Outro empate:Atlético perde chances,e empata com o Figueirense.


Furacão saiu na frente,criou outras oportunidades mas  a viatória não veio,na noite dessa quarta feira,o furacão não saiu do empate com  o Figueirense no Orlando Scarpelli e perdeu a chance de retornar ao G-4.Após sair na frente com gol de Walter o rubro negro sofreu o empate em seguida com um gol de pênalti e mesmo criando boas chances não chegou a vitória.Na próxima rodada o furacão vai a São Januário enfrentar o Vasco.

O JOGO:

Um resultado positivo era fundamental para a luta dos dois times nas pontas opostas da classificação. Por isso, a partida começou aberta, embora com poucas oportunidades reais nos primeiros movimentos. Aos quatro minutos, após cobrança de escanteio, Fabinho desviou de cabeça e Weverton fez boa defesa. O Furacão respondeu com Walter, que desviou do goleiro e, após o carrinho do zagueiro catarinense, a bola explodiu na trave.
A marcação era forte e os setores e criação não estavam em seus melhores dias. Aos 17, Yago arriscou o chute de longe, mas praticamente recuou para o goleiro atleticano. Sem conseguir entrar na defesa rubro-negra, Yago tentou mais um chute de fora da área, pela linha de fundo. O Figueira tinha mais posse de bola e chegou a balançar as redes, aos 26 minutos, mas Clayton estava impedido, pelo menos segundo o assistente.
O jogo era tecnicamente muito fraco e o Atlético mostrava a mesma falta de ação do empate sem gols diante do Joinville, desta vez sem encarar um verdadeiro ferrolho. Até que, aos 40 minutos, apareceu a estrela do time. O atacante Walter, sempre ele, apareceu no segundo pau para apenas desviar para o fundo das redes e abri o placar. Não deu tempo nem para comemorar. Ataque do Figueirense e pênalti de Vilches em Yago. Na cobrança, Clayton deixou tudo igual.
Depois do intervalo, os times retornaram sem modificações. Aos quatro minutos, Marquinhos Pedroso fez jogada individual pela lateral, mas não cruzou para ninguém. A partida voltou mais rápida e aberta. Aos sete minutos, Nikão soltou o pé da entrada da área e Alex Muralha defendeu. No lance seguinte, Alex rebateu para o meio da área e Nikão arrematou em cima do goleiro.
Milton Mendes queimou a primeira mudança com a saída de Hernández para a entrada de Bruno Mota. Aos 14 minutos, Leandro Silva abriu espaço e chutou forte, mas totalmente sem direção. Aos 17, foi a vez de Ewandro deixar o campo para a entrada de Ytalo. O atacante rubro-negro teve sua primeira chance aos 25 minutos, mas estava em completo impedimento.
O treinador atleticano queimou todas as mudanças para tentar fazer o ataque funcionar, mas estava difícil. DO outro lado, o Figueirense não dava trabalho nenhum para Weverton. Aos 37 minutos, Cryzan lançou Walter, que entrou pela direita e cruzou rasteiro para ninguém. Aos 41 minutos, foi a vez de Thiago Santana cair na área e pedir pênalti. Desta vez a arbitragem mandou o jogo seguir. E ficou nisso, em um jogo de poucas emoções.
Ficha Técnica:
FIGUEIRENSE 1 X 1 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Orlando Scarpelli, Florianópolis (SC)
Data: 09 de setembro de 2015, quarta-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa-PA)
Assistentes: Márcio Gleidson Correia Dias (Asp.Fifa-PA) e Nailton Junior de Sousa Oliveira (CE)
Cartões amarelos: Clayton e Marquinhos Pedroso (Figueirense); Eduardo (Atlético-PR)
GOLS:
FIGUEIRENSE: Clayton, aos 41 minutos do primeiro tempo
ATLÉTICO-PR: Walter, aos 40 minutos do primeiro tempo
FIGUEIRENSE: Alex Muralha; Leandro Silva, Bruno Alves, Saimon e Marquinhos Pedroso; Denner, Yago (Julinho), Fabinho e Celsinho (Ricardinho); Elias (Thaigo Santana) e Clayton
Técnico: René Simões
ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Vilchés, Kadu e Sidcley; Deivid, Hernani e Hernández (Bruno Mota); Ewandro (Ytalo), Nikão (Cryzan) e Walter
Técnico: Milton Mendes

Nenhum comentário:

Postar um comentário