Deu ruim:Atlético joga mal,e perde para o Goiás.


O Atlético foi derrotado pelo Goiás no Serra Dourada por 2a0,sem conseguir repetir a atuação da estréia o time rubro negro até teve algumas chances de chegar ao gol mas não concluiu e acabou sendo derrotado para os goianos.Na próxima rodada o furacão enfrenta o Atlético-MG na Arena da Baixada.

O JOGO:

 Sem a pressão da torcida adversária, o Furacão podia se sentir em casa no Serra Dourada e mostrou desde o começo que tomaria a iniciativa do jogo, mantendo a posse de bola. Aos cinco minutos, após cobrança de escanteio, Kadu arrematou e carimbou a defesa. O ataque rubro-negro ficou pedindo pênalti, mas o árbitro mandou o jogo seguir.
Mais uma boa jogada do Rubro-Negro aos 14 minutos, com Jadson, que invadiu a área, rolou para trás e ninguém aproveitou. Walter teve uma grande oportunidade para abrir o placar, aos 17 minutos, de frente para o goleiro, mas parou em uma grande defesa de Renan. Na primeira chegada da equipe esmeraldina, aos 20 minutos, Erick fez um belo corte na defesa e serviu Patrick, que mandou por cima da meta.
O ritmo da partida caiu bastante, especialmente porque o Goiás resolveu acordar e passou a marcar melhor no meio-campo. Aos 32 minutos, Rafael Forster cobrou falta de longe e Weverton agarrou sem problemas. Aos 45 minutos, Bruno Henrique recebeu com liberdade e, no momento de tocar para Erik, foi travado por Gustavo, que fez o corte.
Para a etapa final, os dois times retornaram sem alterações. Aos dois minutos, Walter cruzou na cabeça de Douglas Coutinho, que desviou para fora, com muito perigo. Na sequência, mais Furacão no ataque, com Deivid, que bateu já dentro da área, pela linha de fundo. Porém, o troco foi fatal. Aos 10 minutos, Patrick cobrou escanteio e Bruno Henrique testou para abrir o placar.
O técnico Milton Mendes apostou nas entradas de Bady, Nikão e Edigar Junio para fazer o ataque funcionar, mas a defesa goiana estava bem postada. Aos 21 minutos, Bruno Henrique arriscou o chute de fora da área, mas a bola desviou na defesa e saiu. O Goiás subiu de produção e já era melhor na partida. Aos 26 minutos, Bruno Henrique testou mais uma na área, pela linha de fundo.
O Atlético até chegou a balançar as redes, aos 30 minutos, com Walter, mas o árbitro anotou um impedimento polêmico. Aos 35 minutos, Felipe Menezes aproveitou vacilo do meio campo rubro-negro e lançou Bruno Henrique, que invadiu a área e chutou para fazer o segundo e matar a partida. O Furacão caiu bastante durante a partida e não conseguiu repetir o desempenho da estreia, perdendo a primeira na competição.
Ficha Técnica:
GOIÁS 2 X 0 ATLETICO-PR
Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO) 
Data: 16 de maio de 2015, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília) 
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-SC) 
Assistentes: Carlos Berkenbrock (SC) e Dibert Pedrosa Moises (RJ) 
Cartões amarelos: William Kozlowski (Goiás) Kadu (Atlético-PR) 
Cartão vermelho: Jadson (Atlético-PR)
Gols:
GOIÁS: Bruno Henrique, aos 10 minutos e aos 35 minutos do segundo tempo
GOIÁS: Renan; Everton, Felipe Macedo, Alex Alves e Rafael Forster (Fred); Patrick (Juliano), Rodrigo, Péricles (William Kozlowski) e Felipe Menezes; Erick e Bruno Henrique. 
Técnico: Hélio dos Anjos
ATLETICO – PR: Weverton; Eduardo, Gustavo, Kadu e Natanael; Deivid, Jadson, Hernani (Bady) e Felipe (Nikão); Douglas Coutinho (Edigar Junio) e Walter. 
Técnico: Milton Mendes
Veja os gols da derrota do Atlético para o Goiás.

Nenhum comentário:

Postar um comentário