Classificado:Atlético fica no zero com o Brasília,e avança na Sul Americana.


Não foi como a torcida queria,e nem com um bom futebol mas o furacão avançou as quartas de finais da Copa Sul Americana pós um empate em 0a0 com o Brasilia no estádio Mané Garrincha.Após fazer um bom primeiro tempo o furacão caiu de produção no segundo tempo e não conseguiu fazer o gol da vitória mas o resultado positivo na primeira partida garantiu o rubro negro na próxima fase para enfrenta o Sportivo Luqueño do Paraguai,agora o furacão volta as atenções para o Brasileirão sábado contra o São Paulo no Morumbi.

O JOGO:

Com a bola rolando, o Rubro-Negro tomou a iniciativa e tentava pressionar. Aos três minutos, Marcos Guilherme fez a jogada e cruzou fechado para Índio afastar o perigo. Aos sete minutos foi a vez de Cryzan partir em velocidade e tocar para Bruno Mota girar o corpo e arrematar para grande defesa de Arthur. O Brasília não conseguia encaixar uma sequência de passes e ficava esperando por algum erro do adversário.

Em mais uma chegada pela lateral, Bruno Mota chutou cruzado e ninguém apareceu a tempo de desviar a bola para o gol. Em jogada de bola parada, o Atlético quase surpreendeu, com Ewandro, que chutou com efeito e deu trabalho para Arthur, que fez a defesa de forma estranha, mas conseguiu afastar.
O Furacão tocava bola com velocidade e tinha ampla superioridade em campo, mas não conseguia finalizar. Sem conseguir passar da intermediária adversária, a equipe colorada deu seu primeiro chute aos 33 minutos, de muito longe, com Werick, que isolou. Aos 43 minutos, Marcos Guilherme invadiu a área na frente da defesa mas, na hora do passe desperdiçou uma chance incrível.
Para a segunda etapa, as equipes retornaram sem mudanças. O Brasília voltou mais aberto, buscando o jogo, mas continuava sem levar perigo. Aos seis minutos, Hernani arriscou o chute de longe e deu trabalho para o goleiro colorado, que defendeu em dois tempos. No minuto seguinte, Eduardo chegou ao fundo e cruzou rasteiro para mais uma saída do goleiro.
Só dava Atlético no jogo e, aos 11 minutos, Cryzan abriu espaço e chutou no cantinho para defesa de Arthur, até então o grande destaque do jogo. Em uma rara chegada colorada, Anjinho chutou por cobertura e a bola subiu demais, sem perigo. Com as mexidas dos treinadores, o jogo se modificou, caindo tecnicamente, mas ganhando em emoção.
Cobrança de falta do Brasília, aos 25 minutos, Murilo fez o desvio e a bola passou à esquerda de Weverton. Crysan tentou resolver sozinho, aos 32 minutos, não conseguiu e rolou para Hernani, que cometeu falta de ataque. Aos 39, Giba tocou de cabeça para o próprio patrimônio e quase marcou contra. Fim de jogo em Brasília com classificação atleticana e a sensação de que Milton Mendes ainda estava no comando do time.
Ficha Técnica:
BRASÍLIA 0 X 0 ATLÉTICO PARANAENSE
Local: Estádio Nacional, em Brasília (DF)
Data: 30 de setembro de 2015, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Silvio Trucco (Argentina)
Assistentes: Ivan Nuñez (Argentina) e Cristian Navarro (Argentina)
Cartões amarelos : Marquinhos (Brasília); Hernani (Atlético-PR)
BRASÍLIA: Arthur; Renê, Raphael Andrade (Fernandinho), Índio e Marquinhos; André, Murilo (William), Werick e Anjinho; Giba e Morais (Santos).
Técnico: Omar Feitosa
ATLÉTICO-PR : Weverton; Eduardo, Christián Vilches, Kadu e Sidcley; Otávio, Deivid e Bruno Mota (Ytalo); Marcos Guilherme, Ewandro (Bruno Pereirinha) e Crysan (Hernandez).
Técnico: Sérgio Vieira

Nenhum comentário:

Postar um comentário