Firme na luta:Atlético vence o Cruzeiro e volta ao G-6.


Foi no sufoco mais o furacão fez mais uma vez valer seu retrospecto como mandante,o furacão bateu o Cruzeiro na arena por 1a0 na tarde desse sábado e retornou ao G-6 do brasileirão,com um gol contra do ex atleticano Manoel o rubro negro conseguiu segurar o resultado positivo e assim garantiu mais três pontos na tabela.Na próxima rodada o furacão vai até Salvador encarar o Vitória.

O JOGO:

Em alta velocidade. Assim começou a disputa, com as duas equipes tentando encontrar os melhores espaços do campo. Aos três minutos, Léo partiu sozinho com a bola para cima da defesa mineira e teve sucesso até ser travado por Bruno Rodrigo. Aos poucos, empurrado pelo torcedor, o Furacão se soltava. Aos sete minutos, confusão na área, a bola sobrou para André Lima, que arrematou em cima de Rafael.
Com uma bomba, aos 13 minutos, Hernani assustou Rafael em cobrança de falta. Mas, após a cobrança de escanteio, Pablo desviou de cabeça, a bola desviou em Manoel e foi para o fundo das redes. O Cruzeiro tentou responder, com William, que recebeu com liberdade, mas em posição de impedimento. A Raposa tentava acordar, mas o Rubro-Negro estava bem postado em campo.
Troca de passes na frente da área atleticana, aos 28 minutos antes de a bola sobrar para Bryan arriscar o chute, nas mãos de Weverton. Aos 31 minutos, após lançamento na medida, Alisson invadiu a área e Paulo André apareceu para fazer a cobertura e tranquilizar tudo por ali. O Atlético tentava manter a posse de bola, esperando por espaço e deixando o tempo correr. Aos 40 minutos, Arrascaeta saiu em velocidade para ao contra-ataque, mas antes de chegar à área foi derrubado.
Para o segundo tempo, as equipes retornaram sem alterações. A Raposa veio com mais disposição, e passou a ficar mais com a bola os pés. Aos sete minutos, Bruno Ramires partiu com a bola nos pés e cruzou pra Bryan, que se esticou todo, mas não conseguiu desviar para seu objetivo final. Autuori sentiu a pressão adversária crescer e apostou na entrada de Nikão no lugar de Lucas Fernandes.
Mais Cruzeiro no ataque, aos 12 minutos, com Ariel Cabral colocando na cabeça de Bruno Ramires, que mesmo sozinho estou pela linha de fundo. Lançamento em velocidade para Willian, aos 17 minutos, mas Weverton estava ligado para deixar a meta e interceptar. A aposta de Mano Menezes, aos 23 minutos, foi a entrada de Rafael Sóbis, sentindo que era possível buscar pelo menos o empate.
Manoel apareceu na frente, aos 28 minutos, para tentar resolver e quase conseguiu com uma bela cabeça que parou em Weverton. O zagueiro também apareceu com destaque, negativo, na outra ponta, aos 31 minutos, desviando chute de Nicolas para sua própria meta e por pouco não marcando mais um gol contra. Aos 38 minutos, Alisson invadiu a área e fuzilou para Weverton mais uma vez garantir a vitória. Já nos acréscimos, Bruno Rodrigo carimbou o travessão, mas ficou só no susto.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 1 X 0 CRUZEIRO
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 29 de outubro de 2016, sábado
Horário: 16h30 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido R. de Souza (SP)
Assistentes: Marcia Bezerra Lopes Caetano (Fifa-SP) e Alex Ang Ribeiro (SP)
Cartões amarelos: Thiago Heleno (Atlético-PR); Bruno Rodrigo (Cruzeiro)
Gols
ATLÉTICO-PR: Manoel (contra), aos 13 minutos do primeiro tempo
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Paulo André, Thiago Heleno e Nicolas; Otávio, Hernani, Lucho González (João Pedro) e Lucas Fernandes (Nikão); Pablo e André Lima (Matheus Rosseto)
Técnico: Paulo Autuori
CRUZEIRO: Rafael; Ezequiel, Manoel, Bruno Rodrigo e Bryan; Bruno Ramires (Rafael Sóbis), Ariel Cabra, Romero e Arrascaeta (Alex); Alisson e Willian (Ábila)
Técnico: Mano Menezes
Veja como foi o jogo:


Casa cheia:Com promoção para a torcida,Atlético recebe o Cruzeiro na arena.


Na tarde desse sábado,o furacão retoma sua luta para retornar ao G-6,diante do Cruzeiro na arena da baixada o furacão terá seu retrospecto de melhor mandante e um apoio em peso de seu torcedor pois a diretoria anunciou nessa semana a promoção de ingressos para o torcedor abracando a campanha para chegar a Libertadores.Dentro de campo o técnico Paulo Autuori não deverá fazer grandes mudanças no time mas conta com um bom rendimento do time para buscar a reabilitação.

O Time:

Para a partida embora o time não esteja oficialmente confirmado,o rubro negro deverá ter apenas duas mudanças em relação a partida passada,isso por que Paulo André deve voltar a zaga ao lado de Thiago Heleno,e Pablo recuperado de lesão deve voltar ao time porém não foi confirmado,outra dúvida está na lateral esquerda entre Renan Lodi e Nícolas.

O Cruzeiro:

Brigando na parte de baixo da tabela,e com a cabeça voltada para a Copa do Brasil,o Cruzeiro vem com muitas mudanças e cheio de mistérios e dúvidas para a partida,mas o certo é que o técnico Mano Menezes irá cumprir sua segunda partida de suspensão,sendo assim então não comanda o time,quem também fica de fora são os zagueiro Léo,o volante Henrique,e o meia Robinho além de Rafael Sóbis que ainda é dúvida dessa forma uma provável formação do Cruzeiro é: Rafael; Ezequiel, Manoel, Bruno Rodrigo e Bryan; Denílson, Bruno Ramires, Ariel Cabral e Arrascaeta; Alisson e Willian

Ficha Técnica:

ATLÉTICO-PR X CRUZEIRO
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 29 de outubro de 2016, sábado
Horário: 16h30 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido R. de Souza (SP)
Assistentes: Marcia Bezerra Lopes Caetano (Fifa-SP) e Alex Ang Ribeiro (SP)
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Paulo André, Thiago Heleno e Renan Lodi(Nícolas); Otávio e Matheus Rossetto; Hernani, Lucho González e Lucas Fernandes; Pablo (André Lima)
Técnico: Paulo Autuori
CRUZEIRO: Rafael; Ezequiel, Manoel, Bruno Rodrigo e Bryan; Denílson, Bruno Ramires, Ariel Cabral e Arrascaeta; Alisson e Willian
Técnico: Mano Menezes


Assim não dá:Atlético é derrotado pelo América-MG.


Nem contra o lanterna,a péssima fase como visitante do furacão continua com mais uma atuação fraca o rubro negro foi derrotado pelo América-MG por 1a0 em Belo Horizonte e perdeu a chance de retornar ao G-6.Com mais uma atuação abaixo do esperado como visitante o furacão foi castigado com um gol no fim do jogo e voltou para Curitiba com mais uma derrota na bagagem,na próxima rodada o Atlético recebe na arena o Cruzeiro.

O JOGO:

