Decepção:Atlético é goleado pela Chapecoense e se complica na tabela.


Mais uma vez a falta de qualidade e a juventude,atrapalharam o furacão na noite dessa quarta feira o rubro negro foi até Chapecó e foi goleado ela Chapecoense por 3 a 0 e se complicou ainda mais na tabela.Com o resultado o furacão fica na décima terceira colocação com seus 28 pontos a cinco da zona de rebaixamento,na próxima rodada o furacão recebe o Corinthians na arena da baixada.

O JOGO:

O Furacão começou a partida com pinta de que dominaria as ações. Aos três minutos, depois de uma pequena pressão, Hernani aproveitou cobrança de escanteio e testou por cima da meta. Aos poucos a Chape conseguiu equilibrar. Aos sete minutos Zezinho cobrou falta e Weverton saiu para segurar. Mas, aos nove minutos, Zezinho cobrou escanteio e Bruno Silva subiu para desviar de cabeça para o fundo das redes.
O gol animou o torcedor, que passou a empurrar ainda mais o time da casa. Aos 12 minutos, Camilo apareceu com liberdade na área e cabeceou por cima da meta. Depois da correria inicial, o ritmo caiu bastante, com as duas equipes errando demais. Aos 20 minutos, confusão na defesa catarinense e a bola sobrou para Cleberson finalizar pela linha de fundo, com desvio da zaga.
Os donos da casa chegaram ao segundo gol, aos 28 minutos, em desvio de Rafael Lima após cobrança de falta de Camilo, mas o árbitro anulou o lance anotando impedimento, irritando a torcida. Machucado, Jaílton saiu aos 34 minutos para a entrada de Douglas Grolli. Aos 38 minutos, Zezinho fez a jogada e serviu Leandro, que mandou a bomba, com perigo para o gol atleticano.
As duas equipes retornaram para o segundo tempo sem alterações. Aos três minutos Bady cobrou falta na área, a bola bateu na defesa, em Marcelo e saiu. O Atlético partiu para o ataque, mas a defesa da Chapecoense estava bem postada. Dessa forma, sobravam apenas as jogadas de bola parada e os chutões, tão criticados na campanha do Furacão durante toda a competição.
Em sua primeira boa chegada após o intervalo, a Chape quase ampliou, aos 13 minutos, com Bruno Silva, que aproveitou nova cobrança de escanteio e cabeceou para defesa de Weverton. A partida era fraca em Chapecó e a vantagem no placar para os donos da casa deixavam o ritmo ainda pior. Até que, aos 21 minutos, Zezinho cruzou na segunda trave e Camilo apareceu para se antecipar e cabecear para o fundo do gol.
Depois do segundo gol, o técnico Claudinei Oliveira resolveu queimar três mudanças de uma só vez, colocando Marco Damasceno, Lucas Olaza e Sidcley. Aos 31 minutos, Cleberson recuou para Weverton e quase entregou o ouro. Na resposta, Mosquito pegou sobra de bola e bateu forte para defesa de Danilo. O Rubro-Negro melhorou e, aos 35 minutos, Sidcley aproveitou cobrança de escanteio para completar para fora. Mas, aos 43 minutos, aproveitando jogada de Neném, Leandro fechou a contagem.
FICHA TÉCNICA:
CHAPECOENSE-SC 3 X 0 ATLÉTICO-PR
Local: Arena Condá, em Chapecó-SC
Data: 24 de setembro de 2014, quarta-feira
Horário: 21 horas (de Brasília) 
Árbitro: Charles Hebert Cavalcante Ferreira-AL
Assistentes: Pedro Jorge Santos de Araujo-AL e Esdras Mariano de Lima Albuquerque-AL
Cartões amarelos: Gustavo e William Rocha (Atlético-PR)
GOLS
CHAPECOENSE-SC: Bruno Silva, aos 09 minutos do primeiro tempo, Camilo, aos 21 minutos e Leandro, aos 43 minutos do segundo tempo
CHAPECOENSE-SC: Danilo; Ednei, Jaílton (Douglas Grolli), Rafael Lima e Rodrigo Biro; Bruno Silva (Wanderson), Ricardo Conceição, Zezinho (Nenén) e Camilo; Fabinho Alves e Leandro
Técnico: Jorginho
ATLÉTICO-PR: Weverton; Sueliton, Gustavo, Cleberson e Willian Rocha (Lucas Olaza); Deivid, Hernani, Bady (Sidcley) e Marcos Guilherme (Damasceno); Mosquito e Marcelo. 
Técnico: Claudinei Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário