De volta as vitórias:Furacão vence o Botafogo,e cola no G4


Depois de duas rodadas finalmente o furacão se encontrou com a vitória novamente,com um esquema tático diferente o rubro negro derrotou o Botafogo na arena e encostou no G4 do brasileirão,com uma boa atuação principalmente no segundo tempo o Atlético foi superior ao time carioca e com um gol no fim de cada tempo garantiu mais três pontos na classificação.Na próxima rodada o rubro negro volta a campo contra o Sport Na ilha do retiro em Recife.

O JOGO:

Em mais uma partida marcada pelos portões fechados e o silêncio nas arquibancadas, a bola rolou para um inicio de jogo muito pegado, com as duas equipes tentando acelerar as jogadas. De um lado, o Furacão com a iniciativa, do outro, os cariocas tentando um bote certeiro para armar o contra-ataque. Aos quatro minutos, Edilson tentou duas vezes o chute na entrada da área e carimbou a defesa rubro-negra.
Aos poucos, o Botafogo aumentava sua posse de bola, apertando a marcação no meio-campo. Aos 12 minutos, Cléo partiu para a jogada individual, mas a bola sobrou para Marcelo, que partiu impedido para o lance. Aos 16 minutos, cobrança de falta na lateral da área atleticana e Edilson tentou a cobrança direta, facilitando o corte da zaga. Mesmo com a mudança de esquema, com mais jogadores no meio-campo, o Atlético não conseguia manter a bola nos pés e errava demais.
Em mais um ataque rápido do Botafogo, aos 20 minutos, Emerson Sheik recebeu no bico da grande área, abriu espaço e arriscou o chute por cima da meta. Na resposta, aos 22 minutos, foi a vez de Marcelo chutar de fora da área, mas fraco, nas mãos de Jefferson. Um minuto depois, cruzamento na área, Cléo desviou de cabeça, e Jefferson operou um verdadeiro milagre na Arena. No rebote, o Rubro-Negro desperdiçou um bom ataque.
O Furacão conseguiu se acertar em campo e já atacava mais do que o adversário, porém a defesa continuava sofrendo. Aos 32 minutos, contra-ataque em velocidade, mas Marcelo errou o passe. Na sequência, a bola sobrou para Natanael praticamente recuar para Jefferson. O ritmo do jogo caiu bastante, ficando mais truncado. Até que, aos 45 minutos, Natanael cruzou com perfeição e Cléo, agora sem chances para o goleiro, abriu o placar.
Para a etapa final, o Alvinegro voltou com Daniel no lugar de Lucas. Logo no primeiro minuto, contra-ataque para o Atlético, Cléo invadiu a área, rolou para trás, e a zaga chegou para chutar pela linha de fundo e ceder escanteio. Aos três minutos, Cléo disparou em velocidade, abriu a jogada com Bady, que deixou Marcelo na cara do gol. O atacante conseguiu isolar. Depois da pressão sofrida, o Botafogo passou a tocar mais a bola, tentado voltar para a partida.
Mais um bom ataque rubro-negro, aos oito minutos, mas Marcos Guilherme optou por tentar o gol de cobertura e exagerou na força. O ritmo voltou a cair, com o Rubro-Negro se fechando e o Botafogo parando em um verdadeiro paredão. Aos 16 minutos, Edílson cobrou falta e assustou Weverton, que nem se mexeu. Zeballos, em cobrança de falta, aos 22 minutos, isolou a bola e desperdiçou uma boa chance.
Apesar de muita vontade pelos dois lados, o jogo era tecnicamente feio. Aos 27 minutos, Emerson arriscou de longe e mandou direto para fora. Pressão carioca, aos 32 minutos, com o Furacão recuado demais. Primeiro em chute de Emerson, que Weverton defendeu com os pés. Na sobra, Gabriel desviou e a defesa atleticana salvou. Aos 37 minutos, Zeballos entrou driblando na área, mas se atrapalhou no momento da finalização, facilitando o corte.
Era jogo de ataque contra defesa. Aos 40 minutos, Sheik chutou e Wéverton segurou em dois tempos. Doriva fechou ainda mais com a entrada de Paulinho Dias, administrando até o fim para garantir os três pontos. Ainda deu tempo para Douglas Coutinho, aos 46 minutos, arrancar em velocidade, passar por Jefferson e tocar para o gol vazio para fechar a contagem.
FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO-PR 2 X 0 BOTAFOGO-RJ
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 10 de julho de 2014 (Domingo) 
Horário: 16 horas (de Brasília) 
Árbitro: Jean Pierre Goncalves Lima (RS) 
Assistentes: José Eduardo Calza (RS) e Alexandre Kleiniche (RS)
Cartões amarelos: Dória, Junior César, Emerson (Botafogo)
Gols:  ATLÉTICO-PR: Cléo, aos 45 minutos do primeiro tempo e Douglas Coutinho, aos 46 minutos
ATLÉTICO-PR: Weverton, Mário Sérgio, Cleberson, Léo Pereira e Natanael; Deivid, João Paulo, Bady (Otávio) e Marcos Guilherme; Marcelo (Paulinho Dias) e Cléo (Douglas Coutinho)
Técnico: Doriva
BOTAFOGO: Jéfferson, Lucas (Daniel), Dória, Bolívar e Junior Cesar; Aírton, Gabriel, Edilson e Luiz Ramirez; Rogério (Zeballos) e Emerson Sheik
Técnico: Vagner Mancini

Nenhum comentário:

Postar um comentário