Tudo igual:Atlético empata com o Cruzeiro,e continua na má fase.


E ainda não foi dessa vez,que o furacão voltou a vencer após ficar na frente duas vezes o rubro negro cedeu o empate ao Cruzeiro em um resultado de 2a2 em aumenta sua série sem vitórias para oito jogos.Na próxima rodada o furacão recebe o Corinthians na arena.

O JOGO:

Com um time bastante modificado e a volta de Walter entre os titulares, o Furacão tentava quebrar uma sequência de sete jogos sem vencer, com cinco derrotas consecutivas. Por isso, os donos da casa começaram a partida tentando manter a posse de bola para criar as primeiras chances. Aos quatro minutos, Walter lançou Ytalo, mas o atacante desperdiçou o lance cruzando errado.
O gramado da Arena, mesmo com a pausa na tabela, continuava desgastado, mas apresentava melhora. Aos 10 minutos, Ewandro desceu em velocidade e cruzou para Bruno Mota pegar de primeira, mas torto, sem direção. A partida era fraca, truncada, com duas equipes pouco inspiradas. Aos 21 minutos, Bruno Mota cobrou falta próxima da área e praticamente recuou.
Quando o marasmo parecia tomar conta da Arena, aos 36 minutos, Matheus Ribeiro fez o cruzamento, Walter finalizou para defesa de Fábio e, depois do toque da bola na trave, Ewandro pegou a sobra para estufar as redes e abrir o placar. O Cruzeiro respondeu com Marinho, que apareceu na frente do gol para finalizar e foi travado na hora H por Kadu. Aos 41, foi a vez de Fabiano chutar rasteiro para defesa de Weverton.
Depois do intervalo, o Atlético voltou com Douglas Coutinho no lugar de Ytalo, já pela Raposa, Marinho saiu para a entrada de Arrascaeta. Aos seis minutos, cruzamento na área atleticana, Fabrício testou firme e Weverton fez grande de defesa. A equipe mineira voltou melhor. Aos nove, Arrascaeta fez a jogada individual, invadiu a área, e Weverton deixou a meta com os pés para afastar o perigo.
O goleiro rubro-negro era a grande atração da segunda etapa. Aos 14 minutos, Arrascaeta cobrou escanteio fechado e o arqueiro evitou o gol olímpico. Aos 17, Fabiano cruzou e Leandro Damião cabeceou para grande intervenção de Weverton. A pressão era grande rondando a área, mas o empate veio de longe. Aos 28 minutos, Fabrício cobrou falta e, com um petardo que passou pela barreira deixou tudo igual.
Quando o clima era de tensão no estádio, o técnico Cristóvão Borges colocou em campo o português Bruno Pereirinha. E ele precisou de dois minutos para entrar na área e chutar cruzado para marcar. A festa durou pouco já que, aos 39 minutos, Fabiano cruzou rasteiro e Arrascaeta, em grande noite, tocou para decretar a igualdade no placar.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 2 X 2 CRUZEIRO
Local: Arena da Baixada, Curitiba (PR)
Data: 14 de outubro de 2015, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (Asp.Fifa-RJ)
Assistentes: Cleriston Clay Barreto Rios (Fifa-SE) e Eduardo de Souza Couto (RJ)
Cartões amarelos : Bruno Mota, Sidcley, Walter, Otávio e Kadu (Atlético-PR); Marinho e Arrascaeta (Cruzeiro)
Gols
ATLÉTICO-PR: Ewandro, aos 36 minutos do primeiro tempo e Bruno Pererinha, aos 34 minutos do segundo tempo
CRUZEIRO: Fabrício, aos 28 minutos e Arrascaeta, aos 39 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Weverton; Matheus Ribeiro (Bruno Pereirinha), Wellington, Kadu e Sidcley; Otávio, Deivid e Bruno Mota; Ytalo (Douglas Coutinho), Ewandro (Hernández) e Walter. Técnico: Cristóvão Borges
CRUZEIRO: Fábio; Fabiano, Manoel, Bruno Rodrigo e Fabrício; Willians, Henrique, Ariel Cabral, Allano (Marcos Vinícius) e Marinho (Arrascaeta); Leandro Damião (Vinícius Araújo)
Técnico: Mano Menezes

Nenhum comentário:

Postar um comentário