Derrota em BH:Atlético joga mau,é perde para o Cruzeiro.


Em uma partida onde o furacão jogou muito abaixo do esperado,o rubro negro foi derrotado pelo Cruzeiro por 2a0 e perdeu a chance de retornar ao G4 jogando um futebol ruim o furacão não se encontrou em campo e saiu derrotado do Mineirão na próxima rodada o furacão joga mais uma vez longe de casa quando enfrenta o Corinthians em Itaquera na próxima quinta feira.

O JOGO:

O torcedor cruzeirense que esperava um time agressivo no início do jogo no Mineirão acabou presenciando um duelo morno, com bastante equilíbrio e poucas chances concretas de gol. Pelo lado da Raposa, faltou qualidade na hora de criar as jogadas. Já o Furacão foi cauteloso demais no primeiro tempo.
Os melhores momentos da equipe visitante aconteceram quando os volantes se arriscaram no ataque, criando boas jogadas, ou nos lances de bola parada. Já no Cruzeiro, Vanderlei Luxemburgo conseguiu posicionar bem as peças defensivas, mas com De Arrascaeta jogando pelos lados do campo, a Raposa não foi eficiente na transição do meio-campo para o ataque.
Com este cenário, a partida no Mineirão mostrou os dois times muito burocráticos, com troca de passes curtos no meio-campo, sem muita objetividade e de forma lenta. Marcos Guilherme, no Furacão, e Joel, no Cruzeiro, foram responsáveis por tentar dar um pouco mais de dinamismo ao confronto, explorando a velocidade pelos lados do campo, mas com pouco brilho.
Aos 28, a zaga paranaense vacilou feio e De Arrascaeta conseguiu colocar Joel em condições de finalizar, mas o goleiro Weverton fez boa defesa, na primeira chance de real perigo na partida. Após a jogada, o Cruzeiro melhorou no jogo e passou a rondar a área do Furacão com um pouco mais de frequência.
O grito de gol, que estava entalado na torcida celeste há três jogos, finalmente ecoou no Gigante da Pampulha aos 40, quando Fabrício tentou um cruzamento para a área, a bola bateu na zaga do Atlético-PR e sobrou para o uruguaio De Arrascaeta pegar de primeira e estudar as redes de Weverton.
Na volta para o segundo tempo, o Furacão teve que sair mais para o jogo, deixando alguns espaços para o contra-ataque do Cruzeiro. Com isso, o panorama da etapa final mudou, passando de um jogo morno para um duelo de mais velocidade e interessante para o torcedor que foi ao Mineirão.
Para se ter uma ideia, com cinco minutos, as duas equipes já tinham conseguido criar jogadas de perigo. Aos sete, Marcos Vinícius acertou o travessão da equipe paranaense, em um ótimo momento da Raposa para dilatar a contagem. Preocupado com o crescimento do Cruzeiro no jogo, Milton Mendes tentou deixar o time mais ofensivo sacando um volante para entrada de Giovanni.
Com a mudança, o Atlético-PR realmente criou um pouco mais, mas o Cruzeiro conseguiu controlar melhor o jogo. Aos 27, o estreante da noite, o atacante Marinho, foi esperto para mergulhar de cabeça em cruzamento de De Arrascaeta para dilatar o marcador no Mineirão, dando tranquilidade para a Raposa no jogo. Com a folga no placar, o Cruzeiro administrou a vantagem para curtir os três pontos.
Ficha Técnica:
CRUZEIRO 2 X 0 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG) 
Data: 4 de julho 2015, sábado 
Horário: 21 horas (de Brasília) 
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Bruno Raphael Pires (GO)
Cartões amarelos : Natanael, Giovanni (Atlético-PR) 
Cartão vermelho : Walter (Atlético-PR)
GOLSCRUZEIRO: De Arrascaeta, aos 41 minutos do primeiro tempo; Marinho, aos 27 minutos do segundo tempo 

CRUZEIRO
: Fábio; Mayke, Manoel, Bruno Rodrigo (Paulo André) e Fabrício; Willians, Henrique, Marcos Vinícius (Charles) e De Arrascaeta; Marquinhos (Marinho) e Joel 
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo (Matheus), Gustavo, Kadu e Natanael; Jadson, Otávio, Hernani (Giovanni) e Marcos Guilherme; Nikão (Dellatorre) e Walter
Técnico: Milton Mendes
Veja os gols do jogo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário