domingo, 25 de novembro de 2012

Reveja como foi,o jogo que trouxe o furacão de volta a Série A


O FURACÃO VOLTOUUUU!!Com emoção até o fim,rubro-negro está de volta a série A.


Acabou a agonia,acabou saga do furacão na segunda divisão do futebol brasileiro,foram 38 rodadas de dificuldades,alegrias,cobranças e principalmente de muita emoção e na tarde desse sábado finalmente o furacão voltou,voltou para onde jamais deveria ter saído para a elite do futebol brasileiro.no sufoco na emoção,o furacão empatou com o Paraná Clube em 1a1 e está de volta a primeira divisão depois de um ano,os corações rubro negros palpitam de alegria choram de emoção após uma partida sofrida cheia de emoção,assim como foi toda a campanha do furacão na série B do brasileiro da primeira a última partida,do primeiro ao ultimo minuto de cada jogo que ao fim do campeonato todos juntos podemos gritar O FURACÃO VOLTOU!
 A seguir,confira a crônica da partida que trouxe o furacão de volta a elite,lugar de onde jamais deveria ter saído.

         O JOGO:
 O furacão começou a partida pressionando, tentando impor seu ritmo, empurrado pelo torcedor. Logo no primeiro minuto, Elias arriscou o chute e Luís Carlos buscou no cantinho. Aos quatro minutos foi a vez de João Paulo arriscar e o goleiro paranista salvar mais uma. O Tricolor conseguiu segurar o ímpeto inicial do adversário e, com muita marcação, segurava a pressão.
Ótima jogada do ataque rubro-negro aos 11 minutos, com Marcelo rolando para trás e Marcão arrematou para Luís Carlos mostrar todo seu reflexo. O Paraná tentava explorar os contra-ataques e jogadas de bola parada. Aos 19 minutos, Lúcio Flávio carimbou falta e carimbou o rosto de Elias, que desabou no chão. Os jogadores mostravam nervosismo e reclamavam muito da arbitragem.
O furacão reiniciou a pressão aos 29 minutos com Marcelo, que recebeu na entrada da área e acertou a trave. Mas, aos 30 minutos, não teve perdão. Cobrança de escanteio e, no rebote na pequena área, Cleberson empurrou para as redes. Mais confusão aos 34 minutos, com bate boca entre os jogadores. Aos 36 minutos, Manoel cabeceou e Luís Carlos fez milagre.
Na segunda etapa, o Tricolor voltou com Arthur no lugar de Wellington Silva. Aos três minutos, Luís Carlos tentou repor a bola, que bateu em Marcelo quase complicou o goleirão. O jogo voltou mais truncado depois do intervalo. Até que, aos oito minutos, o zagueiro Anderson apareceu na área para desviar e estufar as redes para deixar tudo igual no placar. O Paraná subiu de produção e incendiou a partida.Em cobrança de falta, aos 14 minutos, Lúcio Flavio carimbou a barreira. Enquanto isso, chegava ao Janguitão a notícia que o São Caetano tinha marcado um gol contra o Guarani, aumentando a tensão. Preocupado, o técnico Ricardo Drubscky fechou o Furacão com a entrada de Zezinho. Aos 26 minutos, Luisinho entrou na área com liberdade e Deivid apareceu para cortar.
O maestro Paulo Baier foi para o jogo ao mesmo tempo em que o Guarani empatava com o Azulão. Porém, em Campinas o time do ABC logo se recuperou. No Janguitão, aos 30 minutos, Marcelo foi derrubado e o árbitro marcou pênalti. O atacante pegou a bola, partiu para a cobrança e acertou o travessão. Aos 35 minutos, Baier cobrou falta e Manoel desviou para cravar na trave. Falta no bico da grande área para o Paraná, aos 43 minutos, deixando o estádio em silêncio. Wellington cobrou e Weverton afastou. Na sobra, Packer chutou e o goleiro atleticano salvou. Após o escanteio, confusão na área, bola sendo tirada em cima da linha e finalmente afastada em definitivo para garantir a vaga.
 FICHA TÉCNICA:
Local: Eco Estádio Janguito Malucelli, em Curitiba (PR)
Data: 24 de novembro de 2012, sábado
Horário: 16h20 (de Brasília)
Árbitro: Edivaldo Elias da Silva (PR)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Luiz H. Souza Santos Renesto (PR)
Cartões amarelos: Devid, Elias e Marcão (Atlético-PR); Alex Alves, Alex Bruno, Lúcio Flávio, Rogério e Ângelo (Paraná)
Cartão vermelho: Pedro Botelho (Atlético-PR)
Gols: ATLÉTICO-PR: Cleberson, aos 30 minutos do primeiro tempo
PARANÁ: Anderson, aos 08 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Weverton; Maranhão, Manoel, Cleberson e Pedro Botelho ; Deivid, João Paulo, Henrique (Zezinho) e Elias (Paulo Baier); Marcelo (Renan Foguinho) e Marcão
Técnico: Ricardo Drubsky
PARANÁ: Luis Carlos; Paulo Henrique (Ângelo), Anderson, Alex Bruno e Alex Alves; Ricardo Conceição, Cambará (Wellington), Douglas Packer e Lúcio Flavio; Luisinho e Wellington Silva (Arthur
Técnico: Toninho Cecílio

