Mais uma neles:Atlético vence o coxa na Vila.


E o quarto atletiba do ano de furacão,e com sobras na Vila Capanema com gols de Rosseto e Pablo o rubro negro foi superior ao time verde e saiu com 2a0 no placar e garantindo a terceira vitória no ano contra seu rival.Após um jogo onde o furacão mostrou superioridade dentro dos 9 minutos o furacão chegou a vitória e retornou ao G-6 do brasileirão,na próxima rodada o rubro negro vai a Belo Horizonte enfrentar o América-MG.

O JOGO:

 A partida começou bastante corrida, disputada, com muita marcação. Os três minutos, Lucho cobrou falta fechada para Pablo, mas João Paulo apareceu para afastar. A briga era intensa no meio-campo, com muitas roubadas de bola. Chute a gol mesmo somente aos nove minutos, com Raphael Veiga, que girou o corpo e arrematou por cima da meta. Aos 12 minutos, Renan cruzou na medida para Thiago Heleno desviar pela linha de fundo.
Furacão no ataque, aos 20 minutos, com Pablo acreditando em uma bola quase perdida e cruzando para Matheus Rosseto pegar e acertar um belo chute e estufar as redes para abrir o placar. Aos 25 minutos, o Coxa tentou responder, com João Paulo cobrando falta no cantinho e obrigando Weverton a fazer ótima defesa. O árbitro colocou em prática uma parada técnica por conta do calor.
Quando a bola voltou a rolar, aos 34 minutos, Léo cobrou falta na área, ela ficou pingando até que Juan conseguiu dar um balão e Wilson saiu para agarrar. As equipes não conseguiam criar oportunidades reais de gols e os goleiros praticamente não trabalhava. Aos 45 minutos, Edinho brigou pela bola dentro da área atleticana, mas a arbitragem parou o lance antes da tentativa de arremate.
Para a etapa final, o Alviverde voltou com Carlinhos e Kazim nos lugares de Edinho e Vinícius. Com a bola rolando, o mesmo clima do primeiro tempo, com algumas disputas polêmicas, mas pouca eficiência dos times com a bola rolando. Aos 10 minutos, Léo cobrou falta na área nos pés de Renan Lodi que, no entanto, espanou e entrou para os adversários.
Apenas um erro poderia trazer emoção à partida e ele aconteceu aos 16 minutos, com Dodô entregando a bola para o Furacão. Hernani agradeceu e mandou um verdadeiro petardo, carimbando a trave. O Coritiba até conseguiu marcar, aos 19 minutos, mas o gol de Carlinhos foi invalidade por conta de um toque de mão no lance. Mas, aos 23 minutos Pablo recebeu com liberdade, penetrou na área e tocou na saída de Wilson para ampliar.
Após mais uma parada técnica, aos 34 minutos, Juan, já no desespero, arriscou um chute de longa distância e isolou a bola. Os dois times já pareciam não ter vontade ou força para acelerar o jogo, que seguia morno. Aos 40 minutos, Léo partiu para a jogada individual, chegou no fundo, mas cruzou para ninguém. Aos 47 minutos, o último chute de Juan, que parou em Weverton.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 2 X 0 CORITIBA
Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR)
Data: 16 de outubro de 2016, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (Asp.Fifa- RJ)
Assistentes: Luiz Claudio Regazone (Asp.Fifa-RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (Asp.Fifa- RJ)
Cartões amarelos: Otávio (Atlético-PR); Juninho e Iago (Coritiba)
Gols
ATLÉTICO-PR: Matheus Rosseto, aos 20 minutos do primeiro tempo e Pablo, aos 23 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Wanderson, Thiago Heleno e Renan Lodi (Sidcley); Otávio, Hernani e Lucho González (João Pedro); Matheus Rossetto (Marcão), Lucas Fernandes e Pablo.
Técnico: Paulo Autuori
CORITIBAWilson; Dodô (Iago), Walisson Maia, Luccas Claro e Juninho; Edinho (Carlinhos), João Paulo, Raphael Veiga e Juan; Leandro e Vinicius (Kazim)
Técnico: Paulo César Carpegiani
Veja os gols do jogo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário