Tudo igual:Atlético passa sufoco,e fica no empate com o PSTC.


Na tarde desse sábado,o time misto do furacão passou sufoco diante o PSTC mesmo jogando em casa o rubro negro não conseguiu superar o time do interior e ficando em um empate em 2a2.Na primeira etapa um jogo muito fraco sem gol já na segunda etapa o rubro negro marcou com Mateus Rosseto mas permitiu a virada do adversário,porém no fim de pênalti Matheus Anjos garantiu o empate para o Rubro negro.Agora o furacão volta a campo pelo estadual diante o Prudentópolis porém antes faz a partida decisiva diante o Millonários em Bogotá.

O JOGO:
A partida começou com as duas equipes buscando o jogo, com velocidade, mas pouca eficiência no ataque. Aos três minutos, Luiz Otávio recebeu na entrada da área, mas deu mole e ficou sem a bola antes do chute. Aos nove minutos, Neverton arriscou um bom chute de longe e Weverton espalmou para salvar e ceder escanteio para o time visitante.
O Furacão tentava chegar pelas pontas, como aos 13 minutos, com Léo cruzando para Murilo desviar de cabeça, fraco, facilitando o trabalho da defesa procopiense. Aos 21 minutos, Anjo cobrou falta, a bola sobrou para Marcão, na marca do pênalti, mas o arremate foi pela linha de fundo. Aos poucos o Rubro-Negro se soltava. Mais uma cabeçada de Murillo, aos 26 minutos, e dessa vez a bola passou perto.
Apesar de ter maior posse de bola, o Atlético tinha dificuldade de criar oportunidades reais de gol. Aos 37 minutos, Zé Ivaldo pegou sobra após cobrança de escanteio, mas finalizou em cima da defesa do PSTC. Aos 44 minutos, a equipe do interior chegou com Paulinho, que bateu de longe, à esquerda da meta.
Na segunda etapa, o PSTC voltou com Cleverson no lugar de Lucas Trindade. Aos três minutos. Matheus Anjos entrou na área, e foi travado e ficou no chão pedindo penalidade, não marcada pela arbitragem. Até que, aos sete minutos, Matheus Rosseto aproveitou cruzamento de Nikão e completou para o fundo das redes para abrir a contagem.
Com vantagem no placar, o Atlético passou a tocar a bola com mais calma e estava mais próximo do segundo do que tomar o primeiro. Aos 17 minutos, Bruno Rodrigues avançou em velocidade, partiu para a jogada individual e bateu cruzado, pela linha de fundo. Porém, aos 21 minutos, Carlos Henrique invadiu a área e foi derrubado por Marcão. Pênalti marcado. Na cobrança, Carlos Henrique deixou tudo igual.
A virada veio aos 27 minutos, com Erick, que após cobrança de escanteio subiu mais do que todo mundo para testar e marcar. O PSTC fazia uma partida segura e, à frente no placar, conseguia administrar bem. Vacilo da defesa atleticana, aos 39 minutos, Erick pegou a sobra e bateu para fora, com perigo. Mas, aos 43 minutos, Cleberson colocou a mão na bola e o árbitro deu o pênalti. Matheus Anjos cobrou, marcou e impediu a derrota rubro-negra na Arena.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 2 X 2 PSTC
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 04 de fevereiro de 2017, sábado
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Edivaldo Elias da Silva
Assistentes: Giovani Marlus de Oliveira Massoqueto e João Fabio Machado Brischilari
Cartões amarelos : Lucas Trindade, Paulinho e Cleberson (PSTC)
Gols
ATLÉTICO-PR: Matheus Rosseto, aos 07 minutos e Matheus Anjos, aos 44 minutos do segundo tempo
PSTC: Carlos Henrique, aos 22 minutos e Erick, aos 27 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Zé Ivaldo, Marcão, Nicolas; Lucas Otávio, Rossetto, Matheus Anjos; Nikão (Yago), Crysan (Bruno Rodrigues) e Murillo (Renan Lodi)
Técnico: Paulo Autuori
PSTC: Juninho; Paulinho, Lucas Trindade (Cleverson), Marcão e Boré; Denilson, Somália, Erik e Denner (Léo Costa); Carlos Henrique e Néverton (Lucão).
Técnico: Reginaldo Vital.


Nenhum comentário:

Postar um comentário