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

A um ponto do paraíso:Furacão enfrenta o Paraná para voltar a Série A.


Chegou a hora torcedor atleticano.Na tarde desse sabado o furacão decide sua vida melhor,confirma sua volta a elite do futebol ancional e o destino quis que fosse em um clássico estadual contra o Paraná Clube,foram 38 rodadas de luta,garra,suor e dificuldades,até chegar ao G4 e amanhã é o grande dia de finalmente confirmar essa volta a primeira divisão lugar de onde jamais deveria ter saído.
 Mas para isso o furacão terá que manter os pés no chão afinal,nada está resolvido porém diante da sua torcida o furacão vai pra cima dessa vez sabendo,que está a 90 minutos da sua volta a elite.E para a decisão de amanhã o furacão terá algumas novidades no time para voltar a elite.

       O TIME:
Para a partida o técnico Ricardo Drubscky,terá as voltas do zagueiro Cléberson e do meia Henrique que estarão em campo amanhã a tarde no janguitão,contra partida Felipe cumprirá suspensão Luiz Alberto titular na última rodada ficará no banco de reservas no demais o furacão será o mesmo que empatou com o Criciúma na ultima rodada.

FICHA TÉCNICA:
Local:Janguitão.
Data:24 de novembro de 2012.
Horário:16:20
Arbitro:Edivaldo Elias da Silva.
Auxiliares:Ivan Carlos Bohn e Luiz Santos Souza Ernesto.

Atlético-PR:Weverton;
Maranhão, Manoel, Cleberson e Pedro Botelho;
David, João Paulo, Henrique e Elias;
Marcelo e Marcão.Tec Ricardo Drubscky.

Paraná Clube:Luís Carlos; 
Paulo Henrique, Anderson, Alex Alves e Fernandinho; 
Ricardo Conceição, Cambará, Douglas Packer (Alex Bruno) e Lucio Flavio; 
Luisinho e Arthur.Tec Toninho Cecilio.

De olho no inimigo:Informações do Paraná Clube.


O adversário desse sabado do furacão o Paraná,ocupa a décima primeira colocação na tabela,para o tricolor em termos de classificação serve apenas para cumprir tabela,porém o objetivo maior é evitar o retorno do furacão a elite do futebol Brasileiro e também quebrar um grande tabu.Para a partida de amanhã o time vem de uma semana turbulenta com salários atrasados os atletas ameaçaram até não treinar mas prometem suar a camisa na partida de amanhã.

      O TIME:
Para a partida,o técnico Toninho Cecilio terá a volta do zagueiro Anderson que volta de suspensão,outro que volta a equipe é o atacante Arthur,sendo assim o Paraná vai a campo com:Luís Carlos; Paulo Henrique, Anderson (Alex Bruno), Alex Alves e Fernandinho; Ricardo Conceição, Cambará, Douglas Packer e Lucio Flavio; Luisinho e Arthur (Wellington Silva).

Relembre como foi furacão e Paraná no 1°turno.


sábado, 17 de novembro de 2012

Veja os melhores momentos do empate do furacão contra o Criciúma.


Ficou tudo pro fim:Furacão só empata,e fica a um ponto da série A.


Ainda não foi o dia do furacão retornar a elite do futebol brasileiro,mesmo com os outros resultados ajudando o furacão não conseguiu sair do zero contra o Criciúma e agora decidirá a vaga na última rodada contra o Paraná Clube no eco estádio no próximo sábado.Em jogo onde a presença da galera atleticana foi marcante,o furacão ainda não fez a festa e acabou classificando o tigre catarinense,agora o furacão precisa de apenas um empate para volta a Série A.

           O JOGO:

O Criciúma começou o jogo no ataque e numa bola parada, aos dois minutos quase fez. Kléber cobrou falta da entrada da área, o ataque desviou e obrigou o goleiro Santos a fazer uma linda defesa. Depois desta primeira jogada, o Atlético acertou a marcação e viu pouco o Tigre chegar ao campo de ataque.
Por outro lado, os paranaenses também não conseguiam criar nada no campo de ataque, já que o meio-campo estava muito congestionado e nenhum dos times utilizava as laterais. Se as chances não apareciam, o nervo dos jogadores estava quente. Qualquer dividida era motivo de discussão e ameaça de empurra-empurra.
No final do primeiro tempo, o Criciúma teve uma chance perigosa, mais uma vez, na bola parada. Da entrada da área, Zé Carlos cobrou falta rasteira, na mão de Santos, que fez uma boa defesa e salvou o Atlético. Na saída, os jogadores afiraram que o jogo foi muito preso no meio-campo e que para etapa final, as coisas tinham que mudar.
 O furacão voltou totalmente diferente para o segundo tempo. A começar pela camiseta, na etapa final, a com listras pretas e vermelhas. Em campo, com uma outra postura, marcando mais no campo de ataque e querendo o gol de todos os jeitos. Mas, a defesa do Tigre seguia firme e segurava o jogo.
Logo aos 15 minutos, após cruzamento na pequena área, Elias girou em cima da defesa, mas na hora do chute, a bola foi travada pela defesa do Criciúma e o chute saiu prensado, direto para linha de fundo. Pressionando, o Atlético não conseguia balançar as redes e passou a sofrer com os contra-ataques catarinenses.
Mas, com o passar do tempo e o gol não saindo, o jogo foi cada vez mais ficando morno. Como estava atrasado 15 minutos, aos 35 minutos, todos os jogos tinham acabado e com o empate em São Caetano do Sul, entre o Azulão e Goiás, o Tigre já tinha conquistado o acesso, mesmo com a derrota. Se os paranaenses fizessem um gol, também iriam conquistar a vaga.
Com isto, os paranaenses pressionaram, mas não furaram o bloqueio catarinense. No apito final, o Criciúma fez a festa com seus torcedores, já que garantiram o acesso. Agora, o Atlético precisa de uma simples vitória, no clássico contra o Paraná

FICHA TÉCNICA:

CRICIÚMA 0 X 0 ATLETICO-PR
Local: Estádio Heriberto Hulse, em Criciúma
Dia: 17 de Novembro - Sábado
Horário: 16:20h
Árbitro: Marcio Chagas da Silva(RS) 
Assistentes: Carlos Henrique Selbach (RS) E Rafael da Silva Alves (RS).

CRICIÚMA: Michel Alves; Eric, Ozéia, Matheus Ferraz e Marlon; França, Valber(Gilmar), Fransérgio(Elias) e Kleber; Lins(Douglas) e Zé Carlos
Técnico: Paulo Comelli

ATLÉTICO: Santos; Maranhão, Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho; Deivid, João Paulo, Felipe(Henrique) e Elias(Paulo Baier); Marcão e Marcelo
Técnico: Ricardo Drubscky

SUBIR FURACÃO!!!!!!Rubro negro encara o Criciúma para sacramentar o acesso.


É hoje nação atleticana.a partir das 16:20 no estádio Heriberto Hulse em Criciúma o furacão estará em campo,por cada torcedor,por cada coração rubro negro que irá bater mais forte a cada segundo da partida,que pode marcar a volta do furacão a elite do futebol nacional.Basta uma vitória simples e um empate do São Caetano para o furacão retornar ao lugar de onde jamais deveria ter saido,além disso contará mais uma vez com um enorme apoio da nação rubro negra,que irá "invadir"Criciúma lotando o setor de visitantes para a partida de hoje a tarde.Quanto ao time,o técnico Ricardo Drubscky,terá alguns problemas para montar a equipe que terá algumas mudanças em relação ao jogo anterior.

                        O TIME:
No geral são três desfalques ao começar pelo gol,Weverton suspenso não joga e Santos será titular,na zaga Cléberson continua de fora e Luiz Alberto será titular ao lado de Manoel.Já na meia cancha o desfalque é Deivid que também está suspenso Derley entrará jogando ao lado de João Paulo,outra novidade e o meia Felipe que começa como titular no lugar de Henrique que fia no banco de reservas.

    FICHA TÉCNICA:
CRICIÚMA X ATLETICO-PR
Local: Estádio Heriberto Hulse, em Criciúma
Dia: 17 de Novembro - Sábado
Horário: 16:20h
Árbitro: Marcio Chagas da Silva(RS) 
Assistentes: Carlos Henrique Selbach (RS) E Rafael da Silva Alves (RS).

CRICIÚMA: Douglas Leite; Eric, Ozéia, Matheus Ferraz e Marlon; França, Elias, Fransérgio e Valber(Kleber); Lins e Zé Carlos
Técnico: Paulo Comelli

ATLÉTICO: Santos; Maranhão, Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho; Deivid, João Paulo, Felipe e Elias; Marcão e Marcelo
Técnico: Ricardo Drubscky

De olho no inimigo:Informações do Criciúma.


O adversário desse sábado do furacão,também faz dessa partida uma decisão afinal,o tigre também está a 90 minutos do acesso a séria A do futebol brasileiro e ainda sonha com o titulo.Comandado pelo técnico Paulo Comelli o time catarinense também conta com a força de sua torcida que deve lota o estádio Heribrto Hulse para a partida contra o furacão.quanto o time o técnico Paulo Comelli não faz mistérios e já definiu o time que vai a campo,o tigre tem 2 desfalques para a partida,o goleiro Michel Alves e o zagueiro Nirley,por outro lado terá as voltas do volante França e do meia Kleber.sendo assim o Criciúma vai a campo com:Michel Alves; Eric, Ozeia, Matheus Ferraz e Marlon; Fransergio e França, Giovanni Augusto e Kleber; Lins e Zé Carlos.

Relembre como foi furacão e Criciúma no 1°turno.


sábado, 10 de novembro de 2012

Reveja os gol da vitória do furacão contra o ASA


Com emoção,assim é furacão:Furacão vence o ASA e fica a uma vitória da elite.


Furacão venceu o ASA por 3a1 em Arapiraca,depois de começar avassalador,furacão diminuiu o ritmo mas conquistou os três pontos e agora fica a apenas uma vitória de voltar a elite do futebol nacional.Se vencer o Criciúma o furacão garante o acesso a elite e ainda pode disputar o titulo da série B.

  O JOGO:


A partida começou quente, com algumas jogadas mais fortes e um grande bate-boca entre os jogadores após falta dura de Elias sobre Wallisson. Aos cinco minutos, a bola passou por todo o ataque atleticano e Marcão, na cara do gol, furou. Pouco tempo depois, Lúcio Maranhão invadiu a área atleticana e foi travado antes do chute.
O jogo era fraco, com muitas bolas rebatidas e erros de passes. Aos 14 minutos, Maranhão tentou o cruzamento e Audálio se adiantou para afastar o perigo. Aos 17 minutos, Felipe partiu para a jogada individual, mas segurou demais a bola, permitindo a recomposição da zaga alagoana. Até que, aos 22 minutos, Marcelo invadiu a área, passou pelo goleiro e empurrou para o fundo das redes.
Apenas um minuto depois, Marcão aproveitou cruzamento de Felipe e desta vez não furou, tocando para o gol para fazer o segundo. Contra-ataque rubro-negro aos 32 minutos, Marcelo chutou cruzado e a bola foi pela linha de fundo, sem grande perigo.
O ASA acordou quando Edson Veneno entrou na área e Weverton deixou a meta para fazer o corte. Mas a resposta foi fatal. Aos 43 minutos, Maranhão aproveitou rebote e bateu para o fundo das redes. O time da casa reclamou impedimento.
Na segunda etapa, o Atlético voltou com Taiberson no lugar de Marcelo, enquanto o ASA trocou Alexsandro por Rogélio Maranhão. Aos três minutos, o centroavante dominou na entrada da área e disparou o chute para defesa de Weverton. A equipe alagoana mostrava mais vontade e, aos 12 minutos, Rogério Maranhão, de cabeça, descontou.
Fora das quatro linhas, muita reclamação, e o árbitro expulsou técnico do ASA, Nedo Zavier, e o auxiliar Alberto, pelo lado do Furacão. Com uma jogada plasticamente bonita, Rogério Maranhão quase fez mais um aos 15 minutos. Visivelmente satisfeito com os três gols marcados na primeira etapa, o Atlético jogava recuado, esperando um erro do adversário, que tentava pressionar.
O rubro-negro voltou a assustar aos 26 minutos, em chute de Elias para boa defesa de Gilson. Também de longe, aos 29 minutos, Derley soltou o petardo pela linha de fundo. As emoções ficaram reservadas para o final da partida. Em posição duvidosa, Davi Ceará desviou na área após cobrança de falta e marcou o segundo gol. O time de Arapiraca partiu com tudo para o ataque, mas a defesa paranaense estava bem fechada e conseguiu segurar a vitória.
FICHA TÉCNICA:
Local: Estádio Coaracy Fonseca, em Arapiraca (AL) 
Data: 09 de novembro de 2012, sexta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília) 
Arbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA) 
Assistentes: Marco Aurélio dos Santos Pessanha (RJ) e Marcio Gleidson Correia Dias (PA)
Cartões amarelos: Lúcio Maranhão (ASA); Elias, Cleberson, Derley, Taiberson, Paulo Baier e Weverton (Atlético-PR)
Cartão vermelho: Derley (Atlético-PR) 
Gols: 
ASA: Rogério Maranhão, aos 12 minutos, e Davi Ceará, aos 37 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Marcelo, aos 22 minutos, Marcão, aos 23 minutos e Maranhão, aos 43 minutos do primeiro tempo
ASA-AL: Gilson Rodrigo; Audálio (Davi Ceará), Fabiano e Wallison (Valdívia); Osmar, Cal, Lucas, Didira e Edson Veneno; Alexsandro (Rogério Maranhão) e Lúcio Maranhão
Técnico: Nedo Xavier
ATLÉTICO-PR: Weverton; Maranhão, Luiz Alberto, Cleberson e Pedro Botelho; Derley, João Paulo, Felipe (Henrique) e Elias (Paulo Baier); Marcelo (Taiberson) e Marcão
Técnico: Ricardo Drubscky

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Para se recuperar:Furacão enfrenta o ASA,pra ficar ainda mais perto da elite.


Vencer ou vencer!Esse é o lema do furacão para a partida de amanhã contra o ASA em Arapiraca,após o empate em casa contra o América,uma vitória amanhã pode deixar o furacão ainda mais perto da elite do futebol brasileiro mas para isso o técnico Ricardo Drubscky pede muita atenção aos atletas do furacão,para evitar novo deslize no campeonato.Para a partida o treinador terá novidades,mudanças em relação ao jogo anterior:

                     O TIME:
Para a partida o técnico Ricardo Drubscky,não poderá contra com o zagueiro Manoel que está suspenso,Luiz Alberto será titular ao lado de Cleberson,outra novidade está na meia cancha onde Deivid suspenso dá vaga a Derley que joga ao lado de João Paulo,ainda o treinador mantem uma dúvida na lateral esquerda,Pedro Botelho,Wellington Saci e Heracles,que reaparece brigam pela vaga no setor.

Ficha técnica:

ASA X ATLÉTICO-PR
Local: Coaracy Fonseca, em Arapiraca
Dia: 09 de Novembro - Sexta-feira
Horário: 21:50h
Árbitro: Dewson Freitas da Silva(PA)
Assistente: Marco Aurélio dos Santos Pessanha(RJ) e Marcio Gleidson Correia Dias(PA)

ASA: Gilson; Audálio, Fabiano e Walisson; Osmar, Cal, Lucas, Didira e Edson Veneno (Chiquinho Baiano); Alexsandro e Lúcio Maranhão.
Técnico: Nedo Xavier

ATLÉTICO-PR: Weverton; Maranhão, Cleberson, Luiz Alberto e Pedro Botelho(Wellington Saci); Deivid, João Paulo, Henrique e Elias; Marcelo e Marcão
Técnico: Ricardo Drubscky

De olho no inimigo:Informações do ASA.


O ASA adversário dessa sexta feira do furacão,ocupa as 12 colocação na tabela e apenas cumpri tabela no campeonato,comandado por Nedo Xavier o time alagoano não tem mais objetivos em 2012,e apenas quer terminar de maneira honrosa a série B.Para a partida o treinador terá novidades,Lucas e Chiquinho Baiano estão de volta ao time titular e vão a campo amanhã.sendo assim o ASA deve ir a campo com:Gilson; Audálio, Fabiano e Walisson; Osmar, Cal, Lucas, Didira e Chiquinho Baiano; Alexsandro e Lucio Maranhão.