terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Em busca da classificação Atlético recebe o Ceará na arena.


Na noite dessa quarta feira o time principal do furacão,entra novamente em campo pela Copa do Brasil dessa vez buscando além da classificação um equilíbrio dentro de campo,após o sufoco passado diante o Tubarão na primeira fase o rubro negro recebe o Ceará em busca de um bom resultado e uma boa vantagem para o jogo de volta em Fortaleza.Para a partida o técnico Fernando Diniz buscou corrigir principalmente e os erros defensivos que custaram quatro gol na última partida e assim optou por fazer mudanças na equipe.

O TIME:

Para a partida o treinador deverá fazer duas mudanças em relação ao jogo contra o Tubarão,na zaga Pávez pode entrar na vaga de Paulo André assim repetindo a formação que fez no jogo treino contra o Corinthians.Outra mudança essa já confirmada está no ataque Ribamar que não esteve bem na última partida dá lugar a Bergson que pela primeira vez começa como titular já o recém contratado volante Camacho já foi regularizado e fica a disposição no banco de reservas com isso o rubro negro deve ir  acamo com a seguinte formação:Santos,Wanderson,Paulo André(Pávez),Thiago Heleno;Jonathan,Matheus Rosseto,Raphael Veiga,Thiago Carleto,Nikão e Guilherme;Bergson.

O Ceará:

Vivendo boa fase no começo da temporada,o "vozão"vem embalado com oito vitórias nas últimas nove partidas que disputou,incluindo Copa do Brasil,campeonato cearense e Copa do Nordeste.Comandado pelo técnico Marcelo Chamusca o Ceará eliminou o Londrina na fase interior e vem a Curitiba em busca de um bom resultado para decidir em Fortaleza,para a partida o time não contará com os meias Pedro Ken e Ricardinho que se recuperam de lesão com isso,Richardson e Wescley foram escolhidos para entrar em campo sendo assim o Ceará deve ir a campo com a seguinte formacão:Everson,Pio,Luiz Otávio,Valdo,Rafael Carioca;Richardson,Juninho e Wescley;Andrigo,Elton e Felipe Azevedo.


Ficha Técnica:

ATLÉTICO-PR X CEARÁ-CE
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 28 de fevereiro de 2018, quarta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP)
Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
ATLÉTICO-PR: Santos; Wanderson, Paulo André(Pávez) e Thiago Heleno; Jonathan, Matheus Rossetto, Raphael Veiga e Thiago Carleto; Nikão, Guilherme e Bergson 
Técnico: Fernando Diniz
CEARÁ: Éverson; Pio, Valdo, Luiz Otávio e Rafael Carioca; Juninho, Richardson e Wescley; Felipe Azevedo, Elton e Andrigo
Técnico: Marcelo Chamusca
Relembre o último duelo entre furacão e Ceará.

sábado, 24 de fevereiro de 2018

Reforço:Atlético anuncia a chegada do volante Camacho.


O furacão confirmou oficialmente a chegada do volante Camacho de 27 anos,o jogador chega por empréstimo junto ao Corinthians fazendo parte da negociação com o lateral Sidcley que foi emprestado a equipe paulista.O volante também é uma indicação do técnico Fernando Diniz com trabalhou no Audax,além do clube paulista o jogador também tem passagens por Flamengo,Botafogo e Paraná.A seguir confira a ficha completa do novo reforço atleticano.



Ficha Técnica:

Nome completo: Guilherme de Aguiar Camacho
Posição: Volante
Data de nascimento: 02/03/1990 [27 anos]
Local de nascimento: Rio de Janeiro (RJ)
Clubes em que atuou: Flamengo, Paraná Clube, Goiás, Bahia, Audax (RJ), Audax (SP), Guaratinguetá, Botafogo e Corinthians
Títulos conquistados: Campeonato Brasileiro (2009 e 2017), Campeonato Carioca (2010), Campeonato Brasileiro Série B (2015) e Campeonato Paulista (2017)
 

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Em jogo épico,Atlético derrota o Tubarão e avança na Copa do Brasil.


Nove gols,pênalti e gols no final teve tudo isso na partida entre Atlético e  Tubarão na arena da baixada,4 viradas incríveis na mesma partida e um golaço no fim do jogo garantiram a classificação rubro negra a próxima fase depois de uma espetacular vitória por 5a4.Aós um jogo eletrizante na segunda etapa o furacão garantiu a vitória e a vaga a próxima fase para enfrentar o Ceará.

