Respirando:Atlético vence o Flamengo e se afasta da ZR.


O furacão derrotou o Flamengo por 2a1 na tarde desse domingo na arena,após sair perdendo o rubro negro correu atras e conseguiu a virada e uma vitória importante para se afastar da ZR.Com dois gols de Cléo o furacão foi a 37 pontos subindo para a décima colocação na tabla de classificação,a próxima rodada o furacão enfrenta o Criciúma em Santa Catarina.


O JOGO:

A partida começou em ritmo lento, com os dois times se estudando e procurando não se arriscar. Só aos quatro minutos é que o Atlético chegou no ataque em chute de Sueliton que não levou perigo para o gol de Paulo Victor. O Flamengo só apareceu na área paranaense aos seis minutos. Após cobrança de escanteio, o goleiro Weverton saiu bem e afastou de soco.
Um minuto depois, o Flamengo marcou o primeiro gol.Canteros cruzou rasteiro, Everton completou para o gol e a bola desviou em Eduardo da Silva,enganando o goleiro Weverton. Os jogadores paranaenses reclamaram de toque de mão do atacante croata no lance , mas o árbitro considerou que o lance foi involuntário e considerou que o goi foi legal.
Em vantagem, a equipe carioca tentou prender a bola para evitar que o adversário desse velocidade ao jogo,mas o Furacão seguiu pressionando em busca do gol do empate.
Aos 16 minutos, o Atlético Paranaense empatou. Delatorre se livrou de Anderson Pico, entrou na área e chutou. O zagueiro Chicão ainda tentou salvar,em cima da linha,mas Cléo aproveitou o rebote e colocou a bola nas redes.
Depois de sofrer o gol do empate, o Flamengo voltou a pressionar e,aos 20 minutos, Everton fez boa jogada individual,se livrando de dois marcadores,mas o chute saiu fraco e sem problemas para a defesa de Weverton.
A resposta da equipe paranaense veio aos 23 minutos,quando Delatorre, livre na área, teve a chance de marcar o segundo gol,mas cabeceou mal e desperdiçou a oportunidade. Os dois times cadenciavam a partida e ninguém se preocupava em apertar a marcação. Por volta dos 30 minutos, o Atlético não havia cometido uma falta sequer,enquanto o time carioca havia feito duas.
Aos 31 minutos, o Flamengo chegou novamente ao ataque e Anderson Pico lançou Everton que concluiu para uma defesa tranquila de Weverton.
Uma falha do lateral-direito Léo Moura proporcionou uma penetração perigosa de Paulinho Dias, mas o cruzamento não encontrou ninguém na área.Logo depois foi a vez de Bady se livrar da marcação e chutar com muito perigo.
Aos 45 minutos, O atacante Marcelo invadiu a área do Flamengo e foi derrubado pelo zagueiro Marcelo que entrou de carrinho. Pênalti que Cléo bateu com categoria para colocar o Furacão na frente do marcador.
Os dois times voltaram sem mudanças para o segundo tempo. E,ao contrário do que ocorreu na etapa inicial, o clima em campo ficou mais tenso,com as duas equipes cometendo faltas e parando o jogo. Aos cinco minutos, ao tentar afastar o perigo, o zagueiro Marcelo acerta as costas de um companheiro e a bola sobra para Bady que não consegue aproveitar o presente.
A equipe dirigida por Vanderlei Luxemburgo criou a primeira chance,aos oito minutos. O goleiro Weverton saiu de soco para afastar a bola da área e Anderson Pico ficou com a sobra,mas concluiu mal e não levou perigo. Aos 12 minutos, após cobrança de escanteio, Marcelo subiu só e cabeceou para fora, desperdiçando uma boa oportunidade.
Insatisfeito com o rendimento da equipe, o técnico Vanderlei Luxemburgo decidiu queimar as substituições de uma só vez. Saíram Anderson Pico, Cáceres e Eduardo da Silva e entraram João Paulo, Muralha e Nixon.
Aos 18 minutos, Natanael bateu falta,da intermediária, e assustou o goleiro Paulo Victor. O lateral-esquerdo do Furacão procurava explorar os espaços deixados por Léo Moura.E,aos 21 minutos, ele foi lançado na área,mas o goleiro Paulo Victor saiu com precisão e se atirou nos pés de Natanael para evitar a conclusão.
O Flamengo se lançou ao ataque para buscar o gol de empate e o time paranaense tentava aproveitar os espaços para contra-atacar. Aos 26 minutos, o argentino Canteros descobriu Gabriel,bem colocado,mas o chute do atacante não assustou o goleiro Weverton. Logo depois, o goleiro paranaense apareceu bem em cruzamento de Léo Moura que desviou na zaga.
O Atlético Paranaense parecia mais disposto a defender o resultado do que buscar o terceiro gol. Seus volantes quase não saiam das imediações da própria área, o que atraía o Flamengo para perto do gol de Weverton.
Aos 40 minutos, quase que o Flamengo consegue o empate. Após cruzamento de Gabriel, Natanael tentou cortar e quase colocou a bola nas redes de Weverton.
Muito retraído, o Furacão conseguiu uma ótima oportunidade de liquidar a fatura aos 43 minutos quando Douglas Coutinho penetrou livre e concluiu,para grande defesa de Paulo Victor.
FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO-PR 2 X 1 FLAMENGO

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 19 de outubro de 2014, domingo 
Horário: 16 horas (de Brasília) 
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS) 
Assistentes: Marcelo Bertanha Barison (RS) e José Antônio Chaves Franco Filho (RS)
Cartões Amarelos: Natanael (AP); Léo Moura (Fla); 
Gols: ATLÉTICO-PR: Cléo,aos 16 e 45 minutos do primeiro tempo FLAMENGO:Eduardo da Silva,aos sete minutos do primeiro tempo

ATLÉTICO-PR: Weverton; Sueliton, Cleberson, Gustavo e Natanael; Deivid, Paulinho Dias, Bady(Hernani)e Marcelo, Cléo(Marcos Guilherme) e Dellatorre(Douglas Coutinho) 
Técnico: Claudinei Oliveira 

FLAMENGO: Paulo Victor, Léo Moura, Marcelo, Chicão e Anderson Pico(João Paulo); Victor Cáceres(Muralha), Luiz Antonio, Canteros e Everton; Gabriel e Eduardo da Silva(Nixon) 
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Nenhum comentário:

Postar um comentário