Assim não dá:Atlético decepciona e é derrotado pela Ponte Preta.


E a péssima fase do furacão continua,após mais uma apresentação ruim diante de seu torcedor o furacão foi derrotado pela Ponte Preta por 2a1,e aumentou sua série negativa no brasileirão para seis partidas sem vitória.Após sair perdendo o rubro conseguiu o empate com Bruno Mota,porém mais uma vez o furacão voltou a falhar e sofreu o gol da derrota.Agora o furacão volta a campo pela Sul-Americana diante o Brasília e depois retorna ao brasileirão diante o São Paulo no Morumbi.

O JOGO:

Vindo de quatro resultados negativos no Campeonato Brasileiro, e sem jogadores importantes no setor ofensivo, como Walter e Nikão – vetados pelos médicos -, o Atlético-PR entrou em campo na Arena da Baixada apoiado pela torcida, mas demorou a engrenar na partida. Sonolento, o rubro-negro curitibano viu os visitantes abrirem o placar.
Aos 11 minutos, em uma das primeiras chegadas à área adversária, Borges foi alçado e conseguiu segurar a marcação de dois zagueiros. A bola passou por ele e ficou oferecida para Biro Biro, que na volta ao time já abriu o placar e igualou os números do camisa 9 como maior artilheiro da Macaca nesta Série A, com cinco gols.
Após conquistar a vantagem, a Ponte Preta se acomodou em campo e abriu mão de ameaçar o Furacão. Aos 19, os donos da casa só não empataram graças à defesa providencial de Marcelo Lomba, que se superou ao tirar o gol de Crysan no carrinho. Tamanho esforço, no entanto, não foi capaz de conter a pressão do Atlético-PR.
Dez minutos depois, em nova jogada pela esquerda do ataque, os mandantes chegaram ao gol do empate em lance bem trabalho. Sidcley arriscou duas vezes antes de conseguir cruzar, Marcos Guilherme ajeitou a bola de peito e Bruno Motta, demonstrando calma, dominou e chutou sem deixar cair para fazer seu primeiro gol neste Brasileirão. Até o anúncio do intervalo, os comandados de Milton Mendes pressionaram, mas foram aos vestiários em igualdade.
Biro Biro dá vitória à Ponte e se torna o artilheiro da equipe no Brasileirão
O equilíbrio do confronto, observado na primeira etapa, manteve-se constante durante o segundo tempo. Doriva fez questão de reorganizar o time defensivamente no intervalo, e a Macaca retornou a campo melhor disposta no setor de defesa. Depois de resistir à pressão dos quinze minutos iniciais, em que o Furacão tentou tomar controle da partida, a Ponte Preta surpreendeu em uma jogada individual.
Biro Biro, inspirado no retorno ao time, engatou a ‘quinta marcha’ e disparou em direção à área. O camisa 11 se livrou da marcação de três adversários e, já dentro da área, bateu colocado no canto direito de Weverton, que arriscou um golpe de vista, mas levou a pior. O gol, que recolocou o time do interior paulista na frente, foi o sexto do atacante no Brasileiro, o que fez dele o artilheiro do time.
Borges, vice-artilheiro da Ponte na competição e em busca de seu 100º gol em Brasileiros, perdeu chance clara de estabelecer a marca história já neste domingo. Na reta final de jogo, Alexandro, que substituiu Biro Biro, serviu o camisa 9 que, livre e cara a cara com o goleiro, chutou por cima e desperdiçou chance clara de aumentar a vantagem. Menos mal, não fez falta.
Ficha Técnica:
ATLÉTICO-PR 1 x 2 PONTE PRETA
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 27 de setembro de 2015, domingo
Hora: 11 horas (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (Fifa-SC)
Assistentes: Nadine Schramm Camara Bastos (Fifa-SC) e Helton Nunes (SC)
Cartões amarelos: Hernani e Eduardo (Atlético-PR); Felipe Azevedo, Biro Biro, Fernando Bob e Diego Oliveira (Ponte Preta)
Gols: Bruno Motta, aos 29 minutos do primeiro tempo (Atlético-PR); Biro Biro, aos 14 minutos do primeiro tempo e aos 18 minutos do segundo tempo (Ponte Preta)
ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Vilches, Kadu e Sidcley; Otávio, Hernani, Bruno Motta e Marcos Guilherme; Ewandro (Ytalo) e Crysan
Técnico: Milton Mendes
PONTE PRETA: Marcelo Lomba; Rodinei, Renato Chaves, Ferron e Gilson; Fernando Bob, Elton, Cristian (Alexandro), Felipe Azevedo (Diego Oliveira) e Biro Biro (Clayson); Borges
Técnico: Doriva

Nenhum comentário:

Postar um comentário