Não deu:Atlético reage,mas é derrotado pelo Grêmio.


O furacão bem que tentou,mas foi derrotado pelo Grêmio em Porto Alegre,e acabou ficando na segunda colocação no brasileirão em uma partida aberta com boas chances para os dois lados o furacão saiu atras do placar conseguiu o empate em cobrança de falta de Hernâni,porém não conseguiu segurar o time da casa que chegou ao segundo gol.na próxima rodada o furacão retorna a arena da baixada quando enfrenta o rival Coritiba.

O JOGO:

Líder do campeonato até o começo da rodada, o Atlético-PR começou partindo para cima do Grêmio, com confiança. Aos cinco minutos, Guilherme Arana cruzou buscando Douglas Coutinho, que se antecipou à zaga e tocou para fora. Aos oito, Walter levou perigo em chute de fora da área. O Grêmio respondeu com boas tentativas de Luan e Giuliano, mas aos 16 Galhardo voltou a salvar o time gaúcho, após boa jogada de Nikão pela esquerda.
Aos 20 minutos, um lance estranho: em escanteio ensaiado, Kadu deu de rosca, a bola subiu, tocou o travessão e Tiago pegou. Depois deste lance, só deu Grêmio no primeiro tempo. Aos 21, Rhodolfo fintou Ytalo e chutou cruzado levando muito perigo. A seguir, Douglas fez grande jogada individual e bateu para ótima espalmada de Wéverton. Aos 24, em nova ótima trama do meia gremista, Luan recebeu e deu a Giuliano, que chutou sobre a zaga.
O gol era questão de tempo. Aos 29, Galhardo subiu bem pela direita e cruzou, mas Gustavo salvou na hora em que dois gremistas chegavam para concluir. Aos 32, enfim, o gol: Douglas driblou Eduardo em jogada curta dentro da área e tocou para Giuliano fuzilar Wéverton de primeira: 1 a 0.
Com dores na coxa, Giuliano deixou o campo no intervalo, dando lugar a Yuri Mamute. O Grêmio seguiu seu domínio em campo: Mamute deu de calcanhar para Galhardo, que cruzou rasteiro. A bola passou por todo mundo com grande perigo. Aos cinco, num lance isolado, o Atlético-PR chegou ao empate: Nikão sofreu falta de Walace e Hernani bateu com perfeição, empatando a partida.
Aos 11, o Grêmio quase voltou a ficar à frente no placar: Mamute cruzou com perfeição, Pedro Rocha subiu livre e cabeceou com força, mas Wéverton fez milagre e salvou, pegando inclusive o rebote do atacante gremista. O jogo, porém, já não tinha o controle gaúcho, mas sim estava aberto. Num contragolpe mortal, o Furacão quase virou: Ytalo recebeu lançamento de Walter e deixou Felipe livre. Ele soltou a bomba e Tiago fez uma defesa espetacular. Aos 20, nova defesa do goleiro gremista, em chute de Nikão. Aos 24, o Tricolor respondeu com um chute perigoso de Galhardo para fora.
Aos 25, o time gaúcho voltou a ficar em vantagem: Galhardo levantou falta na área, a zaga cortou errado e Rhodolfo matou o goleiro Wéverton com um leve toque de cabeça: 2 a 1. Aos 31, em nova falta levantada por Galhardo, quase o terceiro: a bola cruzou a área do Furacão, passou por Braian Rodríguez e Wéverton salvou. O time paranaense se abriu no final, mas não conseguiu chegar ao empate.
Ficha Técnica:
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Data: 14 de junho de 2015, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Marcos Gomes da Penha
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires e Vanderson Zanotti (trio capixaba)
Renda: R$ 543.642,00
Público: 19.625 (17.781 pagantes)
Cartões amarelos: Luan (Grêmio); Ytalo, Nikão, Otávio e Kadu (Atlético-PR)
GOLS
GRÊMIO: Giuliano, aos 32 minutos do primeiro tempo; Rhodolfo, aos 25 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Hernâni, aos 5 minutos do segundo tempo
GRÊMIO: Tiago; Galhardo (Lucas Ramon), Geromel, Rhodolfo e Marcelo Oliveira; Walace, Maicon, Giuliano (Yuri Mamute), Douglas (Braian Rodríguez) e Pedro Rocha; Luan
Técnico: Roger Machado
ATLÉTICO-PR: Wéverton; Eduardo, Gustavo, Kadu e Guilherme Arana; Otávio, Hernâni (Cléo) e Ytalo; Douglas Coutinho (Felipe), Walter e Nikão (Giovanni)
Técnico: Milton Mendes
Veja os gols da derrota do furacão:

Nenhum comentário:

Postar um comentário