O JOGO:

 Logo aos 50 segundos de bola rolando a primeira polêmica, com Ribamar invadindo a área e sendo travado pela defesa, ficando no chão pedindo a penalidade, não marcada pela arbitragem. A equipe catarinense tentava tocar a bola para impedir uma pressão atleticana, mas não passava da intermediária. Os cinco minutos, Guilherme abriu espaço e arriscou de fora da área para boa defesa de Belliato.
O jogo era bem movimentado, com o Furacão com objetividade, mas encontrando pela frente um time esforçado na defesa. Aos 16 minutos, Marcos Vinícius carregou a bola sem ser parado e bateu prensado, por cima da meta, ganhando escanteio. Depois da intensidade dos primeiros minutos, o Rubro-Negro diminuiu o ritmo, já tirando Fernando Diniz do banco. Aos 24 minutos, Guilherme fez o levantamento e a bola passou por todo mundo direto pela linha de fundo. Dois minutos depois, o cruzamento achou Ribamar, que testou pra fora.
De longe, Matheus Barbosa arriscou o tiro pra o Tubarão, aos 30 minutos, mas a bola subiu demais. O torcedor atleticano já se mostrava impaciente e o time respondia com chutes de fora da área. Aos 40 minutos, Ribamar recebeu bem posicionado, mas praticamente recuou. Outra que bateu fraco, aos 43 minutos, foi Guilherme, que recebeu de Nikão e facilitou o trabalho de Belliato.
Para a etapa final, o Furacão voltou com Bergson no lugar de Ribamar. Mas, quem criou a primeira oportunidade, foi o Tubarão, logo no primeiro minuto, com Nikolas Faria, que penetrou na defesa atleticana e arrematou por cima do gol. A resposta veio aos quatro minutos, com Bergson, de cabeça, mandando na rede, pelo lado de fora. Até que, aos seis minutos, Rosseto entrou na área e cruzou na medida para Bergson fazer o primeiro gol do time principal na temporada.
O time catarinense não se assustou e, aos 10 minutos, Matheus Barbosa aproveitou cobrança de falta na lateral da área para cabecear firme e estufar as redes para deixar tudo igual. A partida voltou a ficar interessante, bastante disputada. Aos 15 minutos, Carleto pegou sobra de bola e chutou cruzado, de longe, para fora. A virada veio aos 19 minutos, com Batista aparecendo no meio da defesa para subir e testar no ângulo para marcar.
Já com Lucho em campo, o Atlético foi para a pressão, mas com cara de desespero. Contra-ataque catarinense, e aos 24 minutos com, Daniel Costa, que ficou na cara do gol e chutou para defesa de Santos. O troco foi fatal. Bergson mandou um petardo, Belliato soltou e Matheus Rosseto apareceu para empurrou para a rede e empatar.
Guilherme tentou uma bicicleta, aos 30 minutos, foi deslocado no ar e a arbitragem anotou a penalidade. Na cobrança, o próprio meia foi para a bola e colocou o Rubro-Negro na frente. Mas as emoções não acabavam. Dois minutos depois, Lucas Costa, que havia acabado de entrar, ganhou da defesa atleticana no alto e fez mais um de cabeça para o Tubarão.
Linda triangulação do ataque do tubarão e a bola ficou nos pés de Daniel Costa para, aos 39 minutos, fazer um belo gol na saída de Santos. Já no desespero, Nikão desviou na área e Belliato apareceu para fazer a defesa do jogo. Mas, aos 45 minutos, Thiago Heleno aproveitou cruzamento para testar e fazer o quarto. Gedoz, pedido pelo torcedor, apareceu na entrada da área, aos 47 minutos, para acertar um torpedo e garantir a vaga rubro-negra.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 5 X 4 TUBARÃO-SC
Estádio: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 21 de fevereiro de 2018, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO)
Assistentes: Bruno Raphael Pires (Fifa-GO) e Marcio Soares Maciel (GO)
Cartões amarelos: Bergson (Atlético-PR)
ATLÉTICO-PR: Bergson, aos 06 minutos, Matheus Rosseto, aos 24 minutos, Guilherme, aos 30 minutos. E Thiago Heleno, aos 45 minutos do segundo tempo
TUBARÃO: Matheus Barbosa, aos 10 minutos, Batista, aos 18 minutos, Lucas Costa, aos 32 minutos e Daniel Costa, aos 39 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Santos; Wanderson (Lucho), Paulo André e Thiago Heleno; Jonathan, Raphael Veiga, Matheus Rossetto (Felipe Gedoz)e Carleto; Nikão, Guilherme e Ribamar (Bergson).
Técnico: Fernando Diniz
TUBARÃO: Belliato; Marcos Vinícius (Romarinho), Jaílton, Petterson (Lucas Costa) e Jean; Matheus Barbosa, Guilherme Amorim, Everton Dias e Daniel Costa; Nikolas Farias e Batista (Deivid Batista).
Técnico: Waguinho Dias.
Veja os gols do jogo:

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Furacão recebe o Tubarão em busca da classifcação.


Na noite dessa quarta feira o time principal do furacão entra em campo pela Copa do Brasil,será a primeira partida do grupo principal do furacão na temporada diante  seu torcedor e logo de cara é uma decisão contra o Tubarão-SC,valendo vaga na próxima fase da competição.Após fazer apenas um jogo treino contra o Corinthians em preparação para a a partida o técnico Fernando Diniz fez vários testes durante os treinos e praticamente definiu o time que vai a campo nessa quarta feira.

O TIME:
Após treinos realizados,o treinador confirmou mais uma vez o esquema com três zagueiros e a tendência é que a formação seja a mesma do jogo treino contra o Corinthians tendo como principal novidade o Chileno Pávez atuando com terceiro zagueiro,porém o zagueiro Paulo André recuperado de lesão fica a disposição e briga pela vaga,com isso o rubro negro deve ir  acampo com:Santos,Wanderson,Pávez(Paulo André),Thiago Heleno;Jonathan,Rosseto,Raphael Veiga,Thiago Carleto,Nikão e Guilherme;Ribamar.

O Tubarão:

Novidade na edição desse ano na Copa do Brasil,o peixe catarinense eliminou na primeira fase o América-RN jogando em casa,no campeonato estadual  a equipe não faz boa campanha sendo apenas a oitava colocada na tabela.Com isso o time do técnico Waguinho Dias busca fazer história e surpreender o rubro negro na arena,para a partida o Tubarão terá duas baixas na equipe titular William Mineiro e Rodrigo Alves foram vetados pelo departamento médico e não vão a campo,com isso Petterson e Daniel Costa entram no time assim a provável formação do time catarinense é:Belliato,Marcus Vincius,Jailton,Petterson e Jean;Matheus Barbosa e Guilherme Amorim,Everton Dias,Daniel Costa e Nikolas Farias;Batista.


Ficha Técnica:
ATLÉTICO – PR X TUBARÃO – SC
Estádio: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 21 de fevereiro de 2018, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO)
Assistentes: Bruno Raphael Pires (Fifa-GO) e Marcio Soares Maciel (GO)
ATLÉTICO-PR: Santos; Wanderson, Pavez (Paulo André) e Thiago Heleno; Jonathan, Raphael Veiga, Matheus Rossetto e Carleto; Nikão, Guilherme e Ribamar.
Técnico: Fernando Diniz
TUBARÃO: :Belliato,Marcus Vincius,Jailton,Petterson e Jean;Matheus Barbosa e Guilherme Amorim,Everton Dias,Daniel Costa e Nikolas Farias;Batista.
Técnico: Waguinho Dias.

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Atlético é derrotado nos pênaltis,e fica fora do estadual.


Apesar da superioridade e das chances criadas,o furacão conseguiu superar a  forte marcação do Rio Branco e acabou sendo eliminados nos pênaltis após um empate sem gols no tempo normal.Mesmo com a melhor campanha em toda fase de classificação o rubro negro acabou ficando de fora da decisão do primeiro turno do estadual.

O JOGO:

A partida começou aberta, com aas duas equipes buscando chegar pelas pontas. Aos três minutos, João Pedro lançou Ederson, que entrava na área com liberdade, mas ao atacante não conseguiu alcançar a bola. Na resposta, Rodrigo Jesus recebeu, abriu espaço e arriscou de longe, sem direção. Aos 10 minutos, Renan Lodi buscou o cruzamento fechado e Jhones deixou a meta para defender.
O Leão da Estradinha teve sua primeira boa chegada aos 13 minutos, com Vandinho tentando encobrir Santos. Defesa atleticana se recuperou e ficou com a bola. Demethyus arriscou cobrança de falta direta, aos 19 minutos, e praticamente recuou para o goleiro Jhones. Aos 22 minutos, Ederson fez o cruzamento, Deivid se esticou, mas não alcançou.
Chance real, aos 27 minutos, com lançamento para Iago que, dentro da área, furou e não completou o arremate. As duas equipes erravam muitos passes, o que deixava o jogo feio na Arena. Muita reclamação, aos 35 minutos, depois de um toque de mão dentro da área atleticana. O árbitro mandou seguir. Levantamento para Deivid, aos 42 minutos, e o volante deu uma casquinha na bola, pela linha de fundo.
Para a etapa final, as equipes retonaram sem mudanças. Logo no primeiro lance, Demethryus recebeu na entrada da área e disparou o chute por cima do gol. Aos seis minutos, foi a vez de Yago invadir a área e bater cruzado. Ederson tentou desviar e Jhones saiu da meta para afastar.
O jogo seguia morno, com poucas oportunidades reais criadas pelos dois lados. Aos 17 minutos, Ederson cobrou falta e isolou a bola. Aos 22 minutos, cochilada geral da zaga do Rio Branco, Ederson invadiu a área e rolou para Demethryus, que não conseguiu o arremate. Na sobra, Yago desperdiçou. Depois de receber o segundo amarelo. Tcharlles deixou o Leão com um a menos.
O técnico Tiago Nunes colocou o Rubro-Negro para frente, tentando buscar a vitória no tempo regulamentar. Lodi, aos 36 minutos, levantou na medida para Ederson, que não alcançou a bola. O atacante era o principal alvo das jogadas atleticanas. Aos 40 minutos, mais um cruzamento e dessa vez Ederson dividiu com o goleiro Jhones.
O jogo foi para os pênaltis. Na primeira cobrança, João Pedro converteu. Raul deixou tudo igual. Ederson não desperdiçou sua cobrança, assim como Victor. Yago, entretanto, parou em Jhones. Vandinho fez o dele para colocar o Leão na frente. Giovanny bateu com categoria para marcar. Santos parou Fernando Fernandes, deixando tudo igual. Renan Lodi marcou o quarto do Furacão. O goleiro Jhones foi para a batida e foi muito bem. Nas alternadas, Felipe Dorta marcou. Thiagão mostrou tranquilidade e balançou as redes. Vitinho encontrou a trave no meio do caminho. Marco Tulio colocou o Leão na final.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO PARANAENSE (5) 0 X 0 (6) RIO BRANCO
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 18 de fevereiro de 2018, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Leonardo Sigari Zanon
Assistentes: Bruno Boschilia e Rafael Trombeta
Cartões amarelos:Emerson Silva (Atlético-PR); Tcharlles, Damião, Jhones (Rio Branco)
Cartão vermelho: Tcharlles (Rio Branco)
ATLÉTICO PARANAENSE : Santos; Cascardo, Emerson, Zé Ivaldo e Renan Lodi; Deivid, Bruno Guimarães (Giovanny) e João Pedro; Demethryus (Felipe Dorta), Yago e Ederson
Técnico: Tiago Nunes
RIO BRANCO : Jhones; Raul, Thiagão, Victor e Thiaguinho (Everton Maringá); Kessi, Camargo e Marco Túlio; Tcharlles, Rodrigo Jesus (Damião)(Fernando Fernandes) e Vandinho.
Técnico: Cleverson Maurílio
Veja como foi jogo:








Pênaltis:

domingo, 18 de fevereiro de 2018

Atlético recebe o Rio Branco,em busca da vaga na final.


Na tarde desse domingo o aspirantes do furacão recebe na arena,o Rio Branco pela semifinal da Taça Dionisio Filho após ter a melhor campanha da fase classificatória e a melhor defesa da competição,o time do técnico Tiago Nunes quer manter a pegada e passar pelo leão a estradinha e garantir a vaga na final.E para seguir em frente o rubro negro terá sua "força máxima" para a partida já que não tem suspensos nem lesionados e ainda terá a volta de alguns jogadores que estavam treinando na equipe principal.

O TIME:

Para a partida o técnico Tiago Nunes,mandará a campo o que tem de melhor com a volta dos jogadores que vem atuando normalmente na competição,além disso terá os retornos do zagueiro Zé Ivaldo,do volante Bruno Guimarães e do goleiro Santos que estavam treinando na equipe principal na última semana com isso,o rubro negro está pronto com força máxima para encarar o Rio Branco com a seguinte formação:Santos,Cascardo,Emerson,Zé Ivaldo,e Renan Lodi;Deivid,Bruno Guimarães,Yago,Giovanny e João Pedro;Ederson.

O Rio Branco:

Após ter garantido a vaga na última rodada,quando venceu o Paraná por 2a0 o Leão da estradinha que surpreender o furacão jogando na arena,a equipe que tem o melhor ataque da competição terá todos os jogadores a disposição e assim o técnico Maurilio Silva deverá manter a equipe que derrotou o Paraná Clube com a seguinte formação:Jhones,Raul,Thiagão,Victor e Thiaguinho;Kessi,Marco Túlio e Camargo;Tcharlles,Rodrigo Jesus e Vandinho.



Ficha Técnica:

ATLÉTICO PARANAENSE X RIO BRANCO
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 18 de fevereiro de 2018, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Leonardo Sigari Zanon
Assistentes: Bruno Boschilia e Rafael Trombeta
ATLÉTICO PARANAENSE : Santos; Gustavo Cascardo, Emerson, Zé Ivaldo e Renan Lodi; Deivid, Bruno Guimarães e João Pedro; Giovanny, Yago e Ederson.
Técnico: Tiago Nunes
RIO BRANCO : Jhones,Raul,Thiagão,Victor e Thiaguinho;Kessi,Marco Túlio e Camargo;Tcharlles,Rodrigo Jesus e Vandinho.
Técnico:Maurilio Silva.
Relembre o último confronto entre furacão e Rio Branco.

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Rubro negro principal,derrota o Corinthians em jogo treino.


Na tarde dessa quinta o elenco principal do furacão,foi até o CT Joaquim Grava em São Paulo realizar um jogo treino,em preparação para o duelo da próxima semana contra o Tubarão pela Copa do Brasil.O furacão encarou o Corinthians e com gol do zagueiro Wanderson venceu o teste por 1a0 o trabalho serviu para testar a nova formação aplicada por Diniz ao time,no trabalho a grande novidade na equipe foi a presença do chileno Estebán Pávez atuando de libero ao lado de Wanderson e Thiago Heleno.Além disso o treinador fez mudanças durante todo o treino dando oportunidades para alguns joagdores como Bruno Guimarães,Lucas Halter e Matheus Anjos a equipe que inciou o trabalho foi a seguinte:Santos(Felipe Alves),Jonathan,Wanderson,Pávez(Lucas Halter)e Thiago Heleno;Carleto,Rosseto(Bruno Guimarães),Raphael Veiga(Lucho González),Nikão,Guilherme,Ribamar(Bergson).

Resumo do treino:

O primeiro tempo passou praticamente sem que nenhum dos goleiros precisasse trabalhar, com furacão rodando a bola de um lado para o outro e os reservas corintianos concentrados em barrar as investidas do rival. O único lance digno de nota dos alvinegros foi um chute de fora da área do meia Danilo, parado com tranquilidade por Santos. Mantuan, com boas descidas e bem na marcação, foi o destaque da etapa inicial.

Na etapa final, o técnico do Furacão, Fernando Diniz, manteve os titulares em campo até que Wanderson abrisse o placar, aos 13 minutos. Aproveitando passe por elevação do meia argentino Lucho González, o zagueiro estava impedido, mas contou com um desvio de Yago antes de dominar a bola, limpar Caíque e fazer o gol. O auxiliar chegou a marcar impedimento, porém o árbitro interpretou que o toque do zagueiro alvinegro dava legalidade ao lance.

Clayson, que entrou no intervalo e pouco antes carimbou o travessão do goleiro Felipe Alves, chamou o jogo para si e foi a grande válvula de escape da equipe, sempre pelo lado esquerdo. Irritado com a falta de produção do atletas, xingou bastante a si mesmo em alguns momentos, cobrando uma melhor colocação nos chutes a gol. Depois, em boa jogada, cruzou para a área e explodiu ao ver que ninguém concluiu.

Em jogo sonolento,Atlético fica no zero com o Foz.


Em ritmo de treino e em um jogo sonolento o furacão não saiu de um fraco zero a zero contra o Foz na noite dessa quarta feira na já classificado o rubro negro entrou em campo poupando alguns jogadores e apenas para cumprir tabela,sem muitas emoções o furacão pouco criou e o time da fronteira também pouco assustou e o jogo terminou sem gols.Com o resultado o rubro negro garantiu a vaga na primeira colocação do grupo e enfrenta o Rio Branco na arena no próximo domingo pela semifinal da Taça Dionísio Filho.

O JOGO:

A partida começou com as equipes se estudando e muita marcação. Somente aos 11 minutos foi criada a primeira chance mais clara, com Yago fazendo o cruzamento para Ederson tentar o desvio, mas direto pela linha de fundo. Aos 15 minutos, Giovanny cobrou escanteio fechado, um braço apareceu no meio da área para tirar, mas a arbitragem mandou o jogo seguir.
Bom lançamento para Felipe Dorta, aos 20 minutos, mas Maycon Canário se antecipou ao atleticano para fazer o corte. Bom cruzamento para Leandro Silva, aos 29 minutos, com uma testada certeira que Caio foi buscar para realizar uma grande defesa na Arena. A disputa era equilibrada, mas as oportunidades de gols eram raras.
Yago partiu para a jogada individual, aos 37 minutos, mas na hora do último toque entregou à defesa da equipe da fronteira. Aos 42 minutos, Nicolas cobrou falta na lateral na área, a bola sobrou para Diego, que vacilou e ficou sem ela. O primeiro tempo foi tecnicamente muito fraco na capital paranaense.
Depois do intervalo, as equipes retornaram sem alterações. Logo no primeiro minuto, Felipe Dorta cobrou falta no cantinho e Julio Cesar mandou para escanteio. O panorama da partida seguia o mesmo. Aos dez minutos, mas um tiro de longa distância com Yago, que chutou sem direção, direto pela linha de fundo.
Ederson, em sua ultima participação na partida, aos 15 minutos, teve uma chance clara, arrematando da entrada da grande área para defesa de Julio César, que deu um tapa na bola. Bola pra Vitor Naum no meio da zaga da equipe da fronteira, mas o chute saiu mascado, sem perigo.
A pesar de boas campanhas durante as cinco primeiras rodadas do Estadual, os dois times não mostravam o mesmo desempenho. João Pedro cobrou falta, aos 28 minutos, e acertou a barreira. Aos 36 minutos, foi a vez da tentativa de Giovanny, com uma batida colocada, pela linha de fundo. Aos 43 minutos, Giovanny ainda furou em uma boa oportunidade.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO PARANAENSE 0 X 0 FOZ DO IGUAÇU
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 13 de fevereiro de 2018, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Anderson Iraci Guimarães
Assistentes: Diogo Morais e Deniel Carvalho
Cartões amarelos : Daniel (Atlético-PR); Anderson Tasca, Luccas Brasil (Foz)
ATLÉTICO PARANAENSE : Caio; Diego, Daniel, Léo Pereira e Nicolas; Pierre e Guilherme Rend; Felipe Dorta, Giovanny e Yago (João Pedro); Ederson (Vitor Naum).
Técnico: Tiago Nunes
FOZ DO IGUAÇU : Julio Cesar; Paulinho, Alex Maranhão, Leandro Silva e Anderson Tasca (Luiz Beltrame); Maycon Canário, André Oliveira, Matheus Olavo e Douglas (Mathiola); Lucas Brasil e Raphael Alemão (Marcelo Soares).
Técnico: Allan Aal
Veja os melhores momentos do jogo:

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Já classificado,Atlético recebe o Foz do Iguaçu na arena.


Na noite dessa quarta feira,o rubro negro em casa recebe o Foz pela última rodada e classificação da taça Donisio Filho,com a vaga as semifinais já garantida o furacão apenas cumpre tabela contra o time da fronteira porém a vitória é fundamental para garantir vantagens na fase final da competição.Por isso mesmo com a vaga garantida e na liderança na classificação geral o técnico Tiago Nunes garante o furacão forte e com os pés no chão  para garantir a melhor campanha e as vantagens nas finais.

O Time:

Para a partida,o time deverá ter mudanças,isso por que o zagueiro Zé Ivaldo e o volante Bruno Guimarães seguem treinando no time principal com Fernando Diniz assim,Léo Pereira e Guilherme Rend seguem no time,outra novidade será o volante Pierre que pela primeira vez inicia de titula na vaga do suspenso Deivid,e por fim a principal mudança está no gol já que Léo continua no DM e Santos com  time principal assim o goleiro Caio fará sua estréia como profissional no rubro negro.Com isso a provável formação do furacão para a partida é:Caio,Cascardo,Emerson,Léo Pereira,Renan Lodi;Pierre,Guilherme Rend,Demetrhyus,João Pedro e Yago;Ederson.

O Foz do Iguaçu:

Precisando garantir sua classificação para as finais,a equipe do técnico Ala Aal vem a Curitiba em busca de pelo menos um empate para garantir a vaga,para isso a equipe eve manter a base do time que entrou em campo na rodada passada já que não tem nenhum atleta lesionado ou suspensos,com isso o Foz deve ir  acampo com:Julio Cesar,Paulinho,Leandro Silva,Alex Maranhão e Anderson Tasca;Canário,Matheus Olavo,André Oliveira e Douglas;Alemão e Luccas Brasil.



Ficha Técnica:

ATLÉTICO PARANAENSE X FOZ DO IGUAÇU
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 13 de fevereiro de 2018, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Anderson Iraci Guimarães
Assistentes: Diogo Morais e Deniel Carvalho
ATLÉTICO PARANAENSE : Caio; Gustavo Cascardo, Emerson, Léo Pereira e Renan Lodi; Pierre,Guilherme Rend e João Pedro; Demetryus, Yago e Ederson.
Técnico: Tiago Nunes
FOZ DO IGUAÇU : Julio César; Paulinho, Leandro Silva, Alex Maranhão e Anderson Tasca;  Canário, Matheus Olavo, André Oliveira e Douglas; Alemão e Luccas Brasil
Técnico: Allan Aal.
Relembre o ultimo confronto entre as duas equipes.

domingo, 11 de fevereiro de 2018

Atlético derrota o Cascavel,e garante a classificação.


O Atlético foi até o estádio Olímpico regional em Cascavel,e derrotou o time da casa pelo placar de um a zero,com o resultado o furacão chegou aos treze pontos e garantiu a classificação em primeiro lugar na Taça Dionisio Filho,e terá a vantagem de disputar as finais da taça jogando na arena da baixada na última rodada o rubo negro recebe o Foz na arena apenas para cumprir tabela.

O JOGO:

Assim como no jogo contra o Coritiba o rubro negro foi consistente na partida,e mais uma vez atacante Ederson que completou 100 jogos pelo furacão,foi quem decidiu a partida a favor do rubro negro.Ainda na primeira etapa na marca dos 18 minutos Demetryus que apareceu de titular na vaga de Giovanny fez grande jogada pelo meio passando por três marcadores do Cascavel,e dando passe açucarado para Ederson que com categoria,tocou na saída do goleiro Vinícius que nada pode fazer.

A parti da ai,mesmo com as boas chances criadas pelo time da casa,a solidez defensiva e as boas defesas do goleiro Santos asseguraram mais três pontos para o time atleticano,que voltou classificado na primeira posição para Curitiba e jogar a última rodada apenas cumprindo tabela na Arena da Baixada.

Ficha Técnica:

CASCAVEL 0 X 1 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Municipal Arnaldo Busato, em Cascavel (PR)
Data: 10 de fevereiro de 2018, sábado
Horário: 16h30 (de Brasília)
Árbitro: Paulo Roberto Alves Jr.
Assistentes: Jefferson Cleiton Piva da Silva e Luiz Paulo Galli
Cartões amarelos: Danilo Costa, Oberdan, Afonso (Cas); Demethryus, Deivid (CAP)
GOL:
Atlético-PR:
 Ederson, aos 18 minutos do 1T
CASCAVEL: Vinícius; Líbano, Danilo, Junior Fell e Elivélton; Xaves, Vinícius Hess (Oberdan), Dinélson (Edu Raposa) e Tocantins; Afonso e Weverton (Alef Manga).
Técnico: Milton do Ó
ATLÉTICO-PR: Santos; Cascardo, Léo Pereira, Emerson e Renan Lodi; Deivid e Guilherme Rend (Pierre); Demethryus, João Pedro e Yago (Felipe Dorta); Ederson. (Nicolas)
Técnico: Tiago Nunes
Veja como foi o gol da vitória rubro negra:

sábado, 10 de fevereiro de 2018

Atlético enfrenta o Cascavel,para garantir a classificação.


Na tarde desse sábado o furacão vai até o estádio Olímpico e Cascavel enfrentar o time da casa,o rubro negro busca mais uma vitória ara garantir a vaga as semifinais da Taça Dionísio Filho,empolgado após o grande resultado no atletiba o furacão precisa de uma vitória para garantir a vaga.Para a partida o técnico Tiago Nunes deverá fazer poucas mudanças em relação ao time que derrotou o Coritiba.

O TIME:

Para a partida,as principais baixas serão na zaga e no meio de campo,Isso por que o zagueiro Zé Ivaldo formar chamados por Fernando Diniz para treinarem na equipe principal e desfalcam o furacão,com isso Léo Pereira e Guilherme Rend deverão entrar na equipe,no restante o furacão será o mesmo das outras partidas com a seguinte formação:Santos,Cascardo,Emerson,Léo Pereira e Renan Lodi,Guilherme Rend,Deivid,Yago,Giovanny e João Pedro;Ederson.

O Cascavel:

Comandado por Milton do Ó,a cobra busca manter a boa fase e garantir vaga a semi final,o treinador não deve mudar o time que derrotou o União na última rodada jogando fora de casa,com isso o Cascavel deve ir a campo com a seguinte formação:Vinicius,Líbano,Danilo Junior Fell e Elivélton;Xaves,Vinicius Hess,Denilson e Tocantis;Afonso e Weverton.



FICHA TÉCNICA
CASCAVEL X ATLÉTICO PARANAENSE
Local: Estádio Municipal Arnaldo Busato, em Cascavel (PR)
Data: 10 de fevereiro de 2018, sábado
Horário: 16h30 (de Brasília)
Árbitro: Paulo Roberto Alves Jr.
Assistentes: Jefferson Cleiton Piva da Silva e Luiz Paulo Galli
CASCAVEL:Vinícius; Wagner Líbano, Danilo, Junior Fell e Elivélton; Xaves, Vinícius Hess, Dinélson e Tocantins; Afonso e Weverton
Técnico: Milton do Ó
ATLÉTICO PARANAENSE: Santos; Gustavo Cascardo, Emerson, Léo Pereira e Renan Lodi; Deivid, Guilherme Rend e João Pedro; Giovanny, Yago e Ederson.
Técnico: Tiago Nunes
Relembre o último duelo entre os dois times.

domingo, 4 de fevereiro de 2018

Ederson vai pra rede,e furacão vence o Atletiba no Couto Pereira.


Apoiado por quase quatro mil atleticanos no Couto Pereira o furacão derrotou o Coritiba por um a zero na tarde desse domingo,com um gol de Ederson na segunda etapa o furacão foi sólido defensivamente e não deu grandes chances para o coxa marcar.Com o resultado o time alternativo do furacão se isola na liderança do grupo na Taça Dionísio Filho,esse foi o primeiro clássico Atletiba da temporada e o furacão levou a melhor no estádio do coxa.

O JOGO:

O Alto da Glória recebeu um bom público, esmo com os times sem boa parte de seus principais jogadores. A primeira tentativa de chegada foi do Furacão, logo no primeiro minuto, com Renan Lodi testando Wilson com um chute de longe. Aos oito minutos, Giovanny serviu Ederson, que soltou o pé para boa defesa de Wilson. Apesar do equilíbrio, o Rubro-Negro era mais incisivo.
O Alviverde rondou a área atleticana aos 14 minutos, em cobrança de falta de Júlio Rusch que Romércio não conseguiu alcançar para completar o lance. As equipes mostravam muita vontade, mas a disputa era restrita ao meio-campo, com poucas chances criadas. Aos 24 minutos, William Matheus tentou resolver sozinho após pegar sobra de bola e arrematou na rede, pelo lado de fora.
Grande jogada de Deivid, aos 25 minutos, com um petardo no ângulo que Wilson foi buscar. Aos 32 minutos, Iago cruzou para Alecsandro, mas Zé Ivaldo se adiantou para desviar e tirar da área. Mais uma chegada do Atlético, aos 38 minutos, com Giovanny recebendo bom passe de Bruno Guimarães e batendo para intervenção precisa de Wilson.
Depois do intervalo, as equipes retornaram sem mudanças. Aos dois minutos, Guilherme Parede recebeu na área, em ótima condição, mas chutou fraco, quase um recuo de bola. O Coxa voltou mais ligado e, aos seis minutos, Ruy acertou um chute venenoso para grande defesa de Santos. A resposta, entretanto, foi fatal. Aos 10 minutos, João Pedro cruzou e Ederson apareceu para tirar do goleiro e abrir o placar.
O banco do Coxa reclamou do lance que originou o gol, ou seja, a falta. Aos 18 minutos, Alecsandro tentou cobrar falta e praticamente recuou para Santos. O Alviverde tinha maior posse, mas seguia com dificuldade. Aos 26 minutos, Vitor Carvalho tentou o desviou de cabeça e mandou à esquerda da meta. Ederson, que desencantou, ficou mais solto e, aos 30 minutos, arriscou um voleio, sem sucesso.
Aos 36 minutos, Ederson tentou mais um arremate, desta vez um chute no ângulo para defesa de Wilson. O Coxa tentava pressionar, mas não conseguia penetração na área. Aos 44 minutos, a bola chegou para Thalisson Kelven e a cabeçada saiu por cima do gol. Aos 47 minutos, Wilson tentou o cabeceio na área, mas nem alcançou a bola na última chance coxa-branca.
Ficha Técnica:
CORITIBA 0 X 1 ATLÉTICO PARANAENSE
Local: Estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data: 04 de fevereiro de 2018, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Lucas Paulo Torezin
Assistentes: André Luiz Severo e Wesley Waldir Marmitt
Cartões amarelos : Bruno Guimarães (Atlético-PR)
Gols
ATLÉTICO PARANAENSE: Ederson, aos 10 minutos do segundo tempo
CORITIBA: Wilson; Cesar Benítez, Romércio, Thalisson Kelven e William Matheus; Julio Rusch, Vitor Carvalho (Thiago Lopes) e Ruy; Iago (Yan), Guilherme Parede e Alecsandro
Técnico: Sandro Forner
ATLÉTICO PARANAENSE: Santos; Gustavo Cascardo, Emerson, Zé Ivaldo e Renan Lodi; Deivid, Bruno Guimarães e João Pedro; Giovanny (Demethryus), Yago (Felipe Dorta) e Ederson (Leo Pereira).
Técnico: Tiago Nunes
Veja o gol da vitoria rubro negra contra o coxa.


Contra o coxa,furacão busca mais uma vitória.


Na tarde desse domingo,teremos no estádio Couto Pereira mais uma edição do maior clássico do futebol do Paraná,as 17 horas teremos mais um atletiba na historia o primeiro do ano e dessa vez com ingredientes e personagens diferente principalmente no furacão que com seus aspirantes busca a terceira vitoria na competição.Com a garotada em campo o rubro negro também contará com alguns atletas experientes dentro de campo em assuntos de atletibas além disso terá terá o apoio em massa da nação rubro negra que esgotou os três mil e quinhentos ingressos destinados a ela durante a semana nas bilheterias da arena da baixada.

O TIME:

Dentro de campo,o time do técnico Thiago Nunes terá novidades em relação ao último jogo,isso por que Zé Ivaldo está de volta a pós se juntar a equipe principal e fará dupla de zaga com Emerson que mesmo com a volta e suspensão de Léo Pereira será mantido na equipe titular.Outra novidade vai estar no meio de campo pois Bruno Guimarães que também havia se juntado a equipe principal também está de retorno e será titular  na vaga de Guilherme que volta para o banco no demais o furacão será o mesmo com a seguinte formação:Santos,Cascardo,Emerson,Zé Ivaldo e Renan Lodi;Deivid,Bruno Guimarães,Yago,João Pedro e Giovanny;Ederson.

O Coritiba:

Pensando no confronto do meio de semana pela Copa do Brasil,o Coritiba irá mandar uma equipe mista para a campo,sem o grande destaque do time o atacante Kleber o técnico Sandro Forner vai apostar na piazada e na experiencia do atacante Alecsandro para tentar a vitoria contra o furacão com isso,o coxa deve ir a campo com:Wilson,Romercio,Thalisson Kelven,César Benitez e William Matheus;Vitor Carvalho,Julio Rusch,Yago,Thiago Lopes e Guilherme Parede;Alecsandro.

Ficha Técnica:

CORITIBA X ATLÉTICO PARANAENSE
Local: Estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data: 04 de fevereiro de 2018, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Lucas Paulo Torezin
Assistentes: André Luiz Severo e Wesley Waldir Marmitt
CORITIBA: Wilson; Cesar Benítez, Romércio, Thalisson Kelven e William Matheus; Julio Rusch, Vitor Carvalho  e Thiago Lopes; Iago, Guilherme Parede e Alecsandro
Técnico: Sandro Forner
ATLÉTICO PARANAENSE: Santos; Gustavo Cascardo, Emerson, Zé Ivaldo  e Renan Lodi; Deivid, Bruno Guimarães e João Pedro; Giovanny, Yago  e Ederson.
Técnico: Tiago Nunes.
Relembre o último atletiba.

sábado, 3 de fevereiro de 2018

Atlético anuncia o goleiro Felipe Alves,e a volta de Lucho Gonzales.


A semana que se passou foi agitada pelos lados furacão,isso por que a diretoria rubro negra anunciou a chegada do goleiro Felipe Alves,o jogador chega por indicação de Fernando Diniz com quem já trabalhou por outros seis clubes na carreira e vem como goleiro de confiança do treinador a seguir confira a ficha completa do novo goleiro do furacão.



Ficha Técnica:


Nome completo: Felipe Alves Raymundo
Posição: Goleiro
Data de nascimento: 21 de maio de 1988 [29 anos]
Local de nascimento: São Paulo (SP)
Clubes em que atuou: Paulista (SP), Vitória (BA), Atlético Sorocaba (SP), Audax (SP), Guaratinguetá (SP), Paraná Clube (PR) e Oeste (SP).



Lucho Gonzales:

Ele está de volta,após não ter renovado seu contrato no inicio da temporada,tudo mudou e "el comandante"está de volta para vestir a camisa 3 do rubro negro,mesmo após não ter renovado com o furacão o jogador ficou em Curitiba onde aprimorava sua parte física em uma academia em Curitiba,o atleta retorna ao furacão com o aval de Fernando Diniz que aprovou o retorno do atleta,a torcida rubro negra dá as boas vindas novamente a Lucho Gonzales e deseja sucesso ao jogador.