O América começou a partida sem a responsabilidade do resultado. Virtual rebaixado para a série B, a diretoria já foca suas atenções no planejamento para a próxima temporada. Até por isso, no meio de semana, o Coelho se movimentou nos bastidores, mudando alguns setores internos.
Enderson Moreira, confirmado para 2017, já observa os atletas que vão compor seu grupo nas competições do ano que vem. No duelo, já pensando em 2017, ficou claro que o América precisa de um armador. A equipe alviverde iniciou o confronto dependendo bastante das ligações diretas, algo que atrapalhava o Coelho, que não conseguia segurar a bola no ataque.
O Atlético-PR, por sua vez, tinha tranquilidade para trabalhar o jogo e buscar as melhores ações. A metade da partida, entretanto, apresentava a seguinte realidade: os donos da casa com pouca criatividade conseguiram apenas uma boa oportunidade, com defesa de Weverton, já os visitantes pensavam mais o duelo, mas também conseguiram criar apenas uma chegada, com fácil defesa de João Ricardo.
Aos 25, o América teve sua mais clara chance de abrir o placar. Com boa jogada pelo lado esquerdo, Nixon por pouco não alcançou o cruzamento de Danilo que levou bastante perigo.
O Atlético-PR demostrava capacidade de propor o jogo, mas se mostrava também um time previsível, com pouca criatividade, algo que incomodava o técnico Paulo Autuori.
Quando o primeiro tempo aproximava do fim, o América passou a tomar mais os espaços e alcançava com mais facilidade a meta adversária. Na maioria das vezes pela esquerda, com Danilo, o Coelho agredia, mas não finalizava.
Segundo tempo
A etapa complementar se mostrou parecida ao inicio do jogo, as equipes tinham pouca criatividade na criação de jogadas. O Coelho tinha uma postura mais defensiva, esperando o visitante em seu campo de defesa.
A metade do segundo tempo mostrava uma partida com poucas oportunidades, sem chances, uma duelo frio, de duas equipes que não conseguiam criar algo para a partida.
O melhor momento da etapa complementar ocorreu aos 35 minutos. O América conseguiu encaixar um bom contra-ataque, Juninho cruzou na área e Michael não conseguiu aproveitar a chance na pequena área. No rebote, Danilo finalizou por cima.
Após a entrada do atacante Michael o América cresceu de rendimento e teve, pelo menos, três chances para abrir o placar. E deu resultado: após cobrança de escanteio, Eder Lima aproveitou o vacilo da zaga e marcou o tento da vitória.
Ficha Técnica:
AMÉRICA-MG 1 X 0 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Independência, Belo Horizonte (MG)
Data: 24 de outubro de 2016, domingo
Horário: 20h (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Rodrigo Henrique Correa (RJ) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
Gols: Eder Lima, aos 39 do segundo tempo (América)
AMÉRICA-MG: João Ricardo; Jonas, Éder Lima, Messias (Makton) e Ernandes; Danilo Leandro Guerreiro, Juninho, Tony e Nixon (Michael); Matheusinho (Renato Bruno).
Técnico: Enderson Moreira
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Wanderson, Thiago Heleno e Renan Lodi; Otávio e Matheus Rossetto (Nikão); Hernani, Lucho González e Lucas Fernandes (Giovanny); André Lima.
Técnico: Paulo Autuori

Para se manter na briga:Atlético enfrenta o América em BH.


Na noite dessa segunda feira,o furacão vai até o estádio Independência encarar o lanterna América,e apesar da situação critica do adversário o time rubro negro não espera uma partida fácil,até por que o desempenho rubro negro como visitante e pífio.E para quebrar essa série ruim como visitante e voltar ao G-6 o furacão terá algumas novidades na equipe para encara o coelho.

O TIME:

Para a partida o principal desfalque será o atacante Pablo,que com dores na coxa foi vetado pelo DM,por outro lado o time terá a volta do zagueiro Paulo André,além disso o atacante André Lima,os meias Luciano Cabral e Nikão também ficam a disposição para a partida,quanto ao substituto de Pablo Giovanny,Guilherme e o próprio André Lima brigam pela vaga.

O América-MG:

Em situação critica no brasileirão o América faz da partida contra o furacão,a partida da cartada final já que em caso de nova derrota o time mineiro pode ter seu rebaixamento de forma matemática decretado na próxima rodada,para a partida o técnico Enderson Moreira não terá o lateral Gilson,os zagueiros Alison e Roger e os atacantes Nilson e Osman assim o América deve ir a campo com:João Ricardo; Jonas, Éder Lima, Messias e Danilo; Leandro Guerreiro, Juninho, Ernandes, Tony e Nixon; Matheusinho

Ficha Técnica:


AMÉRICA-MG X ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Independência, Belo Horizonte (MG)
Data: 24 de outubro de 2016, domingo
Horário: 20h (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Rodrigo Henrique Correa (RJ) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
AMÉRICA-MG: João Ricardo; Jonas, Éder Lima, Messias e Danilo; Leandro Guerreiro, Juninho, Ernandes, Tony e Nixon; Matheusinho
Técnico: Enderson Moreira
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Paulo André (Wanderson), Thiago Heleno e Renan Lodi; Otávio e Matheus Rossetto; Hernani, Lucho González e Lucas Fernandes; André Lima(Giovanny,Guilherme).
Técnico: Paulo Autuori
Relembre Atlético e América no primeiro turno.

Mais uma neles:Atlético vence o coxa na Vila.


E o quarto atletiba do ano de furacão,e com sobras na Vila Capanema com gols de Rosseto e Pablo o rubro negro foi superior ao time verde e saiu com 2a0 no placar e garantindo a terceira vitória no ano contra seu rival.Após um jogo onde o furacão mostrou superioridade dentro dos 9 minutos o furacão chegou a vitória e retornou ao G-6 do brasileirão,na próxima rodada o rubro negro vai a Belo Horizonte enfrentar o América-MG.

