Derrota:Atlético perde para o Galo.


Não deu,mais uma vez o furacão é derrotado fora de casa,mesmo com uma boa atuação e uma arbitragem polêmica o furacão foi derrotado pelo Atlético-MG em BH e estacionou na nona colocação com trinta pontos ganhos,com gol marcado por Robinho ainda no primeiro tempo em um pênalti duvidoso o furacão teve chances de empatar mas  abola não entrou agora o furacão muda o foco e pensa na Copa do Brasil na próxima quarta feira diante o Grêmio na arena da baixada.

O JOGO:

O jogo começou em alta velocidade, primeiro com o Furacão tentando chegar, logo no primeiro minuto, em cobrança de falta. No contra-ataque, Robinho recebeu na entrada da grande área e deixou para Carlos finalizar, por cima da meta. O rubro-negro chegou novamente no ataque aos oito minutos, em jogada individual de Marcos Guilherme que, no entanto, errou o cruzamento.
Robinho teve mais uma chance para finalizar, aos 12 minutos, recebendo com liberdade e arrematando cruzado, com perigo. O árbitro, no entanto, anotou impedimento duvidoso. Aos 17 minutos, Rafael Galhardo cobrou falta e Victor se esticou para defender. Os mineiros conseguirem vencer a defesa rubro-negra, aos 18 minutos, com Carlos aparecendo com liberdade para testar pela linha de fundo.
Depois da correria inicial, o ritmo caiu um pouco, com o Furacão seguindo forte na defesa. Aos 31 minutos, Fábio Santos chegou em velocidade pela lateral, mas o cruzamento não encontrou ninguém pelo caminho. Após troca de passes, aos 34 minutos, Lucas Fernandes recebeu de frete para o gol e Fábio Santos apareceu para salvar o arremate. Mas, aos 38 minutos, Carlos foi derrubado na área e o árbitro anotou a penalidade. Na cobrança, Robinho abriu o placar.
Para a segunda etapa, as esquipes retornaram sem mudanças. O Atlético-MG tocava a bola, tentava manter a posse esperando um espaço para encaixar um bom ataque. Os sete minutos, Marcos Rocha fez o levantamento e Pratto cabeceou para fora, com perigo. Na reposta, André Lima recebeu na área, livre para marcar o gol, mas chutou mal, facilitando a defesa de Victor.
O técnico Marcelo Oliveira optou pela entrada de Otero, que atuaria pela primeira vez no Independência. Aos 17 minutos, o venezuelano tabelou com Robinho e arriscou o chute, para fora. Lançamento para Marcos Guilherme, aos 22 minutos, mas o meia rubro-negro não acertou o último passe na busca por André Lima.
Otero partiu para a jogada individual, aos 29 minutos, mas não conseguiu passar por Wanderson a caminho da área. Aos 37 minutos, Sidcley invadiu a área, buscou o arremate, e carimbou a defesa alvinegra. Após a cobrança de escanteio, Thiago Heleno testou e Victor fez grande defesa para salvar e garantir o resultado.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-MG 1 X 0 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 21 de agosto de 2016, domingo
Horário: 11 horas (de Brasília)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (Asp.Fifa-SC)
Assistentes: Neuza Ines Back (Fifa-SC) e Alex dos Santos (SC)
Cartões amarelos: Thiago Heleno e Sidcley (Atlético-PR)
Gol
ATLÉTICO-MG : Robinho, aos 39 minutos do primeiro tempo
ATLÉTICO-MG : Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Ronaldo e Fábio Santos; Leandro Donizete, Lucas Cândido, Maicosuel (Yago) e Carlos (Otero); Pratto e Robinho (Clayton).
Técnico: Marcelo Oliveira
ATLÉTICO-PR: Santos; Rafael Galhardo (Juninho), Wanderson, Thiago Heleno e Sidcley; Renan Paulino, Marcão, Matheus Rosseto (Luciano Cabral)e Marcos Guilherme (Yago); Lucas Fernandes e André Lima.
Técnico: Paulo Autuori

Nenhum comentário:

Postar um comentário