Venceu e não convenceu:Com futebol fraco,atlético derrota o Nacional.


Pela segunda rodada do torneio da morte,o Atlético venceu o Nacional em Rolândia por 1a0 e conseguiu a segunda vitória no quadrangular,com  um gol solitário de Bruno Motta o furacão mais uma vez mostrou um futebol muito abaixo apesar da vitória na próxima rodada o furacão enfrenta o Rio Branco em Paranaguá.

O JOGO:


A partida começou morna, com as equipes tocando bola, mas sem criarem nada no campo de ataque. Aos seis minutos, João Vitor cobrou falta e Weverton tirou de soco, cedendo o escanteio. O NAC se defendia bem e apostava nos contra-ataque. Aos 12 minutos, Tcharlles carregou a bola e arrematou para fora, sem muito perigo.
Aos poucos o Furacão se soltava, embora ainda com dificuldade de passar pelo meio-campo travado até que, aos 20 minutos, levantamento na área para Bruno Mota aparecer e testar para o fundo das redes para abrir o placar. O gol fez com que o Nacional tentasse sair um poço mais. Aos 28 minutos, João Victor cruzou fechado e Gustavo afastou. Com muitos chutões e passes errados, o jogo era sofrível, mas o Rubro-Negro administrava o resultado parcial.
Depois do intervalo, as equipes retornaram sem alterações. Aos sete minutos, Tcharlles abriu espaço e, da entrada da área, chutou forte, pela linha de fundo. Um minuto depois, João Victor cobrou falta e o goleiro atleticano fez boa defesa. A equipe de Rolândia voltou melhor para a segunda etapa e pressionava. Aos 15 minutos, Jefferson levantou e a defesa atleticana tirou do jeito que deu.
Ótimo lançamento para Tcharlles, aos 24 minutos, mas no momento do arremate o árbitro parou o lance para anotar o impedimento, polêmico, do atacante. O ritmo que já não era do melhores, caiu ainda mais. Emoção mesmo somente aos 29 minutos, com cabeçada de Nikão que carimbou a trave. No lance, o goleiro Alisson bateu no poste e caiu desacordado. O jogador saiu de campo imobilizado e encaminhado ao hospital.
A bola começou a rolar novamente sem ambulância no estádio, mas a arbitragem, avisada, interrompeu o jogo até o retorno, 10 minutos depois, já com o goleiro Aleks no lugar de Alisson. Aos 42 minutos, a melhor chance da partida para o NAC, com Paulinho, que soltou a bomba que passou muito perto da meta, diante de um Weverton paralisado. Mas, ficou por aí. Novamente sem brilho, o Furacão pelo menos garantiu os três pontos.
Ficha Técnica:
NACIONAL 0 x 1 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Erich Georg, em Rolândia (PR)
Data: 09 de abril de 2014, quinta-feira
Horário: 19h30 horas (de Brasília)
Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior
Assistentes: Arestides Pereira da Silva Junior e Leandro Luiz Zeni 
Cartões amarelos : Natanael (Atlético-PR)
GOLS 
ATLÉTICO-PR: Bruno Mota, aos 20 minutos do primeiro tempo
NACIONAL-PR: Alisson (Aleks); Vitão (Fernandinho), Balbinot, Douglas Ferreira e João Victor; Thiago, Jeferson Negueba, Carlos Jr e Paulinho; Vieira (Kaká) e Tcharlles 
Técnico: Gilberto Papagaio
ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Gustavo, Lula e Natanael; Paulinho Dias, Bruno Mota, Otávio e Felipe (Nikão); Marcos Guilherme e Douglas Coutinho (Edigar Junio). 
Técnico: Enderson Moreira
Veja como foi a vitória do Atlético contra o Nacional.


Nenhum comentário:

Postar um comentário