Fora:Atlético está eliminado da Copa do Brasil.


O JOGO:


O técnico atleticano, Fabiano Soares, surpreendeu em entrou com o time bastante modificado, poupando alguns jogadores considerados titulares. Do outro lado, Renato Gaúcho fez o mesmo, com o diferencial de entrar em campo com grande vantagem. Coma bola rolando, o Furacão, que precisava muitos gols, chegou próximo pela primeira vez aos cinco minutos, com Gedoz levantado e Matheus Anjos, por trás da zaga, chegou desviando para fora, com perigo.
O Tricolor esperava e mostrava tranquilidade, fechando bem os espaços. O Rubro-Negro, por sua vez, era menos agressivo do que se esperava. Aos 10 minutos, Luan cruzou e Pedro Rocha apareceu para tocar pela linha de fundo. Até que, aos 15 minutos, Douglas Coutinho fez ótima jogada individual e cruzou rasteiro, na medida para Pablo abrir a contagem. Só faltava mais três para levar a disputa para as penalidades.
O Grêmio tentava sair um pouco mais para diminuir a pressão, já que o gol animou time e torcida da casa. O balde de água fria veio aos 26 minutos, com Pedro Rocha recebendo na entrada da área, cortando a marcação e chutando no cantinho para deixar tudo igual. Felipe Gedoz, aos 35 minutos, buscou o ângulo, mas a bola subiu demais. Aos 38 minutos, Luan recebeu, foi para cima de Wanderson, mas o zagueiro se recuperou para afastar. Clima na Arena já era de desânimo, o Atlético precisava marcar maias cinco gols.
Para a etapa final, as equipes retornaram sem novas mudanças. Logo no primeiro minuto, Gedoz cruzou na área e Pablo subiu para testar pela linha de fundo. O Furacão tinha mais ação, mas criava poucas chances reais. Aos nove minutos, contra-ataque em velocidade e a bola sobrou para Pablo chutar cruzado, à esquerda da meta. O ritmo da partida já não era o mesmo e a vaga a cada minuto ficava mais nas mãos do Grêmio.
Confusão na área gremista, aos 16 minutos, Fernandinho tentou sair jogando, a bola bateu em Gedoz e Marcelo Grohe deixou a meta para agarrar. Aos 18 minutos, Pablo pegou sobra na pequena área e desviou para fora. O Tricolor administrava bem e ainda ampliou a vantagem, aos 24 minutos, com Everton, que recebeu sozinho na área e só teve o trabalho de empurrar para a rede.
O torcedor começou a deixar o estádio, desanimado após ver o time chegar à oitava partida sem vencer e a mais uma eliminação no ano. Aos 30 minutos, Gedoz cobrou falta e Marcelo buscou para ceder escanteio. Fechando a contagem, aos 34 minutos, Pedro Rocha recebeu lançamento de Everton, driblou o goleiro Weverton e tocou par ao gol vazio para fazer o terceiro. Aos 41 minutos, Pablo tentou diminuir o prejuízo, mas chutou na rede pelo lado de fora. Gedoz, de falta, diminuiu o prejuízo nos acréscimos.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 2 X 3 GRÊMIO
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 27 de julho de 2017, quinta-feira
Horário 21h45(de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (Fifa/SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa/SP) e Alex Ang Ribeiro (SP)
Cartões amarelos: Nicolas (Atlético-PR); Brassan (Grêmio)
Gols
ATLÉTICO-PR: Pablo, aos 15 minutos do primeiro tempo e Felipe Gedoz, aos 46 minutos do segundo tempo
GRÊMIO: Pedro Rocha, aos 26 minutos do primeiro tempo; Everton, aos 24 minutos e Pedro Rocha, aos 34 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Weverton; Cascardo, Wanderson,Cleberson e Nicolas (Sidcley); Eduardo Henrique (Eduardo da Silva), Rosseto, Matheus Anjos e Felipe Gedoz; Douglas Coutinho (Iago) e Pablo
Técnico: Fabiano Soares
GRÊMIO: Marcelo Grohe; Leonardo, Bressan, Kannemann e Marcelo Oliveira (Cortez); Jailson (Everton), Michel e Ramiro (Kaio); Fernandinho, Pedro Rocha e Luan
Técnico: Renato Gaúcho

Nenhum comentário:

Postar um comentário