Deu furacão:Atlético vence o Joinville em Santa Catarina.


E o furacão conseguiu sua primeira vitória como visitante no brasileirão,com gols de Nikão e Douglas Coutinho o rubro negro derrotou o Joinville por 2a1 e assumiu provisoriamente a liderança do brasileirão 2015.Em uma partida soberana do time rubro negro o furacão tirou uma longa invencibilidade do time catarinense jogando em casa e de quebra saiu com mais três pontos.Na próxima rodada o rubro nero retorna jogar em casa quando recebe o Figueirense na quarta feira.

O JOGO:

O Joinville até tentou tirar proveito do fato de jogar diante de sua torcida. Com algumas novidades entre os titulares, a equipe comandada por Hemerson Maia reteve a bola nos pés e foi para cima do Atlético-PR nos primeiros minutos principalmente por meio dos passes em profundidade do veterano Marcelinho Paraíba.
Faltava qualidade, no entanto, para o Joinville transformar o volume de jogo em oportunidades de gol. Tiago Luís se mostrou uma presa fácil para a marcação visitante do lado esquerdo do campo, enquanto Jael quase não recebia a bola. Pela direita, os avanços de Sueliton seriam uma boa alternativa – se ele não errasse seguidos cruzamentos.
O Atlético-PR, ao contrário, foi oportunista. Nas poucas vezes em que chegou à área do Joinville – na maioria delas, contou com a ajuda dos vacilos defensivos do adversário –, o time de Milton Mendes incomodou.
Aos 29 minutos, o Atlético-PR abriu o placar. Renato dominou mal a bola dentro da área após um cruzamento de Cléo. Nikão fez o desarme com facilidade e finalizou cruzado para vencer o goleiro Oliveira e acertar o canto.
O gol do Atlético-PR desanimou o Joinville. A ponto de os visitantes ampliarem três minutos depois. Em um levantamento da direita de Eduardo, Cléo escorou de cabeça. Douglas Coutinho, já na pequena área, antecipou-se à marcação e concluiu com firmeza para acertar a rede.
A paciência dos torcedores do Joinville esgotou-se naquele momento. Hemerson Maia procurou minimizar os problemas com a entrada de Rafael Costa no lugar de Naldo enquanto as vaias ecoavam das arquibancadas, o que não resultou em uma mudança no panorama do jogo até o final do primeiro tempo.
Aflito, o técnico do Joinville fez mais uma alteração no intervalo. O seu time retornou a campo com Niltinho na vaga de Marcelinho Paraíba. A postura mais ofensiva não bastou para acalmar o público local. Em menos de dez minutos, o coro começou: “Raça!”.
Tiago Luís bem que tentou corresponder aos apelos com um chute de primeira do lado esquerdo da área, aos 13, que passou perto da meta. Logo em seguida, contudo, o atacante foi mais um substituído – e vaiado –, por Ítalo.
Como o Atlético-PR começou a se acomodar com a vantagem no placar, Milton Mendes resolveu também entrar em ação. Trocou Giovanni por Jadson. E logo o seu time ganharia mais um motivo para acordar. Aos 19 minutos, Rafael Costa subiu bem em escanteio cobrado por Sueliton e cabeceou para descontar.
A torcida do Joinville, então, deixou de lado a irritação para incentivar a sua equipe na busca pelo empate. Do outro lado, o Atlético-PR não deu mais espaços para mais empolgação. Com Ytalo e Edigar Junio em campo, nos postos de Nikão e Douglas Coutinho, o time rubro-negro se fechou para segurar o resultado positivo fora de casa.
Ficha Técnica:
Local: Arena Joinville, em Joinville (SC)
Data: 30 de maio de 2015, sábado
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Avelar Rodrigo da Silva (CE)
Assistentes: Nailton Junior de Sousa Oliveira e Arnaldo Rodrigues de Souza (ambos do CE)
Público: 9.144 pagantes
Renda: R$ 140.640,00
Cartões amarelos: Nikão, Hernani, Ytalo e Natanael (Atlético-PR)
Gols: JOINVILLE: Rafael Costa, aos 19 minutos do segundo tempo; ATLÉTICO-PR: Nikão, aos 29, e Douglas Coutinho, aos 32 minutos do primeiro tempo
JOINVILLE: Oliveira; Sueliton, Bruno Aguiar, Guti e Heracles; Naldo (Rafael Costa), Anselmo, Renato e Marcelinho Paraíba (Niltinho); Tiago Luís (Ítalo) e Jael
Técnico: Hemerson Maria
ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Gustavo, Kadu e Natanael; Otávio, Hernani, Nikão (Ytalo) e Giovanni (Jadson); Douglas Coutinho (Edigar Junio) e Cléo
Técnico: Milton Mendes
Veja os gols do furacão contra o Joinville.

Nenhum comentário:

Postar um comentário