O JOGO:

 A partida começou bastante corrida, disputada, com muita marcação. Os três minutos, Lucho cobrou falta fechada para Pablo, mas João Paulo apareceu para afastar. A briga era intensa no meio-campo, com muitas roubadas de bola. Chute a gol mesmo somente aos nove minutos, com Raphael Veiga, que girou o corpo e arrematou por cima da meta. Aos 12 minutos, Renan cruzou na medida para Thiago Heleno desviar pela linha de fundo.
Furacão no ataque, aos 20 minutos, com Pablo acreditando em uma bola quase perdida e cruzando para Matheus Rosseto pegar e acertar um belo chute e estufar as redes para abrir o placar. Aos 25 minutos, o Coxa tentou responder, com João Paulo cobrando falta no cantinho e obrigando Weverton a fazer ótima defesa. O árbitro colocou em prática uma parada técnica por conta do calor.
Quando a bola voltou a rolar, aos 34 minutos, Léo cobrou falta na área, ela ficou pingando até que Juan conseguiu dar um balão e Wilson saiu para agarrar. As equipes não conseguiam criar oportunidades reais de gols e os goleiros praticamente não trabalhava. Aos 45 minutos, Edinho brigou pela bola dentro da área atleticana, mas a arbitragem parou o lance antes da tentativa de arremate.
Para a etapa final, o Alviverde voltou com Carlinhos e Kazim nos lugares de Edinho e Vinícius. Com a bola rolando, o mesmo clima do primeiro tempo, com algumas disputas polêmicas, mas pouca eficiência dos times com a bola rolando. Aos 10 minutos, Léo cobrou falta na área nos pés de Renan Lodi que, no entanto, espanou e entrou para os adversários.
Apenas um erro poderia trazer emoção à partida e ele aconteceu aos 16 minutos, com Dodô entregando a bola para o Furacão. Hernani agradeceu e mandou um verdadeiro petardo, carimbando a trave. O Coritiba até conseguiu marcar, aos 19 minutos, mas o gol de Carlinhos foi invalidade por conta de um toque de mão no lance. Mas, aos 23 minutos Pablo recebeu com liberdade, penetrou na área e tocou na saída de Wilson para ampliar.
Após mais uma parada técnica, aos 34 minutos, Juan, já no desespero, arriscou um chute de longa distância e isolou a bola. Os dois times já pareciam não ter vontade ou força para acelerar o jogo, que seguia morno. Aos 40 minutos, Léo partiu para a jogada individual, chegou no fundo, mas cruzou para ninguém. Aos 47 minutos, o último chute de Juan, que parou em Weverton.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 2 X 0 CORITIBA
Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR)
Data: 16 de outubro de 2016, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (Asp.Fifa- RJ)
Assistentes: Luiz Claudio Regazone (Asp.Fifa-RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (Asp.Fifa- RJ)
Cartões amarelos: Otávio (Atlético-PR); Juninho e Iago (Coritiba)
Gols
ATLÉTICO-PR: Matheus Rosseto, aos 20 minutos do primeiro tempo e Pablo, aos 23 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Wanderson, Thiago Heleno e Renan Lodi (Sidcley); Otávio, Hernani e Lucho González (João Pedro); Matheus Rossetto (Marcão), Lucas Fernandes e Pablo.
Técnico: Paulo Autuori
CORITIBAWilson; Dodô (Iago), Walisson Maia, Luccas Claro e Juninho; Edinho (Carlinhos), João Paulo, Raphael Veiga e Juan; Leandro e Vinicius (Kazim)
Técnico: Paulo César Carpegiani
Veja os gols do jogo:

Hora de reação:Atlético tem atletiba na Vila Capanema.


Na busca de uma reação imediata após a derrota na última rodada,o furacão busca uma reabilitação justamente em um clássico atletiba,entre os problemas sem dúvidas o maior é para o lado rubro negro que não terá sua maior arma,a arena da baixada que irá receber um evento musical.Dessa forma o duelo será na Vila Capanema e o rubro negro tenta a reabilitação para voltar ao grupo que vai a Libertadores.Quanto ao time o técnico Paulo Autuori tem alguns problemas e algumas dúvidas para escalar a equipe para a partida.

O TIME:

Para a partida,o furacão perdeu o zagueiro Paulo André que sentiu uma lesão no joelho na partida contra o Grêmio e foi vetado,dessa forma Wanderson deve ser titular ao lado de Thiago Heleno,já na lateral esquerda Nicólas volta de suspensão e disputa posição com Renan Lodi,mais a frente quem volta é Lucas Fernandes que será titular enquanto Rosseto e Marcos Guilherme brigam por outra vaga no time,lembrando também que os atacantes Luan e André Lima seguem de fora vetados pelo departamento médico.

O Coritiba:

Buscando reabilitação para se afastar a zona de rebaixamento,o coxa terá duas mudanças na equipe titular para enfrentar o furacão,para a partida o técnico Paulo Cesar Carpegiani não terá o lateral Cesar Benitez e o zagueiro Nery Bareiro ambos suspenso com o terceiro amrelo,send assim Dodô e Wallysson Maia devem ser as novidades na equipe a provável formação do coxa para o clássico é:Wilson; Dodô, Walisson Maia, Luccas Claro e Juninho; João Paulo, Raphael Veiga e Juan; Leandro, Iago e Kazim

Ficha Técnica:

ATLÉTICO-PR X CORITIBA
Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR)
Data: 16 de outubro de 2016, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (Asp.Fifa- RJ)
Assistentes: Luiz Claudio Regazone (Asp.Fifa-RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (Asp.Fifa- RJ)
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo,Wanderson, Thiago Heleno e Renan Lod(Nicolás); Otávio, Hernani e Lucho González; Matheus Rossetto (Marcos Guilherme), Lucas Fernandes e Pablo.
Técnico: Paulo Autuori
CORITIBAWilson; Dodô, Walisson Maia, Luccas Claro e Juninho; João Paulo, Raphael Veiga e Juan; Leandro, Iago e Kazim
Técnico: Paulo César Carpegiani
Relembre como foi o clássico no primeiro turno.

complicou:Atlético perde para o Grêmio e sai do G-6.


E a péssima fase como visitante d furacão continua,na noite dessa quinta feira o furacão derrotado pelo Grêmio por 1a0 em Porto Alegre e saiu do G-6,após fazer mais uma partida apática com visitante o furacão pouco criou e tomou um gol em um vacilo do goleiro Weverton.Na próxima rodada o furacão recebe o Coritiba na Vila Capanema.

O JOGO:

 O Furacão tentou mostrar seu cartão de visitas logo no primeiro minutos, com Marcos Guilherme acionando Lucho González. O argentino dominou e soltou o pé por cima da meta. Na resposta, aos três minutos, Douglas fez o levantamento e Marcelo Oliveira desviou nas mãos de Weverton. De longe, aos sete minutos Douglas arriscou o chute, à esquerda da meta.
O Tricolor era bem mais efetivo em campo, mas a defesa atleticana impedia maiores penetrações. O Rubro Negro tentou chegar pela ponta com Renan Lodi, que cruzou fechado, mas em cima da marcação e, na volta, ainda tocou pela linha de fundo. Edílson apareceu com liberdade pela direita, abriu espaço e bateu para defesa de Weverton.
As bolas de longa distância foram as armas encontradas pelo Grêmio para pressionar. Aos 22 minutos, Maicon arriscou de antes da intermediária e quase surpreendeu o goleiro atleticano. Aos 33 minutos, foi a vez de Luan que avançou sozinho e chutou de longe, para fora. Ramiro tento encontrar Pedro Rocha na área, aos 39 minutos, mas o atacante esse esticou todo sem conseguir tocar na bola. Mas, aos 46 minutos, Edílson chutou cruzado, Weverton soltou a bola e Pedro Rocha só teve o trabalho de empurrar para as redes.
Para a segunda etapa, o Furacão voltou com Guilherme Schettine no lugar de Matheus Rosseto. Mas quem pressionava a o Tricolor. Aos seis minutos Pedro Rocha pegou sobra de bola e arrematou para fora. Aos nove minutos, mais uma chance de longe, com Luan, que cobrou falta e acertou o travessão. Aos 14 minutos, muita reclamação, quando Luan entrou na área e foi travado por Léo.
O zagueiro Paulo Andre, aos 18 minutos, tomou uma forte pancada no rosto e deixou a partida direto para a ambulância. Em uma rara cegada, o Furacão teve uma boa chance para empatar, aos 27 minutos, em cabeçada forte de Pablo, que mandou pela linha de fundo. O Grêmio administrava e chamava o paranaense para seu campo. Aos 35, Ramiro apareceu em velocidade e Weverton deixou a meta para interceptar.
Aos 41 minutos, o Tricolor quase fez o segundo, primeiro em chute de Douglas, que Weverton soltou e, no rebote, com Everton, que perdeu. Mas o gol não fez falta e os três pontos estavam garantidos no quarto encontro entre as equipes na temporada.
Ficha Técnica:
GRÊMIO 1 X 0 ATLÉTICO-PR
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Data: 13 de outubro de 2016, quinta-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Pericles Bassols Pegado Cortez (Fifa-PE)
Assistentes: Clovis Amaral da Silva (Asp.Fifa- PE) e Cleberson do Nascimento Leite (PE)
Cartões amarelos: Everton e Luan (Grêmio); Weverton e Hernani (Atlético-PR)
GRÊMIO: Pedro Rocha, aos 46 minutos do primeiro tempo
GRÊMIO: Bruno Grassi; Edílson, Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Walace, Maicon, Ramiro (Jaílson), Douglas (Lincoln) e Pedro Rocha (Everton); Luan.
Técnico: Renato Gaúcho
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Paulo André (Wanderson), Thiago Heleno e Renan; Otávio e Matheus Rossetto (Guilherme Schettine); Hernani, Lucho González e Marcos Guilherme (Juninho); Pablo.
Técnico: Paulo Autuori
Veja como foi o jogo:


De olho nos três pontos:Com novidades,Atlético enfrenta o Grêmio e Porto Alegre.


O Furacão encara o Grêmio na noite dessa quinta feira em Porto Alegre,as duas equipes se reencontram no mesmo palco do dramático jogo onde o furacão foi eliminado da Copa do Brasil.Embora a competição seja outra o caráter da partida não deixa de ser decisivo já que e uma partida considerada de "seis pontos" para os dois times que lutam por uma vaga na Libertadores,e para superar os gaúchos o furacão terá novidades na equipe.

O TIME:

Para a partida são novidades na equipe titular,isso por que o lateral Nicolas,,o meia Lucas Fernandes e os atacantes Luan e André Lima estão fora da partida diante o tricolor gaúcho,dessa forma Marcão ganha uma chance na lateral esquerda Marcos Guilherme briga por uma posição no meio campo com Juninho e Rosseto segue de titular na contenção ao lado de Otávio e Hernâni.

O Grêmio:

Para a partida,o técnico Renato Gaúcho fez mistério quanto a equipe que vai a campo,mas o certo é que o goleiro Marcelo Grohe lesionado não vai a campo e será substituído por Bruno Grassi,no demais confirmação apenas antes da partida,uma provável formação do Grêmio para o jogo é: Bruno Grassi; Edílson, Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Walace (Jailson), Maicon, Ramiro, Douglas e Pedro Rocha (Everton); Luan.

Ficha Técnica:

GRÊMIO X ATLÉTICO-PR
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Data: 13 de outubro de 2016, quinta-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Pericles Bassols Pegado Cortez (Fifa-PE)
Assistentes: Clovis Amaral da Silva (Asp.Fifa- PE) e Cleberson do Nascimento Leite (PE)
GRÊMIO: Bruno Grassi; Edílson, Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Walace (Jailson), Maicon, Ramiro, Douglas e Pedro Rocha (Everton); Luan.
Técnico: Renato Gaúcho
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Paulo André, Thiago Heleno e Marcão; Otávio e Matheus Rossetto; Hernani, Lucho González e Juninho (Marcos Guilherme); Pablo.
Técnico: Paulo Autuori

Vira Vira:Atlético vence a Chapecoense e segue no G-6.


E o furacão segue firme na luta pela Libertadores,o rubro negro derrotou a Chapecoense por 3a1 na arena de virada com gol de Hernâni,Pablo e Rosseto o furacão conseguiu a vitória em um jogo abeto na arena da baixada.Na próxima rodada o furacão vai a Poro Alegre enfrentar o Grêmio.

O JOGO:

O Furacão começou a partida tentando assustar, logo aos três minutos, com Paulo André, que aproveitou cruzamento de Lucho González para desviar e obrigar Danilo a fazer grande defesa. A resposta veio aos sete minutos, com Cleber Santana, que recebeu na meia-lua e, desequilibrado, tentou o arremate, sem direção. Danilo voltou a salvar os catarinenses, aos 10 minutos, parando cabeçada de Lucho.
Porém, quem abriu a contagem na Arena foi a Chapecoense. Aos 18 minutos, depois de cobrança de escanteio, a bola sobrou na área para Filipe Machado desviar para o fundo das redes. O gol parece ter desestabilizado ainda mais os donos da casa. Aos 23 minutos, após troca de passes, Tiaguinho cruzou para Kempes pegar de voleio e isolar a bola.
A Chape tocava a bola como queria, envolvendo o Atlético. Aos 33 minutos, uma rara cegada do Furacão, com Lucas Fernandes, que tentou um chute de longe, no ângulo, mas errou o alvo. Aos 35 minutos, Lucho lançou Roseto, que apareceu na frente do gol, mas não conseguiu finalizar em tempo. Até que, aos 40 minutos, Dener fez pênalti em Lucas Fernandes. Na cobrança, Hernani converteu e deixou tudo igual.
Para a etapa final, os dois times retornaram sem alterações. A torcida tentava empurrar do lado de fora, mas o Rubro-Negro ainda tinha dificuldade em responder. Aos oito minutos, falta na entrada da área catarinense e Nicolas cobrou para defesa de Danilo, que ainda deu rebote, rechaçado pela defesa.
O Atlético ficava com a bola, pressionava, mas não conseguia furar a defesa da Chape. Aos 16 minutos, Lucho tentou o passe para Pablo no meio da defesa, mas Gil interceptou. Aos 18 minutos, Nicolas cobrou escanteio e Thiago Heleno subiu e testou para fora. Aos 22 minutos, Filie Machado partiu para a jogada individual, arriscou o chute, mas sem sucesso.
O ímpeto atleticano diminuiu, mas a ansiedade para tentar a virada era evidente. Os dois treinadores queimaram as substituições tentando alguma coisa nos últimos minutos de jogo. Aos 35 minutos, cruzamento para Kempes cabecear e Santos fez boa defesa para salvar. Mas, aos 38 minutos, João Pedro cobrou escanteio e Pablo, de cabeça, definiu a virada. Mas, tinha mais. Aos 42 minutos, Matheus Rosseto, com uma bomba, afundou as redes e, garantiu os três pontos.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 3 x 1 CHAPECOENSE
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 05 de outubro de 2016, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Wagner Reway (Asp.Fifa- MT)
Assistentes: Marcia Bezerra Lopes Caetano (Fifa-SP) e Fabio Rodrigo Rubinho (Asp.Fifa-MT)
Cartões amarelos : Thiago Heleno, Lucas Fernandes (Atlético-PR); Dener e Filipe Machado (Chapecoense)
Gols
ATLÉTICO-PR : Hernani, aos 41 minutos do primeiro tempo e Pablo, aos 38 minutos, e Matheus Rosseto, aos 42 minutos do segundo tempo
CHAPECOENSE: Filipe Machado, aos 18 minutos do primeiro tempo
ATLÉTICO-PR :Santos; Léo, Paulo André, Thiago Heleno e Nicolas; Otávio e Hernani (João Pedro); Lucas Fernandes, Lucho (Guilherme)e Pablo; Luan (Matheus Rosseto).
Técnico: Paulo Autuori
CHAPECOENSE: Danilo; Willian Thiego, Neto e Filipe Machado; Gimenez (Lucas Gomes), Gil, Matheus Biteco, Cleber Santana e Dener (Alan Ruschel); Kempes e Tiaguinho (Ananias)
Técnico: Caio Júnior

De olho no G-6:Atlético recebe a Chapecoense na arena.


Na noite dessa quarta feira,o furacão recebe na arena da baixada a Chapecoense em um jogo onde o furacão mais uma vez dentro de casa busca uma reabilitação,após a derrota para o Santos na última rodada o rubro busca voltar a vencer dentro de casa para seguir forte na luta pela Libertadores,isso por que a confirmação do G-6 aumentaram as possibilidades para o furacão.Para a partida o Técnico Paulo Autuori terá que fazer duas mudanças na equipe em relação ao time que enfrentou o Santos.

O TIME:

Para a partida,o treinador não terá o goleiro Weverton que está com a seleção brasileira,que segue de fora é o atacante André Lima que segue se recuperando de lesão,por outro lado terá a volta do lateral direito Léo que retorna de suspensão,dessa forma Rafael Galhardo volta para o banco de reservas.

A Chapecoense:


Depois da goleada sofrida dentro de casa na última rodada,o time do técnico Caio Junior só pensa em reabilitação diante o furacão na baixada,para a partida a grande novidade fica por contra do goleiro Danilo que volta de suspensão dessa forma o time catarinense deve ir a campo com: Danilo; Gimenez (Neto), Filipe Machado, Thiego e Dener; Matheus Biteco, Cleber Santana e Rafael Bastos (Kempes); Lourency, Tiaguinho e Bruno Rangel

Ficha Técnica:

ATLÉTICO-PR x CHAPECOENSE
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 05 de outubro de 2016, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Wagner Reway (Asp.Fifa- MT)
Assistentes: Marcia Bezerra Lopes Caetano (Fifa-SP) e Fabio Rodrigo Rubinho (Asp.Fifa-MT)
ATLÉTICO-PR :Santos, Léo, Paulo André, Thiago Heleno e Nicolas; Otávio, Hernani e Lucho González; Matheus Rossetto , Lucas Fernandes e Pablo.
Técnico: Paulo Autuori
CHAPECOENSE: Danilo; Gimenez (Neto), Filipe Machado, Thiego e Dener; Matheus Biteco, Cleber Santana e Rafael Bastos (Kempes); Lourency, Tiaguinho e Bruno Rangel
Técnico: Caio Júnior

Segue o jejum:Atlético é derrotado pelo Santos.


Na tarde desse sábado o furacão foi derrotado pelo Santos por 2a0 na Vila Belmiro,e perdeu a chance de chegar ao G-4 e segue sem vencer fora de casa,mesmo fazendo uma boa atuação o furacão perdeu a partida em erros individuais,o que custaram a partida no litoral paulista.Agora o furacão volta a campo na próxima quarta feira na arena diante a Chapecoense.

O JOGO:

Apesar de as duas equipes estarem brigando pelo G4 do Campeonato Brasileiro, o primeiro tempo não fez jus à colocação dos times e teve poucas emoções na Vila Belmiro. A primeira chance de gol aconteceu apenas aos 14 minutos, quando o volante Otávio pegou sobra da zaga santista e arrisca chutou de muito longe, mas Vanderlei espalmou por cima do travessão.
No lance de perigo seguinte, o Santos respondeu e abriu o placar aos 28 minutos, de pênalti. Vecchio disparou pelo meio e acertou bom passe para Lucas Lima na direita. O meia virou o jogo e devolveu para o argentino, que foi derrubado pelo goleiro Weverton dentro da área. Na cobrança da penalidade, Ricardo Oliveira não titubeou e mandou para as redes.
O Segundo tempo, no entanto, começou com bem mais emoção na Vila Belmiro. Logo aos três minutos, o Atlético-PR quase chegou ao empate em cobrança de falta de Herrnani. De frente para o gol, o volante cobrou por cima da barreira e Vanderlei apenas observou a bola explodir no travessão.
O Santos respondeu já no minuto seguinte. Em contra-ataque, Thiago Maia arriscou o chute, Weverton não segurou e deu rebote, que ficou com Lucas Lima. O meia cruzou boa bola para o meio, mas ninguém do Peixe chegou para mandar para as redes.
O Atlético-PR seguiu em busca do empate e teve nova chance aos 24 minutos. Hernani fez ótimo cruzamento pela esquerda, Lucho González saltou para tentar desviar, e Vanderlei espalmou.
O placar, porém, começou a ser definido aos 30 minutos, quando Paulinho entrou no lugar de Copete. Sete minutos depois, o atacante aproveitou cruzamento de Renato para o meio da área, antecipou Paulo André, e desviou de cabeça para mandar a bola no canto esquerdo de Weverton e ampliar a vantagem do Peixe.
Ficha Técnica:
SANTOS 2 X 0 ATLÉTICO-PR
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 1º de outubro de 2016, sábado
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Pericles Bassols Pegado Cortez (PE)
Assistentes: Clovis Amaral da Silva (PE) e Cleberson do Nascimento Leite (PE)
Público: 5.764
Renda: R$ 173.620,00
Cartões amarelos: Lucas Lima e David Braz (SAN); Weverton (ATL)
Gols:
SANTOS: Ricardo Oliveira, aos 29 minutos do primeiro tempo, e Paulinho, aos 37 da segunda etapa
SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Luiz Felipe e Zeca; Renato eThiago Maia; Lucas Lima e Vecchio (Jean Mota); Copete (Paulinho) e Ricardo Oliveira (Yuri)
Técnico: Dorival Júnior
ATLÉTICO-PR: Weverton; Rafael Galhardo, Paulo André, Thiago Heleno e Nicolas; Otávio e Hernani; Lucho González (Luan), Lucas Fernandes (Marcos Guilherme) e Matheus Rosseto; Pablo
Técnico: Paulo Autuori
Veja como foi o jogo: