratou de abrir o placar para o Atlético-PR em cobrança de falta. Matheus Anjos rolou a bola para o meio-campista, que bateu no ângulo, sem chances para o goleiro Jhones. Depois, aos 17, João Pedro mostrou que estava inspirado e ampliou para os donos da casa ao finalizar na saída do goleiro e estufar as redes novamente.
Querendo matar o jogo o quanto antes para não precisar forçar no segundo tempo, o Furacão continuou pressionando o Rio Branco e por pouco não marcou um gol olímpico com Matheus Anjos, que bateu fechado, exigindo boa intervenção do guarda-meta rival. Jhones, no entanto, não conseguiu defender o arremate de Éderson aos 38 minutos. O atacante foi acionado por Alex, invadiu a área e chutou certeiro para fazer 3 a 0.
Antes de ir para o intervalo, no entanto, o Rio Branco conseguiu ao menos descontar com Tcharlles, aos 40. O atacante decidiu experimentar, contou com o desvio da zaga e viu sua finalização morrer no fundo das redes para diminuir a distância dos donos da casa no marcador.
Se no primeiro tempo o Atlético-PR balançou as redes três vezes, a equipe comandada por Tiago Nunes fez questão de melhorar ainda mais o desempenho na etapa complementar marcando outros quatro tentos e garantir a goleada por 7 a 1 sobre os adversários. A vida do Furacão ficou ainda mais fácil aos 19 minutos, quando Willian Thuram recebeu o segundo cartão amarelo e teve de ir para o chuveiro mais cedo.
Desta forma, dois minutos depois, coube a Bruno Guimarães aproveitar o cruzamento de Diego e bater certeiro para transformar a vitória em goleada. Já aos 27 foi a vez de Léo Pereira subir no segundo pau para cabecear firme e estufar as redes, mantendo a boa média de gols na Arena da Baixada neste sábado.
Não satisfeitos, os jogadores rubro-negros seguiram agredindo o Rio Banco. Aos 33 minutos Nicolas recebeu livre na esquerda e bateu cruzado para marcar o sexto gol do Atlético-PR e levar a torcida à loucura. Antes do apito final ainda deu tempo de Alex, que entrou no lugar de João Pedro, desarmar o goleiro Jhones, que tentou driblar o meio-campista, e empurrar para o fundo das redes, fechando os trabalhos em Curitiba.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 7 X 1 RIO BRANCO
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 10 de março de 2018, sábado
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: João Paulo Romano Queiroz
Assistentes: Luciano Roggenbaum e Andrey Luiz de Freitas
Cartões amarelos: Vitor Naum, Nicolas e Deivid (Atlético-PR); Willian Thuram (2), Victor, Tcharlles e Vandinho (Rio Branco)
Cartão vermelho: Willian Thuram (Rio Branco)
Gols: João Pedro (2), Éderson, Bruno Guimarães, Léo Pereira, Nicolas e Alex (Atlético-PR); Tcharlles (Rio Branco)
ATLÉTICO-PR: Caio; Diego (Vitor Naum), Daniel, Léo Pereira e Nicolas; Deivid, Bruno Guimarães, Matheus Anjos e João Pedro (Alex); Marcinho e Éderson (Demethryus).
Técnico: Tiago Nunes
RIO BRANCO: Jhones; Raul, Willian Thuram, Victor e Emerson Conceição; Kessi, Camargo, Marcelinho (Valdanes) e Rodrigo Jesus (Thiagão); Tcharlles e Vandinho (Damião).
Técnico: Itamar Bernardes
Veja os gols do jogo: