Tudo igual:Atético sai na frente,mas fica no empate com o Remo.


O Atlético não saiu do empate em 1a1 com o Remo pela partida de ida na Copa do Brasil,em jogo fraco tecnicamente o furacão saiu na frente na segunda etapa com um gol de pênalti anotado por Felipe,porém o furacão não conseguiu segurar  resultado e cedeu o empate ao time paraense no final da partida após um cruzamento,agora o rubro terá que fazer o segundo jogo que acontece dia 16 na Arena da baixada podendo empatar sem gols ou vencer por qualquer placar para avançar a próxima fase da competição.Agora o furacão volta suas atenções para o torneio da morte do estadual quando enfrenta o Prudentópolis na arena no próximo domingo.

O JOGO:

A partida começou com muita marcação pelos dois lados e ninguém conseguindo se destacar. Chute a gol mesmo apenas aos sete minutos, em cobrança de falta de Bady, pela linha de fundo. A resposta paraense veio com Eduardo Ramos, aos 13 minutos, arriscando de longe, sem direção.
A torcida viu o primeiro lance realmente de perigo apenas aos 19 minutos. Após cruzamento, Eduardo Ramos, livre, arrematou no cantinho, da entrada da área, e carimbou a trave esquerda de Weverton. Os donos da casa tentavam tomar a iniciativa, mas também deixavam espaço para o Furacão contra-atacar. Aos 25 minutos, Dellatorre pegou cruzamento de Olaza, de primeira, e também carimbou o poste.
O jogo ficou aberto, embora as duas equipes tivessem dificuldade para concluir em gol. Aos 33 minutos, Lucas Olaza cobrou escanteio, Gustavo desviou, e Dellatorre, de bicicleta errou o alvo e fez falta no lance. Aos 41 minutos, Rony pegou sobra de bola, arrematou sobre a defesa, e facilitou a defesa de Weverton. Dois minutos depois, Rony ganhou da defesa, ficou na cara do gol e isolou.
Para a segunda etapa, o Furacão voltou com Felipe no lugar de Bady. E com apenas um minuto, Igor tocou com a mão dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Felipe deslocou o goleiro para balançar as redes e abrir o placar. Remo sentiu o gol e tentou ir para o ataque, mas na base do desespero, desarrumado. Felipe entrou aceso e, aos seis minutos, fuzilou de fora da área para boa defesa de Fabiano.
Boa jogada do Remo pela lateral, com Rony, que aos 12 minutos cruzou rasteiro para saída precisa de Weverton. Sem conseguir entrar na defesa atleticana, Bismarck arriscou de longe, à direita da meta. Bismarck também entrou bem na partida e tentou mais uma vez o chute aos 21 minutos, por cima do gol. Marcos Guilherme, que retonou como principal esperança do Rubro-Negro, era pouco acionado.
O Remo chegou ao empate aos 31 minutos, com Igor João, que aproveitou cobrança de falta para subir mais do que a defesa e testar firme par ao fundo das redes. Aos 35 minutos, Ilaíson soltou o pé e a bola bateu na rede pelo lado de fora. O Atlético mais uma vez fez uma apresentação abaixo da média e deve encontrar mais pressão da torcida em seu retorno à Curitiba.
Ficha Técnica:
REMO-PA 1 x 1 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Olímpico do Pará, em Belém (PA) 
Data: 02 de abril de 2015, quinta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília) 
Árbitro: Antônio Neuriclaudio R. Costa (AC) 
Assistentes: Rener Santos de Carvalho (AC) e Jean Carlos Rodrigues da Silva (AC)
Gols:
REMO: Igor João, aos 31 minutos do segundo tempo 
ATLÉTICO-PR: Felipe, aos 02 minutos do segundo tempo
REMO: Fabiano; Dada, Ciro Sena, Igor João e Jadilson; Alberto, Ilailson, Ratinho (Bismark) e Eduardo Ramos; Val Barreto (Rafael Paty) e Rony (Felipe MAcena).
Técnico: Cacaio
ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Gustavo, Lula e Lucas Olaza; Deivid, Paulinho Dias e Bady (Felipe); Douglas Coutinho, Dellatorre e Marcos Guilherme (Edigar Junio)
Técnico: Enderson Moreira
Veja como foi o empate do furacão com o Remo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário