Em jogo épico,Atlético derrota o Tubarão e avança na Copa do Brasil.


Nove gols,pênalti e gols no final teve tudo isso na partida entre Atlético e  Tubarão na arena da baixada,4 viradas incríveis na mesma partida e um golaço no fim do jogo garantiram a classificação rubro negra a próxima fase depois de uma espetacular vitória por 5a4.Aós um jogo eletrizante na segunda etapa o furacão garantiu a vitória e a vaga a próxima fase para enfrentar o Ceará.

O JOGO:

 Logo aos 50 segundos de bola rolando a primeira polêmica, com Ribamar invadindo a área e sendo travado pela defesa, ficando no chão pedindo a penalidade, não marcada pela arbitragem. A equipe catarinense tentava tocar a bola para impedir uma pressão atleticana, mas não passava da intermediária. Os cinco minutos, Guilherme abriu espaço e arriscou de fora da área para boa defesa de Belliato.
O jogo era bem movimentado, com o Furacão com objetividade, mas encontrando pela frente um time esforçado na defesa. Aos 16 minutos, Marcos Vinícius carregou a bola sem ser parado e bateu prensado, por cima da meta, ganhando escanteio. Depois da intensidade dos primeiros minutos, o Rubro-Negro diminuiu o ritmo, já tirando Fernando Diniz do banco. Aos 24 minutos, Guilherme fez o levantamento e a bola passou por todo mundo direto pela linha de fundo. Dois minutos depois, o cruzamento achou Ribamar, que testou pra fora.
De longe, Matheus Barbosa arriscou o tiro pra o Tubarão, aos 30 minutos, mas a bola subiu demais. O torcedor atleticano já se mostrava impaciente e o time respondia com chutes de fora da área. Aos 40 minutos, Ribamar recebeu bem posicionado, mas praticamente recuou. Outra que bateu fraco, aos 43 minutos, foi Guilherme, que recebeu de Nikão e facilitou o trabalho de Belliato.
Para a etapa final, o Furacão voltou com Bergson no lugar de Ribamar. Mas, quem criou a primeira oportunidade, foi o Tubarão, logo no primeiro minuto, com Nikolas Faria, que penetrou na defesa atleticana e arrematou por cima do gol. A resposta veio aos quatro minutos, com Bergson, de cabeça, mandando na rede, pelo lado de fora. Até que, aos seis minutos, Rosseto entrou na área e cruzou na medida para Bergson fazer o primeiro gol do time principal na temporada.
O time catarinense não se assustou e, aos 10 minutos, Matheus Barbosa aproveitou cobrança de falta na lateral da área para cabecear firme e estufar as redes para deixar tudo igual. A partida voltou a ficar interessante, bastante disputada. Aos 15 minutos, Carleto pegou sobra de bola e chutou cruzado, de longe, para fora. A virada veio aos 19 minutos, com Batista aparecendo no meio da defesa para subir e testar no ângulo para marcar.
Já com Lucho em campo, o Atlético foi para a pressão, mas com cara de desespero. Contra-ataque catarinense, e aos 24 minutos com, Daniel Costa, que ficou na cara do gol e chutou para defesa de Santos. O troco foi fatal. Bergson mandou um petardo, Belliato soltou e Matheus Rosseto apareceu para empurrou para a rede e empatar.
Guilherme tentou uma bicicleta, aos 30 minutos, foi deslocado no ar e a arbitragem anotou a penalidade. Na cobrança, o próprio meia foi para a bola e colocou o Rubro-Negro na frente. Mas as emoções não acabavam. Dois minutos depois, Lucas Costa, que havia acabado de entrar, ganhou da defesa atleticana no alto e fez mais um de cabeça para o Tubarão.
Linda triangulação do ataque do tubarão e a bola ficou nos pés de Daniel Costa para, aos 39 minutos, fazer um belo gol na saída de Santos. Já no desespero, Nikão desviou na área e Belliato apareceu para fazer a defesa do jogo. Mas, aos 45 minutos, Thiago Heleno aproveitou cruzamento para testar e fazer o quarto. Gedoz, pedido pelo torcedor, apareceu na entrada da área, aos 47 minutos, para acertar um torpedo e garantir a vaga rubro-negra.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 5 X 4 TUBARÃO-SC
Estádio: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 21 de fevereiro de 2018, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO)
Assistentes: Bruno Raphael Pires (Fifa-GO) e Marcio Soares Maciel (GO)
Cartões amarelos: Bergson (Atlético-PR)
ATLÉTICO-PR: Bergson, aos 06 minutos, Matheus Rosseto, aos 24 minutos, Guilherme, aos 30 minutos. E Thiago Heleno, aos 45 minutos do segundo tempo
TUBARÃO: Matheus Barbosa, aos 10 minutos, Batista, aos 18 minutos, Lucas Costa, aos 32 minutos e Daniel Costa, aos 39 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Santos; Wanderson (Lucho), Paulo André e Thiago Heleno; Jonathan, Raphael Veiga, Matheus Rossetto (Felipe Gedoz)e Carleto; Nikão, Guilherme e Ribamar (Bergson).
Técnico: Fernando Diniz
TUBARÃO: Belliato; Marcos Vinícius (Romarinho), Jaílton, Petterson (Lucas Costa) e Jean; Matheus Barbosa, Guilherme Amorim, Everton Dias e Daniel Costa; Nikolas Farias e Batista (Deivid Batista).
Técnico: Waguinho Dias.
Veja os gols do jogo:

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Atlético recebe o Botafogo para seguir subindo na tabela.

Em busca de mais uma vitória,furacão enfrenta o Prudentópolis.

Para garantir classificação Atlético recebe o Londrina na arena.