De volta ao G4:Atlético vence o São paulo e volta ao G4 do brasileirão.


E o tabu e mantém,o furacão derrotou o São Paulo na arena por 2a1 e está de volta ao G4 do brasileirão,com a vitória o rubro negro chegou aos 19 pontos e ficando na quarta colocação no campeonato.Na próxima rodada o furacão vai até Belo Horizonte quando enfrenta o Cruzeiro no Mineirão.

O JOGO:

Antes mesmo de a bola rolar, o Tricolor recebeu duas notícias ruins. Souza e Boschilla, que estavam escalados como titular, ficaram de fora. O primeiro, aliás, não deve mais jogar pelo time do Morumbi, com uma proposta do futebol turco. Com o apito inicial, o Furacão tentava impor seu ritmo mas, mesmo desfigurado, o São Paulo era perigoso. Aos quatro minutos, Wesley buscou o cruzamento fechado e Weverton saiu para fazer a defesa.
A partida era truncada, com as equipes mostrando grande dificuldade em seus respectivos setores de criação. Aos 12 minutos, Pato e Ganso tabelaram na entrada da área e o goleiro rubro-negro saiu bem para impedir o primeiro lance de perigo. Na resposta, Lucão afastou mal, aos 14, e Ytalo arrematou no ângulo para Ceni buscar. O jogo melhorou e aos 16 minutos foi a vez de Pato chutar pela linha de fundo, tirando tinta da trave.
O São Paulo quase abriu o placar aos 26 minutos, com Ganso que recebeu com liberdade, chutou, mas não contava com o zagueiro Gustavo tirando a bola em cima da linha. Mas quem balançou as redes foi o Rubro-Negro. Aos 36 minutos, Nikão fez o cruzamento e Gustavo, que salvou atrás, subiu lá na frente para testar firme e marcar o primeiro gol na Arena. Depois do gol o Atlético se fechou, mostrando que estava satisfeito com o resultado parcial da primeira etapa.
Para o segundo tempo, nenhuma modificação nas equipes. O Furacão, no entanto, veio com outra postura. Aos cinco minutos, Nikão pegou sobra de bola e arrematou por cima da meta paulista. Mas, aos 13 minutos, Walter recebeu a bola, levantou a cabeça e cruzou nos pés de Marcos Guilherme, que só teve o trabalho de tocar para o fundo das redes e ampliar a vantagem. Milton Cruz optou pelas entradas do estreante Lyanco e Centurión para tentar mudar algo. Logo em seu primeiro lance, o atacante já tomou um chapéu de Walter.
O Furacão estava mais próximo do terceiro do que o Tricolor do primeiro. Aos 20 minutos, a defesa paulista saiu errado e Natanael chutou forte para grande defesa de Rogério Ceni. No rebote, Ytalo desperdiçou. Porém, aos 27 minutos, Weverton, com a bola dominada, deu um presentão para Centurión que só teve o trabalho de tirar o goleiro da jogada e empurrar para as redes e diminuir a diferença.
O São Paulo aproveitava para colocar em campo os garotos da base. Aos 31 minutos, foi a vez de entrar o lateral Matheus no lugar do Pato. Aos 37 minutos, Carlinhos cobrou falta na área e Centurión subiu para desviar por cima do gol. O Atlético cansou e se segurava do jeito que dava. Aos 46 minutos, a última chance para o Tricolor, com Michel Bastos, que arrematou com liberdade por cima da meta. O árbitro, no entanto, marcava impedimento de Carlinhos.
Ficha Técnica:
ATLETICO-PR 2 X 1 SÃO PAULO
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR) 
Data: 1º de julho de 2015, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília) 
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO) 
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Eduardo Gonçalves da Cruz (Asp.Fifa-MS) 
Cartões amarelos: Ytalo e Nikão(Atlético-PR)
Gols: 
ATLÉTICO-PR: Gustavo, aos 36 minutos do primeiro tempo e Marcos Guilherme, aos 13 minutos do segundo tempo
SÃO PAULO: Centurión, aos 27 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Gustavo, Kadu e Natanael; Otávio, Hernani e Marcos Guilherme (Giovanni); Ytalo (Jadson), Nikão e Walter (Douglas Coutinho)
Técnico: Milton Mendes
SÃO PAULO: Rogério Ceni; Bruno (Lyanco), Lucão, Edson Silva e Carlinhos; Wesley, Thiago Mendes, Paulo Henrique Ganso e Jonathan Cafu (Centurión); Michel Bastos e Alexandre Pato (Matheus) 
Técnico: Milton Cruz
Veja os gols da vitória do furacão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário