Tudo errado:Em noite desastrosa,furacão joga mau e perde para o Atlético-MG.


A noite do furacão em Minas não foi nada boa,com muitas falhas e dois gols contras o furacão foi derrotado pelo galo e sofre sua segunda derrota consecutiva no brasileirão ficando na nona colocação na tabela.Com um sistema com três atacantes o rubro negro não se encontrou e foi derrotado pelo time mineiro na próxima rodada o furacão recebe o Botafogo na arena da baixada.

O JOGO:

Jogando no Independência, o Atlético-MG iniciou o jogo exercendo pressão em cima dos paranaense. Trocas de passes em velocidade, inversão de jogadas e aproximação de jogadores foram algumas das características do time do Galo nos primeiros minutos. A torcida logo sentiu que o time estava animado e passou a jogar junto com os donos da casa.
Em uma ótima trama ofensiva pelo lado direito de ataque, Maicosuel saiu na cara do goleiro Santos e bateu cruzado para boa defesa do arqueiro do Furacão. No minuto seguinte, o avante Jô desviou cobrança de escanteio e Deivid salvou literalmente em cima da linha, em uma pressão incrível dos alvinegros.
Após dez minutos de puro sufoco do Galo, o Furacão começou a adiantar um pouco as linhas de marcação, mas com o Atlético-MG ainda dominando as ações e criando as principais chances de marcar. Chamou a atenção o posicionamento defensivo dos paranaenses, que tiveram que se esforçar muito para conter os atacantes da equipe mineira.
Melhor no jogo, os alvinegros começaram a marcar a saída de bola do Atlético-PR, estratégia que surtiu efeito várias vezes na partida. Aos 27, Tardelli deu passe açucarado para Maicosuel, que mandou a bomba, a bola explodiu no travessão de Santos, em mais um grande momento do Galo.
Diferentemente de jornadas anteriores, as peças ofensivas do técnico Levir Culpi se movimentaram muito, dando opções de ataque para a equipe. Tardelli, Guilherme, Maicosuel e Jô alternaram posições em várias partes do confronto, o que confundiu a marcação dos visitantes. A pressão do Galo surtiu efeito aos 34, com o zagueiro Leonardo Silva, que desviou cobrança de lateral de Marcos Rocha e estufou as redes, abrindo os trabalhos no Horto.
Na volta para o segundo tempo, o cenário no Independência mudou pouco, ou seja, o Galo com mais volume ofensivo, enquanto o Furacão procurou explorar os contra-ataques em velocidade. Com o passar do tempo, o Atlético-PR passou a agredir com frequência maior, ganhando confiança e levando perigo contra a meta de Victor algumas vezes.
Aos dez minutos, a defesa alvinegra deu espaços para os paranaenses, e Marcos Guilherme resolveu arriscar tiro de longa distância, e acertou o canto direito do goleiro da equipe da casa, que se esticou todo, mas não conseguiu chegar na bola, permitindo o empate da equipe dirigida por Doriva.
Com a igualdade, os visitantes voltaram a jogar de forma retrancada enquanto o Atlético-MG partiu novamente para a pressão. Apesar de criar várias chances claras de gol, as redes do Furacão seguiam sem balançar, em grande parte devido aos erros excessivos na hora de concluir as jogadas. Os aplausos da torcida no começo do jogo se transformaram em vaias para o técnico Levir Culpi, em clara desaprovação as mudanças feitas.
Aos 30 minutos a torcida voltou a festejar após cruzamento de Luan, que Léo Pereira mandou contra o patrimônio, marcando gol em favor dos mineiros. O Atlético-MG seguiu criando chances e perdendo as oportunidades. O Furacão então resolveu ajudar, e aos 41, Deivid ficou com inveja de Léo Pereira e também marcou contra, fechando o placar.
FICHA TÉCNICA:
Campeonato Brasileiro: 13ª rodada
Data: 03/07/2014 [domingo]
Horário: 18h30
Local: Estádio Independência / Belo Horizonte-MG
Atlético Mineiro: Victor; Marcos Rocha, Réver, Leonardo Silva e Emerson Conceição; Pierre, Leandro Donizete, Guilherme (Luan) e Diego Tardelli; Maicosuel e Jô (Dátolo).
Técnico: Levir Culpi
Atlético Paranaense: Santos; Sueliton, Cleberson, Léo Pereira e Natanael; Deivid, João Paulo e Marcos Guilherme; Marcelo (Bruno Furlan), Douglas Coutinho e Cléo (Dellatorre).
Técnico: Doriva
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva [Pará]
Auxiliares: Marcio Gleidson Correia Dias [Pará] e Heronildo S Freitas da Silva [Pará]
Quarto árbitro: Igor Junio Benevenuto [Minas Gerais]
Assistente Adicional 1: Vinicius Furlan [São Paulo]
Assistente Adicional 2: Wasley do Couto [Pará]
Cartões Amarelos: Sueliton, aos 25' do 1ª T, Cléo, aos 13' do 2º T e Cleberson, aos 24' do 2º T (Atlético Paranaense)
Gols: Leonardo Silva, aos 33' do 1º T, Léo Pereira [contra], aos 30' do 2º T e Deivid [contra], aos 42' do 2º T(Atlético Mineiro); Marcos Guilhe

Nenhum comentário:

Postar um comentário